Subindo Os Níveis De Dificuldade

Laitman_041_01Pergunta: Eu tenho feito grandes esforços para superar os problemas de conexão no grupo e pensei que tinha conseguido. Mas depois descobri que todos os problemas só se tornaram mais sutis e difíceis de detectar. Eu não deveria começar a me acostumar com este tipo de trabalho com o tempo?

Resposta: A pessoa é nova a qualquer momento e por isso a cada momento ela descobre que seus fundamentos (nossos antepassados) se ocuparam da idolatria. É onde começa o novo nível. Ela descobre que está em seu egoísmo, no desejo de receber. Ela odeia todo mundo e não pode chegar à verdadeira doação. De certa forma, ela já é capaz de doar a fim de receber, mas não de doar a fim de doar.

É desse estado não corrigido que ela começa a trabalhar. Ela tem que organizar o apoio adequado, a fim de se aproximar da verdadeira forma de doação chamada fé, acima de seus cálculos pessoais. Ela tem que saber se isso é possível.

Nós podemos executar diferentes ações no grupo e despertar a Luz Circundante que executa a ação. Há ações que não atraem a Luz Circundante até nós, pelo contrário, elas não têm iluminação de cima. Portanto, realizando-as num grande grupo não vai levar a nenhum resultado.

Há ações que realizamos no grupo e, assim, atraímos a Luz Circundante, que é a Luz que tem que ser revelada no vaso corrigido. O vaso ainda não está corrigido, mas é focado na correção, o que significa que tenta, se esforça, sua, e está no processo, esforçando-se. Em resposta a esses esforços, a Luz age, e é nisso que tudo se baseia.

Um hábito é um anjo especial, uma força especial que foi deliberadamente introduzida em nosso sistema. Porque, de fato, um hábito não existe realmente. É como um sistema elétrico que não recebe energia e, portanto, imediatamente para de funcionar. Você não pode ficar chateado que a eletricidade corria por ele antes e agora isso não acontece. Nós temos que começar de novo a cada vez, e, portanto, não pode haver nenhum hábito, uma vez que cada estado tem uma força, seu próprio anjo.

Nós superamos isso uma vez e está gravado em nós. Este sistema já existe e funciona, mas um sistema ainda mais corrupto é revelado nele e nós temos que cuidar dele. Na verdade, é o mesmo sistema, mas por meio de uma resolução maior que nos permite ver as coisas mais profundamente.

Eu não luto mais comigo mesmo, a fim de me levantar de manhã e ir para a lição. Eu tenho feito isso há anos. Mas, então, novos obstáculos aparecem e há um maior endurecimento do coração, e de repente, eu começo a cair no sono durante a lição, o que eu não fazia antes.

Nós estamos constantemente subindo os níveis de complexidade. Mas não há hábitos; cada momento a minha relação com o Criador é totalmente nova, as condições mudam. Nós temos que descobrir que “Não há outro além Dele” em todas as condições e seguir em conformidade, o que significa que temos que alcançar a adesão: ações muito curtas e precisas.

No mundo corpóreo essas ações incluem o mundo inteiro, as quais temos que conectar a nós, mas, na verdade, são apenas várias ações. Quanto mais avançamos, mais clara essas ações se tornam. Em vez de “Santo e Bendito” (Kadosh Baruch Hu), o Criador, os santos nomes de dez (ADNI, HaVaYaH Elokim, etc.), há a força de doação, a força da fé, conceitos muito simples: GAR de Bina, ZAT de Bina. Nós temos que tentar trazer tudo para as definições mais concisas.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 20/04/13, Escritos do Rabash

Comente