Um Judeu Não É Uma Nacionalidade, Mas Uma Missão

Dr. Michael LaitmanComentário: Os árabes estão brigando não apenas com Israel, mas também entre si. As guerras civis estão acontecendo em muitos países árabes onde eles impiedosamente destroem seus próprios irmãos com todos os tipos de armas, mesmo químicas. Torna-se claro que conexões ruins entre pessoas estão destruindo o mundo.

Resposta: Além disso, a indústria e o comércio estão ligados de forma tão negativa que nós estamos destruindo a terra, exaurindo os recursos naturais. Nós estamos nos matando pelo nosso próprio egoísmo, que nos divide e nos obriga a lutar.

O que destrói nossas vidas hoje no século XXI é uma conexão ruim entre as pessoas. Se alguém pode mostrar um exemplo de boa conexão entre as pessoas, ele vai se tornar um fator positivo que afeta o mundo, uma boa força, e este é o propósito do estado de Israel. Ninguém mais pode levar o mundo à paz, exceto Israel.

O mundo está numa crise global que assola absolutamente todos. Esta crise só vai crescer, se expandir e aprofundar, absorvendo-nos em si mesma. É como um poço que se abre sob nossos pés, onde vamos cair um por um.

Nós ainda não sentimos esta crise a tal ponto, mas já entendemos que não temos influência para corrigi-la. A humanidade é impotente diante desta crise e não pode lidar com ela. Esta é a crise da família, da relação de uma pessoa com o mundo, com o seu vizinho, seus filhos e com a natureza.

Esta é uma crise da própria natureza, do clima. Nós estamos perdendo a esperança para a vida, a forma de nossa existência, o seu propósito. As pessoas estão tomadas por tal desespero que elas não entendem para que viver. E aqui, há uma opinião, gradualmente formada no mundo que todo o problema está nos judeus, e particularmente em Israel…

Esse ódio dos judeus, o habitual antissemitismo e o recém-criado “anti-Israelismo”, não vai parar, mas só aumentar. É preciso entender que estas queixas contra os judeus vêm da própria natureza. Portanto, nós devemos examiná-las e descobrir quão “justas” elas são.

Se nos referirmos às fontes com esta questão, ou seja, a sabedoria da Cabalá, que é a verdadeira Torá, a base da nação de Israel, a sua criação e organização milhares de anos atrás, nós veremos que as queixas estão corretas.

A Cabalá explica por que as nações do mundo odeiam Israel. Afinal de contas, ela deve ser uma Luz para todas as nações, ela deve brilhar para todos os sete bilhões. É seu dever, para o qual ela existe na Terra.

Não existe tal nacionalidade como “judeu”! Existem franceses, espanhóis, russos, britânicos, mas o povo de Israel não são pessoas comuns. Qualquer pessoa no mundo que queira se converter ao judaísmo e se juntar ao povo de Israel, se torna um judeu. Ela apóia a unidade (Ehud) e, portanto, é chamada de judeu (Yehudi).

De KabTV “Uma Nova Vida” 17/07/14

Comente