Textos na Categoria 'Trabalho Espiritual'

A Profecia De Moisés

laitman_740.02No último dia de sua vida, Moisés continuou a falar com os judeus reunidos. Ele começou com afirmações reconfortantes.

“Eu sei que vocês se alarmaram quando ouviram 98 maldições de mim. No entanto, quero assegurar-lhes que, apesar de toda adversidade, o povo judeu não perecerá. No final, essas maldições irão servir para o seu bem” (“Comentário sobre o Midrash Rabba, Capítulo Nitzavim“).

Moisés diz que, depois de todos os terríveis golpes que o povo de Israel deve experimentar, toda maldição se tornará realidade. O profeta fala claramente de cada passo que o povo deve dar, passar, entender qual é o problema, e corrigir-se.

Tudo isso é um sistema de “apego à felicidade”. Sem o reconhecimento do mal, uma pessoa não entende o que deve fazer.

Pergunta: Por que, depois das instruções, a segunda parte da frase sempre diz: “Se vocês não fizerem isso, vou destruí-los”?

Resposta: Isso se refere às qualidades egoístas de uma pessoa que se afastarão no processo de correção. Primeiro é o reconhecimento, depois a correção, e somente depois disso é o domínio do desejo correto.

Pergunta: É como um foguete que deixa suas etapas e avança. Mas esses estágios retornam e será necessário processar esses desejos?

Resposta: Sim, mas eles retornam sob uma forma diferente – na forma de realização e revelação.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 09/01/17

Feriados: Etapas De Correção

Laitman_506.1Torá, Deuteronômio 31:10 – 31:11: E ordenou-lhes Moisés, dizendo: Ao fim de cada sete anos, no tempo determinado do ano da remissão, na Festa dos Tabernáculos (Sucot), quando todo o Israel vier a comparecer perante o Senhor teu Deus, no lugar que Ele escolher, lerás esta lei diante de todo o Israel aos seus ouvidos.

O autoexame, o exame de seus próprios desejos negativos e egoístas ocorrem antes do Ano Novo (Rosh HaShana). Rosh HaShana é o início da correção; o Dia do Julgamento (Yom Kippur) é o próximo estágio.

E a correção final ocorre em Sucot. Esse é “hibuk smol” (abraço do lado esquerdo) e “hibuk yamin” (abraço do lado direito), ou seja, a união do Criador e da criatura. Sua união completa é simbolizada pelo último dia do feriado de Sucot chamado Simchat Torah (Regozijo da Torá).

De KabTV “Segredos do Livro Eterno”, 23/01/17

“Vês Aqui, Hoje Te Tenho Proposto A Vida”

laitman_760.2Torá, Deuteronômio 30:15 – 30:16: Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal, porquanto te ordeno hoje que ames ao Senhor teu Deus, que andes nos Seus caminhos, e que guardes os Seus mandamentos, e os Seus estatutos, e os Seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e o Senhor teu Deus te abençoe na terra a qual entras a possuir.

Isso soa como um hino porque estas são as únicas coisas que estão diante de uma pessoa: uma bênção ou uma maldição, o caminho do bem ou o caminho do mal. No entanto, em qualquer caso, elas levam ao mesmo resultado.

Só que o caminho do mal é um caminho muito longo de sofrimentos, guerras, grandes problemas, pelo que uma pessoa ainda começa a perceber e entender como avançar. Mas esse é um caminho terrível!

Há também o caminho do bem quando a própria pessoa cria esse sistema, não importa de que maneira. Como crianças que criam cidades e casas de brinquedo, nós também devemos jogar uns com os outros para construir o relacionamento correto e a conexão correta entre nós através de conexões artificiais, como se nos amássemos e desejássemos nos aproximar um do outro.

Para esse “como se”, o Criador nos enviará força, conhecimento e oportunidades para que, na conexão entre nós, nós o revelássemos e estejamos em conexão com Ele.

Pergunta: Por que você atribui uma grande importância a um jogo?

Resposta: Porque um jogo é a base da vida para todos. Mesmo átomos e moléculas jogam um com o outro.

Um jogo é a base da existência porque o desenvolvimento pode acontecer somente se jogarmos em nosso estado superior, em uma subida. ”O que serei quando crescer?” Digamos que agora eu comece a dirigir um carro de brinquedo ou brinque com um avião de brinquedo. Eu estou me desenvolvendo enquanto jogo (brinco) neste estado. Portanto, a vida inteira é um jogo.

Comentário: É muito mais fácil no nível material, porque você vê um piloto e diz: “Eu quero ser piloto”.

Resposta: E aqui os Cabalistas explicam o que você deve jogar. Se os ouvirmos, começaremos a avançar. Portanto, o que é a nossa vida? Um jogo!

Pergunta: Por que o período de preparação é tão longo?

Resposta: Esse não é um período de preparação, mas um período de consciência, de moldagem dos nossos desejos dentro de nós. O fato é que, se uma vez levou milhares de anos e, depois, séculos para mudarmos de um estado para outro, agora leva anos ou talvez até dias. Em breve, levará horas e até minutos para mudar qualitativamente nossos estados. O tempo está encurtando.

Assim, chegamos a um estado completamente diferente quando somos os artistas e os receptores de tudo o que acontece.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 18/01/17

“E Tornará A Ajuntar-Te Dentre Todas As Nações…”

laitman_933Torá, Deuteronômio 30:02 – 30:04: E te converteres ao Senhor teu Deus, e deres ouvidos à Sua voz, conforme a tudo o que eu te ordeno hoje, tu e teus filhos, com todo o teu coração, e com toda a tua alma. Então o Senhor teu Deus te fará voltar do teu cativeiro, e se compadecerá de ti, e tornará a ajuntar-te dentre todas as nações entre as quais te espalhou o Senhor teu Deus. Ainda que os teus desterrados estejam na extremidade do céu, desde ali te ajuntará o Senhor teu Deus, e te tomará dali.

Nós também vemos essa imagem hoje.

Pergunta: Isso significa que você não poderá se esconder em nenhum lugar e ainda retornará do exílio?

Resposta: Só parece a uma pessoa que ela pode se esconder em algum lugar. Você não pode se esconder disso em nenhum lugar; nós não conhecemos nossos caminhos, o que nos controla e como o marionetista oculto influencia cada um no mundo.

A única coisa que precisamos é aprender continuamente o sistema de correção e usá-lo. Não há mais nada. Apenas uma constante conexão e adaptação neste sistema pode nos ajudar a compreendê-lo corretamente e constantemente estar tão próximos do Criador quanto possível. E se começarmos a fugir, teremos de ser novamente reunidos pelas mesmas leis e forças rígidas da natureza.

Pergunta: Como esse sistema funcionará com os judeus que assimilaram entre outras nações e deixaram de ser judeus há muito tempo? Afinal, está escrito: “Ainda que os teus desterrados estejam na extremidade do céu, desde ali te ajuntará o Senhor teu Deus, e te tomará dali”.

Resposta: Eu não sei como eles serão obrigados a voltar. Talvez apareça algum Hitler que de alguma forma determinará que eles são judeus e dirá: “Nós os destruiremos ou eles devem rapidamente deixar suas casas”.

Pergunta: Como isso acontecerá com aqueles que deixaram de ser judeus há muito tempo?

Resposta: Não importa. Que diferença faz que tenham deixado de ser? Tantas pessoas famosas e notáveis ​​de repente descobriram que eram judias. Nós conhecemos esses fatos. Você sabe o que encontraríamos se verificássemos o DNA das pessoas daqueles lugares onde os judeus viveram há milhares de anos?

Na Espanha, eu falei com um professor que é um espanhol de sangue puro. Ele disse: “Que problemas podemos ter entre nós quando todos nós somos 30-40% judeus? Quero dizer, por nossas qualidades biológicas”.

Pergunta: O que deve acontecer para que uma pessoa se sinta judeu? É algum tipo de sinal interno?

Resposta: Não, é só que a pessoa terá o sentimento de pertencer às dez tribos perdidas.

Se hoje há 15 milhões de judeus no mundo, quando essas dez tribos forem reveladas, haverá oito vezes mais, digamos outros 120 milhões. Imagine isso. Todos podem se reunir em Israel? Então, precisaremos de uma terra “do Nilo ao Eufrates”.

No entanto, não se trata do número de pessoas em nosso mundo. Isso se refere apenas aos níveis espirituais. Precisamente nesses níveis, tudo será decidido e corrigido.

Eu não acho que milhões de afegãos que se consideram judeus começarão a voltar a Israel. Afinal, de acordo com a lenda, eles são os descendentes de algumas tribos. Ou 100 milhões de pessoas que vivem na Índia que se consideram a tribo de Menashe. E assim por diante.

Pergunta: O que significam todos esses registros internos que começam a emergir em uma pessoa?

Resposta: Esses registros internos de informações não são um DNA que possa ser examinado. No entanto, você verá o que aconteceria se verificássemos o DNA das pessoas ao redor do mundo.

Há certa parte de todos os outros povos no mundo em cada pessoa.

Eu espero que a crise agite as pessoas e que elas comecem a perceber claramente que, juntamente com o progresso, a conexão é necessária. O mundo precisa de um método de conexão; ele não sobreviverá sem isso.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 11/01/17

O Dia Em Memória Do Rabash

Laitman_917.01Baruch Shalom Levi Ashlag foi o elo mais próximo de nós da cadeia de grandes Cabalistas pela qual a força superior é revelada ao mundo, e a Torá é transmitida até nós. Ele é o nível mais elevado e o único Partzuf espiritual de que dependemos e, portanto, nosso estudo se baseia principalmente em seus artigos. O Rabash fez tudo para preparar as bases para a próxima geração.

Embora não tenha sido fácil, ele encontrou a força para se anular completamente perante seu grande pai e professor, Baal HaSulam, sem ter absolutamente nenhuma consideração por si mesmo. Por isso, ele subiu através de todos os níveis da realização espiritual. Ainda veremos em seus escritos a altura que ele alcançou. Seus ensaios são escritos de forma muito calorosa, com grande cuidado pelo leitor, o aluno.

Ele tinha um enorme coração ardente cheio de amor. No entanto, se fossemos capazes de compreender a profundidade de seus escritos, veríamos que ele estava nos estados de GAR de Atzilut ou mesmo mais alto, o que é impossível de imaginar.

Rabash abriu o caminho para nós, escrevendo seus artigos e estabelecendo costumes aos quais tentamos aderir. Ele nos deu a estrutura na qual um grupo Cabalístico deveria existir, e nós seguimos dessa maneira.

Baal HaSulam foi como o ARI, criando o método de ascensão espiritual, e Rabash trouxe-o para uma realização prática, e nisso ele se assemelhava ao Baal Shem Tov. Em nenhum outro escrito Cabalístico eu vi descrições tão detalhadas do trabalho espiritual: como uma pessoa deve se organizar em seu entorno imediato, em um ambiente mais amplo, no sistema dos mundos e em seu relacionamento com o Criador.

Todos esses sistemas, pelos quais uma pessoa tem que passar para conseguir a adesão com a força superior, não são explicados em nenhum outro lugar de forma tão sistemática quanto nos artigos do Rabash. Uma pessoa pode tomar esses artigos e avançar com eles, pois eles formam a atitude correta e os conceitos corretos dentro dela.

Não há outros livros como esses. Nos artigos de Rabash, não só obtemos o comentário, mas também instruções detalhadas sobre o que fazer, que reação esperar e como avançar. Ele explica todo o processo que temos que completar, a resposta que obtemos em troca e os estados internos que nossa alma atravessa.

Eu li esses artigos muitas vezes e certamente continuarei lendo-os, e posso atestá-los que estão ocultos e não revelados. Depois de muitos anos de estudo, você começará a descobrir uma grande profundidade neles.

Você verá de repente que o Rabash está escrevendo sobre algo que você não notou antes, não entendia e não sentia. Esses artigos não são diretos, mas são bem multifacetados que se revelam de acordo com o nível de compreensão do leitor. Eles oferecem tal apoio e ajuda aos iniciantes do caminho espiritual, que não podem ser encontrados mesmo nos escritos de Baal HaSulam.

Baal HaSulam é um Cabalista do mais alto calibre, um cientista, um pesquisador e Rabash é um treinador espiritual: gentil e amoroso, que o leva pela mão e o conduz a todos os estados. Somente quando subimos na espiritualidade podemos julgar sua verdadeira grandeza.

O Que É Dor?

laitman_528.02Pergunta: Você afirma que se você machuca um amigo, machuca todo o sistema. O que é dor?

Resposta: A dor é uma sensação de falta de preenchimento em um desejo. Existem diferentes limiares da sensação de falta de preenchimento. Um limiar grave causa dor.

Pergunta: O que significa machucar um amigo na dezena?

Resposta: Se for uma boa dezena, você machuca seu amigo se não se realiza nela.

Da Lição de Cabalá em Russo 21/05/17

Não Há Divisão Na Espiritualidade

Laitman_632.4Torá, Deuteronômio 29:29: As coisas ocultas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei (Torá).

Essa não é uma tradução correta da Torá, ou seja, que o oculto é do Criador, e o revelado, até o terceiro ou quarto grau, é de nós.

Porque se a revelarmos por nós mesmos, isso acontece em relação a todo o sistema das dez Sefirot ou até o terceiro ou quarto grau, que é em relação aos Kelim (vasos) de doação - Galgalta ve Eynaim, ou mesmo AHP.

O que é revelado pelo Criador é revelado a nós em nossos esforços. Por outro lado, nós experimentamos um fracasso. Se você não trabalhar corretamente, deixa uma trilha semelhante atrás do terceiro e quarto grau. É afirmado claramente: “A culpa dos pais cai sobre seus filhos até a terceira, quarta geração”.

Pergunta: Isso significa que meu próximo grau espiritual está comprometido?

Resposta: O seu próximo grau depende de você. No entanto, se ele for comprometido, ele se estende por completo e você deve reconstruí-lo de novo. É impossível que apenas uma parte dele seja danificada. Como se diz: “Não há divisão na espiritualidade”.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 11/01/17

O Caminho Para A Correção Final

laitman_939.02Pergunta: Nós precisamos nos acostumar com a intenção de dar egoisticamente para que, em algum momento, a quantidade se traduza em qualidade?

Resposta: Em primeiro lugar, a correção não é realizada na massa geral da humanidade, mas, em vez disso, em um pequeno grupo – em uma dezena – onde dez pessoas se reúnem e fazem um pacto que “querem se tornar semelhantes ao Criador”. Ninguém pode conseguir isso sozinho, mas apenas quando todos começam a praticar uma doação entre si.

Nós concordamos entre nós de modo a nos apoiarmos mutuamente, darmos o exemplo, nos anularmos uns aos outros e demonstrarmos a importância do objetivo na unidade entre nós. Desta forma, criamos uma estrutura em miniatura que se assemelha à humanidade – corrigida na sua totalidade -, mas em uma escala muito pequena e não menos do que uma dezena. De acordo com a Cabalá, esta é a melhor maneira de alcançar a correção.

Gradualmente, começamos a sentir estados especiais entre nós, descobrimos os mundos superiores e revelamos o Criador que existe entre nós e as forças que nos conectam.

Começamos a entender que tipos de forças existem, quais deles são chamados de “anjos” e quais são chamados de “animais sagrados”, etc. Começamos a perceber as forças superiores, ou seja, as qualidades de amor e doação. E, o mais importante, surge uma força especial dentro dessas revelações, uma qualidade especial chamada Criador, a fonte de tudo o que existe, que engloba todo o universo e se revela como resultado de nossas ações.

O resultado do nosso trabalho será a sensação de que estamos prontos para absorver toda a humanidade e até o mundo inteiro dentro de nós. Não precisamos trabalhar para esse resultado. Pois, se criamos uma dezena completa, o nosso trabalho dentro dela é suficiente para toda a humanidade ser incluída automaticamente em nós.

Então começamos a nos sentir completamente corrigidos e semelhantes ao Criador que existe junto conosco dentro do nosso pequeno círculo.

A humanidade em geral não sente isso porque não corrige suas qualidades de recepção para a doação ou o egoísmo para o altruísmo, mas nós fazemos. No entanto, a correção final nos obriga a disseminar imediatamente o método assim que algum limiar de correção for alcançado. Esse é o propósito do nosso trabalho.

Portanto, na mesma medida em que eu quero me aproximar do Criador, eu tenho que sair simultaneamente dos limites da minha dezena e disseminar o método para todos os outros. Precisamente dessa maneira, eu me aproximo do Criador e O revelo cada vez mais claramente.

Isso é semelhante a uma imagem holográfica em que eu posso sentir o Criador em um grau muito pequeno, em um pequeno ponto (vermelho colorido no diagrama), como se estivesse olhando o mundo sem óculos e vendo tudo de uma maneira bastante obscura.

Se eu adicionar mais pontos pequenos a esta parte, o foco da imagem ficará cada vez mais nítido, mais completo e com todos os detalhes. Portanto, na verdade, não há diferença se eu revelo o Criador na minha dezena ou em um grupo maior.

Tudo depende apenas da resolução; quando eu entro em um cenário geral e atraio outras pessoas para a minha dezena, juntos começamos a revelar o Criador com mais clareza e precisão, com um entendimento mais completo e uma sensação maior.

É por isso que a própria estrutura do sistema exige que disseminemos. Na medida em que eu disseminar, alcançarei ainda mais o Criador e subirei até o Seu nível até alcançar a capacidade máxima e preencher completamente toda a humanidade passando a Luz superior através de mim. Dessa forma, eu me tornarei igual ao Criador e alcançarei a correção final da minha alma.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/02/17

“E Somente Convosco Faço Esta Aliança”

laitman_937Torá, Deuteronômio 29:13 – 29:14: E não somente convosco faço esta aliança e este juramento. Mas com aquele que hoje está aqui em pé conosco perante o Senhor nosso Deus, e com aquele que hoje não está aqui conosco.

A correção da alma comum é consecutiva. Ela se espalha nos níveis de seu ego, do nível zero ao nível cinco.

Primeiro, cada um dos cinco níveis egoístas se divide em cinco mais e depois se divide em mais cinco. Em segundo lugar, cada nível e todas as categorias subsequentes dividem-se em três linhas, doze tribos e dezenas.

Essas múltiplas divisões fornecem uma forma ótima e fácil de mudar do uso do egoísmo para o amor e a doação. Há desejos envolvidos nesta mudança agora, outros que serão corrigidos mais tarde, e ainda outros que serão corrigidos muito mais tarde.

A questão é que a Torá aparentemente descreve a história do que aconteceu com o povo judeu, bem como o que ainda está por vir. No entanto, na realidade, a história não existe. Nada da história é real. Todas essas imagens em nossas mentes conscientes realmente representam relações entre forças espirituais ou Sefirot.

Portanto, todas as memórias do passado que são incorporadas na antropologia, história, cosmologia e outras disciplinas apenas existem na nossa imaginação. Nós precisamos entender que tudo o que está escrito na Torá só acontece nos níveis da consciência, compreensão e realização espiritual de uma pessoa.

A Torá fala de tudo isso nos níveis dos antepassados, depois no de seus filhos e, mais tarde, no nosso nível. E tudo isso pode, provisoriamente, ser dividido em períodos históricos de tempo porque, na realidade, nunca existiu. É assim que funciona em nossa consciência.

A Torá fala de como uma pessoa pode alcançar a espiritualidade quando começa a trabalhar em si mesma. No entanto, se ela não se esforça nesse trabalho, tudo o que a Tora fala não existe para ela. A Torá está impressa em seu inconsciente quando ela começa a ler, alcançar e ouvir, mas é apenas uma sombra do que ela deveria passar internamente.

Comentário: Então, aqui agora estão os antepassados, a nação que já entrou lá, e agora nós, aqui, hoje …

Minha Resposta: Aqueles que estão aqui são os que estão no estado da porção semanal da Torá. Eles alcançam isso por si mesmos porque não há passado, presente ou futuro. Tudo existe apenas em relação à pessoa atingida.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 09/01/17

“O Mais Terno e Delicado Homem, Entre Vós, Invejará Seu Próprio Irmão”

Torá, Deuteronômio 28:54: O mais terno e delicado homem entre vós invejará seu próprio irmão e a esposa de seu abraço e o resto de seus filhos, a quem ele deixará.

As pessoas são incapazes de controlar seu egoísmo e existir em amor pelo seu próximo. Quando as pessoas que são ternas, noas e gentis na vida cotidiana sentem o desejo de alcançar o amor ao próximo, de repente, descobrem tais enormes camadas internas, egoístas que elas começam a odiar-se.

É como como os jovens no amor, no início, vivem como um par de pombas. E o que acontece depois? Escândalos, ataques, divórcios difíceis, e advogados.

Se elas não tentar ficar próximas umas das outras, poderiam permanecer boas amigas e amantes, encontrar-se de vez em quando, e agradar-se, mas sem quaisquer obrigações. Esta é a coisa mais importante. Afinal, o amor ao próximo obriga você; você é obrigado a amá-lo e superar o seu egoísmo o tempo todo. Por isso, hoje existem tantos casamentos infelizes. [Leia mais →]