Uma Geração De Crianças Maduras

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como eu posso esperar a unidade se a não sinto e não tenho ideia do que é?

Resposta: Nós temos que imaginar o estado de unidade e jogá-lo, como crianças que acreditam que são adultas e crescem jogando esse jogo. Você entende muito pouco quando se trata de estados espirituais e por isso tem que jogar e se desenvolver como um bebê.

Nós vemos um fenômeno muito interessante em nossa geração: as pessoas estão se tornando cada vez mais crianças. Todo mundo está jogando e não tem pressa para começar a vida real. Todo mundo passa sua vida jogando, ficando na casa dos pais até a idade de 30 a 40 anos, não querendo se casar e crescer, não querendo ter uma carreira, ou assumir qualquer responsabilidade, mas sim desejam passar sua vida confortavelmente livre de quaisquer preocupações, como se num jogo.

Esta atitude infantil em relação à vida é típica da geração atual. É uma atitude muito especial que realmente indica que eles estão prontos para jogar! A atitude séria em relação ao trabalho desapareceu, e as pessoas passam o tempo jogando. A principal coisa são os amigos, entretenimento à noite, futebol e televisão.

As pessoas estão cada vez mais infantis, o que é confirmado por estudos sociológicos. Esta é uma norma aceita tanto pela sociedade e pelos pais, ou seja, pela geração mais velha. Os pais aceitam o fato de que o seu filho de 30 anos de idade continua uma criança. Os próprios jovens também parecem querer permanecer como crianças.

Isto é porque nós estamos nos tornando mais dignos de jogar e é jogando que podemos vencer e avançar no nosso desenvolvimento espiritual. Nas gerações anteriores, nós estávamos ocupados satisfazendo o ego, o nosso grande desejo de receber. Portanto, nós estávamos tão sérios em estar totalmente incorporados nele, em sermos assimilados nele, e executarmos as ações mais sérias e difíceis.

Agora, no entanto, acabou. Esta é uma indicação de que é na nossa época que estamos prontos e somos dignos de correção! Não é a desgraça desta geração que parece ficar para trás das gerações anteriores. Pelo contrário, é uma indicação de desespero e decepção do desenvolvimento anterior e a disponibilidade de correção, que temos que executar agora. A correção é realizada jogando: workshops, conexões, diferentes jogos, atividades, músicas e um pouco de trabalho para que possamos prover a nós mesmos. É isso aí; é assim que a vida vai ser.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 15/10/13, O Zohar

Comente