EUA: O Aumento Da Campanha Anti-Islã

Dr. Michael LaitmanNas notícias (do National Post): “Um anúncio incendiário equiparando a jihad islâmica à selvageria foi publicado segunda-feira em 10 estações de metrô de Nova York, ainda que grande parte do mundo muçulmano ainda esteja fervendo com relação a um filme feito na Califórnia ridicularizando o profeta Maomé”.

“O anúncio, patrocinado pela Iniciativa de Defesa da Liberdade Americana pró-Israel, surgiu após a Autoridade de Trânsito Metropolitana perder a tentativa de se recusar a publicá-lo, alegando que ele violou a política da agência contra a linguagem humilhante. Em julho, um juiz federal decidiu que ela era uma expressão protegida e ordenou a ATM a colocar os cartazes”.

“O anúncio, em sua maioria com letras preta-e-branco em cartazes de 46 por 30 polegadas (117 por 72 cm), permanecerá publicado por um mês, disse o porta voz da MTA Marjorie Anders. ‘Em qualquer guerra entre o homem civilizado e o selvagem, apoie o homem civilizado’, o anúncio lê. ‘Apoie Israel/Derrote a Jihad’”…

“Apesar da controvérsia, a maioria dos transeuntes do metrô que passaram pelo anúncio num túnel na estação Times Square segunda-feira não percebeu isso. Aqueles que perceberam geralmente forma críticos”.

Meu comentário: Obviamente, é melhor sem mencionar Israel, mas aparentemente não há nada que você possa fazer, é o destino, a mídia faz o que quiser. Mas o flerte dos EUA com a primavera árabe eram conhecidos de antemão, bem como suas provocações em atividades de protesto em Israel (ver Protests As A Manipulation Of The World).

Além disso, era conhecido com antecedência a política falha do Departamento de Estado dos EUA contra Israel; se não na tática, na estratégia. O curso do Departamento de Estado dos EUA para eliminar Israel, como Estado, levará à eliminação dos EUA, porque interfere no plano da natureza para correção do mundo.

Comente