Textos com a Tag 'Oração'

Livro De Oração Cabalístico

laitman_262Pergunta: O que um Cabalista sente quando olha para uma letra? Que tipo de informação é transportada nela?

Resposta: Em um dos meus primeiros livros eu dei o exemplo de uma página do Livro de Oração do rabino Shalom Sharabi.

É possível ver o que diz um Livro de Oração Cabalístico, que é como uma pessoa pode influenciar o governo superior desde baixo para que este a influencie em resposta. Esse é o livro de oração ou manual de instruções para o governo do sistema superior.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/07/16

A Importância Da Oração

Laitman_032_01Pergunta: Você sempre enfatiza a importância da oração. Eu acho que não existe uma pessoa que não ore, de uma forma ou de outra. A humanidade tem orado por gerações. O que é uma verdadeira oração?

Resposta: Isso é algo que devemos aprender. A oração deve incluir:

  • Seu estado atual, o estado futuro esperado, e como realiza-lo;
  • Voltar-se à fonte de energia, graças a qual você realiza o seu pedido, a sua oração, o seu sonho. Aquele a quem você se volta;
  • Como você recebe essa força, como a realiza na prática, e o que vai fazer para atingir o seu objetivo. Para que você ora.

Se você não seguir esses passos, é como uma criança chorando “Eu quero!” E isso é tudo. Quem vai prestar atenção nisso?

Se você deseja receber a força, a razão e um plano sábio e preciso do seu desenvolvimento, de alcance da meta, que não só irá levá-lo a qualquer lugar, você deve planejar tudo isso internamente e com antecedência, e assim isso vai realmente virar uma oração. Isso significa que uma grande quantidade de trabalho é necessária antes de entrar em um estado chamado de oração.

Comentário: Dizem que mesmo uma vaca mugindo no campo está orando.

Resposta: Sim, ela está orando. Estando em um estado bestial, ela entende o que precisa, então ela muge forte uma vez que sua teta está cheia e ela precisa ser ordenhada. Ela está sofrendo.

Pergunta: E se uma pessoa sofre?

Resposta: A pessoa deve entender o que precisa e o que deve fazer para obter isso.

Ela deve entender o seu próximo estado. Nós não sabemos isso. Uma vaca sabe exatamente o que precisa, porque está no nível animal e tem desejos instintivos, enquanto nós podemos sentir isso apenas no nível da realização.

Portanto, para descobrir o correto estado futuro e de quem podemos exigir a sua realização, devemos estudar a sabedoria da Cabalá.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 31/10/16

Uma Oração Pela Sociedade

laitman_624_07A única oração correta é a oração pela sociedade, ou seja, pela dezena, enquanto o estado de uma oração por mim mesmo deve ser riscado dentro do meu “eu”

Uma pessoa que eleva uma oração por sua dezena se torna seu representante e é a primeira a ser agraciada em ser conduzida à adesão com o Criador.

É precisamente aquele que, através da sua dezena, pode apelar para o Criador, que é chamado de criação, um indivíduo, um ser humano. O resto das nove pessoas representa uma matriz através da qual ele apela ao Criador.

A aceleração do progresso espiritual se resume à ampliação da sociedade que pode se tornar mais próxima da oração. Isso significa que quando você eleva um apelo, pode tomar os maiores desejos dessa sociedade e dirigi-los à satisfação, à fusão comum. Isto pode ser conseguido através da disseminação e educação.

Da Convenção em Moscou, Primeiro Dia, 02/05/16, Lição 3

Sem Desejo, Sem Oração

laitman_600_04Pergunta: É possível elevar uma oração e atrair a Luz se não sinto qualquer desespero ou sofrimento?

Resposta: Como é possível orar, se você não sente qualquer tipo de sofrimento? Como você pode pedir se não tem qualquer necessidade? A oração é a revelação do desejo. Se eu não tenho desejo, também não há oração.

Pergunta: Eu só posso orar a partir do meu próprio desejo (Hissaron). Como posso orar a partir da dezena?

Resposta: Não há como. Claro, você pode murmurar alguma coisa, mas isso não influencia nada. Se você não existe em uma dezena, você não pode se anular. Você não pode se tornar semelhante ao Criador de forma alguma.

Você não pode orar a partir de uma dezena, sem um desejo comum. Só em conjunto com os amigos quando vocês se unem em um todo, vocês podem formar uma intenção comum, que é chamada de oração.

Congresso de Moscou, Lição 3, 02/05/16

Nova Vida # 529 – O Que É Oração?

Nova Vida # 529 – O Que É Uma Oração?
Dr. Michael Laitman em Conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

Resumo

Nós estamos numa realidade particular e ansiamos por outra realidade. A oração é o meio para essa mudança.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, a realidade que sentimos é retratada pelas nossas características internas. Isso significa que tudo o que eu vejo fora de mim irradia do meu interior.

Orar significa que eu dirijo o meu coração para corrigir o ego em mim que me separa de tudo ao meu redor. “E você deve amar o seu amigo como a si mesmo” (Levítico 19:18) – esse é o nosso próximo nível de desenvolvimento. Isso é o que atualiza nossa atitude para com a realidade. Essa atualização inclui duas etapas: querer amar e receber o poder de fazer isso, onde a oração é o meio para fazê-lo.

Eu procuro uma conexão com a força superior da natureza, o poder de amor e doação, que vai me ajudar a amar. A oração não é um meio para satisfazer o que nos falta individualmente; por isso, compreensivelmente, vemos que isso não ajuda. A oração é voltar-se à força superior na natureza, que produz e dirige a realidade para um objetivo específico. Essa operação não é simples. Eu devo saber como penetrar no “grande computador” que gere o mundo.

Somente orações que vêm do amor ao próximo, de um coração puro, de um desejo de que as coisas sejam melhores para todos, são respondidas. Nada pode mudar para melhor, se não mudarmos a nós mesmos e avançarmos para a conexão inclusiva.

De KabTV “Nova Life # 529 – O Que É A Oração?”, 26/02/15

Precisamos Orar Por Todos

laitman_624_02_0Pergunta: Como nós nos dirigimos corretamente no momento de ler O Livro do Zohar para curar todos os problemas de cada pessoa individual, o povo de Israel e o mundo inteiro?

Resposta: É preciso orar, pedir, para estar integrado à dor das pessoas próximas a nós e também àqueles que estão longe. Mas não oramos por uma determinada pessoa que está doente, mas pela correção da doença geral que se revela diante de nós agora através do problema de uma pessoa em particular.

Uma pessoa deve orar pela correção geral, porque o que vemos é apenas uma expressão particular do problema geral. Assim é como a oração deve ser organizada.

Pergunta: Por que uma oração por todos é mais prática do que um pedido por uma pessoa especial que está mais perto do meu coração?

Resposta: Um pedido por uma determinada pessoa está perto do seu ego. Por um lado, você é mais estimulado pelo que está perto de você. Mas, por outro lado, qual é a diferença se o desejo de doação é o de doar a alguém perto ou alguém longe?

Não existem limites para a Ohr Hassadim (Luz de Misericórdia); ela se estende por todos os lugares com a mesma intensidade. Então, por que você quer orar por alguém em especial?

Nós sabemos que todo mundo está conectado com todo mundo e que só há uma alma. Portanto, cada defeito que é revelado em alguém é o resultado da doença geral. Então, como é possível curar uma pessoa em particular sem curar a doença geral? É necessário orar por todos.

Se você está pronto para corrigir todo mundo através da sua oração, então a pessoa em quem você viu algum tipo de doença também será curada. Caso contrário, isso não funciona. Afinal, nós estamos num sistema global, num único sistema. Suponha que alguém esteja doente com gripe, você não pode curar só ele; em vez disso, você deve curar a epidemia em todo o mundo, porque é um sistema geral.

Não pode ser que haja um defeito em um só lugar, mesmo que nos pareça que vemos apenas um componente danificado. O dano não está só nele, mas também em todo o sistema. É só em relação a você que isso é apresentado como um defeito num amigo. Você deve cuidar da sociedade em geral, e os problemas específicos que você vê são apenas uma resposta para o problema comum. Um componente isolado não existe de forma alguma, nem em mim ou em qualquer outro. Se eu vejo isso, é uma indicação de que o sistema está doente.

Nós vemos isso no mundo. Se quisermos corrigir alguma parte do governo ou da sociedade, nada vai ajudar, porque não abordamos isto corretamente.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/06/14, O Zohar

Oração No Final De Todos Os Esforços

laitman_236_01Rabash Carta nº 57: “Eu não lhe disse essa verdade para que você não saia e não se desespere da misericórdia. Embora você não veja nada, mesmo quando a medida dos esforços é completa, este é o momento de oração”.

Pergunta: A oração é parte do esforço ou vem separadamente?

Resposta: A oração é o resultado de todos os esforços. Quando você faz um esforço completo e a medida é completa, a oração nasce. Você precisa fazer tudo o que está em suas mãos e força, e depois disso vai entender que só o Criador é capaz de implementar seu plano. Então você vai se voltar a Ele!

Pergunta: O que significa completar a sua medida de esforço?

Resposta: Significa completar todos os tipos de tentativas para se conectar com amigos, a fim de doar ao Criador. E você se desespera por não atingir realmente a verdadeira qualidade de doação, você irrompe com uma oração.

No começo você só ouve que é bom chegar à doação, mas você precisa chegar a um estado em que quer ser aquele que doa; você implora por doação, como se não pudesse viver sem ela.

Você não consegue medir o seu vaso e, a julgar pelo fato de que ele está vazio, você decide que terminou a sua medição de esforço. A partir de um estado forçado você irrompe uma oração, pela qual receberá imediatamente uma resposta, e então a mudança acontece. De acordo com essas mudanças você entende que terminou a medida do esforço.

A oração vem depois que o homem verifica a si mesmo e vê que é impossível mudar algo por si mesmo; pelo contrário, tudo está nas mãos do Criador. E isto o leva à adesão com o Criador.

Você não é obrigado a criar esta oração artificialmente. Mas, naturalmente, de dentro de você vai irromper seu grito, que será a sua oração. A oração é o trabalho do coração.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/11/14, Escritos do Baal HaSulam

O Que É Uma Oração Na Cabalá?

Dr. Michael LaitmanUm verdadeiro Cabalista percebe que está sob a dominação do ego e que apenas um ponto interior dentro dele, o chamado o ponto no coração, está livre da influência egoísta e pode conectá-lo ao Criador.

Se ele se esforça e conecta se ponto no coração com o Criador, ele recebe a força que o eleva acima do seu ego e ele começa a corrigir gradualmente o ego ao utilizá-lo para o altruísmo.

Todo o nosso trabalho na correção espiritual é pedir ao Criador os poderes de corrigir o ego. Portanto, ele desempenha um papel positivo aqui, ao despertar em nós a necessidade do Criador.

Quando nos voltamos ao Criador nós recebemos Dele a energia necessária para a correção, e no ego corrigido nós sentimos uma relativa conexão com o Criador. Não é um contato num ponto específico, mas uma unidade mais ampla e forte. Então, aparece um ego ainda maior, um ego mais grosso, e mais uma vez pedimos ao Criador para nos dar os poderes para corrigi-lo.

Isso significa que o ego que está sendo constantemente revelado nos desperta para nos conectarmos ao Criador e, portanto, é chamado de ajuda contrária. Nosso apelo constante ao Criador pedindo a correção do ego é chamado de oração.

De KabTV “Contos” 22/10/14

A Verdadeira Oração

laitman_943Baal HaSulam, Fruto do Sábio, Artigo “A Hora Errada de Reunir o Rebanho”: É proibido separar-se da sociedade e pedir para si mesmo, até mesmo para agradar ao Criador.

A pessoa deve se dirigir ao Criador com os pensamentos mais puros e desejos ideais que não sejam para o seu próprio benefício, mas para o benefício dos outros, ou em prol Dele. Porém, se ela ora ao Criador para si, sozinha, a oração não vai subir a Ele. Em vez disso, ela vai ficar com a pessoa que ora.

Nós podemos continuar a gritar por mil anos, mas isso não vai nos ajudar. O sistema espiritual não ouve pedidos solitários. Uma única pessoa é incapaz de elevar o desejo de estar conectada com outros, o desejo que provoca a correção do Alto. Esse pedido tem que ser elevado em conjunto com outros desejos semelhantes, como parte de um desejo comum de se unir. Então, a Luz que preenchia esses desejos antes da quebra, quando todos os desejos eram um todo, desce automaticamente.

Orar por toda a sociedade é o único tipo possível de oração. Aqueles que estão afastados de seu entorno, bem como aqueles que oram apenas para si, danificam e destroem suas almas. A Luz não vai responder a tal apelo. É dito: O Criador diz a todos os homens orgulhosos: “Nós não podemos habitar na mesma morada, você e eu”.

É impossível sair do seu próprio entorno se a pessoa não usa as vestimentas do orgulho. A sua separação do grupo implica automaticamente que a pessoa se torna mais egoísta. O desprendimento do grupo é resultado de vários “movimentos” espirituais, não físicos. Não importa quão justificada a sua separação pareça, ela sempre é um resultado do seu orgulho, malícia e egoísmo aumentado.

Orar sozinho faz com que a pessoa involuntariamente abandone a sua comunidade, arruinando sua alma, a aspiração ao Criador. A sensação de que a alma está inserida numa comunidade corrigida, em cada dos nossos amigos, não como uma parte distinta, mas como um elemento inseparável de todo o sistema, significa a correção completa do corpo (o desejo geral).

A categoria “nós” se torna a única que realmente existe. A sensação de “eu-idade” (“I-ness”, em inglês) desaparece, uma vez que ela nos é dada apenas para nos fazer entender que estamos fora da escada espiritual.

“Eu-idade” só existe neste mundo. O menor grau espiritual, assim como todos os outros 125 passos espirituais, baseia-se unicamente em “nós” e a sensação de “nós” se torna maior a novo cada passo. O “eu” desaparece no nível deste mundo que é chamado de mundo imaginário, uma vez que existe apenas em nossos desejos quebrados.

A espiritualidade é sentida apenas no “nós”. Esta noção inclui eu, você, ele e outros amigos conectados juntos. É um nível espiritual bem fraco do mundo de Assia onde esclarecimentos e quebras ainda ocorrem. O mundo de Yetzirah não é nada disso. Lá, no mundo de Yetzirah, tudo está verdadeiramente conectado num todo. O mundo de Beria é um elo preparatório para alcançar uma correção completa no mundo de Atzilut.

Isso explica por que nunca devemos esquecer que a espiritualidade só pode ser sentida por meio da conexão entre nós. É dito que o mínimo Kli (vaso) é constituído por dois. Dez pessoas constituem uma estrutura ideal. Isto é afirmado no Zohar e em artigos do Rabash.

Por milhares de anos, a humanidade não teve tais condições maravilhosas! Nós temos que tirar proveito do nosso estágio de desenvolvimento e implantar a transição do “eu” para “nós” da forma mais eficiente possível.

Da Convenção em São Petersburgo 20/09/14, Lição 4

A Oração Como Manifestação Dos Desejos Humanos

laitman_239Parece-nos que a oração é um apelo idolatrado por um objeto “como ser humano”. No entanto, neste mundo, nós entendemos a noção de oração incorretamente. De fato, num dado momento, o que quer que façamos, nós sempre oramos, ou seja, expressamos nossos desejos. A expressão de nossos desejos é chamada de oração.

A Cabalá é um sistema de relações com a força superior que começou na época de Adão. É a sabedoria mais antiga do mundo, que começou 5775 anos atrás; um ser humano com o nome de Adão iniciou o relacionamento com o nível superior da natureza que agora é chamado de Criador, porque representa o sistema que nos criou. Isso explica por que as definições mais básicas e corretas devem ser emprestadas pela sabedoria da Cabalá.

Adão chamou a manifestação dos desejos humanos de uma oração, porque os nossos desejos, que estão em constante mudança, modificam o sistema em que vivemos. O sistema reage diretamente às nossas orações, uma vez que agimos dentro de seus limites. Portanto, nós constantemente oramos e o sistema continuamente muda, impactando-nos.

É por isso que nós temos que direcionar corretamente nossos desejos, nos concentrarmos no sistema em que existimos, moldando assim as intenções conjuntas e promovendo o nosso progresso interno, para que possamos influenciar o sistema propositadamente em vez de impactá-lo caoticamente tendo diversos desejos. Para isso, nós nos unimos em grupos e nos encorajamos, aproximando assim certas intenções e desejos, e definindo a visão do nosso futuro. Nossos esforços focados afetam muito o sistema; assim, ele começa a reagir de forma muito sensata à nossa influência.

Quando nos relacionamos uns com os outros, começamos a sentir uma grande necessidade da propriedade de doação e amor, da qualidade da integralidade e da ajuda mútua. Quando nos influenciamos de forma eficaz e forte o sistema, ele começa a nos influenciar. Este “retorno” pode nos modificar drasticamente mesmo se não tivermos profundamente dentro de nós um desejo de mudar.

Como nós somos egoístas, temos apenas um tipo de desejo. É por isso que somos incapazes de exigir que o sistema mude nossos desejos e intenções. Não importa o que, nós sempre traremos nossos incentivos egoístas. No entanto, o sistema é construído de forma que, mesmo que o nosso pedido não seja sincero, ainda reaja corretamente às nossas exigências. Isso ocorre porque a quebra, a inversão do altruísmo em egoísmo, progrediu de cima para baixo. É por isso que quando nós elevamos nossos pedidos de baixo para cima, o sistema os corrige.

Quando nós estamos juntos com o grupo, nós nos unimos; assim, cada um de nós recebe um desejo de se mover corretamente no interior do sistema. Quando impactamos o sistema por nossa vontade de mudar e subimos sobre a nossa natureza egoísta, ele responde a nós.

O mais importante é lembrar que estamos constantemente sob a influência do sistema. Mesmo que ainda não sejamos um elemento corrigido do sistema, mas conseguimos ficar juntos num grupo e continuamos nossos esforços de autocorreção, nós influenciamos todo o sistema num bom caminho. Em troca, o sistema nos modifica por sua influência recíproca. Ao fazer isso, o sistema se corrige, revive e retifica.

Isso explica por que tudo depende da nossa oração, ou seja, de nossas boas aspirações, mesmo que elas ainda sejam muito pequenas, fracas e primitivas. Nossas aspirações estão sendo calculadas dentro do sistema. É um processo constante e cumulativo, onde todos os tipos de correções recíprocas ocorrem.

É essencial não esfriar quando se trabalha em grupo. Nós devemos nos apoiar, melhorar mutuamente nossos desejos individuais, e tirar proveito de nossas propriedades egoístas, tais como ciúme, inveja e competição. Nós devemos usar esses recursos para alcançar os resultados desejáveis ​​dos outros, especialmente de nossas dezenas, multiplicando assim o nosso desejo de melhorar em dezenas de vezes.

Cada amigo, tornando-se dez vezes maior, vai contar aos outros sobre seus novos desejos aumentados. Em seguida, cada um dos nossos amigos toma emprestado cem vezes mais dos outros, e assim por diante. Isso significa que quando nós estamos num círculo, não há limitações no fortalecimento dos nossos desejos de mudar.

Além disso, quando um cai, os outros sobem. Este contrapeso nos mantém num movimento constante de correção. Neste caso, nós realmente podemos elevar nossos grandes desejos até o sistema, encorajá-lo a nos mudar e pedir que ele nos influencie pela reação recíproca, a chamada Ohr Makif (Luz de Retorno), que gradualmente nos corrige.

Um sistema espiritual de autocorreção e autoajuste, como qualquer outro tipo de ferramenta de busca, sempre explora a melhor forma de reagir a nós, absorver-nos, adaptar-nos a ele para que nos corrijamos completamente e nos transformemos em seus elementos úteis. Esta é a forma como ele é construído.

O Estudo das Dez Sefirot nos ensina que o sistema dos mundos superiores consiste de 125 níveis: cinco mundos, cada um dos quais inclui cinco blocos distintos multifuncionais (Partzufim), e cada bloco, por sua vez, é constituído por cinco subníveis (Sefirot). É um sistema muito flexível que se adapta rapidamente às nossas demandas. Quando nos esforçamos em nos coordenar com ele através de nossos desejos e nos tornamos semelhantes a ele, subindo para seus níveis mais elevados e entrando num estado de homeostase absoluta conectados a ele, então o sistema reage imediatamente aos nossos desejos e nos corrige de certa forma para que nos transformemos em seus componentes ativos, úteis e internos.

Assim nós começamos a controlar o sistema devido ao fato de que anteriormente éramos seus elementos corruptos, enquanto que neste ponto nos aproximamos de um estado de correção. Esta é uma propriedade extraordinária, milagrosa: se uma partícula não corrigida se esforça em se corrigir, ela influencia todo o sistema muito mais forte do que seus elementos já corrigidos.

Devido ao fato de que nós estamos posicionados entre as camadas corruptas e corrigidas do sistema, nós temos a chance de perceber, compreender, analisar e sintetizar as propriedades e possibilidades que estão num grau completo mais elevado do que o próprio sistema mecanicista. Nosso “eu” egoísta que nos esforçamos em alterar, nos ajuda a nos tornarmos uma entidade totalmente diferente e a subir para um novo nível na estrutura da força superior que criou todo o sistema. Eu subo acima do sistema e me torno semelhante à propriedade de doação e amor, à autêntica qualidade de tudo o que existe, ao Criador.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 08/10/14, Shamati # 5