Um Bom Menino Segue O Exemplo Dos Seus Pais

Dr. Michael LaitmanRabash, “A Questão da Sucção e Concepção”: Portanto, a primeira fase da obra de Deus é a fase da concepção, Ibur, ou seja, que a pessoa anula seu eu e entra no útero da mãe no estado de concepção.

Isso significa que ela anula o amor próprio chamado Malchut, que é originalmente chamado de desejo de receber a fim de receber, e entra na fase dos vasos de doação que é chamada de fase de Bina.

A pessoa se restringe pela Luz que Reforma e começa a trabalhar a partir do estado de embrião. Todos os preenchimentos vêm como resultado do nosso trabalho contra o nosso ego. O esforço de superar as dificuldades, os problemas e as confusões que passamos é realmente o preenchimento do nosso vaso espiritual.

O Criador é bom e benevolente. Nós temos que trabalhar para nos tornar um ser humano, Adão, que significa aquele que se assemelha (Domeh – da mesma raiz em hebraico) ao Criador. Mas nós temos que seguir o exemplo do Criador, a fim de nos assemelhar a Ele, como uma mãe que diz a seus filhos: “Vocês devem ser bons uns aos outros; por que vocês continuam brigando e lutando o tempo todo?” Isso significa que nós temos que seguir o exemplo dos pais de acordo com a maneira como eles nos tratam.

Não há ninguém de quem possamos tomar um exemplo, exceto eles. Não há crianças boas para começar e nós só podemos seguir o exemplo dos adultos, dos pais. Nós temos que tratar um ao outro da mesma maneira amorosa que eles nos tratam. Então, cada um de nós será chamado de Adão, aquele que se assemelha ao Criador. É muito simples, e isso é tudo o que temos que fazer.

Se o Criador é bom e benevolente para com os maus e os bons, e trata a todos com amor absoluto, nós também devemos atingir o estado no qual tratamos todos os seres criados com amor. E quanto a conquista do Criador, a conquista dos níveis espirituais, a conquista dos mundos superiores? Tudo isso é revelado entre nós.

Nós começamos a trabalhar com o mundo, com as pessoas, começando com aqueles que estão perto de nós até os mais distantes, já que as correções são do mais fácil para o mais difícil. Então, quanto mais nós expandimos este círculo, o que significa o nosso vaso, e quanto mais profundamente nos envolvemos nessas relações ao superar um ego cada vez maior e mais cruel, nós descobrimos um trabalho cada vez mais sublime. Assim, nós podemos avançar pelas fases de Aviut (espessura) da fase da raiz, fase um, dois, três e quatro e descobrir a Luz de NRNHY.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 13/02/14

Comente