Textos na Categoria 'Pensamentos no Twitter'

Meus Pensamentos No Twitter 26/10/20

Dr Michael Laitman Twitter

Se uma Klipa (desejo egoísta) existe entre nós, é aí que os vírus podem entrar. Mas se houver um espaço de santidade entre nós, uma boa conexão um com o outro, nenhum vírus nocivo poderá entrar. Isso seria contra a lei da natureza.

Devemos estabelecer uma conexão entre nós em todo o globo. Isso nos protegerá, nos encherá de confiança e alegria e aumentará nossa imunidade contra o #Coronavírus e todas as outras #doenças. Nenhum agente nocivo poderá se aproximar de nós, pois tudo depende unicamente de nossas conexões.

Nós nascemos neste mundo, o pior de todos os mundos. Vamos nos elevar a um estado melhor! O Criador quer que tenhamos alegria, para que, através da unidade, possamos alcançar o bem absoluto, o mundo superior que é cheio de luz e desprovido de mal. O Criador se aproxima quando o grupo está transbordando de alegria e boas conexões.

Não devemos temer estar distantes ou desconectados do Criador. Mesmo agora, estamos em adesão com Ele, dentro do Criador. Portanto, agora, fora deste estado, vamos construir sobre a sensação de estar perto do Criador, o desejo de nos apegar a Ele com nossos corações e mentes, com todos os nossos pensamentos. Nada muda, exceto a percepção consciente.

Não devemos tentar lutar contra nosso desejo – nunca teremos sucesso em nos opor a ele. Precisamos apenas pedir ao Criador, e tudo vai dar certo. Queremos que o Criador abra dentro de nós a qualidade de doação, ou seja, revelar-Se. Então o homem se tornará como o Criador.

Quando o ego (desejo) morre, eu paro de exigir para mim mesmo e me torno livre. Meus olhos se abrem, assim como as sensações que eu não sentia antes, que estavam bloqueadas, e começo a sentir o mundo superior. Precisamos nos elevar acima do ego por meio de nossa unidade e pedir ao Criador que nos dê a força de doação para estar em adesão com Ele.

Somos criaturas eternas! Mas não sentimos isso, pois estamos trancados em uma gaiola apertada que é este mundo. Em todo o universo, não há lugar pior do que o mundo em que vivemos. Não vamos nos contentar com isso. Vamos despertar e olhar para cima! Devemos escapar da autoridade do ego – que visa devorar mais e mais – e revelar a verdadeira vida.

Quando nos encontramos no fluxo da luz da fé, ela nos envolve por todos os lados e nos transporta de um estado para outro. Vemos outras dimensões à luz da fé: não coordenadas tridimensionais, mas um número infinito de dimensões. Um mundo redondo e integral que não tem fim, acima do tempo e do espaço.

Existe uma realidade espiritual acima do nosso mundo. Nós não a sentimos, não sabemos, não queremos chegar a ela. Em nosso mundo, tudo acontece entre desejos-egos, cada um puxando para si mesmo. No mundo espiritual superior, tudo é o oposto: cada um tenta agir em benefício do outro. Este é o antimundo.

Do Twitter, 26/10/20

Meus Pensamentos No Twitter 25/10/20

Dr Michael Laitman Twitter

Entramos em um novo estágio de compreensão da pandemia – que ela existirá por um longo prazo e talvez para sempre. Há um cansaço generalizado do coronavírus. O temperamento das pessoas está pronto para explodir. É aqui que as pessoas podem ficar cientes do egoísmo que as está enviando para a morte e da necessidade de superá-lo, mesmo ao preço de substituir o cuidado de si pelo cuidado dos outros – contanto que ganhe força e motivação para se mover , para se socializar, para viver, e depois disso, talvez as pessoas vejam um futuro completamente diferente …

Da apatia as pessoas chegarão à conclusão de que não adianta pensar em si. É antes pensando nos outros que a vida vai adquirir um novo sentido. Se tudo é sobre os outros, temos um novo mundo espiritual, oposto ao anterior.

A mudança mais significativa na humanidade é sua desilusão na vida, apatia, a falta de vontade de lutar por qualquer coisa. Isso acabará por levar a uma reavaliação da vida, à necessidade de encontrar um objetivo superior à vida. Então, a vontade de alcançá-lo voltará; a vida adquirirá um sentido superior.

O teste principal é: a que uma pessoa aspira e quão forte é o seu desejo. Uma mudança de intenção é como mudar a marcha do carro da frente para a ré, o que determina se estou avançando em direção ao Criador e as criaturas, ou para trás.

Do Twitter, 25/10/20

Meus Pensamentos No Twitter 07/10/20

Dr Michael Laitman Twitter

Moisés não é uma pessoa, mas um desejo totalmente dedicado ao Criador. Moisés é um guia confiável, mostrando o exemplo, cuidando de nós e desenhando a qualidade de doação acima para que, ao revelar essa qualidade dentro de nós, construamos a forma do Criador dentro de nós. A qualidade de Moisés nos leva à equivalência com o Criador, adesão a Ele.

Quando a força de doação e a força de recepção se combinam na forma certa e aumentam uma à outra na linha média, a linha média ocorre em uma pessoa não como uma simples soma das linhas direita e esquerda, mas como uma demonstração por cada uma de seus opostos e sua grandeza.

Homem, Adam, significa “semelhante” (Domeh) ao Criador. Jacó é o mais importante dos três antepassados ​​- essas são qualidades que são reveladas em uma pessoa na medida de sua equivalência com o Criador. A qualidade de Jacó é chamada de Tiferet – esplendor, beleza, honra, as qualidades do Criador que são reveladas dentro da criação.

Jacó é a qualidade espiritual mais importante. Abraão simboliza a doação do Criador, Isaque – revelação do desejo de desfrutar da criação. Jacó é a unidade das duas qualidades, doação e recepção, a linha direita e esquerda, através do trabalho interno do homem para conectar as duas linhas pelas quais ele se torna como o Criador.
Do Twitter, 07/10/20

Meus Pensamentos No Twitter 06/10/20

Dr Michael Laitman Twitter

Quando a força de doação e a força de recepção estão unidas de uma forma adequada, amplificando-se mutuamente na linha média, esta se manifesta no homem não simplesmente como a soma das linhas direita e esquerda, mas como cada linha demonstrando a oposição da outra linha, e exaltando-a.

Nós recebemos duas qualidades do alto: as inclinações ao bem e ao mal. A inclinação ao bem vem do Criador via Abraão. A inclinação ao mal que se manifesta na criação vem do Criador que a criou. É nosso trabalho unir essas duas forças da maneira certa e devemos executar isso.

Homem (Adão) significa “semelhante” (Dome) ao Criador. Jacó é o mais importante dos três Patriarcas, qualidades que se revelam no homem na medida de sua semelhança com o Criador. A qualidade de Jacó é chamada de Tiferet (beleza, grandiosidade, honra). Estas são as qualidades do Criador reveladas na criação.

Jacó é a qualidade espiritual mais importante. Abraão simboliza a doação do Criador, Isaque significa a revelação do desejo de desfrutar da criação. Jacó é a combinação dessas duas qualidades: doação e recepção, as linhas direita e esquerda como resultado do trabalho interno do homem. Conforme ele conecta as duas linhas, ele se torna como o Criador.

Nós usamos nosso desejo de desfrutar apenas para impor a ele a autoridade do desejo de doar. Somente dessa forma nos permitimos trabalhar com nosso ego. E quando nos corrigirmos desta maneira, a linha do meio, Jacó, aparecerá.

O homem deve passar por todas as mudanças internas: anular-se completamente diante da qualidade de Hessed. Para despertar ligeiramente o pensamento crítico e permitir que o desejo de desfrutar se manifeste. Em seguida, para combinar Hessed, a qualidade de Abraão, com Gevurah, a qualidade de Isaque via fé acima da razão.

A qualidade de Abraão, Hessed, preenche todo o espaço criado pelo Criador. O Criador deseja ver todas as criaturas unidas em amor e unidade com Ele. A criatura aparece apenas após o nascimento de Isaque – o desejo de desfrutar que está ligado à qualidade de doação de Abraão.

O feriado de Sucot é o início da construção da alma. A alma começa com a qualidade de Abraão (Hessed, doação), um coração aberto voltado ao amor por todas as criaturas, para seu benefício. Você não pode alcançar o objetivo da criação desta forma, pois na qualidade de Abraão não há a qualidade da criação, o desejo de desfrutar.

Do Twitter, 06/10/20

Meus Pensamentos No Twitter 03/10/20

Dr Michael Laitman TwitterEu desejo a todos nós um bom feriado de Sucot. Que ele seja brilhante, doce, bem-sucedido e caloroso. Que possamos sentar todos juntos em um grande tabernáculo: toda a humanidade.

Quando estivermos unidos, não tenham medo de perder o que conquistamos. Ao cuidar de nossa unidade, até mesmo uma perda acontecerá para receber algo novo, mais importante do que antes. Temos que esquecer as conquistas anteriores para avançar mais. Tudo será como novo para você a cada vez.

Não posso salvar ou reter nada porque meu vaso espiritual é apenas um ponto, um pixel. Devo estar conectado aos outros pixels da dezena. Do contrário, eu perco imediatamente o que conquistei. A espiritualidade pode ser retida não dentro de nós, mas apenas na conexão entre nós

A ex-chefe médica da Inglaterra, Sally Davies: Vamos enfrentar uma pandemia ou emergência de saúde pelo menos uma vez a cada cinco anos a partir de agora.
Meu comentário: Somente a conexão entre as pessoas criará uma barreira contra as pandemias!

Do Twitter, 03/10/20

Meus Pensamentos No Twitter 24/09/20

Dr Michael Laitman Twitter

O #Coronavirus não é um golpe, mas um impulso em direção ao nosso crescimento para facilitar nosso #desenvolvimento, para nos unir através da unidade – para a percepção da força superior da natureza. Temos que estar conectados a ele. Isso não tem nada a ver com religião. Só então nossa vida vai melhorar.

Do Twitter, 24/09/20

Meus Pensamentos No Twitter 23/09/20

Dr Michael Laitman Twitter

A natureza (o Criador) deseja nos mostrar que, até aprendermos a nos tratar bem, devemos estar praticamente isolados uns dos outros. E não importa se estamos participando de uma oração ou de um protesto. Nossa boa atitude suspenderá a quarentena!

Hoje tentaremos começar a construir um Partzuf: criar a partir de nosso ego individual algo comum, moldar uma alma. Precisamos apenas embeber argila na água (Hassadim), então tudo se unirá em um corpo de 10 Sefirot, e a partir disso seremos capazes de fazer ações comuns em prol do Criador.

Um professor ensina COMO pensar, não O QUE pensar. Ele ensina como ser independente dos outros e de si mesmo, apontando apenas para o objetivo: a revelação do Criador.

Do Twitter, 23/09/20

Meus Pensamentos No Twitter 14/09/20

Dr Michael Laitman TwitterOs cientistas não podem oferecer uma solução para o Coronavírus, não devemos confiar em uma vacina. Esta pandemia não é como as anteriores localizadas: estas não eram destinadas a corrigir a última geração, proveniente da força geral (Mashiach).
Hoje, ela está trabalhando em toda a humanidade pela primeira vez!

O mundo espiritual não é encontrado em coordenadas tridimensionais. Não tem eixos, mas é como uma esfera. Ao despertar uma única célula, ativamos, animamos toda a criação. Então veremos que todos os espaços infinitos do universo, todas as galáxias equivalem a nada, pois entraremos em dimensões completamente diferentes.

As combinações mais vibrantes e os aromas delicados, toda a beleza dos escrutínios é alcançada adicionando dezenas adicionais. Como em nosso mundo, existe uma base que é essencial, mas a beleza é alcançada graças aos acréscimos e especiarias que agregam sabor, aroma, cor.

As revelações do Criador acontecem tanto em níveis quantitativos quanto qualitativos. O poder da revelação é determinado por nosso sucesso em expandir nosso Kli, adicionando mais dezenas a ele. A qualidade da revelação também cresce; o Kli principal é revestido com outros adicionais, adicionando parciais à nota essencial.

Na medida em que nos unirmos na dezena, começaremos a sentir a necessidade de apegarmos mais e mais dezenas a nós, expandindo os limites de nossa unidade, porque esta é a única maneira de nos aproximarmos cada vez mais do Criador.

O ego (Faraó) se desenvolveu tanto que sua autoridade está se transformando de agradável em insuportável e, portanto, nos forçando a buscar uma maneira de escapar dela.

Do Twitter, 14/09/20

Meus Pensamentos No Twitter 12/09/20

Dr Michael Laitman TwitterAté Darwin afirmou que não é o mais forte que sobrevive, mas o mais adaptado. A história da humanidade ensina que não são os mais fortes que sobrevivem, mas sim aqueles que são mais amigáveis, que não dominam os outros. Isso é verdade em todos os graus da natureza e em toda a história humana. Cooperação supera a força.

Quando eu tenho fé acima da razão, a força de doação, eu entro nela e começo a me construir gradualmente. Isso é chamado de espiritualidade: o grau de Bina acima do grau de Malchut, quando queremos pensar, sentir, compreender e ver tudo de acordo com o seguinte grau acima de mim.

Todos os graus, todos os estados já existem na realidade. Temos que fazer esforços para entrar neles. Eu me conduzo ao grau de fé, Bina – e aqueles que estão fora de mim, o grupo e o Criador, são mais importantes do que eu. Eu vejo, sinto e ouço o que acontece nos amigos, e não dentro de mim. Isso já é uma sensação espiritual.

Acima da razão é agir no desejo de doar, por causa da unidade, de acordo com as definições espirituais. No mundo material, cada pessoa existe por si mesma – não há unidade, pois cada um cuida de si mesmo. Mas, por meio da unidade e doação mútua, eu sinto a realidade e, por meio dela, vejo o mundo inteiro.

Eu quero ver todos com olhos diferentes: não os meus, mas os olhos da dezena. E o mesmo para a sensação, no coração e na mente – em tudo eu me esforço para atingir a percepção coletiva, a fim de ver o mundo não como uma pessoa, mas como uma dezena. Uma dezena é uma estrutura espiritual em que o estado espiritual é revelado

Do Twitter, 12/09/20

Meus Pensamentos No Twitter 11/09/20

Dr Michael Laitman Twitter

Quando eu tenho fé acima da razão, a força de doação, eu entro nela e começo a me construir gradualmente. Isso é chamado de espiritualidade: o grau de Bina acima do grau de Malchut, quando eu quero pensar, sentir, compreender e ver tudo de acordo com o próximo grau acima de mim.

Todos os graus, todos os estados já existem na realidade. Temos que fazer esforços para entrar neles. Eu me conduzo ao grau de fé, Bina – e aqueles que estão fora de mim, o grupo e o Criador, são mais importantes do que eu. Eu vejo, sinto e ouço o que acontece nos amigos, e não dentro de mim. Isso já é uma sensação espiritual.

Acima da razão é agir no desejo de doar, em prol da unidade, de acordo com as definições espirituais. No mundo material, cada pessoa existe por si mesma – não há unidade, pois cada uma cuida de si mesma. Mas, por meio da unidade e doação mútua, eu sinto a realidade e, por meio dela, vejo o mundo inteiro.

Eu quero ver todos com olhos diferentes, não os meus, mas os olhos da dezena. E o mesmo para a sensação, no coração e na mente – em tudo eu me esforço para atingir a percepção coletiva, a fim de ver o mundo não como uma pessoa, mas como uma dezena.
A dezena é uma estrutura espiritual em que o estado espiritual é revelado.

Do Twitter, 11/09/20