Textos com a Tag 'Criador'

O Que Podemos Dar Ao Criador?

laitman_938.01Pergunta: O que um homem pode dar ao Criador por meio de seus amigos?

Resposta: Primeiro, todos os amigos devem concordar com ele nessa ação de se render ao Criador.

Isso consiste no fato de que eles se conectam e se transformam em um vaso onde sentem o Criador, onde Ele pode ser vestido.

Nós nos transformamos em Nukva, a propriedade feminina, em relação ao Criador, que é a propriedade masculina, e queremos que o Criador se vista em nós, nos preencha e nos domine. Estamos prontos para nos render ao poder da doação.

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 18/05/20, Escritos do Rabash, “A Agenda da Assembléia – 2”

Vírus Em Vez Do Criador

laitman_961.2O mundo está gradualmente assumindo uma nova forma. O coronavírus que se espalha pelo mundo é o resultado de não acompanharmos os tempos. Estamos na última geração, ou seja, a primeira geração, que deve sofrer uma correção e aumentar o grau de doação.

O grau de doação é chamado de fé acima da razão, isto é, a doação está acima da recepção. Portanto, precisamos ver até que ponto atendemos a esse requisito.

A natureza requer maior unidade e conexão entre nós, maior proximidade, entendimento e sensação de toda a realidade como um sistema integral, onde os níveis inanimado, vegetativo e animado da natureza e das pessoas existem em uma única harmonia.

Mas não nos preocupamos com o que acontecerá com o mundo inanimado, vegetal e animal e com o ambiente em que vivemos. Isso significa que não estamos nos tornando semelhantes à forma integral em que todas as quatro formas da natureza existem em uma única simbiose.

O mecanismo interno da realidade continua a funcionar e gradualmente nos move em direção à conexão suprema entre si. Mas não estamos nos movendo nessa velocidade e, portanto, repetidamente sentimos a reação negativa da natureza em todas as formas. Podem ser vírus, isto é, uma reação no nível animado ou uma reação nos níveis vegetativo e inanimado.

É uma pena que a humanidade ainda não entenda como avançar em direção a uma forma integral, onde todas as partes da natureza estão conectadas e todos os quatro níveis se juntam gradualmente como um sistema único no qual o Criador pode ser revelado como a força comum de correção agindo em nós.

Devemos fornecer a Ele um lugar para ser revelado. Quanto mais nos unirmos, mais cedo veremos que, como resultado da rede de conexões que construímos, o Criador vem e Se revela.

Enquanto o Criador está oculto, pedimos que Ele una todas as partes da natureza – inanimada, vegetativa, animada e humana – na forma correta e integral. Mesmo realizando parcialmente essa unificação, já sentimos como o Criador se revela dentro dessa natureza. Afinal, o Criador é o poder da unidade e do amor, e quanto mais nos movemos em direção à unidade, mais podemos revelar o Criador.

Enquanto isso, ao invés do Criador, encontramos o vírus. Este é um sinal de que a humanidade está se desenvolvendo incorretamente. O Criador desperta o desejo de conhecê-Lo, entender e revelá-Lo em nós. Mas revelar o Criador como o poder da unidade e doação só é possível na medida em que conectamos todas as partes quebradas em um sistema, a fim de descobrir nossa conexão mútua e ver o poder da devoção e do amor entre nós.

Não há saída: precisamos levar o mundo inteiro a uma forma unificada e compreender o princípio do “ame ao próximo como a si mesmo” – a lei principal de todo o universo, ligada por todas as suas partículas. Como resultado dessa unidade, revelaremos o poder do amor e da conexão, isto é, o Criador. Se não promulgamos isso na velocidade certa, por causa de nossa preguiça e atraso, abrimos entre nós um coronavírus, em vez de amor.

O vírus nos afasta um do outro, mostrando nossa deficiência e falta de vontade de nos aproximar. Com esse golpe, ele nos cura e nos diz o que fazer. O vírus nos custa muito dinheiro e sofrimento e até às vezes mata, mas ainda nos leva à correção. Vamos esperar que não apenas soframos com o vírus, mas que compreendamos como ele nos ajuda, mostrando-nos onde investir nossas forças, como obter conexão e como juntar a unidade interna e a externa para trazê-las ao equilíbrio.

O coronavírus diz: “Vocês não podem se conectar e se aproximar fisicamente se não houver uma conexão interna entre vocês”. Em breve iremos entender, descobrir e sentir isso. Não pode haver diferença entre o mundo material e o espiritual – tudo isso é um sistema integral. Não há diferença entre este mundo e o mundo futuro. Portanto, em todas as relações entre nós, devemos discernir o mesmo grau de distância que o coronavírus exige de nós e, portanto, responder corrigindo nossas relações. Se nos aproximarmos internamente, poderemos nos aproximar da mesma extensão externamente.

O coronavírus cura e explica onde está a nossa ruptura e que precisamos ser amigáveis ​​e internamente fechados. Então o mundo exterior também será corrigido e se tornará bom. O vírus exige que subamos acima da força de recepção, o egoísmo, para a força de doação, o que significa elevar-nos à fé acima da razão, para que o poder de doação se torne mais alto que o poder de recepção. Assim, adquirimos a natureza do Criador e nos fundimos com Ele. No final da correção, tudo se elevará à fé acima da razão, à doação mútua e será unido em um sistema.

Não haverá exceção, nem uma única pessoa deixará de sentir qual é a natureza do Criador, a natureza de doação e fé.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/04/20, “Sobre Acima da Razão”

Centelhas De Aspiração Ao Criador

laitman_942Pergunta: Você diz que existe um ódio natural dos povos do mundo pelos judeus, os portadores do método de unificação.

Agora, se qualquer pessoa das nações do mundo se juntar a esse grupo de pessoas, ela automaticamente começará a ser odiada também?

Resposta: Não. Hoje, tudo é tão diluído que ninguém percebe, vê ou sabe.

Este é um estado completamente novo que estamos apenas introduzindo no mundo. Mas gradualmente, as pessoas começarão a sentir que algo está errado com essas pessoas. Americanos, britânicos, europeus, russos, não importa quem, olharão para essa pessoa e dirão: “Algo está errado com você”. Eles verão nela uma centelha de algo judeu.

Pergunta: Você quer dizer que isso se manifestará nas pessoas das dez tribos perdidas?

Resposta: Não necessariamente. Em qualquer pessoa dos povos do mundo, um ponto no coração, que está em todos, pode aparecer. Um ponto no coração é uma aspiração pela unidade do mundo, por sua força única, isto é, pelo Criador. Despertando, ele começa a incomodar a pessoa. Ela quer entender como o mundo existe, onde está essa unidade, etc. É essa centelha que faz dela um judeu.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 22/07/19

Para O Criador Se Tornar Nosso Lar

laitman_276.02Pergunta: Baal HaSulam escreve: “O mundo inteiro foi criado apenas para o aperfeiçoamento do homem, à imagem do Todo-Poderoso.

Como é necessário fazer esforços para corrigir nossa natureza, é dito que faremos o homem junto com todo o ato da criação, pois sua criação é completada apenas com seus esforços e com a ajuda de todas as criações. No entanto, além do homem, tudo o resto já é perfeito”.

É preciso algum esforço para uma pessoa se colocar em um estado melhor. Qual é a conexão entre esses esforços e o fato de o coronavírus estar nos afetando agora? Que esforços devemos fazer e em quê?

Resposta: O de encontrar a conexão correta entre nós. Além disso, essa conexão deve ser boa, superior ao nosso coração egoísta. Deveria ser que, com a ajuda da aspiração mútua, nos unimos no Criador. No próprio Criador.

Que Ele será nosso lar, o chamado Templo. Para que nos unamos em um desejo comum, uma intenção comum e uma aspiração comum. Por isso, recebemos essa vida e essa oportunidade.

O vírus e outras coisas semelhantes nos levam a isso. Mas eles o ajustam para não privar nosso livre arbítrio, para que ainda encontremos as conexões corretas entre nós.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 22/03/20

Como O Mundo Sente A Abordagem Do Criador?

273.02Pergunta: O crescimento da alma e as mudanças devido à influência da luz são algo muito interno, abstrato e oculto a estranhos. Como essas mudanças aparecem no mundo material? Uma pessoa se torna mais harmoniosa? São reveladas boas relações entre nós?

Resposta: Eu não diria que boas relações são reveladas. Mas tudo o que acontece em nosso mundo é realizado sob a influência de um campo superior. Ele constantemente aumenta sua tensão, intensidade e isso é sentido à medida que o Criador se aproxima de nós.

Mas essa é uma abordagem muito desagradável, porque o Criador é a qualidade de doação e amor, e nós, sendo egoístas não corrigidos, sentimos Sua abordagem como negativa. É semelhante à maneira como professores e pais nos abordam e exigem que nos comportemos com mais maturidade, com mais seriedade, e não queremos.

Hoje podemos ver isso no desenvolvimento de toda a humanidade. A abordagem do Criador em relação ao mundo determina a crise atual. Como não nos tornamos semelhantes ao Criador, essa não é uma boa aproximação; caso contrário, sentiríamos essa abordagem como Sua revelação. Não a revelação de escuridão, sofrimento, problemas e vários vírus, mas a revelação da luz. Tudo depende de nós. Se conseguirmos nos elevar espiritualmente, sentiremos a abordagem do Criador como uma bênção. Se não, sentiremos como mal.

O Criador sempre quer se aproximar de nós e faz isso gradualmente, mas até agora sentimos Sua abordagem como um constante declínio da humanidade.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 16/02/20

O Criador Me Vê Através Da Dezena

laitman_938.03É impossível sair sozinho de uma descida; quanto mais avançado o estado se torna, mais difícil é entender, aceitar e elevar-se acima. A única maneira é pedir ajuda a seus amigos. Somente se eu me curvar e implorar, posso sair da descida com eles.

O Criador, ao mesmo tempo em que me sobrecarrega o coração, não me leva em conta sozinho, mas me dá o fardo de toda a dezena. Portanto, uma pessoa não é capaz de fazer nada porque o Criador se refere a toda a dezena em geral e, depois da dezena, a cada um de nós: a um, outro, terceiro, etc.

Portanto, não se assuste quando uma carga pesada cair sobre você; ela recai sobre você para que você receba ajuda de toda a dezena. Compartilhe essa carga com todos e você verá que ela não é pesada. Só uma coisa é difícil: entender que através de mim esse ônus é atribuído a toda a dezena e que devo me juntar aos meus amigos.

Se um fogão de 200 kg cair sobre mim, é claro que não vou conseguir segurá-lo. Se cada amigo na dezena levanta 20 kg, então já é bastante viável

O Criador nunca envia um fardo do coração destinado apenas a mim, mas sempre para toda a dezena. Ele não me vê sozinho, mas olha apenas através da dezena, apenas desta forma.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 22/04/20, “Sobre o Acima da Razão”

O Criador Nos Parou Antes Do Abismo

laitman_231.01Como você gostaria de ver o próximo estágio do desenvolvimento humano? O Criador nos deu uma grande ajuda, parou o mundo inteiro antes do abismo, que nós, em nosso egoísmo, quase trouxemos para a destruição completa.

No último momento, o Criador nos parou com a ajuda do coronavírus, forçou-nos a nos acalmar, a relaxar, a sentar em casa e a pensar em nossas vidas para que nunca mais voltássemos ao velho mundo construído sobre o egoísmo.

O que teria que mudar em nosso mundo para que se tornasse melhor, mais gentil, mais correto e mais justo? O que devemos pedir ao Criador juntos? De fato, hoje, pela primeira vez, vemos como o Criador está imediatamente envolvido em toda a humanidade, em todo o mundo.

Queremos consertar a conexão entre nós, e isso já estabelecerá toda a nossa vida. Posso cuidar de todos e pensar que meu vizinho e o mundo inteiro têm tudo o que tenho? Estou pronto para compartilhar com os outros, me preocupar com eles, assim como para os meus filhos? Afinal, não vou levar o último e privar meu filho, cuidarei dele primeiro.

A lei do amor exige tal atitude em relação a todos. Entendemos que amanhã devemos nos tornar outras pessoas, tanto em pensamento quanto em ação? Assim, nossa sociedade avançará.

Não estamos falando de distribuição forçada, socialização de bancos e empresas. Apenas queremos pedir ao Criador que mude a sociedade humana para que ela leve a uma mudança nas relações dentro da família, entre países, a partir da correção interna em cada pessoa que se espalha para fora. Talvez o coronavírus nos ajude com isso.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/03/20, Escritos do Rabash “Segundo O Que é Explicado Quanto ao ‘Ama Teu Amigo Como a Ti Mesmo’”

A Maneira Certa De Agradar O Criador

552.02Tente aproveitar as tentativas de se aproximar do Criador, tente isso ou aquilo. O Criador nos olha como bebês e, como nós, é tocado por tudo que o bebê faz. Não importa se o bebê caiu, quebrou alguma coisa ou se sujou; é assim que o bebê se desenvolve.

O Criador não exige as ações corretas de nós, apenas aquelas que nos aproximam Dele através de nossos amigos de uma maneira simples e ingênua. Isso é tudo. É assim que lhe trazemos o maior prazer.

Se fizermos isso enquanto esperamos trazer alegria ao Criador, nós mesmos nos regozijaremos. E se sentimos alegria por nossas ações, podemos ter certeza de que o Criador também está se regozijando. Mais tarde, quando começarmos a senti-Lo, veremos que o Criador sente tudo o que experimentamos.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 04/07/20, “Crescer Ainda Mais – Um Apelo À Aproximação”

“O Que É A Cabalá Do Ponto De Vista De Uma Pessoa Que A Pratica?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:O Que É A Cabalá Da Perspectiva De Uma Pessoa Que A Pratica?

A sabedoria da Cabalá foi criada para nos guiar de nossas vidas neste mundo para a conquista do mundo espiritual superior, e explica as leis absolutas e fixas que atuam nas duas realidades.

Usando a sabedoria da Cabalá de acordo com seu objetivo pretendido – nos levar a alcançar o mundo espiritual – aumentamos gradualmente nossa consciência, percepção e sensação da realidade, atingindo, como Baal HaSulam descreveu, o “objetivo exaltado” de nada menos que a revelação do Criador durante a nossa vida.

Quem ou o que é o Criador?

O Criador é a força integral mais elevada da natureza, que inclui toda a criação, tudo o que existe nos níveis inanimado, animado, vegetativo e humano.

Quando entendemos como o Criador age em relação a nós, podemos entender as causas genuínas de tudo o que se desenrola em nossas vidas e como responder da melhor maneira a todas as situações da vida.

Quanto mais praticamos a sabedoria da Cabalá em nossas vidas, mais vemos exatamente por que e como participamos da criação, da natureza.

Em nossa era, mais e mais pessoas sentem a necessidade do que a sabedoria da Cabalá fornece, porque, como os Cabalistas ao longo da história explicaram, especificamente nossa era é aquela em que a humanidade despertaria em massa com perguntas sobre o sentido e o propósito da vida.

Nossa evolução está levando todos nós na direção da revelação do Criador. É um processo de acumulação de sofrimento e deficiência. A sabedoria da Cabalá entra nesse processo como um meio de adoçá-lo, para que não tenhamos que nos desenvolver dolorosamente, mas aumentemos nossa consciência do que está acontecendo e, ao fazer isso, experimentemos o processo com muito mais prazer.

Mina De Diamante

laitman_936Depois que nos elevamos do pó, fazendo um diamante da areia, caímos novamente no pó, ainda mais profundo do que antes, para subirmos a uma altura ainda maior. E assim toda vez; quanto mais caímos, mais alto nos elevamos. A amplitude cresce cada vez mais, e isso é um sinal de avanço, como se diz: “Aquele que é maior, tem o maior egoísmo”.

Assim que transformamos o pó em diamante, a próxima descida para um estado ainda pior começa imediatamente. De fato, graças à nossa compressão, ganhamos força, entramos em contato com o estado espiritual, e agora temos a oportunidade de trabalhar com esse poder abaixo, de aprofundar nosso desejo egoísta ainda mais como uma pá de escavadeira, e de fazer um diamante mais forte e mais valioso do pó mais profundo.

O principal é nos sentirmos ainda mais conectados com os outros, e então estaremos prontos para a próxima descida e o novo trabalho. Todo o trabalho consiste em elevar uma oração ao Criador, de baixo, com um pedido para nos elevar.

O Criador nos abaixa junto com nossos amigos, como mineiros em uma mina, e sentimos que estamos nas profundezas do nosso desejo de prazer. Todos os nossos relacionamentos são egoístas; o egoísmo fica entre nós e nos mantém em uma masmorra. Então nos esprememos de volta no elevador e pedimos ao Criador que nos levante, acima da superfície da terra, de volta à luz, ao ar fresco, ao sol, em liberdade.

Agora sabemos o que significa estar dentro do nosso desejo de prazer e o que significa nos elevar acima dele. Parece uma borboleta que emerge de uma crisálida. A criança também passa por um caminho difícil através do canal de nascimento até nascer no mundo. Todo o nosso trabalho vai dia e noite, no pó, em um esforço para subir dele.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 22/04/20, “Sobre a Fé Acima da Razão”