Textos na Categoria 'Sentido da Vida'

Sem Adiar Por Centenas De Anos

760.1Pergunta: O escritor Ivan Yefremov em seu livro de 1963 Razor’s Edge (Fio da Navalha) diz: “O homem é como o universo, profundo, misterioso, sem limites. O mais importante é encontrar em uma pessoa tudo o que ela precisa agora, sem adiá-lo por centenas de anos no futuro e sem apelar para os seres superiores do espaço sideral”.

O que você pensa disso?

Resposta: Acho que se uma pessoa deseja revelar a essência de sua existência, para que vive, pode fazê-lo a qualquer momento, em qualquer lugar. Tudo depende apenas da pessoa. No entanto, isso definitivamente não deve ser adiado.

De KabTV, “Encontros com a Cabalá”, 29/07/21

Para Saber Tudo Sobre Você

198Pergunta: O que uma pessoa precisa mudar para ser feliz?

Resposta: Ver o mundo em que se está.

Pergunta: É necessário mudar algumas condições externas para isso?

Resposta: Não, totalmente não! Abra um livro ou conecte-se ao nosso site na Internet. Ela obterá tudo de lá.

Comentário: Mas parece um tanto irreal que minha felicidade dependa de ler um livro ou ouvir algum canal.

Minha Resposta: É assim que a Cabalá funciona. Esta é uma ciência especial revelada desta forma.

Por outro lado, eu diria que não há nada de especial aqui. Não é a mesma coisa acontecendo comigo quando estudo outras ciências – digamos psicologia?

Comentário: Mas eu não mudo. Ao estudar alguma ciência, apenas acumulo conhecimento.

Minha Resposta: Depende de que tipo de ciência. Se você estudar a ciência sobre si mesmo, você mudará. Eu disse psicologia, não veterinária ou geologia.

Não é fácil. Estou mudando porque a ciência é sobre mim e sobre como posso descobrir o mundo superior. Dizem que a Cabalá é a ciência da revelação do Criador para uma pessoa neste mundo, nesta vida. Por Criador, queremos dizer toda a natureza, a verdadeira natureza global, da qual atualmente sentimos apenas um por cento e, portanto, não sabemos como nos comportar neste mundo, e não apenas nele. O que acontece conosco depois que morremos?

Comentário: Ninguém sabe disso.

Minha Resposta: Para que eu possa descobrir. Por que devo viver neste mundo sem saber o que vai acontecer comigo a seguir? Então, esta vida também não tem sentido. E assim toda a imagem se abre para nós e se desdobra diante de nós – tudo bem aqui, onde existimos.

De KabTV, “Close-Up”

Curso Virtual de Cabalá Autêntica – Outubro de 2021 (Inscrições Abertas)

Resultado de imagem para centro de educação de Cabalá

Uma jornada de conhecimento e revelações

Inicia domingo, 10 de outubro de 2021

CHEGOU A OPORTUNIDADE MAIS IMPORTANTE DA SUA VIDA: DESVENDE A REALIDADE 

Neste curso, você obterá uma compreensão mais profunda sobre a vida, sobre quem você realmente é, como a natureza funciona e o seu propósito. Receba as ferramentas necessárias para revelar uma nova perspectiva sobre a realidade que pode dar sentido aos eventos atuais no mundo. A Cabalá é uma sabedoria à disposição de qualquer pessoa em busca de respostas para as perguntas mais profundas sobre o Sentido da Vida que acometem o ser humano e você está livre para avançar nessa jornada no seu próprio ritmo.

INSCREVA-SE AQUI

Estudaremos com base em fontes autênticas de grandes cabalistas da história, os conceitos básicos de Cabalá, tais como: o conceito de Cabalá, noção de Desejo e Prazer, Percepção da Realidade, Intenção, Liberdade, Criador, etc.

Serão 20 aulas do Módulo Fundamental, contendo estudo e sessões de perguntas e respostas ao vivo, aos domingos e terças-feiras, às 21 horas, horário de Brasília. 

As aulas serão gravadas e colocadas à disposição dos alunos para quando precisarem. 

Ao longo do curso, disponibilizamos gratuitamente materiais de estudo em formato PDF, inclusive Livro Texto.

O Curso de Cabalá Outubro/2021 terá sua primeira aula no dia 10 de outubro de 2021.

 

Importante: Haverá Palestras Introdutórias de Cabalá dias 27 e 29 de setembro, às 21 horas, horário de Brasília, no link abaixo:

https://www.facebook.com/kabbalahinfopt

De Sentir O Vazio Da Vida

276.06Uma pessoa como você, que nasceu com a pergunta do sentido da nossa existência e entende que se a sua vida é temporária e então não há necessidade de viver, pensa nisso.

Comentário: Uma pessoa como você que nasceu com a pergunta do sentido da nossa existência e entende que se a sua vida é temporária e então não há necessidade de viver, pensa nisso. Mas hoje muitas pessoas ainda não fazem essa pergunta.

Minha Resposta: Então o sofrimento as forçará gradualmente e a pergunta surgirá.

Eu também não a recebi de imediato. O que você quer dizer com nasci com essa pergunta? Pareceu-me a sensação de vazio dessa vida, e que, em geral, não há nada nela.

Eu nasci em uma família muito abastada e com excelentes condições, recebi uma educação e não tive problemas no sentido corporal toda a minha vida. Eu sei como me sustentar e como conduzir os negócios.

Não tive problemas com nada, exceto com uma coisa: Por que estou fazendo tudo isso? Essa é a pergunta que sempre me incomodou. Tudo o mais eu tinha em abundância e sobrando. Você pode dizer que nasci “com uma colher de ouro”. Isso é o que se chama “Mazal” (sorte). Mas a questão do sentido da vida me incomodava o tempo todo.

Há pessoas que chegam a essa pergunta por meio do sofrimento. Elas têm tantos problemas que começam a se perguntar: “Por quê? Pelo que?

O que está acontecendo comigo? O que eu fiz errado?” A partir disso, elas revelam gradualmente o sentido da vida.

No final, todos nós iremos revelá-lo.

De KabTV, “Close-Up”

PSPT E O Propósito Da Vida

961.2Pergunta: Em abril deste ano, Itzik Saidyan, um soldado deficiente de 26 anos, ateou fogo a si mesmo em frente ao Departamento de Reabilitação do Ministério da Defesa de Israel. Este evento despertou o discurso público e trouxe a consciência daqueles que sofrem de PSPT (perturbação de estresse pós-traumático) e outros traumas emocionais. Muitas dessas pessoas sentem que são invisíveis porque sua deficiência não pode ser vista.

Digamos que essa mesma pessoa o encontraria alguns momentos antes de ir se incendiar. O que você diria a ela?

Resposta: Eu diria a ela que a vida humana tem um propósito muito maior do que ela pode imaginar. Mesmo quando a pessoa se encontra neste estado difícil, estados eternos, completos, perfeitos e alegres podem ser alcançados.

Pergunta: Muitas pessoas entre nós estão sofrendo de traumas em um nível ou outro. Como podemos agir, como sociedade, para fortalecê-las e dar-lhes esperança?

Resposta: Não temos outra escolha a não ser aprender como nos aproximar e alcançá-las, ouvir e explicar o processo pelo qual uma pessoa deve passar. Dessa forma, podemos ajudá-las a chegar à verdade.

Pergunta: Qual é a verdade Dr. Laitman?

Resposta: A verdade é que cada um de nós existe sob o plano geral da natureza e cada situação pela qual passamos, é tudo predeterminado dentro dela. Se chegarmos a um acordo e descobrirmos que é assim que as coisas são, isso nos dará grande satisfação.

Pergunta: A pessoa pode sair desse estado destruído, do fundo do poço?

Resposta: Sim, pois a correção geral da pessoa a leva a um estado em que ela se eleva acima de si mesma e está incluída na perfeição e harmonia da natureza.

Pergunta: O que permite que ela alcance a eternidade e a perfeição quando está no fundo do poço?

Resposta: Justamente esse cuidado e compreensão, é tudo o que resta para evitar “ser enterrada viva” para sanar essas situações traumáticas e pós-traumáticas. Em geral, todos os eventos na vida de uma pessoa podem ser mudados porque todos nós passamos por esses traumas na vida, com a razão de que todos precisam disso para nos empurrar para a mudança.

Precisamos apenas compreender que o cuidado correto é que nos elevemos acima de nossa natureza atual para aquela de doação, amor e conexão.

Pergunta: Este é o remédio para tudo?

Resposta: Não há outro remédio!

Musk Não Obterá Uma Resposta Do Universo

507.05Nas Notícias (sanfrancisco.cbslocal.com): “Elon Musk, fundador da SpaceX, disse ‘Não sou religioso no sentido tradicional, porque você sabe que fui criado em uma escola de pensamento científico. Mas, ao mesmo tempo, me pergunto – de onde vem tudo isso? Qual é o sentido da vida? Como chegamos aqui? Quais são as perguntas certas a serem feitas? Eu diria que … filosofia é expandir o escopo e a escala de nossa mente para que possamos fazer as perguntas certas sobre o universo’”.

Pergunta: Ele obterá uma resposta do universo: quem somos nós, de onde viemos, por quê?

Resposta: Não. Nunca. E tudo o que ele faz são brincadeiras infantis porque isso não se refere à essência da vida, à essência de uma pessoa. Tudo isso é externo e muito mecânico.

O que ele encontrará – para onde se mover? Estragamos a Terra, agora estragaremos Marte.

Comentário: Mas ele já planeja realocar um milhão de pessoas para Marte até 2060.

Minha Resposta: Suponha que eles vivam lá, cresçam em número, até produzam sua própria comida e tudo mais. E depois? Não há vida aqui e não haverá vida lá.

Pergunta: Isto é, ele não obterá resposta às perguntas que lhe foram feitas: o que é a vida? Como chegamos aqui? Para que estamos vivendo?

Resposta: Não. Da própria vida você não revelará sua origem. Você deve deixar esta vida e então descobrirá de onde ela vem.

Partir não é o mesmo que morrer. Morrer é morrer. Deixar a vida é superar ela. Não está em Marte.

Pergunta: Você já sonhou com isso?

Resposta: Eu, alguma vez! Eu estava pronto, coloque-me em um foguete, eleve-me para algum lugar, voe! E voltando, deixe-me queimar na atmosfera.

Comentário: Quer dizer, você queria pesquisar, obter evidências científicas. E em algum lugar, este sistema entrou em colapso.

Minha Resposta: Futilidade. Inutilidade. Bem, suponha que tenhamos raízes em Marte, e então em algum outro lugar, e em alguma outra estrela, e em algum corpo cósmico morto. E daí? Para onde você está indo a partir daí? Você viverá 1.000 anos em vez de nosso padrão de 100 ou um milhão de anos? Isso é ainda pior. Se você não tem uma tarefa séria e correta, adequada para tantos anos, viver 1.000 anos é um horror!

Mesmo com esses anos que temos agora, não sabemos o que fazer. Não sabemos! Tente fechar as pessoas agora para que não possam voar para a frente e para trás, viajar nas férias ou em qualquer outro lugar. Feche a maneira como elas vivem: sente-se, receba seu salário digno e é isso. E o que elas farão? As pessoas começarão a se matar e a se matar por causa do desespero.

Pergunta: E se a pessoa ainda tem as seguintes perguntas: “De onde viemos? Qual o sentido da vida? Como chegamos aqui?”

Resposta: Essas perguntas virão, mas virão em alguns anos, quando as pessoas pararem de jogar esses jogos.

Pergunta: Ou seja, uma pessoa agora tem necessidades diferentes?

Resposta: Você vê se existe um fim em tudo, significa que isso vai acontecer agora ou daqui a mil anos, não importa. Além disso, não posso preencher esses 1.000 anos com nada. O que, vou olhar para esses corpos cósmicos sem alma?

Pergunta: Tudo isso não está preenchido com o sentido principal – o sentido da vida para você?

Resposta: Não. Eu realmente queria encontrar o sentido disso e não consegui encontrar nada. Isso não faz o menor sentido.

Ainda assim, as naturezas vegetativa e animada não podem preencher uma pessoa que está no próximo nível de desenvolvimento. E podemos preencher uma pessoa apenas se dermos a ela conhecimento, consciência, um sentimento de uma força ainda maior do que a própria pessoa, do que a nossa natureza, a natureza superior, o Criador, como a chamamos. Isso é possível.

E não podemos fazer isso com nossas próprias mãos fisicamente. Somente de dentro: para gerar a si mesmo, eleve-se ao próximo nível. Mas como podemos fazer isso? Unindo-se uns aos outros! Assim como toda a natureza se originou do Big Bang, devemos voltar àquele ponto que explodiu e deu origem ao nosso mundo e ir para lá – para o que existia antes da explosão.

Pergunta: Isto é, é assim que passamos por este túnel e de repente o mundo se abre para nós?

Resposta: Sim! Um grande mundo.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 31/05/21

Como Sentir O Criador, Parte 2

527.03A Base Espiritual do Homem

Mas atingir o seu emanador é uma deficiência em relação a si mesmo, e este é o seu ser. (Baal HaSulam, Fruto do sábio, Volume 2, “Da Minha Carne, Verei a Deus”)

A realização do Criador está originalmente embutida na alma. A pessoa anseia não por compreender a si mesma na vida, mas por atingir a raiz da vida, o Criador.

Existe um registro de informações espirituais dentro de nós chamado Reshimo, que é revelado de tempos em tempos e exige sua realização. Essa é a base espiritual do homem. Por isso sentimos necessidade de saber tudo: Quem sou eu? Para que estou vivendo? Para onde estou indo, etc.?

Uma pessoa não pode ficar indiferente a essas questões porque, se ficar, quem ela é e para que vive? É muito importante para ela descobrir sua origem e destino, pelo menos o ponto de partida e de chegada de sua existência terrena. Caso contrário, simplesmente vivemos como bestas e ainda piores do que bestas, porque elas não têm todas essas perguntas.

A questão é como perceber nossos impulsos internos e encontrar respostas para eles.

Aqui, a sabedoria da Cabalá vem em nosso auxílio e explica tudo muito claramente. Mais tarde, se desejamos obter revelação, temos que fazer esforços sérios.

Ou seja, ela se sente como um ser emanado. Todos os seus eventos visam a ele, e essa é a deficiência que ela sente – que será capaz de atingir seu emanador.

Quanto mais elevada a alma, mais fortemente ela anseia por isso.

Mesmo pelas pessoas que nos procuram para estudar, pode-se ver quão forte, estável e consistente é seu anseio ou, por outro lado, quão inconsistentes são e podem facilmente deixar tudo e ir embora. Esse é o primeiro ponto.

Em segundo lugar, uma pessoa é testada ao receber todos os tipos de obstáculos na vida e ela mostra a si mesma e às forças superiores que a desenvolvem até que ponto está pronta para permanecer no caminho, para continuar se desenvolvendo, e não tem intenção de dar ou seguir quaisquer interrupções corporais.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 23/06/19

Por Que Estudar Cabalá?

051Pergunta: Por que você começou a estudar Cabalá?

Resposta: Queria saber o sentido da vida, onde ela pode ser encontrada, como verificar para que vale a pena viver. Essas perguntas realmente me incomodavam e sempre me animaram. Eu queria saber para que eu existo. Assim, no final, encontrei a Cabalá.

Conheci Cabalistas em Israel e em todo o mundo, viajei muito, fiz perguntas e pesquisei. Com o tempo, defendi minha dissertação sobre o tema Cabalá. Desde então, sou conhecido como Cabalista.

Tenho um grande número de alunos. Todos os dias dou aulas que são traduzidas simultaneamente para várias línguas do mundo.

De KabTV, “Expresso de Cabalá”, 29/07/21

Como Sentir O Criador, Parte 1

198A Necessidade De Alcançar O Criador

Devemos ainda saber a carência que a alma intelectual sente. Deixe-me dizer-lhe que é a necessidade de atingir seu emanador, pois está gravado em sua natureza o desejo de conhecer seu emanador e criador, visto que ela sente sua própria existência. Ou seja, ela foi preparada por defeito a buscar o que está acima. (Baal HaSulam, Fruto do Sábio, Volume 2, “Da Minha Carne, Verei A Deus”)

Em outras palavras, “A mente deseja atingir o Criador, porque esta aspiração está impressa em sua natureza”. (Michael Laitman,“Eu Conhecerei o Criador De Dentro de Mim Mesmo, ”Uma modificação de “Da Minha Carne Verei A Deus”, de Baal HaSulam).

Em cada um de nós existe o desejo de atingir a fonte da vida: por que nascemos, o que determina nosso nascimento, nossos atributos, nosso caminho neste mundo e além, e como continuamos nossa existência, de que forma.

Essa informação está gravada na nossa natureza e por isso queremos conhecê-la. Todas as nossas forças internas nos empurram para alcançá-la porque é muito difícil viver sem saber de onde viemos, para que vivemos e a que aspiramos.

Nesse aspecto, os seres humanos em nosso mundo são muito mais miseráveis ​​do que os animais, porque os animais não têm esses pensamentos e não passam por esses estados. Eles existem sem fazer perguntas. É assim também que as crianças pequenas vivem sem se perguntar sobre o sentido da vida.

Essa pergunta geralmente surge quando uma pessoa tem de seis a sete anos de idade. Procure se lembrar de como cada um de vocês se perguntou sobre o sentido da vida, principalmente na juventude: de onde eu vim? Como cheguei aqui? Como me desenvolvi? Como vim parar neste mundo? O que está acontecendo comigo e com que propósito?

Todas essas perguntas atormentam uma pessoa até que ela atinja a puberdade e os hormônios acabam com ela. Ela começa a aspirar a ter uma vida sexual ativa, a se casar, a tentar aprender uma profissão, a ter uma carreira, etc. Problemas totalmente diferentes surgem em sua vida, e as questões sobre o sentido da vida vão sendo gradualmente esquecidas.

Ainda assim, surge o desejo de descobrir quem eu sou, por que e o que está acontecendo comigo, mas a vida não permite que eles se desenvolvam. No final, terminamos nossa vida cansados ​​e velhos sem ter alcançado nada.

Simplesmente precisamos entender que se nos é dado o desejo de alcançar o Criador, isso basicamente cobre tudo e nos leva adiante.

Não se pode dizer que essa carência não é definida em atingir seu emanador, mas sim que ela persegue todos os segredos e deseja saber sobre coisas e encarnações sobrenaturais, e sobre o que está no coração de um amigo, e assim por diante. (Baal HaSulam, “Da Minha Carne, Verei A Deus”)

“Este desejo não é limitado pela realização do Criador; é manifestado em relação a tudo o que está oculto. Ele aspira a descobrir o mistério das encarnações da vida, os segredos guardados no coração das pessoas, etc.” (Michael Laitman, “Eu Conhecerei o Criador de Dentro de Mim“, uma modificação de “Da Minha Carne, Verei A Deus” do Baal HaSulam)

Isso acontece com pessoas que sentem um movimento especial em direção à obtenção de sua alma, por meio do qual podem alcançar o Criador.

Mas é claro que apenas essa conquista é uma carência interna, que não é chamada de “um desdobramento”. Mas uma investigação nas criaturas é uma extensão para outras, pois se não houvesse criações no mundo – como se fosse a única criação – ela não teria procurado alcançá-las de forma alguma. (Baal HaSulam, “Da Minha Carne, Verei A Deus”)

“A realização dos seres criados é uma ação dirigida às pessoas ao seu redor. Se apenas um fosse criado no mundo, não teria aspirado a tal realização”.
(Michael Laitman, “Eu Conhecerei o Criador de Dentro de Mim“, uma modificação de “De Minha Carne Verei A Deus” de Baal HaSulam)

Isso significa que recebemos desejos daqueles que são semelhantes a nós, das pessoas que nos cercam e isso determina o nosso caminho na vida.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 23/06/19

O Propósito Da Criação Do Homem

962.3Pergunta: Qual é a essência de receber não para si mesmo?

Resposta: Receber não para meu próprio bem significa que uso todas as minhas possibilidades para realizar outras pessoas. Quando todas as pessoas agem dessa maneira, elas se preenchem e descobrem que estão completamente interconectadas umas com as outras e formam um único desejo comum natural, no qual o poder superior é revelado. Cada pessoa e todas juntas compreendem esse poder e estão em seu nível de eternidade e perfeição.

Estamos gradualmente nos movendo em direção a isso. Um poder superior nos controla. Devemos sair do nosso estado para completar a interconexão uns com os outros e receber apenas para o bem dos outros e para o bem do Criador. Esse é o propósito de nossa criação e o propósito de nossa correção.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 23/07/21