“Queda Da UE Poderia Ajudar Um Novo Hitler A Chegar Ao Poder”

Dr. Michael LaitmanOpinião (Geoffrey Roberts, historiador britânico ): “A crise política e econômica da UE pode ajudar a surgir um novo Hitler Europeu, adverte o professor Geoffrey Roberts. Ele acredita que o atual aumento de ultranacionalismo na Europa se assemelha ao de 1930 como a história tende a se repetir. …

“Se a zona do euro entrar em colpaso, se a EU entrar em, o cenário mais provável seria substituído por diferentes frentes nacionalistas. Uma boa pergunta seria: quais formas de nacionalismo, quão extrema e perigosas elas vão ser?”.

“‘Esta é a lição histórica, o que aconteceu antes da Segunda Guerra Mundial, particularmente na década de 1930, quando houve uma crise semelhante à que estamos passando agora. O resultado disso foi o surgimento do nacionalismo extremo, o surgimento de uma série de regimes autoritários e do tipo nazistas na Europa’”.

Do livro de Baal HaSulamA Última Geração : Acontece que o mundo erroneamente considera o nazismo um desfecho particular da Alemanha . Na verdade, ele é o resultado de uma democracia e socialismo que ficaram sem costumes, religião e justiça. Assim, todas as nações são iguais nisso; não há nenhuma esperança de que o nazismo perecerá com a vitória dos aliados. Amanhã, o britânico vão adotar o nazismo, já que eles também vivem num mundo de democracia e nazismo.

Lembre-se, que os democratas também devem renunciar a religião, os costumes e a justiça como os marxistas, porque todos estes são servos fiéis apenas da assertiva em público. Eles sempre colocam obstáculos diante dos democratas, ou da maior parte do público.

É verdade que pensadores entre os democratas mantêm um olhar atento de modo que a religião e os costumes não sejam destruídos de uma vez, pois eles sabem que o mundo será arruinado. No entanto, nessa medida, eles também interferem no governo da maioria. Uma vez que a maioria fica mais inteligente e os entende, ela certamente vai eleger outros líderes, como Hitler, já que ele é um verdadeiro representante da maioria do público, seja alemão, inglês ou polaco.

Comente