A Terra De Israel Não é Um “Ninho Aquecido”

Dr. Michael LaitmanO objetivo das guerras em que o povo de Israel se envolve é nos fazer entender pelo que devemos lutar e como devemos fazer isso. Todas as guerras devem ser realizadas internamente e buscar um objetivo: a unidade entre nós.

Pergunta: Como exatamente nós interagimos com a força superior quando estamos em guerra?

Resposta: A força superior é um poder natural; ela representa a força da unidade, a Luz. Assim que nós a atraímos, a “convidamos” a descer e nos governar, ela aparece. Assim, através de nós, o povo de Israel transmite essa força às nações do mundo.

Assim, o conceito de “guerras israelenses” significa a batalha contra o nosso egoísmo que nos separa. “Guerras israelenses” significam combates de unidade que devem ser criados entre nós e depois transferidos às outras nações.

Pergunta: Quais são os indicadores de que a força superior se manifesta entre nós e faz mudanças? Poderia ser na mudança da dinâmica do processo?

Resposta: Eu julgo isso na crise global que nos diz que o mundo carece de unidade e conexão. Todos nós estamos num sistema que nos identifica como um todo único, indivisível e geral, e ainda assim nós estamos separados uns dos outros e, portanto, sofremos danos e não podemos atingir o estado de abundância. Esta é a essência da crise mundial.

Os resultados negativos da crise geral são apresentados em todas as esferas da nossa vida: deterioração dos valores da família, ódio mútuo, guerras, conflitos, devastação dos recursos naturais, etc. Todos estes desastres têm origem na conexão errada entre nós.

Pergunta: Qual a razão das restrições que limitam nossa capacidade militar, apesar da nossa superioridade em armas?

Resposta: Nós temos um trunfo: um povo que se chama “o povo de Israel” vivendo na terra de Israel. Em outras palavras, nós temos tudo para organizar a nossa vida de uma forma que é exigida de nós. Afinal, “Israel” significa unidade e conexão. “Israel” significa que estamos todos conectados e fixos na meta preparada para nós desde o nascimento: ser “como um homem com um coração”.

Eu acho que as pessoas chegam ao ponto de desespero das vitórias militares parciais que alcançamos. O povo de Israel está pronto para ouvir exatamente do que a nossa salvação depende. Certamente, os métodos convencionais não estão nem perto de resolver o problema.

Pelo contrário, ano após ano, nós afundamos neste problema. Portanto, vamos desistir de nossas últimas ilusões: não há solução militar ou política para a situação; a única maneira de resolver este confronto foi descrita na sabedoria da Cabalá há milhares de anos. Nada mudou desde então.

Pergunta: É verdade que a guerra atual é aberta e desperta o coração das pessoas?

Resposta: Isso não acontece só conosco. Eu repito, as guerras que nós somos forçados a nos envolver são destinadas a nos mostrar que temos que procurar uma solução de uma natureza totalmente diferente. As ações militares somente nos orientam no caminho errado. É completamente inviável lidar ou fazer amizade com nossos vizinhos. Não há nenhuma possibilidade de construir uma casa para o povo de Israel sob essas circunstâncias. O mundo inteiro vai finalmente concordar com este fato. Enquanto o Estado de Israel existe, o mundo chegou à conclusão de que não devemos estar aqui nesta terra por mais tempo, uma vez que nos tornamos um fardo para a humanidade.

Será que realmente viemos para esta terra para criar um “ninho aquecido” para nós mesmos? “Então, encontrem um outro lugar!” – Dizem-nos. “Vocês sabem como se estabelecer em qualquer lugar!”

Conquistar a terra de Israel após o êxodo do Egito é bem diferente. Naquela época, tínhamos que vir aqui para nos tornar “a luz para as nações”, para construir o Templo (literalmente – a Casa da Santidade), ou seja, para alcançar a unidade que transmite a Luz.

O que estamos dando para o mundo, neste momento? Para que perdemos nossa singularidade? As nações do mundo esperam ações diferentes de nós.

Pergunta: Para onde nos empurra a pressão mundial?

Resposta: A pressão vem da força superior, o poder da unidade, a força global da natureza que atua sobre os níveis inanimado, vegetal e animal. Nesta altura, esta força tem que penetrar a “espessura” do nível falante e depois se fundir com o resto da humanidade. Nós somos o “plugue” que a impede de fazer isso. Esta é a raiz de todos os problemas e guerras que acontecem no mundo. Eles são dirigidos a nós.

Vamos torcer para que possamos finalmente entender essa linguagem. A nossa predestinação é abrir o caminho para a Luz e nos tornar “a luz para as nações”. Só então haverá paz para nós.

De KabTV “Os Cabalistas Escrevem”. As Guerras de Israel” 21/07/14

Comente