Textos na Categoria 'Sentido da Vida'

Revelação Em Camadas De Pontos No Coração

Laitman_198Pergunta: Existem estatísticas sobre pontos no coração per capita hoje? Por exemplo, em Sochi, existem 300.000 pessoas. Quantas pessoas ainda temos que descobrir lá com um ponto no coração?

Resposta: Você acabou de responder sua própria pergunta: 300.000. Só que isso não acontecerá imediatamente, mas gradualmente e em camadas. Primeiro, os indivíduos mais sensíveis ao sentido do significado da vida ou sua ausência se abrirão, depois os menos sensíveis etc., até que os mais insensíveis dirão “Qual é o significado da vida? Queremos revelá-lo”.

Eles dirão isso porque sentirão uma sensação de eternidade sem satisfação. De fato, por um lado, o sentimento de eternidade e, por outro, a falta de satisfação que causa um terrível desejo em uma pessoa.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 09/02/20

Como O Reshimo Afeta O Ponto No Coração?

laitman_961.2Pergunta: Como o nosso Reshimo (um registro informacional espiritual) influencia o despertar do ponto no coração e a velocidade de seu desenvolvimento?

Resposta: O fato é que o despertar do ponto no coração é sentido na pessoa como visando a questão do sentido da vida. Ou é gradualmente despertado pelo sofrimento ou uma pessoa encontra o ambiente e, ao ingressar em um grupo, começa a avançar mais rapidamente.

A pessoa desenvolve um solo adequado ao redor do embrião espiritual e depois avança mais rápido, revela as questões de seu desenvolvimento e encontra respostas para essas perguntas.

Este é realmente o desenvolvimento de um Reshimo constantemente renovado.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 09/02/20

O Que O Ponto No Coração Precisa?

laitman_202.0Pergunta: Como a alma humana cresce?

Resposta: Se uma pessoa começa a sentir que deseja aprender o significado da vida: por que, para quê e como, essa é a primeira manifestação da alma. Isso não nos dá descanso, e nós sentimos isso sozinhos, cada um com respeito à força de sua alma. Embora a princípio uma pessoa pense que é algo muito pequeno e mesquinho, não é.

Pergunta: Sempre dizemos “alma”. Como devemos definir esse conceito?

Resposta: Infelizmente, a pessoa não entende o que é. Ela não entende o que é o sentido da vida.

A questão do sentido da vida, em princípio, sugere que não há sentido na vida. Afinal, se houvesse, você o veria na aspiração das pessoas em se tornar alguém: uma quer ser designer, a outra poeta, a terceira outra coisa. Elas não se esforçam para conseguir apenas um pedaço de pão, mas para pelo menos encontrar-se em alguma coisa.

E quando uma pessoa sente que não pode se encontrar em nada, que tudo está vazio, começa a entender que o sentido não está neste mundo, mas fora dele, acima dele. Se isso realmente a atrai, ela inicia uma pesquisa séria.

Isso é possível em nosso tempo. Eu comecei assim também. Demorei muitos anos, até descobrir onde e como: uma dúzia de anos antes de partir para Israel e mais alguns anos em Israel. Em suma, leva tempo.

Toda pessoa tem um ponto no coração. De um jeito ou de outro, ela despertará de qualquer maneira. A questão é quando. Atualmente, isso se manifesta de forma clara, rápida e em muitos. Antes, manifestava-se a cada dezena ou mesmo centena de anos em pessoas especiais.

Pergunta: Anteriormente, não havia grupos grandes como o Bnei Baruch?

Resposta: Claro. Veja o tamanho do nosso grupo e como ele está disperso pelo mundo. Este é um movimento muito sério, que nunca existiu antes e apareceu apenas agora. Eu nunca esperava isso.

Quando comecei a estudar Cabalá, ninguém a estudava seriamente. Havia vários homens velhos, literalmente duas ou três pessoas, e isso é tudo. Eu assistia às aulas deles, mas percebia que não receberia nada deles. Eles apenas liam as fontes, e eu precisava de explicações sérias com respostas para as perguntas que surgiam em mim.

Afinal, o ponto no coração requer crescimento e, portanto, a qualquer momento, devemos sentir o que é necessário e se podemos responder a seu pedido. O principal é direcioná-lo adequadamente, porque ele está em um ambiente egoísta, como dentro de uma bola feita de egoísmo. Mas por dentro, esse ponto é puramente altruísta.

A questão é como, através do egoísmo, direcionar uma influência altruísta sobre ele que possa lhe dar comida, e ele começará a brotar.

Pergunta: Como frutas em uma casca?

Resposta: Eu prefiro chamá-lo de grão no esterco. E isso é realmente verdade. Uma pessoa deve bisbilhotar esse esterco para extrair o grão e assim crescer. Isso é bem complicado.

Mas em nosso tempo tudo já está revelado. Nós preparamos um enorme arquivo de vários materiais. Então, precisamos continuar disseminando.

Eu fico muito feliz por ministrar lições e palestras para nossos jovens amigos. Precisamos garantir que eles tomem posse do nosso arquivo e nos digam como melhorá-lo, para que seja conveniente, compreensível e fácil para qualquer pessoa que queira vir até nós.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 09/02/20

Curso Gratuito De Cabalá Autêntica – Outono 2020 (Inscrições Abertas)

Resultado de imagem para centro de educação de CabaláUma experiência com consequências para toda a vida

fornecida pela PRÓPRIA NATUREZA

Começa Domingo, 12 de abril de 2020

AGORA É O MOMENTO MAIS IMPORTANTE DA SUA VIDA… SE VOCÊ PERMITIR

Neste curso, você vai descobrir uma compreensão mais profunda da natureza, do mundo, e quem você realmente é, vai receber ferramentas para desenvolver uma nova abordagem para a vida, e experimentar uma perspectiva única que o ajudará a dar sentido aos eventos no mundo de hoje. Ao contrário de uma série de equívocos sobre a Cabalá que você normalmente ouve, isso está aberto para qualquer pessoa independentemente de quaisquer diferenças que aparentemente existam entre as pessoas (raça, idade, sexo, cultura, etc.) e você está livre para avançar no seu próprio ritmo, sem pressões ou obrigações.

INSCRIÇÕES – CLIQUE AQUI

No curso você aprenderá os fundamentos da Cabalá Autêntica, cujo estudo se baseia apenas nos textos autênticos de grandes Cabalistas, como O Livro do Zohar do Shimon Bar Yochai, a Árvore da Vida do Isaac Luria (o ARI), o Estudo das Dez Sefirot do Baal HaSulam, os Escritos do Rabash do Baruch Ashlag, etc.

O Curso se divide em dois níveis: Fundamental e Intermediário. Cada nível tem a duração de aproximadamente 10 semanas.

No nível Fundamental estudamos os conceitos básicos de Cabalá, tais como: o conceito de Cabalá, a noção de Desejo e Prazer, a percepção da Realidade, a Intenção, a Liberdade, o Criador, etc.

No nível Intermediário estudamos a Estrutura da Criação e os Princípios de um Grupo Cabalístico.

O Curso de Cabalá Outono 2020 terá sua primeira LIÇÃO no dia 12 de abril de 2020.

 

O Objetivo Dos Jogos Do Criador

laitman_222Pergunta: Digamos que uma pessoa chegue ao hospital com algum tipo de problema, e exista uma fila em que ela precisa esperar muito tempo para ser aceita. Ou ela vai ao banco para sacar dinheiro e sua conta foi fechada. Estes são todos os jogos do Criador? O que devo entender através deste jogo?

Resposta: Uma pessoa é apressada em perguntar sobre o sentido da vida, sobre o propósito de seu estado atual: para que e de onde ela vem?

Ao perguntar sobre isso, a pessoa gradualmente chega a um estado em que, de repente, se encontra na companhia certa de pessoas, livros ou alguns eventos que a levam à pergunta sobre o sentido da vida. Sentada na fila da clínica por meio dia, ela começa a se perguntar: “Afinal, para que serve essa vida ?!” Ou, digamos, algo está acontecendo com seus negócios ou outros problemas surgem.

Isto é, todos esses problemas, e temos cada vez mais, estão alcançando as pessoas a cada passo. Mas eles pretendem apenas que nossa geração comece a se perguntar: “Para que existimos? Qual o sentido da vida?”

E as pessoas perguntam sobre isso. Elas estão deprimidas, tomam drogas para escapar de alguma forma desta vida. Mas, em princípio, isso gradualmente as leva à descoberta do método de atingir a força superior que as criou, as administra e brinca com elas. Elas querem saber por que isso acontece com elas? Onde está este Criador, se Ele existe? Quem faz tudo isso? Com que finalidade e por quê?

Não há uma pessoa que possa chegar à sabedoria da Cabalá sem antes estar em estado de depressão ou decepção na vida. As pessoas chegam até nós com um sentimento de falta: “Não tenho a coisa mais importante da vida”. É quando uma pessoa sente isso, possivelmente mesmo sem uma compreensão precisa de sua pergunta e a falta de resposta a ela, ela já começa a se aproximar da Cabalá.

Pergunta: Então ele encontra o ambiente certo, os livros certos? Por que especificamente na Cabalá?

Resposta: Ele pode passar por várias reencarnações, mas, mesmo assim, o destino o levará à Cabalá no final. Mas até agora, são apenas alguns. Nós somos a primeira linha que começa a se aproximar do Criador. Mas carregamos muito mais conosco. Muitos se aproximam – se afastam, se aproximam – se afastam. E é um caminho natural, um movimento start-stop.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 25/03/19

Entenda Onde E O Que Você É

laitman_938.03Pergunta: O Criador está nos forçando a alcançá-Lo?

Resposta: Claro. Mesmo que eu supostamente queira revelar o Criador, isso também significa que Ele está me forçando.

Mas por que eu preciso disso? De repente, no meio da vida, começo a querer revelar o Criador. Isso é estranho. Geralmente, uma pessoa quer fazer algo em nosso mundo, por si mesma, para organizar tudo normalmente para si mesma. Este é o nosso egoísmo animal habitual.

De repente, o egoísmo começa a exigir algo antinatural – a conquista da força superior. Vemos que esse desejo pelo Criador desperta em um pequeno número de pessoas. Nem mesmo 10 a 20% da população mundial está despertando, mas literalmente um punhado.

Portanto, essas pessoas que sentem o desejo de revelar o Criador sentem que são um tanto especiais, embora não esteja claro se é para melhor ou para pior. Perdem um pouco o gosto pela vida, há uma reavaliação de valores e não sabem o que fazer consigo mesmas.

Se a ciência da Cabalá lhes é revelada nesse ponto, ela é como uma tábua de salvação para uma pessoa que está se afogando, a qual elas podem entender e gradualmente começar a revelar em si mesmas onde e o que elas são, e onde está este objetivo incompreensível, escondido, sedutor e, ao mesmo tempo, inatingível.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/01/20

Sentido Da Vida, Parte 8

Elevaremos Seus Desejos Ao Criador Com Nossa Intenção

Pergunta: É possível revelar o Criador com pessoas que não estão buscando o sentido da vida?

Resposta: Não.

Pergunta: Então isso significa que deve haver um grupo de pessoas com um objetivo comum. Para que servem os outros 8 bilhões?

Resposta: Os outros sentirão gradualmente que não têm sentido na vida, que precisam de algo, embora talvez ainda não seja a realização do Criador. No entanto, sentirão e descobrirão todo tipo de qualidades negativas, aspectos negativos de suas vidas e, para se livrar disso, ainda terão que se reunir em grupos que estão alcançando o Criador. Não neste nível, mas em um nível inferior.

O sentido da vida é o destino de apenas um pequeno grupo. Os 8 bilhões restantes estarão aspirando ao Criador por várias razões. Por exemplo, porque precisam prover seus filhos, familiares etc. Eles não terão uma pergunta sobre o sentido da existência.

No entanto, suas aspirações por alguns objetivos materialistas serão suficientes, porque eles entrarão em nossos desejos, mesmo com seus desejos egoístas, e seremos capazes de elevar seus desejos ao Criador com nossa intenção.

É o suficiente se eles souberem que existe um objetivo e você precisar se acostumar gradualmente a ele, adaptar-se a ele. Isso é suficiente para tornar esse objetivo manifesto nas massas, mesmo sem elevar suas intenções ao altruísmo. É porque lhes damos nossas intenções e eles nos dão seus desejos.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 14/01/19

Sentido Da Vida, Parte 7

laitman_530Dever De Revelar O Criador

Pergunta: Digamos que encontrei um grupo de pessoas afins que, como eu, estão tentando encontrar o sentido da vida manifestado na revelação do Criador. Se estou ajudando-as a revelar o Criador e isso é mais importante para mim do que alcançá-Lo, nessas condições o Criador aparecerá entre nós?

Resposta: Uma qualidade chamada “o Criador” aparecerá entre vocês, ou seja, a qualidade de doação e amor absolutos. A conquista dessa propriedade, sua sensação dentro de você, é o maior prazer possível.

Eu acho que não basta apenas tentar, todas as nossas vidas hoje nos empurram para isso, e não podemos fugir disso. Teremos que revelar o Criador exatamente a partir de vários estados de descendência, vazio e tudo mais pelo qual passamos.

Comentário: Parece que não é muito difícil encontrar pessoas que também procuram o sentido da vida, reuni-las em um grupo e tentar cuidar para que elas sempre tenham a importância desse sentido.

Minha Resposta: É isso que estamos fazendo agora. Na prática, estamos tentando criar um grupo que seja um exemplo, um laboratório, e todos possam fazer o mesmo nele.

Como Baal HaSulam escreveu, precisamos primeiro construir a sociedade correta, que seria um exemplo para todos os outros. Então todo mundo poderia agir da mesma maneira que essa sociedade. Em princípio, é isso que queremos alcançar.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 14/01/19

Sentido Da Vida, Parte 6

laitman_608.02Patente De Prazer Contínuo

Pergunta: Na vida corporal, a satisfação de nossos desejos é sentida na colisão, com o desaparecimento do prazer? Por exemplo, quando estou com sede, tomo alguns goles de água e sinto prazer ao mesmo tempo. Então desaparece. Até onde eu entendo, há uma patente de prazer contínuo na Cabalá.

Resposta: Na Cabalá, de fato, existe um meio que permite desfrutar continuamente cada vez mais. Em nosso mundo, qualquer prazer nos graus inanimado, vegetativo e animado extingue nossos desejos. O desejo e o prazer desaparecem – sinto-me duas vezes mais vazio, ou seja, praticamente me mato.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, devo receber prazer de uma forma que não extinga meu desejo. Então sentirei esse prazer pela eternidade. Quanto mais eu tiver prazer e desejo por ele – ainda mais prazer, ainda mais desejo -, constantemente me sentirei cada vez mais realizado. Portanto, a sabedoria da Cabalá é chamada de ciência de receber.

Pergunta: Isto é, deve haver algum tipo de barreira, resistência, para que o prazer não extinga o desejo. O que é isso?

Resposta: Esta é uma subida acima do nosso desejo egoísta quando me afasto dele e o uso para o propósito pretendido, independentemente dos meus sentimentos, para preenchê-lo de prazer. Além disso, o prazer que experimento deve ser sentido por mim, não pelo meu próprio bem, mas pelo bem dos outros ou pelo Criador.

Pergunta: Isso significa que outra pessoa pode se tornar essa resistência?

Resposta: Sim. Se eu fizer isso para a outra pessoa, me isolarei. Eu separo meu desejo de realização porque faço isso pelo bem do outro. Então meu desejo não desaparece. Não é extinto pelo prazer, porque o prazer se relaciona com o outro. Neste estado, posso desfrutar de forma contínua e indefinida.

Pergunta: Então, temos um esquema aqui: eu, a outra pessoa e o prazer. Uma pessoa é suficiente ou deveria haver um grupo de pessoas ou mesmo toda a humanidade?

Resposta: Não importa. De extrema importância é que esteja fora de mim. Eu posso então realmente desfrutar continuamente e cada vez mais.

Pergunta: Como isso se relaciona com o Criador? Onde está o Criador nisso?

Resposta: O Criador é a causa de tudo isso e, por Suas constantes influências positivas e negativas sobre nós, Ele nos ensina como construir um instrumento no qual receberemos prazer contínuo e sempre crescente.

Pergunta: Por que não é “Eu, o Criador e o prazer”, mas “Eu, outra pessoa e o prazer”?

Resposta: Não importa se é o Criador ou outra pessoa. O Criador aqui simplesmente atua como uma terceira pessoa que substitui absolutamente todos. Ao mirar a si mesmo para satisfazer os outros, a fim de satisfazer o Criador com isso, é como se você estivesse completamente desapegado de si mesmo.

Pergunta: Isso significa que, se quero receber prazer, só preciso encontrar um estranho e fazer algo de bom por ele?

Resposta: Não. Não é assim que as coisas acontecem. Afinal, dessa maneira você começa a perceber essa pessoa como você, ela se torna próxima de você. Dar a outro ou dar a si mesmo – existe o perigo de associá-lo a si mesmo e, no final, você começará a preenchê-lo egoisticamente.

Comentário: Se este é, digamos, meu filho, eu posso entender.

Minha Resposta: Mesmo que esse não seja seu filho, mas um estranho. Portanto, tudo deve estar relacionado à dezena, através do grupo ao Criador, a fim de colocar isso em um grau muito sério.

Pergunta: Como o Criador é revelado aqui? É como combustível que me dá a oportunidade de fazer alguma coisa?

Resposta: O Criador aqui é revelado como uma meta, como um endereço para o qual minha ação é direcionada. Eu faço isso por causa Dele. Através do grupo de pessoas para o Criador. Tenho então uma intenção absolutamente clara de doação.

Pergunta: Como sei o que o Criador precisa?

Resposta: Não importa. Se eu organizar minhas ações dessa maneira, rompo com o meu egoísmo. Não há Criador. Eu só preciso desse arranjo para sair de mim mesmo e alcançar um prazer absoluto e constante.

Pergunta: O que eu preciso fazer para o bem dos outros? Preciso dar algo a eles?

Resposta: Você começará a entender o que está faltando e verá oportunidades para preenchê-los através de você, ou seja, tratá-las de modo que a luz superior passe por você e os preencha.

Pergunta: Existe um perigo aqui que possamos nos encontrar na ilusão?

Resposta: Você não pode estar na ilusão, porque isso está desconectado do seu egoísmo. O egoísmo não pode brincar com você aqui. Isso é muito real, tanto que leva anos até chegarmos a esse estado.

Pergunta: Mas como sei o que os outros precisam? Digamos, eu tenho alguns amigos, então, no caso de eles perguntarem, devo tentar fazer algo por eles?

Resposta: Eles precisam da mesma coisa que você precisa. Exatamente a mesma coisa.

Comentário: Suponha que eu precise encontrar o sentido da vida.

Minha Resposta: E eles precisam do mesmo. Eles estão juntos com você no mesmo grupo.

Pergunta: Se eu os ajudar a encontrar o sentido da vida, a revelar o Criador e eles entenderem isso, e eu cuido disso, isso é chamado que lhes doo?

Resposta: Sim. Vocês se ajudam mutuamente. Portanto, este trabalho comum leva vocês a um único desejo, a uma única intenção. Vocês já são considerados conectados um com o outro tanto que você não sente onde está e onde está o outro.

Vocês têm desejos comuns, intenções comuns e nelas revelam a intenção pelo Criador de todo o grupo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 14/01/19

Vida E Morte, Parte 10

laitman_600.01Prefira A Vida Em Doação

Baal HaSulam, “Introdução ao Estudo das Dez Sefirot”: 3) “Veja, eu coloquei diante de você hoje a vida e o bem, e a morte e o mal… portanto, escolha a vida…”

Isso significa escolher a qualidade de doação e amor pelos outros. Não é fácil porque a escolha acontece acima do nosso egoísmo. É por isso que vivemos.

Nós precisamos passar por muitas coisas para realmente entender isso: preferir viver em doação, ou seja, servir outras pessoas a fim de conectá-las e, ao fazer isso, deixar que o Criador se revele entre elas. Este é o único objetivo da pessoa na vida. Todo o resto simplesmente desaparece, nada mais existe.

Não podemos imaginar como o universo está organizado fora do nosso atual estado inerentemente falso. Ele é totalmente errado, distorcido pelo nosso egoísmo. Se tivéssemos a oportunidade, como na câmera, de focar no que está acontecendo, veríamos como com uma diminuição ou aumento qualitativo no egoísmo, isto é, ao nos aproximarmos dos outros ou nos afastarmos dos outros, o mundo se tornaria diferente.

Vamos torcer para que isso seja revelado cada vez mais entre nós. No entanto, para fazer isso, é preciso estar em um grupo, na dezena. Somente lá, no grupo daqueles que desejam alcançar o objetivo da vida, podemos montar um modelo que será chamado de “vida após a morte” ou “mundo superior”. Isso pode ser simulado enquanto ainda estamos em nosso mundo, em nossa vida.

Portanto, se alguém tem esse desejo, deve vir para o nosso grupo e participar de aulas práticas de “laboratório”. Então ele verá que tudo isso é muito eficaz e viável. Aguardamos você.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 14/01/19