2013: A Recorrência Da Crise Econômica

Dr. Michael LaitmanOpinião (DeAnne Julius, ex-analista da CIA, membro fundador do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra): “Olhe ao redor do mundo e grandes riscos abundam. Um ou mais países podem desistir da zona do euro. A violência pode se espalhar por todo o Oriente Médio. O Congresso dos EUA ainda pode tirar o país de seu abismo fiscal e da recessão. A disputa de uma ilha entre a China e seus vizinhos pode incendiar, fazendo com que os EUA intervenham no Pacífico. Mas, na minha opinião, o maior risco é que um desses evento,s ou algum outro, jogue o mundo em outra crise financeira global, uma ‘CFG II’”.

“Esta é uma possibilidade, por três razões. Primeiro, a economia mundial ainda está frágil e lentamente se recuperando da CFG de 2007-08. …Segundo, a política econômica está no seu limite. Tanto a política fiscal quanto a monetária atingiram seus limites efetivos. … A terceira vulnerabilidade é a fraqueza política. A austeridade prolongada está minando o apoio político dos partidos tradicionais e encorajando a extrema direita e a extrema esquerda. Os países periféricos da Zona Euro estão particularmente em risco”.

Meu comentário: Para reduzir esses riscos é necessária uma ampla cooperação, mas nós vemos como os governos estão observando silenciosamente o crescimento do protecionismo e do fascismo em seus países. Apenas a adoção de uma política unificada de educação e treinamento em todos os países do G-20 vai trazer paz, equilíbrio, e criar as condições para uma compreensão do processo de integração e tomar as decisões certas no novo ambiente.

Comente