Textos com a Tag 'unidade'

Tudo É Determinado Pela Unidade

938.04Há um poder especial na adesão de amigos. Como os pontos de vista e os pensamentos passam de um para o outro pela adesão entre eles, cada um se mistura com o poder do outro, e por isso cada um do grupo tem o poder de toda a sociedade (Rabash, Artigo 14, (1988) “A Necessidade do Amor de Amigos”).

A necessidade de amor de amigos é explicada pelo fato de que se eu não me conectar com eles, e uma conexão boa e correta é chamada de amor, não tenho onde receber meu Kli (vaso) espiritual.

Naturalmente, não serei capaz de revelar o Criador e o mundo superior, e permanecerei em meu estado solitário e desconectado e sentirei apenas meu egoísmo interior pessoal, ou seja, nosso mundo.

Há um poder especial (um resultado especial excepcional) na adesão de amigos. De fato, devido à sua fusão, visões e pensamentos passam de um para o outro, ou seja, unem-se neles.

Portanto, quando todos querem estar unidos com seus amigos, os fluxos de luz superior passam por eles, que se unem neles. E todos, exceto seu pequeno egoísmo, recebem influência de todos os outros e já consistem nas qualidades e pensamentos de todo o grupo.

Cada um deles e todos juntos têm um Kli mútuo, unido e combinado, um vaso, no qual o Criador se revela.

Cada um se mistura com o poder do outro, e por isso cada um do grupo tem o poder de toda a sociedade. Ou seja, nosso avanço é baseado e depende apenas de nossa unidade. Não de qualquer outra coisa!

Você pode saber perfeitamente bem o que está escrito nos livros, você pode ser um grande teórico estudioso da Cabalá, mas nunca se tornará um praticante se não tiver um grupo, se não se unir a todos. Isto é afirmado no artigo “A Arvut – Garantia Mútua” e outros artigos de Baal HaSulam e Rabash.

Você não pode fazer nada. Somos criados como egoístas, separados uns dos outros. Se nos elevamos acima de nosso egoísmo individual, em cada um de nós criamos tais condições que podemos revelar o mundo superior.

Nosso avanço é baseado e depende apenas da nossa conexão. Nós revelamos o mundo superior dentro dele, o que significa que revelamos o Criador. E a magnitude da conexão forma um Kli espiritual, nossa alma comum.

Tudo é determinado apenas pela nossa conexão. Esta é a coisa mais importante, e eu diria a única. Mas, por outro lado, o fator principal e determinante é a magnitude, o poder e a força de nossa conexão.

Da Convenção Internacional “Elevar-se Acima de Nós Mesmos” 08/01/22, “Aderir-se aos Amigos”, Lição 3

Violação Da Unidade

961.2Profetas, Josué, 22:33-34: Estes se alegraram com o relatório e louvaram a Deus. E não mais falaram em guerrear contra as tribos de Rúben e de Gade, nem em devastar a região onde eles viviam.

Os filhos de Rúben e de Gade deram ao altar este nome: Um Testemunho Entre Nós de que o Senhor é Deus.

Pergunta: As duas tribos e meia que atravessaram o Jordão mais tarde deixarão o povo e serão as primeiras a ir para o exílio. É possível prever com antecedência onde a unidade será violada?

Resposta: Claro: no avanço em direção à meta. O que está acontecendo na sociedade israelense hoje é uma desintegração absoluta porque não há avanço em direção a um único objetivo. O liberalismo ou a chamada liberdade é mortal para qualquer nação, especialmente para o povo judeu.

Pergunta: Foi possível prever com antecedência que isso aconteceria?

Resposta: Sem dúvida. Você pode dizer o quanto quiser que ter um monte de tendências na sociedade é contemporâneo, é um sinal de uma sociedade desenvolvida, e é assim que deve ser. No entanto, essa não é uma sociedade desenvolvida, mas um egoísmo desenvolvido, não corrigido e decadente, e qualquer uma de suas ações divide as pessoas em partes.

Pergunta: Isso significa que quando começamos a construir o país já era possível dizer que seria assim?

Resposta: Esse país foi criado com base na guerra e é governado apenas pela guerra, incluindo a guerra entre si. Todos os membros do governo estão pensando em como se afastar. Se não fosse pela ajuda de cima, nosso país já teria morrido há muito tempo.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno” 23/08/21

Mulheres E Unidade

962.8Pergunta: Nós sabemos como o ambiente afeta uma pessoa. Nós mulheres ouvimos a lição diária todos os dias e é apenas sobre o trabalho da dezena: exercícios, a tarefa diária, workshops e encontros das dezenas. Tentamos implementar tudo o que ouvimos de nosso professor.

Você disse recentemente que as mulheres não precisam trabalhar na unidade entre elas. Se for esse o caso, por que precisamos ouvir a lição, e especialmente a primeira parte que é sobre trabalho interno e trabalho nas dezenas? Não seria melhor não ouvir a primeira parte da lição para evitar confusão?

Resposta: Por causa de sua natureza básica, as mulheres não podem participar dessas atividades da mesma forma que os homens, porque cada mulher é individualista. A quebra do vaso da alma geral de todas as nove Sefirot é a parte masculina.

A quebra de Malchut é a parte feminina. A quebra de Malchut é muito difícil, e as mulheres também entendem o quão difícil é para elas se conectar. Por outro lado, é muito fácil para os homens se conectar em comparação com as mulheres. O egoísmo dos homens é totalmente diferente do das mulheres. Os homens são como crianças em comparação com as mulheres. É muito difícil para uma mulher fazer isso.

Esta é a razão pela qual as mulheres não são obrigadas a cumprir as sérias demandas que são exigidas dos homens. Eu enfatizo isso para que não seja um obstáculo em nosso trabalho espiritual. As mulheres podem fazer tudo o que os homens fazem, ouvir as lições e tentar fazer tudo. No entanto, ao mesmo tempo, devem compreender que funcionará muito mais lentamente e será mais difícil. Mas chegar mais perto do Criador será mais rápido.

Não se trata do mesmo tipo de trabalho. Afinal, existem diferenças entre homens e mulheres em nosso mundo. Portanto, é impossível comparar as perspectivas femininas do mundo – sua atitude, seu sentimento do mundo, sua atitude para com a família, os filhos, para tudo o que acontece – com a perspectiva masculina. Não podemos habitar um dentro do outro. Somos criaturas totalmente diferentes.

Portanto, embora homens e mulheres precisem se aproximar do Criador, incluindo o trabalho comum entre eles, precisamos prestar atenção aos nossos atributos de gênero.

Pergunta: Até que ponto os homens precisam ouvir os conselhos e recomendações das mulheres em seu trabalho de disseminação?

Resposta: Eu acredito que exceto para o trabalho espiritual, as mulheres podem fazer todos os outros tipos de trabalho melhor do que os homens. Elas devem ter o maior número possível de oportunidades de participação na disseminação.

É melhor dar a parte que está relacionada com o trabalho espiritual aos homens, como palestras, etc. e deixar as mulheres se envolverem na disseminação.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 12/02/19

Unidade Que Vem Desde O Início Dos Tempos

275Comentário: Um método espiritual comum é o chamado “ensino de Osho”. Como a Cabalá, fala sobre unidade e a percepção do universo como um todo único.

Minha Resposta: Muitas pessoas falam sobre união. Hoje, físicos e até economistas dizem que tudo está interligado. O geólogo russo Vladimir Vernadsky (1863-1945) desenvolveu a teoria da noosfera. Em princípio, a unidade é um conceito antigo que existia antes da Cabalá.

A Cabalá tem apenas quatro mil e quinhentos anos. Ela se originou na antiga Babilônia. Porém, mesmo antes disso, as pessoas acreditavam que tudo na natureza está interligado. Por um lado, elas adoravam o sol, a lua, as estrelas e várias forças da natureza e, por outro lado, ainda acreditavam que havia algo que as unia.

O cientista e estudioso medieval Rambam escreveu que a princípio todas as pessoas acreditavam na existência de uma única força. Então, elas viram que todos os tipos de fenômenos ocorrem na natureza, como se estivessem sob a influência de diferentes forças: a lua, o sol, o vento, a água e assim por diante. Elas perceberam que a única força oculta delas se manifestava por meio de várias forças privadas e começaram a adorá-las porque viram uma imagem óbvia. Assim, o politeísmo apareceu.

Inicialmente o monoteísmo prevaleceu, uma única força superior. Mesmo quando as pessoas começaram a adorar suas várias manifestações, perceberam que estavam adorando anjos, ou seja, representantes de uma força superior.

Portanto, a unidade da qual Osho ou outros métodos falam é um postulado muito antigo.

De KabTV, “Close-Up”

O Único Movimento É Em Direção À Unidade

947Precisamos prestar atenção constantemente às descidas. Não devemos mergulhar nelas e chorar, mas devemos considerá-las de uma maneira mais séria e controlada, entendê-las e ser gratos ao Criador por tê-las revelado a nós por Sua luz.

Na verdade, essas não são descidas, mas a revelação da próxima corrupção que recebo e, portanto, posso corrigir o vaso geral. Nesse estado, está claro para mim que devo me conectar com meus amigos. Esse é o estado em que cada um de nós se encontra durante a revelação de nossos estados individuais e dos estados comuns em que sentimos descidas, subidas e diferentes saltos, e os corrigimos juntos.

À medida que sentimos as descidas individuais ou as descidas comuns gerais, precisamos imediatamente desejar nos conectar com o centro da dezena e tentar nos agarrar um ao outro. É apenas por uma maior consolidação entre nós que podemos corrigir essas descidas, essa escuridão e esses mal-entendidos.

Todos os estados são corrigidos por um único movimento em direção à unidade e não de qualquer outra forma. Pode haver todos os tipos de estados de inconsistência e falta de coordenação, desconforto, brigas, mal-entendidos, distância uns dos outros, estados individuais ou estados comuns, mas nenhum deles importa. Esses estados resultam do fato de que não estamos unidos o suficiente e só podemos corrigi-los por meio de nossa unidade comum.

No momento em que ansiamos e nos voltamos para a unidade, devemos imediatamente pedir ao Criador para nos colar, porque não seremos capazes de nos unir sem Ele. Não temos nenhuma outra cola que nos mantenha unidos.

Primeiro, precisamos restringir o egoísmo de cada um para que não o usemos, e adquirir um Masach (tela) acima do egoísmo de cada um, e a luz refletida que é direcionada um para o outro e para o Criador. Precisamos receber tudo isso de cima.

O Criador revela o próximo nível de nossa quebra dentro de nós, e Ele também é quem tem que corrigir isso. Precisamos atribuir isso claramente apenas a Ele. Assim como levamos um objeto quebrado para um lugar onde ele possa ser consertado, nosso trabalho se resume a isso, determinar quem é o especialista que pode fazer isso. O Criador deseja que o reconheçamos como um artesão e um grande especialista.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 12/02/19

A Força Da Unidade

931.01Pergunta: Qual é a conexão entre Pessach e a entrega da Torá? Por que o povo de Israel recebeu a Torá no 50 º dia após deixar o Egito?

Resposta: O fato é que desde a saída do egoísmo (do Egito) até a ascensão ao nível da qualidade de doação, que é necessária para entrar na realização de “ama o próximo como a si mesmo”, 50 níveis devem ser ultrapassados. Estes são os 50 dias.

Existem sete graus de Bina (a propriedade de doação) à Malchut (a propriedade de recepção): Hesed, Gevura, Tiferet, Netzach, Hod, Yesod e Malchut. 7 vezes 7 é igual a 49. Isso significa que é necessário atingir essas 49 etapas.

No 50º dia, é possível entrar em contato com a propriedade de Bina (a propriedade de doação). Tendo alcançado esta propriedade, a pessoa já pode receber uma instrução chamada Torá.

Pergunta: Todos esses números: 40 anos, 600.000 homens, etc., são graus?

Resposta: Sim, esses são estados pelos quais você deve passar.

Pergunta: Quem são os 600.000 homens? Quais são essas etapas?

Resposta: Isso significa as seis partes de Zeir Anpin: Hesed, Gevura, Tifferet, Netzach, Hod, Yesod, cada uma das quais consiste em dez mil.

Acontece que 60 vezes 10.000 é igual a 600.000. Quando nos elevamos espiritualmente, subimos do nível de Malchut ao nível de Zeir Anpin, e do nível de Zeir Anpin ao nível de Arich Anpin. Esta é uma potência de multiplicação por um fator de 10.000. Portanto, verifica-se que a capacidade de nossa associação é de 600.000. Todas essas figuras falam apenas de uma mudança qualitativa dentro de uma pessoa.

Pergunta: Mas esses eventos aconteceram? 600.000 homens estiveram no Monte Sinai?

Resposta: Talvez houvesse milhões, mas apenas 600.000 estavam prontos para receber a condição de “ama o próximo”.

Pergunta: Mas, novamente, esse é o número de pessoas ou a qualidade? É esse tipo de força daquelas pessoas que estavam prontas para receber a Torá?

Resposta: Sim, unindo-se entre si, elas criaram essa força.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 03/06/19

O Resultado De Nossa Unidade

945Pergunta: Você pode apontar para algo em nosso mundo que impactamos como resultado da unidade na dezena?

Resposta: Não posso dizer porque se trata de ações que nunca foram implementadas em nosso mundo. Somos pioneiros que estão iniciando a correção nesse sentido, mudando e melhorando o mundo de baixo para cima.

A questão é em quais níveis a resposta em nosso mundo será revelada e se será no nível da natureza inanimada, na ecologia, no clima ou no nível da sociedade humana.

O resultado deve ser maior proximidade entre as pessoas e maior equilíbrio entre sociedades e Estados.

Acredito que será revelado em todos os níveis, mas me parece que vamos revelar mudanças no plano social muito em breve porque é o mais dinâmico e o mais próximo de nós. Os sinais disso são mais sérios, mais fortes e mais nítidos do que qualquer outra coisa.

Faremos parte dessa experiência juntos e começaremos a examinar os resultados e a discerni-los.

De KabTV,”Fundamentos de Cabalá”, 05/02/19

Unir-Se Pelo Bem De Se Unir

275Pergunta: Existe uma lei que diz que uma pessoa na multidão fica sob sua influência. Ela começa a perder o controle de si mesma e pode facilmente perder seu “eu”. Mas por que, quando estou em um grupo de pessoas que querem se unir e alcançar um novo nível de realização, essa lei parece não se aplicar?

Resposta: Porque o egoísmo não o empurra a se unir, você deve agir contra ele! E você entra na multidão com o seu egoísmo e percebe isso como todo mundo. É muito simples, muito fácil.

Qualquer pessoa que se junta a uma multidão torna-se assim. Ela encontra justificativa para seu egoísmo, se sente grande, ótima, como a multidão. É muito difícil, quase impossível, estar no meio de uma multidão e não obedecê-la.

Comentário: Mas eu passo muito tempo entre pessoas que querem se unir pelo bem da unidade. E elas não me influenciam.

Minha Resposta: Isso não é uma multidão! A multidão é uma ralé egoísta que decide combinar seus impulsos egoístas individuais para obter um ganho ainda maior. E assim vai, aos trancos e barrancos. Ela afeta seu egoísmo e você começa a agir como eles. A multidão o arrasta.

E quando você quer se unir pelo bem da unidade, é uma questão completamente diferente! Você faz parte de um grupo que trabalha para se elevar acima de seu ego, para anulá-lo, para negar sua natureza animal. Há muito trabalho acontecendo aqui. Um estranho nem mesmo saberá o que você está fazendo.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 25/09/20

Um Deus – Unidade E Amor

243.07Observação: Existem alguns filmes que mostram uma invasão alienígena extraterrestre e todas as pessoas na Terra se unindo. O senso de garantia mútua aparece.

Mas mesmo agora, quando o coronavírus domina toda a Terra, vemos que ele não une as pessoas, mas as divide.

Meu Comentário: Chegamos a um estado em que nada nos ajudará a nos unir, exceto perceber que apenas a conexão nos elevará acima de nossa natureza, acima de nós mesmos. Devemos alcançar isso.

Observação: Se houvesse um Deus para todos, todos andariam sob Ele, acreditariam Nele, seria bom.

Resposta: Mas não é assim e não vai acontecer. Esse Deus não existe.

Há apenas um Deus, se O aceitarmos como Deus, e isso é conexão mútua, unidade e amor. Essas qualidades podem nos aproximar e nos unir. Pode ser considerada a propriedade mais elevada que existe na natureza. É disso que precisamos.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 25/09/20

Todos Em Um Barco

962.2A cada dia a situação piora em todo o mundo. Isso indica que a humanidade não está se movendo na direção certa e não está suavizando sua condição.

Em vez de seguir o caminho da luz desejada aos olhos da criação e do Criador, a humanidade, por falta de compreensão do que está acontecendo e do que precisa ser feito, segue o caminho do sofrimento, o desenvolvimento natural dos acontecimentos, ou seja, sob a pressão de forças que nos obrigam a avançar. Então, seguimos dessa forma como se não houvesse outra escolha.

Não se pode dizer que existe uma consciência real do mal, mas é claro que o estado é ruim e pode não ser mais corrigido, mas irá se deteriorar cada vez mais. A crise afeta a todos, tanto os trabalhadores comuns quanto os governantes. Muitos já entendem que não se trata apenas de um vírus, mas de um fenômeno que mudará toda a nossa vida. Isso está se tornando mais evidente a cada dia.

Ao mesmo tempo, as pessoas ainda esperam que, se uma cura para o coronavírus for encontrada rapidamente, elas poderão voltar à sua antiga vida. Elas não entendem que o vírus não atinge a nossa saúde, mas muito mais profundamente. A natureza deu início a um tratamento global para a humanidade. Ele não pretendia nos confinar às nossas casas e nos distanciar a dois metros um do outro, proibindo-nos de se comunicar, celebrar casamentos juntos, sentar-se com os amigos num restaurante.

A natureza tinha uma intenção completamente diferente: ela queria nos dar espaço, espaço livre, tempo e a oportunidade de entender e sentir porque tudo isso foi feito, para que propósito. Não se trata apenas de uma epidemia, mas de um fenômeno superior, integral, global e especial. É difícil entender de imediato, mas a humanidade já está se aproximando dele.

Os golpes são a maneira mais segura de alcançar nossas mentes e corações e nos tornar conscientes de nossa condição. Devemos tentar explicar às pessoas por que a natureza faz isso conosco. A natureza é um mecanismo integral e global que atua sobre nós e nos faz avançar gradualmente ao longo do caminho da evolução, ou seja, o programa da criação. Estamos nos desenvolvendo de acordo com um plano superior.

A ciência da Cabalá nos explica que tipo de programa é e quais etapas precisamos seguir. É impossível escapar deste programa. Você só pode mudar o método de nosso progresso em direção à unificação, a meta do desenvolvimento, de ruim para bom.

Da mesma forma, ao criar os filhos, se um filho ouve os pais, ele é bem tratado, e se não quiser ouvir, você deve pressioná-lo e até puni-lo. É dito que “aquele que poupa a vara odeia seu filho” (Provérbios 13:24). A meta já foi traçada desde o início e devemos alcançá-la.

Logo ficaremos sem dinheiro, sem comida. Quanto mais cedo explicarmos o verdadeiro motivo, menos golpes receberemos com o objetivo de conduzir uma pessoa a uma nova e correta ordem de vida.

Não podemos esperar que isso seja feito pelas forças da natureza que nos golpeiam e parecem destituídas de compaixão e sentimentos. Elas vieram depois de não termos dado ouvidos às advertências da natureza e não termos feito nenhum esforço para seguir um bom caminho.

É preciso explicar a todos que não é da epidemia ou do vírus a culpa. Existe simplesmente uma força que age de forma muito severa e é forçada a nos pressionar, como um pai ou uma mãe sobre uma criança travessa. Devemos nos desenvolver, sem dúvida.

Mas podemos escolher o caminho bom, fácil, bonito e rápido se direcionarmos nossos corações e mentes para o objetivo para o qual a natureza nos conduz: para a nossa unificação e organização da vida aqui nesta terra, de uma forma simples e boa. Do lado material, você precisa guardar o que for necessário. O principal é se direcionar ao desenvolvimento espiritual, isto é, à conexão de coração a coração.

As pessoas se sentem mais infelizes a cada dia porque não conseguem ver a imagem do futuro para o qual a natureza nos conduz. Acham que é só uma doença e um dia a gente vai se recuperar. Vamos gastar dinheiro com isso, alguns ficarão doentes, alguns até morrerão, mas, no final, a epidemia acabará e voltaremos à vida normal.

Cada país está lutando para voltar à sua vida normal. Todo político nos convence de que tem uma solução para restaurar os velhos hábitos amanhã. Isso é conhecido e desejável por todos porque sabemos como viver nele.

Mas é impossível reverter o processo de evolução. Vemos pela história que passamos de um estado para outro e avançamos para os próximos estágios. Agora, a natureza exige que passemos para um novo estágio onde a humanidade deve se aproximar sensualmente. Além disso, devemos cuidar de nossa casa, de nosso planeta e, juntos, cuidarmos de nosso futuro.

Afinal, nisso todos nós dependemos uns dos outros. Não podemos fazer distinções entre povos, países, devemos pensar no estado global.

Que cada um de nós seja um egoísta que pensa apenas em si mesmo, que não se importa com ninguém mais no mundo, mas se quisermos sobreviver, devemos pensar em todos. Afinal, estamos todos no mesmo barco.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 19/08/20, Escritos de Baal HaSulam, “O Arvut (Garantia Mútua)”