O Plano Para Sair Da Crise, Parte 5

laitman_600_04Altruísmo – Genuíno ou Irresponsável

Pergunta: Há muitas pessoas no mundo de hoje que podem se chamar de altruístas. Por que você acha que a resolução da crise é possível através da educação altruísta?

Resposta: Não estamos falando do altruísmo como habitualmente entendido neste mundo, mas do significado Cabalístico dele. Altruísmo é a percepção de toda a sociedade como um sistema em que o bem-estar de um indivíduo é equivalente ao bem-estar da sociedade; portanto, ele deve se incluir na sociedade e tratá-la como trata a si mesmo.

Não sei se vários altruístas e humanistas pensam o mesmo. Se algum deles tratam a sociedade dessa maneira, ela está próxima do que a sabedoria da Cabalá exige de nós.

Se uma pessoa vê sua vida como parte da sociedade, como um embrião no ventre de sua mãe, recebendo tudo dela, ela percebe que tudo depende do bem-estar da sociedade. É por isso que ela dá tudo para a sociedade e leva apenas as necessidades básicas para si mesma. Através deste comportamento, nós garantimos nossa vida espiritual sem quaisquer restrições.

Uma pessoa vai tratar a sociedade desta forma, se receber uma educação integral. Com a ajuda desta educação, ela começará a entender e sentir o que é a “integralidade” e o que significa ser tudo como um só homem. Sem isso, o mundo não pode existir. A crise global e os numerosos problemas que o mundo moderno está experimentando hoje nos levam a isso.

O mundo está no período de transição quando a era da “democracia” e do “liberalismo”, que levou os líderes da sociedade a uma administração irresponsável, está chegando ao fim. Se toda a gestão é realizada exclusivamente de uma forma “democrática”, os resultados são os mais desastrosos.

Afinal, quem escolhe os líderes? Este é o público que faz a sua escolha com base em qual candidato grita mais alto, parece mais bonito, e é mais parecido com os ícones de Hollywood.

Nós podemos ver os resultados deste populismo em todo o mundo. Os líderes dos países europeus destruíram a Europa com seu curso liberal. Talvez, ainda não esteja claro para todos, mas em breve isso se manifestará de forma plena.

E o mais importante, a influência prejudicial dos meios de comunicação de massa determina a opinião pública através dos discursos de artistas famosos e figuras populares que sabem convencer as pessoas.

Acontece que a liderança dos países é escolhida não de acordo com suas qualidades de liderança profissional, mas de acordo com suas habilidades de falar em público.

O público, impressionado pelas performances, escolhe seus líderes, que então chegam ao poder e começam a fazer o que quiserem. Tudo isso é resultado do populismo, do liberalismo e da democracia. O problema da liderança moderna é a sua incompetência.

A revisão de toda a abordagem anterior está começando agora, e esperamos que isso leve à correção.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/01/17, Lição sobre o Tópico: “Mismah Arosa (Documento Arosa)”, “Plano para Sair da Crise”

Meus Pensamentos No Twitter, 20/04/17

twitter

O Papel Chave Dos Judeus Na Administração #Trump @JPostOpinion

jpostTwitApr20

Do Twitter, 20/04/17

O Dualismo Da Natureza

laitman_562_02Pergunta: Há muitos exemplos na física que verificam o fato de que a nossa natureza é dupla. É a divisão da matéria em partículas materiais e energéticas, ou em outras palavras, em férmions e bósons.

Todos os objetos e fenômenos em nosso mundo são binários ou duais, e duas forças são observadas em cada fenômeno.

Todos os sistemas que os físicos estudam são absolutamente equilibrados ou aspiram ao equilíbrio. As duas forças no sistema devem se complementar e equilibrar para alcançar um estado equilibrado.

Resposta: De acordo com a sabedoria da Cabalá, o mundo também está basicamente dividido em duas forças opostas: a força que doa e a força que recebe, e tudo o que acontece é apenas a expressão das diferentes variações da relação entre elas.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/12/16

Ensinar A Unificação

laitman_938_03Pergunta: Qual é o papel dos Cabalistas, como psicólogos, na complexa cadeia da percepção da realidade?

Resposta: Os Cabalistas devem ensinar as pessoas a se unirem. Portanto, nós construímos dezenas e mostramos um exemplo prático de unificação.

Pergunta: Que qualidades deve possuir uma pessoa para ensinar isso aos outros?

Resposta: Ela mesma deve participar ativamente na unificação, aprender com esta prática, e assim será capaz de ensinar isso aos outros. A Cabalá é a ciência mais prática.

Da Lição de Cabalá em Russo 12/11/16

Noite E Manhã No Trabalho Espiritual

Dr. Michael LaitmanTorá, Deuteronômio, 16:06: Sacrificarás a oferta de Pessach à tarde, ao pôr do sol, ao tempo determinado da tua saída do Egito.

A saída do Egito simboliza a separação inicial do egoísmo e a subida acima dele. Depois disso, a correção continua porque a desconexão do egoísmo e a ascensão acima dele ainda não é a correção do ego.

Portanto, a saída do Egito repete constantemente. Cada vez você tem que tomar alguma parte do egoísmo, sentir como sai dela, e começa a corrigi-la na propriedade oposta.

“Noite” é um estado quando você sente que há um novo mal em você, porque uma noite é o começo de um dia, o tempo em que todas as forças do mal, que você coleta e expõe, surgem. Então vem a manhã.

“Manhã” não significa o nascer do sol, mas uma sensação de confiança de que agora você pode trabalhar em doação com todos esses desejos egoístas.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 10/08/16

Todas As Estradas Levam “À Casa De Abraão”

laitman_937Começando com o primeiro homem (Adão) e em diante por vinte gerações até que Abraão revelou a destruição, todo esse tempo a humanidade estava buscando conexão com a força superior e com o propósito da criação.

Foram necessárias vinte gerações desde o ponto de quebra que se manifestou no primeiro homem até a verdadeira revelação da força superior que Abraão realizou.

Abraão descobriu o método correto de trabalho que lhe permitiu revelar o Criador e também se realizar, tornando-se semelhante à força superior e aderindo-se a ela.

Pergunta: Em que ponto Abraão, uma pessoa comum, se torna o antepassado de Abraão?

Resposta: No momento em que começa a atingir o programa da criação, ele se transforma na base a partir da qual começa a nova fase de desenvolvimento em uma pessoa.

Uma pessoa estava procurando o propósito da criação e da sua vida, e encontrou alguns valores enganosos, o que é chamado de “ela estava criando ídolos e vendendo-os”. Ela procurou de que forma é possível avançar, pelo que vale a pena viver. No entanto, depois ela quebra todas as suas fantasias, um ídolo após o outro, porque entende que eles estão incorretos e para eles não vale a pena viver.

Ela segue em frente até encontrar o método correto, final e a forma de avanço, ou seja, já tem uma compreensão de seus fundamentos – uma inclinação ao bem e uma inclinação ao mal. Ela sabe como conectá-los na linha do meio e trazê-los à correção, à adesão com o Criador ao se unir, doar em prol da doação, e mais tarde recebendo por causa da doação.

Quando ele encontra esses fundamentos para seu trabalho espiritual, isso significa que ele revelou Abraão, o pai da nação (Av HaAm), em si mesmo. A partir deste momento, ele começa a construir uma nova forma espiritual em si mesmo.

Abraão é um símbolo do trabalho espiritual, uma força que é capaz de conduzir alguns dos desejos para fora do poder de Nimrod, fora do egoísmo. Todos os outros babilônios permanecem na Babilônia, e mais tarde teremos que corrigir todos esses desejos. Hoje, como no tempo de Abraão, a humanidade deve quebrar todos os falsos ídolos que criou para si, reduzir seu valor a pó e construir uma nova forma correta a partir deles.

O mundo está se movendo gradualmente para essa correção. Toda a história da humanidade desdobrou-se apenas por causa da correção final. As pessoas acham que os eventos ocorreram por acaso, mas isso não é assim. Os genes informativos, Reshimot, desenrolaram- se desta maneira desde o primeiro homem, Adão, em diante.

Os mesmos processos estão acontecendo dentro de cada pessoa, dentro do povo de Israel, que é “a casa de Abraão” em relação ao mundo inteiro, e em todo o mundo em geral. É como bonecas russas que são colocadas uma dentro da outra. A principal coisa é que há uma força superior que traz o bem.

O mal que se levanta contra ela também vem da mesma fonte e é criado para nos ensinar a distinguir entre o bem e o mal, entre a luz e a escuridão. Quando conseguirmos conectar essas duas formas opostas, precisamente entre elas descobriremos a nós mesmos e entraremos em contato com o Criador.

A linha do meio conecta o Criador acima com o homem abaixo. E as outras duas linhas, direita e esquerda, são necessárias apenas para construir a linha do meio, que é a conexão entre nós e a força superior.

Cada pessoa deve encontrar Abraão dentro de si, ou seja, o fundamento para o trabalho espiritual que lhe permite revelar o Criador e se aderir a Ele. Este é o propósito da criação. Da mesma forma, é necessário trazer o mundo inteiro, toda a humanidade, a tal conexão em um todo, de modo que esta força, esta ideia, una a todos.

Da Lição “Preparação para Pessach” 28/03/17

Agir Em Benefício Dos Outros

Dr. Michael LaitmanO mais importante no trabalho espiritual é colocar filtros ou restrições em todos os nossos pensamentos, ações, desejos e palavras, que agiriam estritamente em uma direção: assegurar que os pensamentos na cabeça, os desejos no coração, as palavras na boca e as ações pelas mãos trabalhassem apenas para o benefício de outros.

No entanto, isso não significa correr de hospital em hospital, ajudar os necessitados ou ajudar as senhoras a atravessar a rua, e assim por diante. Nada disso! Nós vemos que isso não nos dá nenhum resultado.

Só resta uma coisa: passar a Luz superior através de nós mesmos ao mundo inteiro, tornando-nos uma nação, como está escrito na Torá: “E vós sereis para mim uma nação de Sacerdotes”. Se tomarmos isso e formos intermediários entre o mundo inteiro e o Criador, a fim de doar a Ele e ao mundo, mas nunca nos beneficiarmos, na medida em que o “Sacerdote não tem parcelas neste mundo”, então traremos o mundo inteiro à harmonia, equilíbrio e cumpriremos nossa missão.

Essa é a essência do capítulo Shoftim (juízes), que todo o tempo têm que medir e pesar corretamente, passar vereditos justos e se controlar.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 21/09/16

Fim Da Ideia Liberal

laitman_220Nas Notícias (The New Yorker): “Os seres humanos pensam nas histórias em vez de nos fatos, números ou tabelas, e quanto mais simples a história, melhor. A história que governou o nosso mundo nas últimas décadas é o que poderíamos chamar de História Liberal. Foi um conto simples e atraente, mas que agora está em colapso, e até agora nenhuma nova história surgiu para preencher o vácuo. Em vez disso, temos Donald Trump.

“A História Liberal diz que se liberalizarmos e globalizarmos nossos sistemas políticos e econômicos, produziremos o paraíso na terra, ou pelo menos a paz e a prosperidade para todos. De acordo com essa história – aceita, em pequenas variações, por George W. Bush e Barack Obama – a humanidade está inevitavelmente marchando em direção a uma sociedade global de mercados livres e políticas democráticas.

A linha de enredo desta história, no entanto, começou a perder credibilidade a partir da crise financeira global de 2008. As pessoas que, nos anos noventa, esperavam que o jogo pelas regras lhes permitisse subir e florescer, de repente começaram a temer que tivessem sido enganadas e que o sistema não funcionasse para elas. A Primavera Árabe se transformou em um Inverno Islâmico; regimes autoritários em Moscou, Ancara e Jerusalém estão abandonando os valores democráticos liberais em favor do nacionalismo chauvinista e do extremismo religioso. E mesmo nas fortalezas liberais da Europa Ocidental, as pessoas estão tendo dúvidas. Agora, o maremoto de desilusão está tomando o seu rumo em direção ao próprio país que tem empurrado a História Liberal para o resto do planeta, às vezes sob a mira de armas: os Estados Unidos. Como os cidadãos americanos se sentem decepcionados por décadas de promessas e garantias, seu desencanto pode varrer Donald Trump da Casa Branca para o horror e espanto das elites estabelecidas.

“Por que as pessoas estão perdendo a fé na História Liberal? Uma explicação é que esta história realmente foi uma farsa e que, em vez de paz e prosperidade, a prescrição liberal produziu pouco mais do que violência e pobreza. … ”

Meu Comentário: A vitória de Donald Trump sugere que o Criador está fazendo com que possamos avançar para o desenvolvimento pelo caminho de Achisena (eu o apressarei), um modo razoável de desenvolvimento ao se assemelhar às leis da natureza e não às leis que foram inventadas por pessoas ou pela elite liberal.

O uso correto desse desenvolvimento nos ensinará como se tornar uma sociedade integral com padrões inteligentes de consumo, uma sociedade que aprende a cooperar mutuamente, e desta forma passaremos da “permissividade liberal” à “unidade consciente”. Nesta transição, todos nós devemos passar por um curso da “nova educação”.

E Os Anciãos Anunciarão…

laitman_236_01Torá, Deuteronômio, 21:07 – 21:08: E eles anunciarão e dirão: as nossas mãos não derramaram este sangue, e os nossos olhos o não viram. Sê propício ao teu povo Israel, que tu, ó Senhor, resgataste, e não ponhas o sangue inocente no meio do teu povo Israel. E aquele sangue lhes será expiado.

Os anciãos que simbolizam as qualidades superiores de uma pessoa recorrem ao Criador entendem que o Criador lhes deu problemas de propósito, para que eles determinassem até que ponto ainda não são perfeitos. Portanto, o apelo ao Criador atrai a Luz que Reforma.

É claro que eles não fazem isso por si mesmos, porque as qualidades superiores de uma pessoa estão no nível da doação. O Criador afeta por meio deles as qualidades inferiores, e por meio das qualidades inferiores, afeta os anciãos.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 21/09/16

O Plano Para Sair Da Crise, Parte 4

Dr. Michael LaitmanA força da sociedade depende de sua avaliação pela pessoa.

A brochura “A Crise e a Sua Resolução” (Fórum de Arosa, 2006): O objetivo das forças altruístas é a formação de novos valores altruístas sociais e humanos.

Essa conclusão se baseia no pressuposto de que a natureza é um sistema único, um organismo ou um corpo. Isso é o que a sabedoria da Cabalá afirma e o mesmo é confirmado não apenas pela sabedoria espiritual, mas também pela ciência corpórea comum.

Apesar do fato de que todos os níveis deste organismo, do nível inanimado, vegetal e animal até o humano, serem diferentes e separados uns dos outros, todas as suas partes estão conectadas por bilhões de laços e, finalmente, tudo se acumula em um sistema integral.

O sistema da natureza opera sob leis altruístas, ou seja, nem uma única parte deste sistema pensa em si mesma porque, naturalmente, não pode existir isoladamente, mas somente em sinergia, em uma completa e boa conexão mútua com outras partes.

O altruísmo é uma conexão boa e correta entre todos os elementos onde nenhum elemento se separa dos outros, mas desempenha seu papel em prol do sistema geral. É assim que todos estão conectados.

A saída da crise envolve “a formação de novos valores altruísticos-sociais e humanos”. Em outras palavras, é necessário educar todas as nações, toda a humanidade nos valores de um sistema comum da natureza. Se não começarmos a observar suas leis altruístas e parar de destruir a natureza, nunca sairemos da crise.

A crise continuará em todas as formas possíveis. Nós estamos apenas passando de uma forma para outra e depois para uma terceira. Desta forma, já passamos por duas guerras mundiais. No entanto, foram “guerras mundiais” apenas figurativamente falando em comparação com a verdadeira guerra global que pode explodir hoje.

Portanto, a única solução para a crise é a educação, uma explicação sobre o sistema geral em que existimos. É a natureza que nos obriga a manter suas leis altruístas, e não a invenção de algum filósofo, político ou partido que procura tomar o poder e governar os outros.

A natureza nos empurra para nos levar a uma forma integral, que de acordo com nossas ações dentro dela é chamada de “altruísta”, ou seja, para o benefício do outro. Pela lei geral do sistema integral, todos trabalham em benefício dos outros.

A fim de mudar o comportamento de uma pessoa de egoísta para altruísta, esta deve mudar as prioridades, a hierarquia de valores e se certificar de que a doação à sociedade é muito mais importante e benéfica do que a recepção dela.

Ao receber, a pessoa se preocupa somente consigo mesma, o que é impossível porque ela está completamente ligada à sociedade. E para receber da sociedade, você precisa primeiro se conectar corretamente a ela.

O problema é que nossa conexão com a sociedade não é altruísta, mas sim egoísta e, consequentemente, não podemos receber da sociedade o que ela é capaz de nos dar. A sociedade pode nos dar tudo. Se nos conectamos corretamente à natureza, há uma abundância completa, porque todos os nossos desejos derivam da natureza, e ela tem todos os meios para satisfazê-los.

Nosso único problema é que não sabemos como se conectar corretamente ao sistema da natureza. A educação correta é ensinar uma pessoa como se conectar a todo o sistema da natureza, incluindo seus níveis inanimado, vegetal, animal e humano em uma forma integral e altruísta.

Com isso, a pessoa alcança a harmonia com o ambiente, torna-se incluída nele, e recebe dessa harmonia tudo o que precisa.

Isto não se refere à recepção do que quer o egoísmo pessoal possa desejar, mas sim de como satisfazer suas verdadeiras necessidades.

Uma pessoa tem que sentir uma realização muito maior de dar à sociedade do que de qualquer aquisição egoísta. Para atingir esse objetivo, nós temos apenas um meio, que é a opinião pública. Não há nada mais importante para uma pessoa do que a opinião dos outros. Merecer a aprovação da sociedade é o objetivo da vida de uma pessoa.

Quanto mais a pessoa valoriza e eleva seu ambiente, mais se conecta a ele e pode obter nutrição dele. A força e o poder da sociedade dependem unicamente da sua avaliação pela pessoa. Se negligenciarmos a sociedade, considerando-a insignificante, não há quase nada que possamos tirar dela. Mas se valorizarmos infinitamente a sociedade, receberemos dela uma satisfação infinita.

Tudo depende apenas do quanto a pessoa valoriza seu ambiente e se integra a ele – na medida em que pode receber dele.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/01/17, Lição sobre o Tópico: “ Mismah Arosa (Documento de Arosa)”, “Plano para Sair da Crise”