O Roteiro De Voo Para A Espiritualidade

Dr. Michael LaitmanEu tenho um problema: eu não sei como avançar em direção à meta espiritual. Eu não a vejo, e não posso apontar para ela. É por isso que constantemente preciso analisar para me certificar de que não me desviei do caminho. Isso é porque até mesmo o menor desvio no início pode levar à minha incapacidade de alcançar a meta, mesmo se eu continuar indo na direção correta.

No entanto, eu vou pensar que estou no sentido correto, e nem vou notar que “me desviei do caminho”. Eis porque é melhor se eu paro, olho onde estou e talvez até volte. Em seguida, pode ser possível que eu continue corretamente no meu caminho.

No entanto, que sinais vão me ajudar a determinar e me garantir que estou avançando na direção necessária, mesmo que a meta esteja escondida de mim?

Afinal, por exemplo, para um foguete atingir seu alvo quando é lançado, o curso de seu voo é calculado de acordo com fórmulas muito complicadas, levando em consideração diferentes fatores: vento, velocidade, rotação da terra e assim por diante. No entanto, nós pelo menos conhecemos todas estas leis.

No entanto, quando se fala sobre o objetivo espiritual e subir para cada novo grau, precisamos fazer toda a análise no início do caminho enquanto não entendemos nada ainda, não vemos o Criador, não imaginamos o caminho, e quem vai me dizer se estou errado?

Eis porque os Cabalistas dizem que a fórmula correta para a realização do objetivo é “Israel, a Torá e o Criador são um”. Além disso, é necessário que todos os três componentes sejam sempre iguais; nenhum pode prevalecer sobre o outro. Todos precisam estar juntos, constantemente sintonizados no mesmo ponto.

Israel é uma pessoa no mundo que se esforça para alcançar a meta: direto ao Criador (em hebraico, Yashar (direto) e El (Criador)). O Criador é o nível de Bina, e Bina é a propriedade de doação, Hafetz Hesed.

O que é a Torá? É a Luz que Reforma. Em outras palavras, eu sempre preciso me esforçar em direção a certa força que corrige que pode me influenciar e corrigir até eu atingir o estado aonde Israel, a Torá e o Criador vão se tornar um.

O Criador é a raiz para a qual nos esforçamos. Ele é o nosso objetivo, a propriedade absoluta e completa de doação. Em outras palavras, quando eu me corrigir completamente em todos os meus desejos, minha correção será chamada de Criador (HaKadosh Baruch Hu).

É por isso que antes que eu empreenda qualquer coisa — sejam meus pensamentos, desejos ou intenção — eu preciso ficar com todos os três componentes dentro de mim a cada momento para que eles sejam iguais e me deem a sensação de unidade entre eles.

Então, eu vou caminhar corretamente em direção à meta.

De uma lição do “Cabalá para Iniciantes” 17/11/10

Comente