Textos na Categoria 'Sentido da Vida'

Cruzando A Linha Entre A Vida E A Morte

Laitman_137Pergunta: O suicídio é um dos problemas da humanidade. A cada 40 segundos, alguém no mundo comete suicídio (800.000 por ano). Nos EUA, a taxa de suicídio aumentou 30% desde 1999. Algumas celebridades que recentemente cometeram suicídio incluem Anthony Bourdain, o famoso chef e apresentador de TV da CNN, e a irmã mais nova da rainha da Holanda. Você pode explicar isso?

Resposta: Eu posso explicar isso como vazio. É um vazio que esmaga, dilacera e não deixa a pessoa dormir. Até mesmo as drogas são ineficazes para aliviá-lo. A pessoa simplesmente sente como se não tivesse outras opções. Nós precisamos olhar para a vida corretamente e começar a nos educar.

Pergunta: O que uma pessoa deve alcançar?

Resposta: O sentido da vida. Ela pode entender o sentido da vida quando atravessa a fronteira entre a vida e a morte. Somente quando a vida vale menos para você do que a própria vida, você pode pesar corretamente para que viver e superar seu egoísmo e sua vida egoísta.

Pergunta: É quando eu não me apego a ela? Quando não me apego a todo desejo?

Resposta: Você não apenas não se apega, mas vive do fato de que a cada minuto você desiste do seu egoísmo e se eleva acima dele. Cada minuto você está acima da morte, como se estivesse experimentando-a. Esta é a separação do nosso mundo e a entrada no mundo superior.

Observação: Isso é muito difícil.

Resposta: Não é difícil, é uma oportunidade feliz para todos nós.

Pergunta: Então, eu não deveria valorizar minha vida egoísta?

Resposta: Uma pessoa que quer compreender a verdadeira existência tem que desprezar esta vida e apreciá-la apenas porque é a base para construir uma vida mais elevada nela. E a vida superior é a morte, e quando você morre em uma forma animal a cada minuto, cresce espiritualmente.

Crescimento na forma espiritual é a vida não para si mesmo, mas para algo fora de si: em prol do Criador, do sistema, da humanidade, não importa o que – o principal é sair do seu “eu”.

De KabTV “Notícias em Russo com Michael Laitman”, 12/06/18

O Estudo Da Cabalá: Sem Limitações

laitman_269Pergunta: Para quem é o estudo da Cabalá?

Resposta: Para todos, sem exceção, porque todos os que nascem na Terra podem alcançar seu estado eterno e permanecer nele, aproveitando a oportunidade que lhes é dada nesta vida material.

Pergunta: Que necessidade pode haver para a maioria das pessoas estudar essa sabedoria exaltada?

Resposta: A necessidade é entender o sentido da vida e alcançá-lo, elevando-se ao próximo nível de existência, mesmo antes da morte neste mundo.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/03/18

Blitz De Dicas De Cabalá – 28/01/18

281.01Pergunta: Se uma mulher tem sua própria imagem do mundo, o sentido da vida também é um pouco diferente para ela?

Resposta: Uma mulher quer ter uma família para organizar a si mesma, seus filhos; é assim que ela se sente realizada.

Pergunta: Na sabedoria da Cabalá existe uma diferença entre o sentido da vida e o propósito da vida?

Resposta: O sentido da vida está na conquista da adesão com o Criador e o propósito da vida é trazer toda a humanidade para isso.

Pergunta: Por que existem contradições no nível do nosso mundo que não estão resolvidas? São esses obstáculos que o Criador estabeleceu em todos os níveis do mundo?

Resposta: Certamente É impossível resolver problemas em seu próprio nível, em nosso mundo. Para resolver os problemas, é necessário ascender ao próximo nível de onde todos eles vêm. Portanto, nosso mundo sempre descobre seu próprio fracasso.

Pergunta: Por que o Criador deu às pessoas a possibilidade de se sentirem e se ajudarem mutuamente se não há um sentido superior nisso?

Resposta: Existe um sentido superior nisso! Através desses problemas, falta de compreensão, confronto e dependência cada vez maior de um com o outro em nosso mundo global, estamos gradualmente atingindo a necessidade de nos conectarmos em um único conjunto. Então, nesse único todo, descobriremos a força superior singular que nos criou como um sistema único, como uma pessoa única.

Pergunta: Havia mais sofrimento alguns milhares de anos atrás ou as pessoas eram menos sensíveis?

Resposta: Pode ser que as massas de pessoas sofressem mais, mas sentiam menos.

Pergunta: Uma pessoa primitiva foi mais feliz ao longo da história?

Resposta: Sim, tudo o que ela tinha era da natureza e era bom para ela.

Pergunta: O processo de alcançar o sentido da vida depende do conhecimento das leis segundo as quais o mundo foi criado pelo Criador?

Resposta: Certamente. Em princípio, nós aprendemos todas essas leis através da união entre nós. Portanto, não precisamos desejar conhecimento único. Tudo o que é necessário é visto e aprendido através da experiência.

Pergunta: Ao longo da vida de uma pessoa, há sofrimento. Isso significa que o sentido da vida pode ser resumido como a adesão ao Criador, essa libertação do sofrimento?

Resposta: Até mesmo a libertação do sofrimento está incluída no sentido da vida, mesmo que esse não seja seu sentido. Isso porque a realização do Criador é acompanhada por uma tremenda felicidade e alegria, um sentimento de eternidade e integridade. Mas estes são todos sentimentos secundários.

Da Lição de Cabalá em Russo 28/01/18

Para Onde A Alma Vai Após A Morte?

laitman_604.03Pergunta do Facebook: Quando uma pessoa morre, para onde vai sua alma?

Resposta: A alma não vai a lugar nenhum viste que ela não existia em primeiro lugar.

Uma alma é considerada como semelhança com o Criador. Isto é, os desejos que eu posso formar de uma forma que sejam semelhantes ao Criador, até certo ponto, são chamados de “uma alma”. É a propriedade de doação e amor por tudo que não está ligado a mim.

Em outras palavras, quando você sai dos limites do seu ego rumo à doação e amor, para cuidar daqueles que não estão inscritos em seu ego, todas as suas propriedades organizadas juntas naquele momento particular (uma vez que elas mudam constantemente) são chamadas de alma.

Observação: As pessoas que pensam que têm uma alma e tal atitude em relação aos outros a sua volta, certamente ficam tristes quando ouvem isso.

Meu Comentário: Uma pessoa comum não tem alma. Uma pessoa é simplesmente um animal. Ela tem um componente vital que morre naturalmente com as células do corpo animal.

A alma deve ser obtida durante a nossa vida. Nós recebemos esta vida e seus vários estados, isto é, vidas futuras para que possamos obter nossa alma.

Pergunta: Este é o propósito da vida de uma pessoa?

Resposta: O propósito da vida é apenas criar desejos altruístas a partir de seus desejos egoístas, que serão chamados de “uma alma”.

De KabTV “Notícias com o Dr. Michael Laitman” 17/04/18

Encontre O Sentido Da Vida

Laitman_161Pergunta: O sentido da vida é aprender a viver eternamente, no corpo físico criado pelo Criador?

Resposta: Não. O corpo eterno na Cabalá significa um desejo que trabalha para a doação. Portanto, o sentido da vida não está na estrutura do nosso mundo, mas na obtenção deste corpo eterno, isto é, o desejo de doar, quando a pessoa se torna como o Criador, cria contato com Ele, e então há adesão mútua.

Da Lição de Cabalá em Russo 28/01/17

O Sentido Da Vida É Aprender Seu Sentido

281.01Pergunta: Além do objetivo principal, de alcançar o mundo superior, existem outros objetivos mais elevados relacionados aos talentos e qualidades naturais de um indivíduo que devem ser perseguidos enquanto eles ainda não desenvolveram o desejo pela busca do mundo superior?

Resposta: Por que o indivíduo deve se distrair com algo? Para ser um ótimo músico? Digamos que eu comece a tocar um instrumento musical 12 a 14 horas por dia para tocar lindamente. Este é o sentido da minha vida?!

O que eu alcanço com isso? Uma enorme satisfação egoísta. Eles se curvam para mim, me respeitam, eu me torno conhecido, ganho muito dinheiro, vou para frente do palco, todos se levantam, aplaudem!

Observação: Não apenas isso. As pessoas ouvem a música e se elevam.

Meu Comentário: Sim, as pessoas choram de alegria, isso é lindo, e daí? Em última análise, eu e meus ouvintes ainda morreremos e, com isso, tudo acaba. Este é o sentido da vida?

Todos são pegos em tal “ratoeira”. Mas há pessoas, Cabalistas, com um tremendo desejo de conhecer a essência da existência. Eles dizem: “Não aceitaremos nada menos, precisamos alcançar o Criador! O sentido da vida, a obtenção do ponto de onde tudo surge e nada menos”.

Pergunta: E se levarmos em conta os cientistas, que, por exemplo, desenvolveram intervenções que salvam vidas. E a humanidade as usa há séculos. Não há sentido nisso?

Resposta: Eles estão simplesmente melhorando a existência animal das pessoas. Nenhum sentido existe em nosso mundo, não há necessidade de cavar por ele! Nós vemos o que somos e como tudo termina. As pessoas nascem, vivem e morrem, e isso continua por gerações enquanto a Terra nos sustenta. Não há mais nada. Então vale a pena discutir o sentido da existência da matéria proteica neste planeta?!

Pergunta: Então o sentido da vida é aprender o seu sentido? Os Cabalistas dizem que ele está na adesão com o Criador.

Resposta: Claro. Nessa vida. Neste mundo.

Você deve atingir o Criador, revelá-Lo, conhecê-Lo. Enquanto isso, você alcança o estado de eternidade e perfeição, sem morrer, sem se identificar com o corpo, que é deixado como uma parte totalmente desnecessária, uma parte usada de um foguete.

Você é obrigado a alcançar isso e a experimentá-lo de forma clara e óbvia, como uma criança que põe tudo na boca, porque somente através do paladar pode identificar o que é. É por isso que isso é chamado de Taamei Torá, “sabores de Luz”.

Da Lição da Cabalá em Russo 28/01/18

Amor Por Amor

laitman_527.02Pergunta: O amor é o sentimento mais forte e pelo qual vale a pena viver. O que você acha disso?

Resposta: Eu concordo. Satisfaz a pessoa por um tempo.

Pergunta: Isso significa que o amor não pode ser um eterno sentido da vida?

Resposta: Claro que não. A vida acaba e o amor acaba. Hormônios mudam e o objeto do amor muda. Cada pessoa durante toda a vida pode ter muitas dessas paixões.

Pergunta: O amor é o maior prazer, acima de poder, dinheiro e assim por diante?

Resposta: Depende da pessoa. Algumas pessoas gostam de dinheiro, para outras o amor pelo amor prevalece, que é o amor pelos hormônios, algumas gostam de música e assim por diante. É uma questão da necessidade interior de uma pessoa.

Pergunta: Será que uma pessoa quer ser amada ainda mais do que quer amar?

Resposta: Em nosso mundo, satisfazer necessidades hormonais é chamado de amor. Tudo começa e termina dentro de uma pessoa. Não é sobre alguém externo. Se eu tenho algum tipo de necessidade hormonal em relação a essa pessoa externa, sinto-me atraído por ela e, se não tenho essa necessidade, não me sinto atraído.

Portanto, o amor no nível corpóreo não tem nada a ver com espiritualidade. Na Cabalá, o maior prazer é o amor pelo Criador.

Pergunta: Se, de acordo com a Cabalá, o sentido da vida está em alcançar o amor ao próximo, isso significa que o amor é o sentido da vida?

Resposta: Não. O sentido da vida está em alcançar sua raiz através do amor, isto é, em alcançar seu criador. E isso é alcançado através do amor ao próximo e do amor ao próximo ao amor pelo Criador.

Amar o Criador significa desfrutar do fato de que Ele lhe preenche.

Da Lição de Cabalá em Russo 28/01/18

Aquele Que Não Precisa De Nada É Feliz?

Laitman_036Pergunta: Vários métodos afirmam: “Feliz é aquele que não precisa de nada”. É assim?

Resposta: Em geral, sim. No nível corpóreo, se eu não preciso de nada, se todos os meus desejos estão acima do nível material, voltados para o amor e a doação, fora de mim, então isso é certamente felicidade.

Pergunta: Alguns métodos nivelam nossos desejos. Se uma pessoa fizer isso, ela seria feliz?

Resposta: Uma pessoa nivelando seus desejos reduz-se ao nível da criação inanimada.

Se ela não resiste, não critica, não culpa ninguém nem nada, ela é feliz, mas essa felicidade é sem emoção, como uma rocha. Desta forma ela se protege do sofrimento o máximo possível. No entanto, sendo parte do resto da humanidade, ela não será capaz de evitar problemas. Eles ainda vão continuar. Além disso, ela sentirá constantemente a necessidade de se tornar algo mais.

Pergunta: O grande cabalista Baal HaSulam escreve que se uma pessoa fizesse um cálculo, olhasse para a sua vida e visse a quantidade de dor que sentiu em relação ao prazer que experimentou, imediatamente terminaria sua vida. Em outras palavras, a quantidade de sofrimento é muito maior que o prazer. Por que esse cálculo é escondido de uma pessoa? Somos todos egoístas. Estamos constantemente calculando.

Resposta: Isso é necessário para o processo cumulativo interno, para que possamos acumular múltiplos males, amargura, problemas, depressão e chegar a tal desilusão na vida que desejaríamos nos elevar acima disso, não para acabar com nossas vidas, mas para realmente subir, encontrar a resposta para a razão de sofrermos – para que?!

Da Lição de Cabalá em Russo 17/12/17

Nova Vida # 945 – O Sentido Da Vida

Nova Vida #945 – O Sentido Da Vida
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

Resumo

Nem a ciência nem a religião têm a resposta para a pergunta “Qual é o sentido da vida?” A sabedoria da Cabalá é uma metaciência [uma ciência da ciência], que revela a resposta a esta pergunta. A cada pessoa é dada a oportunidade de atingir o mais alto poder na natureza, o poder que a criou e a controla. Não há necessidade de acreditar na existência desse poder superior, uma vez que ele pode ser explorado e descoberto em verdade. Desta forma, a pessoa alcança o sentido da vida e da eternidade.

De KabTV “Nova Vida # 945 – O Sentido Da Vida”, 09/01/18

Por Que Estou Vivendo?

Laitman_198Sem a sabedoria da Cabalá, é impossível responder à pergunta sobre o sentido da vida. Afinal, nós existimos no desejo de desfrutar, que é toda a nossa natureza, e por isso sempre servimos apenas a ele.

Nosso ego responde imediatamente à pergunta “Por que estou vivendo?” com “Para se sentir bem em seu desejo de desfrutar!”, isto é, dentro de sua natureza, não acima dela.

Acontece que toda a minha vida é para garantir a realização do meu egoísmo. Isto é, eu sirvo ao meu corpo animal. Eu não existo acima do nível animal, mas dentro dele.

Somente sob a condição de eu dar ao meu corpo animal as coisas mais necessárias, como para um boi, um burro ou um cavalo para que nos sirvam, eu uso meu corpo para as necessidades de uma pessoa que está acima do corpo animal. Isso significa que eu examino a pergunta: “Por que estou vivendo?” Não o boi ou burro, mas a pessoa dentro de mim: qual o propósito de sua vida?

Nós descobrimos então que a vida não está no desejo de desfrutar, que vive e morre, mas acima dele. Isso significa que devemos procurar o sentido da vida acima do egoísmo, onde existe apenas a força que criou o desejo de desfrutar: o Criador.

Acontece que a resposta à pergunta sobre o sentido da vida não pode ser encontrada dentro de si mesmo, em seu corpo animal, mas apenas no exame da força que nos criou e nos levou a esta pergunta. Eu devo descobrir o Criador, e assim vou entender por que estou vivendo.

A realização do Criador ocorre em 125 graus. Em cada grau, nós descobrimos o Criador cada vez mais, entendendo por que estamos vivendo. Quando completarmos todas as nossas correções, isto é, toda a realização do Criador, descobriremos uma resposta completa à pergunta sobre o sentido da vida. 

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/01/18, Lição sobre o Tema: “Por Que Estou Vivendo?” (Preparação para a Convenção de 2018)