Você Não Vai Aprender Sem Tentar

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “A Última Geração”: A adoção das leis de altruísmo, baseadas no amor ao próximo, no sentido literal. Distribuição igualitária dos lucros, de modo que cada um trabalhe de acordo com suas habilidades e receba de acordo com suas necessidades.

Nós temos que perceber que o Baal HaSulam não toma esses princípios de Marx. Em geral, ele não constrói sua abordagem sobre os conceitos de cientistas, tais como Marx, Einstein e Freud. Só de olhar para a forma corrigida e perfeita dos vasos (almas), ele vê que estágios nós devemos passar em nosso mundo, avançando em direção à meta até o fim da correção e perfeição.

Nós não estamos falando de corpos, nem sobre a formação social ou a relação entre os povos, nações, partidos e movimentos políticos. Não, nós estamos falando de almas, como elas vão se unir numa só alma e chegar à meta, ao fim da correção no mundo do Infinito.

Como podemos realizar a correção espiritual com a ajuda de ações materiais consecutivas em nosso mundo? Diz-se: “A partir de Suas ações, O conheceremos”. Primeiro, nós realizamos uma ação e depois a compreendemos. Assim é na vida real. Por exemplo, num novo local de trabalho, primeiro eu realizo cegamente as instruções do supervisor, aprendendo meus deveres.

Da mesma forma, uma criança copia os adultos e, devido a esse instinto, mais tarde começa a entender o que está acontecendo, por que é necessário agir de uma maneira e não de outra. A criança sempre começa estudando pela prática: ela repete algumas vezes o exemplo que viu e só depois é que podemos explicar a ela a lógica da situação. Então, talvez ela acrescente algo de seu entendimento e execute a tarefa ainda melhor do que nós.

Portanto, tudo novo começa com a imitação do antigo. É por isso que ao estudar as obras do Baal HaSulam, nós devemos entender através do que ele vê a nossa situação. Seu olhar penetra em todos os mundos, desde formas extremamente externas que hoje aparecem diante de nós até a imagem no fim da correção. Ele vê todo o processo através do qual todos devem passar no caminho para a meta. A meta é que nos revelamos na forma final, sem corpos, sem este mundo, no mundo do Infinito.

Portanto, a questão não está em Marx, nem nas citações famosas de alguém e visões socialistas. O Baal HaSulam simplesmente usa a teoria de Marx e outras teorias, definições, símbolos e nomes para explicar que estados nós temos que passar e como devemos agir. Ele poderia encontrar outras palavras para descrever tudo isso que temos que atravessar no caminho para a correção final. Você não deve considerá-lo um socialista ou atribuir quaisquer simpatias políticas a ele. É conveniente para ele usar os conceitos existentes para nos mostrar os passos certos da correção.

Portanto, ele começa com o amor ao próximo: inicialmente, nós devemos nos educar desta forma, saber que estamos falando da correção de vasos (desejos) após a quebra. A unificação é a única ferramenta que nos permite voltar ao estado corrigido. Assim, neste nível, no contexto de nossa compreensão, essa unificação é definida pelo princípio:. “Ame ao próximo como a si mesmo” e muito mais.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/08/12, Escritos do Baal HaSulam, “Última Geração”

 

Comente