Quem Está Projetando O Filme Da Nossa Vida?

Dr. Michael LaitmanA cada um de nós foi dado um ponto no coração, a Reshimo (gene espiritual) do próximo nível, e então nós começamos a realizá-lo. Mas como nós podemos realizá-lo? Afinal de contas, por um lado, há um desejo que se concentra sobre o Criador, mas por outro lado, parece que há muitas forças e fatores, e nós somos atraídos para um determinado local, não sabendo o que fazer e como fazê-lo.

Em todos os níveis nós fazemos escolhas sem saber para onde estamos sendo atraídos, o que está acontecendo conosco ou de onde vêm todos os atributos e os novos desejos em mim, etc.

O resultado é que eu tenho um problema ao me unir com a força superior. O mundo ao meu redor, ou seja, os diferentes fatores que me influenciam, pessoas, animais, a natureza vegetal e inanimada, não são objetos corpóreos, mas forças que nos influenciam. Eu tenho que atribuí-las ao Criador e entender que Ele é o único por trás delas, o gerente, o diretor e o operador. É assim em todos os níveis e em todos os estados.

Mas há um problema: Como eu chego à revelação do Criador? Revelar o Criador significa determinar que apenas Ele governa o mundo inteiro.

Ele criou um Masach (tela) em torno de mim sob a forma de uma esfera na qual Ele projeta um perpétuo filme chamado “nosso mundo”, “meu mundo”. Eu tenho que adivinhar para saber quem está projetando este filme para mim. É para esta finalidade que me é mostrado o filme na tela em que estou. Cada vez diferentes pessoas, eventos e sentimentos são projetados e é tudo só para que eu revele o gerente acima deles, e isso irá me focar apenas Nele, através de todos os problemas. Não há outro além Dele.

Who Is Projecting The Movie Of Our Life

Mas tudo o que me influencia nega a união com o Criador e me abastece com sentimentos e informações que são totalmente o oposto Dele. Assim, eu me sinto dividido. Por um lado, eu tenho a sensação deste mundo, de uma infinidade de causas e deuses (não importa como você os chama). Por outro lado, há apenas uma força.

Minha meta é sair da condição de múltiplas causas, o estado de sentir-se separado, uma vez que eu não entendo por que me deparo com tantos problemas por todos os lados. Além do mais, de repente eu me encontro num estado de crise. Eu não me senti assim antes, não se tratava da revelação deste sistema, uma vez que não havia ninguém para quem revelá-lo.

A crise me força a questionar múltiplas causas. O que está acontecendo neste mundo? Eu sou dominado por um medo animalesco do futuro: como viver e o que fazer?

O problema aumenta. As perguntas que surgem e a crise se complementam e me colocam num dilema (Δ): “O que devo fazer neste mundo? Qual é a razão para tudo o que acontece?” Eu tenho que entender a razão para a crise.

No momento em que eu souber o que ela é, serei capaz de lidar com ela de alguma forma. Ela me empurra para investigar; pode levar anos e até mesmo passar por uma terceira e quarta Guerra Mundial. Todos esses são processos históricos e podem ser muito longos e durar décadas.

Finalmente, depois de uma longa busca, eu percebo que existe um Criador, a força que evoca tudo isto, que governa e determina tudo. A pessoa começa a se perguntar por que o Criador faz tudo. Mas ela se pergunta como nós, como pessoas com um ponto no coração. No momento em que a pessoa sente que existe certa causa que ela deve descobrir, já é o ponto no coração.

Então, a pessoa alcança um grupo de Cabalistas e se ocupa na aprendizagem e na educação integral e atinge gradualmente a correção. Nós já estamos no estado da conexão certa no grupo (que é a educação integral geral para nós), e realizamos o método espiritual (realização num grupo) e alcançamos a correção.

Portanto, a meta principal é como Baal HaSulam diz no artigo “Não Há Outro Além Dele”, que embora sintamos uma infinidade de causas, nós devemos determinar que há apenas uma causa para tudo o que acontece. Este é o nosso trabalho, nossos esclarecimentos e tudo.

O Criador envia-nos muitos problemas que nos partem em pedaços e nós temos que concentrá-los apenas numa causa. É porque os muitos problemas que vemos, todos são, na verdade, um único problema: nossa falta de compreensão, nossa oposição. Visto que nós somos feitos de diferentes atributos, nossa oposição a Ele é revelada na forma de muitas contradições diferentes.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 21/07/13, Shamati #59 “Sobre a Vara e a Serpente”

Comente