Comportamento Humano

laitman_556Pergunta: É possível dizer que, mais cedo ou mais tarde, a pessoa vai entender que “Korach” (Coré), “Lepra” e todas as outras coisas que a Torá fala são suas características internas?

Resposta: É improvável que as massas possam compreender isso corretamente, mas os indivíduos são capazes de se transformar.

No entanto, entre as massas isso acontece muito mais porque a natureza as muda e elas sequer sentem que mudaram. Como elas vivem normalmente? Hoje eu penso em algo e amanhã nem me lembro o que pensei.

É muito difícil para um indivíduo elevar as massas, porque ele tem uma relação única com elas, um ego único.

Pergunta: Será que isso significa que nos faltam indivíduos que possam elevar o povo?

Resposta: Não. As massas são totalmente gerenciadas e alteradas por aquelas forças que estão nelas. Elas não se envolvem no processo de estudo.

Os indivíduos têm estados de anteontem, ontem, hoje e amanhã, porque escondido dentro deles está um sistema de avaliação e esclarecimento interno do que está acontecendo. Eles constituem a cabeça da alma coletiva, visto que têm pensamentos, intenções e direções que são coordenados com o Criador.

Eles estão preocupados com isso e precisam levar tudo em si mesmos, para absorver e concordar com o processo que está acontecendo. Depois de fazer isso, tudo o que eles entendem, compreendem e coordenam dentro de si com o Criador, especificamente em comparação com a situação de ontem, hoje ou amanhã, tudo isso passa para baixo para as massas, da cabeça ao corpo.

Enquanto que as massas não sentem que estão mudando: é assim que somos, e pronto. Elas não têm nenhuma compreensão de ontem, hoje ou amanhã, o esclarecimento de seus estados interiores, do avanço evolutivo.

Eles não sentem isso, porque estão no nível da besta, e uma besta, como sabemos, está apenas conectada a esse momento e situação em que existe, não tem problemas.

Uma vaca que está pastando no pasto hoje não é diferente de qualquer vaca que pastava num pasto 500 anos atrás. Enquanto que um ser humano que viveu há 500 anos e um ser humano que está vivo hoje, ainda há uma diferença.

No entanto, a sensação de nossa existência humana de 1.000 anos atrás foi perdida; ela não existe em nós. Os eventos que passamos estão em nós, mas estão ocultos na reencarnação das almas. Por isso as massas entendem tudo de forma completamente natural, sem comparar nada: “Isto é como eu estou pensando agora”.

A diferença entre as massas e a parte da cabeça, Adão, é que Adão aparentemente vagueia pelo eixo do tempo: o que lhe interessa também é paleontologia, zoologia, biologia, a sabedoria da Cabalá, o futuro, e tudo o mais.

Pergunta: Então, se a parte da cabeça sente que o que é dito na Torá está acontecendo dentro dela, o que acontece com as massas?

Resposta: As massas vão aceitar tudo isso naturalmente. De repente, serão criadas atitudes completamente diferentes nas relações mútuas: “Doação? Por que não? Eu vejo que isso é útil e necessário, isto é, é assim que devemos viver”. Elas não trabalham com o ego. Estes pensamentos e emoções simplesmente se alojam em seus corações e mentes e elas os carregam.

Comentário: Pessoas felizes….

Resposta: O objeto mais feliz do mundo é a pedra; ela não precisa de nada, só está lá na estrada. Afinal de contas, aquele que tem “maior sabedoria, maior o sofrimento” (Eclesiastes 1:18).

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 27/05/15

Comente