Textos com a Tag 'Sociedade'

Em Uma Sociedade Cabalística

laitman_938_03Pergunta: Qual é a implementação prática do princípio de “A glória do rei está na multidão?” Afinal, onde quer que haja multidão, geralmente é o oposto.

Resposta: Na verdade, você não encontrará nada sábio onde há uma multidão, mas apenas fantasias estúpidas. Mas em uma sociedade Cabalística, não é uma multidão que se reúne, mas pessoas extraordinárias que querem superar seu egoísmo e elevar o anseio pelo Criador acima de todos os obstáculos.

Assim, elas se unem, cada uma com seu próprio impulso único e superior, e isso é realmente o que determina o resultado compartilhado que alcançamos na conexão entre nós, e nela, revelamos o Criador.

Da Lição de Cabalá em Russo 19/02/17

É Impossível Sobreviver Sozinho

laitman_543_01Nas Notícias (MedPulse): “Uma pessoa, pela própria evolução, não está programada para sobreviver sozinha. Por isso, tendemos mais a imitar, e nossa saúde e bem-estar são diretamente afetados pela presença ou ausência de laços sociais. …

“Funcionários da Universidade do Texas descobriram que pessoas doentes que têm o apoio de amigos ou parentes se recuperam mais rapidamente e gastam menos tempo no hospital após a internação.

“Os especialistas estudaram dados de mais de 119 mil pacientes que estavam em reabilitação após lesão, acidente vascular cerebral e várias operações.

“Verificou-se que aqueles pacientes que eram cercados pela atenção de familiares e amigos precisavam de menos tempo para se recuperar. Aparentemente, a emoção positiva da comunicação tem efeitos benéficos sobre a saúde.

“A tolerância à dor está associada ao número de amigos.

“No jornal Scientific Reports, os resultados de estudos científicos foram publicados [mostrando] que pessoas com muitos laços sociais parecem tolerar a dor, mais do que os indivíduos menos ‘socializados’”.

Meu Comentário: A ciência da Cabalá fala há muitos anos sobre a influência do ambiente, da conexão mútua e da unidade como base da natureza. Agora no século XXI os cientistas estão finalmente chegando a isso. É difícil para os cientistas sentirem a Cabalá como uma ciência. Só uma pessoa com um “ponto no coração” é capaz disso, alguém com um desejo especial, que depende da estrutura de sua alma.

Eu me lembro de dar uma palestra na Universidade de Miami para 2.000 estudantes, depois da qual falei com 70 ou 80 professores. Eu expliquei as principais leis da Cabalá para eles. Eles concordaram com a cabeça e disseram: “Sim, isso é muito interessante, é o que acontece aqui com a gente também”, e nos separamos como amigos.

Eu não os culpo de forma alguma, porque uma pessoa recebe um anseio por algo, como um anseio por música. Ela tem esse desejo ou não.

Por exemplo, eu tenho um ouvido absoluto, mas nunca tive o desejo de estudar música seriamente dez horas por dia. Assim, o fato de eu ter ouvido absoluto não significa nada.

Assim é na Cabalá. Se as pessoas tiverem um ponto no coração, virão estudar porque sentem que há algo interessante aqui. Depois disso, muitas delas veem o abismo do trabalho que devem fazer em si mesmas, e vão embora.

Pergunta: O que isso significa? Afinal, elas têm um ponto no coração.

Resposta: Há uma Reshimo de Hitlabshut (informação sobre a Luz) e uma Reshimo de Aviut (informação sobre o desejo). A Reshimo (reminiscência), que brilha para uma pessoa, puxa-a para a frente, e o que ela precisa sacrificar por essa necessidade não está mais nela.

Por isso, estamos esperando por pessoas que são oprimidas pela falta de sentido da vida. Eu estou esperando por uma pessoa assim.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 10/10/16

Cabalá E O Desenvolvimento Da Sociedade

laitman_231_03Comentário: Eu vim para a sabedoria da Cabalá via Maçonaria. Eu estava interessado em sua história e gradualmente tudo relacionado à Maçonaria reduziu-se à sabedoria da Cabalá para mim.

De uma perspectiva evolutiva, houve um avanço no desenvolvimento humano quando os Cabalistas conheceram os Templários: a invenção do sistema bancário, avanços médicos, etc., que pode ser considerado como uma evolução no nível falante, incluindo guerras de combate.

Depois veio a fase seguinte, o século XIII, em que a Europa não estava desenvolvida, depois o século XV, quando ela alcançou níveis sem precedentes. Em seguida, houve o rápido desenvolvimento dos EUA no período de 200 anos, o que é difícil de entender. Esse é um projeto puramente Cabalístico, quer admitamos ou não.

Resposta: Esse é um relato verdadeiro da história humana, mas o problema é que durante esses períodos a sabedoria da Cabalá acompanhou o egoísmo humano, empurrando, desenvolvendo e ajudando-o como uma mãe que ensina seu filho pequeno. Portanto, nosso desenvolvimento era na direção necessária para a compreensão humana.

Agora, porém, nós chegamos à próxima fase que é oposta à nossa natureza. Não se trata do estabelecimento do sistema bancário e do lucro, nem do desenvolvimento da indústria, tornando a sociedade mais egoísta, fechada e intrincada, mas sim de uma humanidade diferente, de um tipo de comunicação diferente.

É por isso que temos que nos aproximar uns dos outros não para nos beneficiarmos, mas para diminuir um pouco o nosso ego e o abandonarmos. Assim, um sistema de consentimento mútuo será criado, e isso já é uma abordagem totalmente diferente, um método diferente.

De um Webinar “O Ano em Revisão” 26/12/16

Eu Não Quero Ser Uma Formiga!

laitman_929Pergunta: O nosso futuro é se tornar um “formigueiro”, do individualismo a um rebanho?

Resposta: Um “formigueiro” com consciência é a inteligência coletiva, o sentimento coletivo que nos eleva ao próximo nível.

Uma pessoa não se torna uma formiga inconsciente e não para de perceber e entender a si mesma. Ela não perde sua individualidade, como pássaros ou peixes que se movem em um rebanho ou cardume.

Nós permanecemos independentes porque cada um de nós é parte independente de toda a humanidade, podendo dar à humanidade o que ninguém mais pode oferecer ao sistema geral, ao corpoúnico.

Assim, através da nossa inclusão na conexão integral especial entre nós no nível de Adão (Homem), nos elevamos ao próximo nível de unidade. Começamos a sentir os lados ocultos da natureza; a consciência do próximo nível aparece em nós onde sentimos as forças que gerem o mundo inteiro.

Esse próximo nível não tem conexão com o nosso mundo. Precisamos subir até ele.

Quando chegamos a esse próximo nível com nossa nova inteligência coletiva, com um desejo coletivo, existimos fora do tempo, do espaço ou da mudança de localização física. Entramos no estado do mundo infinito, eterno e perfeito.

Isso não é apenas se tornarcomo formigas.

A individualidade não é anulada, mas absorve toda a humanidade porque, como um fragmento do todo, a pessoa deve carregar tudo dentro dela.

É disso que a sabedoria da Cabalá está falando: sobre a descoberta da individualidade máxima e absoluta de cada um, onde uma pessoa é equivalente a todos.

Da Lição de Cabalá em Russo 10/07/16

A Inevitabilidade Da Polarização Na Sociedade

laitman_552_03Pergunta: Por um lado, o dinheiro contribuiu enormemente para a integração da humanidade. Por outro lado, o fosso entre ricos e pobres está crescendo. O que faremos sobre isso?

Resposta: O fosso entre ricos e pobres vai continuar crescendo e não há nada que possamos fazer sobre isso.

Nós estamos nos aproximando de um ponto onde a polarização na sociedade atingirá seu pico. Só então as pessoas começarão a mudar sua atitude. Isto pode envolver o terrível derramamento de sangue, ou se quisermos, de forma racional, usando o método da unidade de acordo com a sabedoria da Cabalá.

Até lá, a divisão na sociedade vai continuar e sua desintegração continuará. Eu tenho falado sobre isso na última década pelo menos.

As lições que dei e gravei há 10-15 anos que pareciam totalmente irrealistas, estão se tornando relevantes hoje.

Da Lição de Cabalá em Russo 03/04/16

Nova Vida # 327 – Violência Na Sociedade, Parte 2

Nova Vida # 327 – Violência Na Sociedade, Parte 2
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

resumo

Por que está aumentando a tendência à violência na sociedade, apesar da educação que é dada nas escolas, e como é possível tratar a raiz do fenômeno e levar a pessoa a sentir o amor pelos outros?

De geração em geração o egoísmo evolui e a agressividade aumenta. A pessoa não entende por que os outros existem. Se eu não recebo satisfação em nenhum lugar, não posso esperar e a violência irrompe. Se antes havia vergonha em ser violento e poderoso, hoje essa é uma norma; não há vergonha de nada. A pessoa não pode ouvir críticas, não concorda com isso, e imediatamente irrompe com violência.

Nós não sabemos como construir um sistema adequado de relações com o ambiente, para que possamos desfrutar cada interação.

A violência é resultado da falta de educação social; esta deve começar desde a infância e continuar ao longo da vida. Hoje, a educação não está realizando o tratamento da raiz do ego humano. Em vez disso, ela apenas tenta limitar os surtos. Os adultos exigem que as crianças se comportem bem, mas se comportam violentamente entre si.

Nós precisamos fazer algum exame de consciência. A nossa sociedade está doente, dominada por interesses que não querem correção. O câncer interno que nos devora é o egoísmo humano. Nós precisamos descobri-lo e começar o tratamento.

A mudança interna vem do estudo da natureza humana e desenvolvendo da capacidade de usar o ego corretamente no relacionamento com os outros. A sociedade vai melhorar apenas quando os indivíduos que a compõem, as pessoas, mudarem para melhor.

O estudo é realizado em um círculo, em um grupo, através da construção de um bom ambiente e a comunicação correta entre as pessoas.

Hoje alguém com comportamento violento é culpado, mas a verdade é que aqueles que o educaram devem ser responsabilizados.

A correção não é através da superação dos impulsos violentos que estão em mim, mas para se alcançar um estado onde eles não são despertados. Não é o medo do castigo que é necessário para suprimir a violência; ao contrário, é o desenvolvimento de uma atitude de amor pelos outros.

A correção de nossa situação depende da utilização da sabedoria da conexão que está sendo revelada hoje para nos avançar.

De KabTV “Nova Vida # 327 – Violência Na Sociedade, Parte 2″, 25/03/14

A Classe Média Está Rapidamente Se Tornando Cada Vez Mais De Direita

laitman_926_02Pergunta: Em todo o mundo, a classe média está rápida e poderosamente se tornando cada vez mais de direita. Os valores da classe média são os valores dos bons e velhos tempos, que passaram há muito tempo. Eles não são cosmopolitas, nem abertos ao resto do mundo, e sua raiva rapidamente está se movendo em direção ódio.

Eles veem como bilhões de fundos insuficientemente orçados são desperdiçados na resolução de problemas diários, e como os desempregados são obrigados a se “sentar no pescoço” da nação. Essa é uma tendência que não vai acabar bem.

Resposta: Não vai acabar bem; isso significa que vai acabar no fascismo.

O fascismo é o controle pelo egoísmo superior, onde apenas o que importa é nós como nação, onde todos estão unidos e iguais do mais alto ao mais baixo, embora, como regra geral, o mais alto é um ditador ou seu partido. Nesta situação, a vontade das pessoas aparentemente é realizada e se torna a força motivadora.

Geralmente, essa estrutura atrai as pessoas porque não tem burocracia. Não há exército de funcionários que “se sentam no pescoço” do povo. Não há religião já que o próprio fascismo se torna uma religião. É uma sociedade fechada dentro de si que trabalha para seu próprio bem. Isso é o que todo mundo quer.

Como regra geral, sociedades como essas se incendiam egoisticamente, querendo engolir todos os outros.

Elas acabam mal porque sua estrutura é totalmente contrária ao objetivo da criação: chegar à unidade total.

Pergunta: O que está impedindo a humanidade de avançar diretamente rumo ao objetivo da criação?

Resposta: Depende da consciência das pessoas. O desenvolvimento egoísta só conduz ao fascismo e o nacional-socialismo, e, consequentemente, à próxima guerra mundial.

Os Cabalistas escreveram sobre duas opções para a continuação do desenvolvimento da humanidade: uma guerra externa ou uma guerra interna dentro do homem e da sociedade onde renascemos internamente sob a influência de forças externas.

Ninguém pode prever com antecedência como isso acaba.

O mais importante é que as pessoas que estão envolvidas com a correção do egoísmo atraem a chamada Ohr Makif (Luz Circundante) em nosso mundo. Essa é uma força que abre a humanidade de forma positiva. Assim, se pudermos inserir uma quantidade suficiente da influência da Luz ao mundo, o mundo vai evitar a guerra e continuará em uma boa direção.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 29/05/16

Criando A Sociedade Do Futuro

laitman_229Pergunta: A humanidade precisa do exemplo de uma existência pacífica de acordo com uma lei superior. O grande Cabalista Baal HaSulam escreveu sobre a possibilidade de dar um exemplo através da criação de uma espécie de mini sociedade do futuro em algum lugar, uma geração perfeita vivendo de acordo com os princípios de unidade e amor. Por que não estamos fazendo isso? Será que o Baal HaSulam estava escrevendo isso para pessoas que já estão na espiritualidade?

Resposta: Isso de fato responde à pergunta. Nós não estamos fazendo isso porque a criação de uma sociedade futura requer certo número de pessoas que alcançaram o mundo espiritual.

Guiar corretamente a nova sociedade exige um punhado poderoso de pessoas sérias que já estão na sensação da espiritualidade, que conhecem e compreendem o sistema superior, pois só assim irão interagir no caminho certo e gerenciar todos aqueles abaixo delas que ainda não atingiram a revelação da espiritualidade.

Até a entrada na sensação do mundo superior, é impossível cumprir a missão da última geração. Portanto, cabe a nós abordar isso com nossas condições. É impossível criar uma geração como essa artificialmente, sem as pessoas que compõem o esqueleto espiritual. Se entre os milhares de meus alunos houvesse pelo menos duas centenas de pessoas que alcançaram o mundo espiritual, seria possível pensar na criação de uma mini nação espiritual.

Quando eu estava no Canadá, eu ouvi sobre um grupo de Hassidim com cerca de duzentas famílias que viajaram para o Norte, compraram terras lá, e viveram lá com toda a sua comunidade, criando gado, cultivando hortaliças, educando seus filhos e orando, e isso funcionava bem para eles.

Mas nós, alunos da sabedoria da Cabalá, temos um objetivo diferente. O trabalho contra o ego é constante e difícil. Para fazer isso, é necessário que haja uma massa crítica de pessoas corrigidas.

Pergunta: Para eles é fácil, mas para nós não seria fácil. Por exemplo, num filme, o herói é determinado ao ser colocado numa situação dramática. Caso contrário, ele não surge.

Resposta: A situação dramática para nós é totalmente diferente do que em um filme egoísta. Em um filme, você supera o ego de um estranho, suprimindo-o através de seu ego. Mesmo quando você suprime seu próprio ego, você está suprimindo o seu ego atual. Assim, de qualquer forma, esse é um ganho egoísta.

Pergunta: No entanto, as condições são muito semelhantes lá. Isso só acontece em uma situação dramática, apenas quando você está em um beco sem saída. Isso não acontece em qualquer outra situação.

Resposta: Esse é um beco sem saída que você está deixando porque está se esforçando ao máximo, mesmo até a morte, porque está esperando uma recompensa após a morte. Seu ego ganha de qualquer maneira.

Em contraste, em uma sociedade de estudantes da Cabalá, é o oposto. Cabe a você suprimir seu ego, destruí-lo, erradicá-lo, de modo que ele não vai existir. O impasse ocorre apenas por um momento. Então nós trabalhamos acima do ego quando subimos constantemente acima dele, em oposição a ele.

Pergunta: Por que não podemos criar uma situação dramática artificial de vida conjunta e trabalho compartilhado onde seria necessário avançar, ascender, para trabalhar acima do ego?

Resposta: Baal HaSulam sonhava com isso, e eu falei sobre isso muitas vezes com o Rabash. Pelo que entendi em seu tempo e pelo que vejo hoje, uma massa crítica de pessoas em uma base espiritual séria é o que é necessário.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 15/05/16

Unidade Para O Bem Da Sociedade

Laitman_120Pergunta: Há membros de diferentes grupos no mundo que se unem para ajudar os outros. Essas organizações querem ajudar as crianças ou contribuir para aliviar o sofrimento das pessoas. De que forma a sua unidade é diferente daquela que comumente vemos?

Resposta: De fato, há muitas organizações no mundo que se unem para o bem dos outros, mas eu não vejo quaisquer resultados positivos de suas ações. Não importa a quantidade de comida e água fornecida por elas ou se elas se certificam que as pessoas tenham roupas para vestir, ainda existem tantas pessoas com fome no mundo e tanto sofrimento que só aumenta a cada dia. Nós vemos que tais ações não são um método de correção do mundo.

A sabedoria da Cabalá oferece um método de organização da situação no mundo através do seu sistema de liderança. Em vez de executar algumas pequenas ações que possam beneficiar as pessoas, nós precisamos realizar mudanças radicais através da liderança superior, trazendo à humanidade abundância, energia, alimentos e saúde: tudo. Isso é possível. Nós só precisamos aprender como isso é feito e implementá-lo juntos.

As pessoas que dão tudo hoje, que aparentemente amam os outros e estão prontas para chegar ao fim do mundo para ajudar a humanidade, precisam começar a se envolver no estabelecimento da conexão mútua correta com os outros. Então, a força do bem surgirá no mundo e ajudará a todos nós.

Da Lição de Cabalá em Russo 27/12/15

Como Podemos Mudar A Nossa Sociedade?

laitman_938_03Pergunta: Meu amigo escuta suas palestras e as acha muito interessante. O problema é que ele não pode avançar no seu estudo uma vez que trabalha 14 horas por dia, a fim de sustentar a sua família e filhos; ele não pode mudar isso. Quando sua organização afetar o que acontece no mundo, o meu amigo e outros como ele se juntarão ao processo de correção?

Resposta: A nossa organização será capaz de afetar o que acontece no mundo, quando muitas pessoas como seu amigo se juntarem a nós.

Comentário: No entanto, ele não pode se ​​juntar a você.

Resposta: Ele pode se juntar a nós, assim como todos os outros. Ele pode começar a aprender como se conectar e transformar nossa sociedade num todo através da sabedoria da Cabalá. Quando parte da sociedade começar a se unir, ela afetará todos os outros.

A Cabalá explica como devemos nos unir para que uma força especial apareça entre nós, como um pequeno sinal que entra e sai de um amplificador muito mais forte. É exatamente isso que podemos fazer com a nossa sociedade. Nós precisamos aprender como unir um pequeno número de pessoas que podem mudar todo o sistema, todo o país.

Nós não operamos de acordo com princípios socialistas ou qualquer outro movimento de esquerda ou de direita do mapa político. Nós vivemos de acordo com o método de educação da sabedoria da Cabalá que nos ensina a conviver com toda a humanidade e ser compatível com as leis da natureza, em cooperação e unidade. Uma vez que estamos tentando chegar mais perto do nível de conexão na natureza, uma enorme força de superação é revelada em nós através da qual podemos fazer tudo.

Pergunta: Será que isso significa que basta entender a ideia e apoiá-la?

Resposta: Basicamente, sim. Essa é a razão do seu amigo não precisar deixar seu trabalho para estudar a sabedoria da Cabalá em profundidade. Basta que ele esteja em contato conosco. Existem milhares em nossa organização, todos trabalhando para ganhar a vida, que simplesmente estudam como se conectar corretamente a fim de atingir a força de superar de modo que sejamos realmente capazes de influenciar toda a sociedade.

Do Webinar no site www.zahav.ru 13/01/16