Textos com a Tag 'Reshimot'

Transmissão De Informações Espirituais

laitman_243_01Pergunta: É correto dizer que o Criador ensina o aluno por meio do professor?

Resposta: Claro. Foi assim que começou com o primeiro Cabalista, Adão, através da série de Cabalistas descritos na Torá: Noé e todos os seus filhos, que realmente não são seus filhos, mas seus discípulos, até Abraão.

Além disso, desde Abraão através de outros Cabalistas: Isaque, Jacó, etc., que são chamados seus filhos e netos. Mas, na Cabalá, relacionamentos familiares significam almas relacionadas através da transmissão de informações espirituais.

Quando está escrito na Torá que alguém deu à luz a alguém, isso se refere a objetos espirituais (Partzufim) que dão à luz um ao outro, se multiplicam e se desenvolvem.

Pergunta: Então, Isaque não é o filho de Abraão, mas seu discípulo?

Resposta: Claro. Ele poderia ter tido 20 esposas e 100 crianças, e daí? Os discípulos é que são descritos na Torá.

Pergunta: Quando se diz “família de Abraão”, o que significa o termo “família”?

Resposta: É um estado espiritual: o desejo de Abraão, chamado Sara, de onde nasceu a alma chamada Isaque, a linha esquerda.

Da Lição de Cabalá em Russo 10/01/17

Quando Todas As Considerações Físicas Desaparecem

Pergunta: Qual é a forma de existência da última geração que vive a fim de divulgar?

Resposta: A sabedoria da Cabalá é uma ciência que é alcançada através da experiência prática. Nada nela pode ser enunciado com antecedência.

Mesmo que houvesse tais casos no passado, então eles foram registrados em qualquer forma, em qualquer nível:  o inanimado, o vegetal, o animal, ou o espiritual, e assim podemos usá-los.

Quando passarmos pela Machsom (barreira) e sentirmos todos os estados espirituais pela experiência pessoal, então tudo será claro e conhecido por nós em todos os estados que Malchut é encontrada com Zeir Anpin, qual Reshimot (reminiscências) deve ser exposta e qualquer que seja a Luz que obtenhamos disto.

Entendemos as relações que surgem entre nós, uma em relação à outra. Esta é o receptor, a fêmea. A outra em relação à primeira é o macho. E é assim que é mutuamente. Não há homens e mulheres aqui no que diz respeito às características sexuais físicas mútuas. [Leia mais →]

Genes Espirituais Determinam Tudo

Dr. Michael LaitmanComentário: Caro professor,

Eu gostaria de agradecer a você por manter sua promessa de vir até nós. Quando eu viajei para este encontro, meu coração se encheu de amor e carinho, como se você fosse uma pessoa perto de mim.

Resposta: Claro, nós estamos perto, uma vez que somos da mesma área de Reshimot (genes espirituais). Portanto, eles foram revelados juntos, já que organizamos uma conexão entre nós neste mundo. Assim, todos nós nos encontramos no mesmo tempo e espaço. É incrível!

Eu tenho um aluno, que, quando eu o vi pela primeira vez, fiquei espantado com a forma como ele olhou para mim com desprezo profundo, com um olhar de ódio. Isso foi há alguns anos atrás. Hoje, eu olho para ele e ele é uma pessoa completamente diferente.

Isso indica que os Reshimot, sob a influência da Luz, determinam todo o nosso comportamento e tudo o que acontece conosco.

Você não pode imaginar que tipo de influência esses meses de verão de disseminação terão para o público em geral. Não importa como eles são conduzidos. O sucesso externo não implica nada ou não deve causar qualquer desapontamento. No entanto, os esforços que você investe, tanto corporais como espirituais, vão para os cálculos do Masach (tela). Portanto, você precisa entender que o Criador lhe deu esta oportunidade, mesmo que Ele tenha feito você passar por grandes dificuldades nessa decisão. No entanto, de qualquer forma, Ele escolheu você.

Da Convenção em Sochi 09/06/14, Discussão sobre as Conclusões da Atividade em Sochi

Pioneiros Na Correção Do Mundo

Em nosso tempo, exceto os cabalistas, ninguém se lembra do princípio uma vez proclamou a regra essencial da Torá: “E amarás o teu amigo como a ti mesmo”. Entre o povo de Israel, este princípio desapareceu nos dias da destruição do segundo Beit HaMikdash (Templo), que é, de fato, a destruição deste princípio.

Indo para o exílio significa um afastamento da regra geral, “E amarás o teu amigo como a ti mesmo”, para a indiferença e até ódio infundado. Mas em nossos dias, quando chegamos ao período de correção, todos aqueles que pertencem aos descendentes de Israel devem retornar a ela novamente, juntamente com todos os outros que sentem dentro de si uma inclinação para a correção do mundo. Este é um sinal de que o espiritual Reshimot (genes), já têm sido esclarecido neles.

Na antiga Babilônia eles apareceram em apenas uma pequena parte dos babilônios, cinco mil pessoas, de três milhões. Mas, hoje, estes Reshimot estão despertados e esclarecidos mais e mais. [Leia mais →]

Sempre Pronto Para Dar Um Passo Em Frente

Dr. Michael LaitmanNós temos que tentar ver todos os estados que atravessamos: desde o mais alto até o mais baixo, do mais claro ao mais obscuro, confuso e vago, como decorrente da relação entre a Luz e o vaso. Portanto, eu tenho que passar por eles, e a única questão é como eu me preparei para receber isso, para passar por isso, para superá-lo, para sair dele e avançar para um estado mais avançado.

Tudo depende da minha preparação, mas cada estado deriva das Reshimot (reminiscências) em mim, do momento da quebra da alma geral, como resultado da incorporação mútua em outros vasos. Portanto, eu tenho que passar por todos esses estados um por um.

Se eu me preparo adequadamente, eu recebo todos os estados com compreensão e tomo as medidas preventivas. Eu sei por que esses estados vêm e para quê, e por isso eu os recebo com alegria, abençoando o mal assim como abençoo o bem. É porque cada estado é dado a mim para me ajudar a avançar, e eu já entendo isso.

Eu preparo o apoio do grupo e uma programação diária clara para que em todos os pontos do endurecimento do coração, eu seja capaz de perceber corretamente o que está acontecendo. Se certos sentimentos agradáveis ​​ou até mesmo desagradáveis ​​surgem, é mais fácil estabelecer a atitude certa para com eles. Mas existem muitos estados em que a pessoa não sente nada e está numa espécie de dormência.

Então, o tempo passa, os dias passam, e às vezes até meses, como se ela estivesse de braços cruzados. A pessoa não sente que pode adicionar ou mudar algo, e este é o pior estado.

A indiferença é um problema muito grande. Aqui nós temos que ter uma programação diária muito rigorosa e agir mecanicamente, de modo que ainda possamos reunir todos os momentos e concentrá-los na direção certa, o máximo possível. Não há nenhum sentimento, nenhum despertar, e não há entendimento, mas pelo menos eu participo nos trabalhos por minhas ações. Assim, isso é considerado uma ação completa.

Portanto, está escrito: “A pessoa deve sempre vender as vigas da sua casa”, não importa o que acontece comigo e o que acontece com minhas conquistas anteriores, que são chamadas de minha casa, minha propriedade. O principal é que eu posso dar mais um passo em frente.

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 04/05/14, Escritos do Rabash

Faça Sua Escolha

Pergunta: Como posso avançar se eu preciso chegar a um estado onde eu, absolutamente, não quero a meta espiritual, mas desejo permanecer na vida material?

Resposta: Eu devo atingir o estado da Reshimo de Aviut quebrada.  Eu entendo que eu não quero nada além de permanecer em um lugar que é confortável para mim. Mas junto com isso, há um Reshimo de Hitlabshut em mim, o que é algo de um nível acima deste mundo.

Por um lado, eu determino que eu quero continuar a ser uma besta. Mas junto com isso, eu tenho uma meta espiritual, um mundo superior, e eu estou sofrendo porque não pertenço a ele e permaneço no nível desta besta, e, além disso, eu não preciso de nada. Eu sei que a besta vai permanecer como tal, e há um nível superior.

Eu realmente quero alcançar esse nível mais elevado, e, ao mesmo tempo, de acordo com o desejo do meu Aviut (espessura), sou atraído unicamente para a conveniência e o conforto, a permanecer neste sonho. Isso é o que meu coração quer.

Mas o ponto no coração me chama para sair e alcançar a espiritualidade. É impossível entender como esses dois opostos conflitantes estão em mim. O que eu preciso fazer se eu estou dividido entre os dois? O que vai determinar a minha escolha?

[132156]

A partir da 3ª parte da Lição Diária de Cabala de 31/3/14, Escritos de Baal HaSulam

“Desperta E Levanta-te!”

Do livro, Ohrot, por Rav Avraham Isaac HaCohen Kook: a estrutura do mundo, que está atualmente em ruínas aos pés de terríveis tempestades, devido a espadas cheias de sangue, exige a construção da nação israelense. A construção da nação e a revelação de seu espírito é uma coisa, e é completamente unida com a construção do mundo que está desmoronando e aguarda o poder da unidade e elevação.

E tudo isso é encontrado na alma da comunidade de Israel. O espírito do Criador preenche-a, o espírito também, e é impossível que o espírito humano, que sente sua alma martelando no íntimo, seja tranqüilo nesta grande hora sem recorrer a todas as forças ocultas dentro da nação: desperta e levanta-te para tuas tarefas. A voz do Criador chama com poder e discernimos isto de dentro de nossa alma viva e seu movimento. Israel é obrigada a buscar a fonte de sua vida, para ficar aqui aos pés de seu caráter espiritual.

Todas as culturas do mundo serão renovadas mediante a renovação do nosso espírito, todas as ciências serão postas em ordem, todas as vidas serão iluminadas com a felicidade do novo nascimento em nossa insurreição, todos os credos serão vestidos com roupas novas, retirando suas vestes sujas e vestir-se-ão com roupas preciosas que foram preparadas a priori para todas as nações e todas as pessoas de bem de Israel. A bênção de Abraão, a todas as nações da terra, iniciará a sua atividade, com poder e revelação, e, começará de acordo com a sua fundação, de novo, entre nós, na Terra de Israel. A presente destruição é uma preparação para um novo renascimento…. [Leia mais →]

Elevar-se E Puxar Os Outros Com Você

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como nós corrigimos os malvados quando eles são descobertos? O que há para fazer se eles persistem como problemas permanentes sem solução?

Resposta: Não existem estados estáticos, porque a cada momento novas Reshimot são descobertas, mas a pessoa não as vê, não percebe as mudanças que estão ocorrendo. Essas mudanças de Reshimo ocorrem numa velocidade infinita, mas nós, com nossas sensações limitadas, apenas descobrimos um décimo de Reshimo, um milésimo ou décimo de milésimo.

Nós não estamos preparados para compreender as mudanças de um estado com uma frequência tão elevada ou para distinguir as pequenas mudanças que ocorrem nelas. Isto é como uma criança que quase não percebe nada de tudo o que está acontecendo ao seu redor, mas quanto mais ela cresce, ela começa a discernir e descobrir mais, a ser estimulada e desfrutar mais.

Escritos do Baal HaSulam, Carta 5: Alegro-me com essas corrupções reveladas e com as que estão sendo reveladas… É por isso que fico feliz quando elas saem de seus buracos, porque quando você lança o seu olhar sobre elas, elas se tornam uma pilha de ossos… Mas eu não me conforme com isso nem por um momento… que quando os malvados que estão sepultados aparecem, embora não tenham sido totalmente conquistados, a sua própria aparência é considerada como uma grande salvação.

Este é, essencialmente, o nosso trabalho. Não existe mais nada. Concentrar-se nele pode reduzir significativamente o tempo. E o principal é não perder o nosso entusiasmo e bom humor. Mas se nós não nos preparamos para a revelação, então começamos uma descida. Mas isso não é necessário. É possível nunca descer, mas seguir de vento em popa, se nos preparamos corretamente. Então, não vamos sentir o golpe. Em Kelim (desejos) preparados isso não vai ser percebido como um golpe, mas como uma conquista honrosa, realização e boa descoberta. Tudo depende apenas da preparação.

Isto é o que o mundo está em falta, porque o mundo não estava preparado para essa descoberta; e agora nós estamos começando a ensinar isso, mas isso ainda deve passar por muitas subidas e descidas. E nós temos que entender que, enquanto não avançamos eles, nós mesmos não avançamos. Baal HaSulam escreve que ele pediu que seu grau espiritual fosse rebaixado para que ele fosse capaz de educar as pessoas.

Cada Cabalista, que é um canal para os outros, depende delas. Isso porque ele não pode avançar mais do que pode cuidar dos outros. Certamente há uma enorme diferença entre os seus níveis, mas, apesar disso, se ele toma para si a missão de se preocupar com os outros e de cuidar deles, ele não pode subir tão alto quanto seria apropriado em relação ao seu esforço, mas sim fica abaixo, a fim de cuidar dos mais inferiores.

Nós nos relacionamos com o mundo exatamente como o professor se relaciona com seus alunos. E se quisermos avançar, não temos escolha a não ser avançar o mundo. E mesmo que não haja uma grande diferença entre os níveis, em todo caso, nós temos que subir juntos, paralelamente. Se não subirmos, não levarmos e puxarmos o mundo conosco, não poderemos dar satisfação ao Criador.

Nós vemos ainda a partir do exemplo do nosso mundo, que as pessoas que geram filhos começam a se preocupar mais e se envolvem mais com os filhos e estão menos imersas em seu próprio avanço. Elas se viram na direção dos filhos, “pequenos estados”, e não anseiam em se desenvolver e ser gente grande. Nós devemos aprender com a natureza, que especificamente dessa forma podemos avançar. Depois que eu passei a fase de embrião e o pequeno estado (Ibur e Yenika) e atingi a maturidade (Mochin), eu só posso alcançar maior abundância ao cuidar do pequeno.

É assim que a escada espiritual dos níveis é construída. Se eu não elevo uma oração (MAN) desde os inferiores, eu não posso receber a Luz de cima, isto é, vestir-me na Luz de Hassadim, que eu passo aos inferiores. A obtenção e descoberta só são possíveis quando você não busca a grandeza para si mesmo, mas quer desenvolver aqueles que vêm depois de você. É assim que é organizado em nosso mundo como uma cópia do mundo espiritual, e é assim que o avanço nos níveis espirituais é feito. Portanto, o tempo chegou para fazermos atos de ampla disseminação, quer queiramos ou não, porque sem isso nós não avançamos.

Nós devemos entender essas coisas, concordar com elas, e realizá-las. E depois nós vamos ver que é especificamente este trabalho com as pessoas que nos ajuda a compreender, a sentir mais, e avançar.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 18/12/13

Progresso Na “Fé Acima da Razão”

Especificamente, quando nos  encontramos dentro do grupo, muito perto dos amigos, precisamos despertar a “Luz Circundante” em nós mesmos, que aparece com o grau de densidade entre nós, na medida em que o poder de conexão aparece, apesar de fraquezas, falta de desejo, e até mesmo a nossa preguiça quando estamos nadando dentro de algum tipo de indiferença.

Mesmo assim, cabe a nós atrair a Luz Superior, e é atraída apenas por meio da união, não através de qualquer outra coisa!

Você já sentiu isso? Então, continue a perceber a unidade, mesmo em estados que você não quer nada, especificamente como quando você não quer chegar perto, seus esforços serão mais úteis pois a oração é criada aqui.

Você não vai ser bem sucedido assim, mas você tem que chegar ao mesmo estado como numa convenção, porém  já com a Aviut de Hoje (espessura), com a densidade recém-descoberta de ego, quando você parece ansiar por isso, mas com uma nova carência, o novo nível aparece em você. [Leia mais →]

Quando A Luz Encontra As Reshimot

Dr. Michael LaitmanPergunta: Às vezes eu me espanto com meus próprios pensamentos, de onde eles vêm?

Resposta: Do Criador.

Pergunta: Mas quando penso nos meus pensamentos, isso também vem Dele. Então, onde eu estou, realmente?

Resposta: Eu tenho que atribuir tudo a Ele, tudo a uma fonte, à Luz que é derramada de Cima e evoca as Reshimot abaixo. O encontro entre a Luz e as Reshimot é o que criou a realidade em que me encontro. A partir daqui se desenvolve o meu senso de realidade.

Há cinco níveis de desenvolvimento em mim e eu quero atingir a minha fonte, meu Criador, ou seja, eu alcancei o quinto nível. Então eu quero alcançar do que sou feito: a “Luz” e as Reshimot.

Em outras palavras, eu pergunto sobre o sentido da vida: De onde vem a vida? Para quê e como?

Normalmente, esta questão vem como resultado de sentimentos desagradáveis, quando me sinto mal. Nesse caso, os Cabalistas nos dizem que a pessoa não pode entender e fazer algo por si mesma. Primeiro eu tenho que reunir e construir um sistema no qual vou agir – tanto do ponto de vista das Reshimot quanto da perspectiva da Luz.

Neste sistema, há eu e o outro, e isso me permite evocar as Reshimot e a Luz nele. Então eu começo a me assemelhar ao Criador, como se diz, “Nós O conheceremos a partir de Suas ações”.

When The Light Meets The Reshimot

Esse sistema é chamado de “grupo”.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 01/03/13, “A Paz”