Textos na Categoria 'Oração'

Mantendo Um Pensamento

632.4Pergunta: É certo manter um pensamento: que eu quero me assemelhar ao Criador, em todas as minhas ações e em tudo o que faço?

Resposta: Sim, mas esse pensamento também deve levar a muitos outros pensamentos que o ajudarão. Por exemplo, o pensamento de que, para me assemelhar ao Criador, quero me conectar com os amigos do grupo, estar abaixo de todos, ou vice-versa, ascender acima de todos a fim de atraí-los atrás de mim, etc.

O pensamento inicial é o pensamento principal, mas os pensamentos secundários o seguem, que são adicionados a um pensamento principal. Quanto mais você se envolve na sabedoria da Cabalá, mais compreende como está se aproximando do Criador, mais pensamentos e desejos secundários surgem em você, mas todos eles se conectam a uma integral comum geral.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 03/02/19

Meus Amigos Em Meu Coração

laitman_259.02Podemos imaginar em que consiste a oração ao Criador. Podemos discutir isso em geral. Mas por que é tão difícil pronunciar essas palavras que se dirigem a Ele? Eu tenho que sentir a mim mesmo, e a mim mesmo como parte do grupo, ver a contribuição deles e a impressão do Criador que recebo através deles. Eu reúno todas essas impressões internamente e as uso para me voltar ao Criador através da dezena.

Eu tenho que colocar tudo no meu coração. Sempre que o coração é incapaz de fazer o trabalho, eu ajudo com minha mente, meus pensamentos. É melhor que seja o trabalho do coração, que a mente simplesmente apoie o coração quando não consigo sentir minha mente, trabalhando exclusivamente com os sentidos.

É assim que devemos trabalhar ao longo do dia, todos os dias, reunindo inspiração de todos os amigos. Eu nem preciso me encontrar fisicamente com eles para isso. Meus amigos estão em meu coração, e eu me esforço para senti-los, me inspirar e sentir o Criador, comum a todos nós, dentro de tal inspiração. Com essa inspiração do Criador que recebo através de meus amigos, passo a oração de volta a Ele, MAN, também através de meus amigos. Este é o círculo do nosso trabalho.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 29/01/20, “Doar Contentamento ao Criador”

Minuto 51:50

Alcance A Necessidade Da Oração

laitman_963.1Há pessoas que estão acostumadas a orar e há aquelas que nunca oraram e não estão acostumadas a pensar em si mesmas como dependentes de um poder superior, do destino. No entanto, para quem estuda a sabedoria da Cabalá, todas essas diferenças se tornam insignificantes. A pessoa não está mais relacionada à oração quanto a uma ação habitual familiar desde a infância. O estudo leva a pessoa através de todos os tipos de estados que a limpam de todas as confusões anteriores. Agora, ela entende que não tem nenhuma conexão com o Criador e que todos os pedidos eram artificiais.

Demora muito até que a pessoa comece a sentir que nada a ajudará a avançar, entender, sentir e conectar-se com o sistema da criação. Não importa quanto esforço ela invista nos amigos, no estudo, nada ajuda. A pessoa compreende com uma clareza cada vez maior a total desesperança de suas tentativas e chega à única conclusão: “Somente se o Criador me ajudar, poderei fazer algo e sair deste estado”.

Somente o Criador pode me ajudar, ninguém mais, nem eu mesmo. Com a ajuda de todos os meios, eu consegui passar por diferentes estados, subidas e descidas, para experimentar todos os tipos de sensações, a fim de finalmente entender que nada me ajudará, exceto o Criador. Aqui eu realmente alcanço a necessidade de oração. Se o Criador não ajudar, nada ajudará.

Então, o que a pessoa deve fazer para receber a ajuda do Criador? Como posso me convencer de que a ajuda virá somente de cima para alcançar este pedido correto que o Criador responderá? Isto é o que a Cabalá ensina: como e o que perguntar, e como se preparar para que o pedido traga a ajuda do Criador.1

A oração é um trabalho no coração. O coração determina todos os desejos e o cérebro apenas ajuda a realizá-los, a priorizá-los. Trabalhar no coração significa organizar desejos de modo que eles estejam prontos para mudar.

Este é o trabalho acima da razão. Se você orar pelo que sabe, é uma oração egoísta usual de uma pessoa deste mundo e, portanto, não causa nenhuma mudança significativa em você. Qualquer animal ora porque a oração é a sensação de falta em todos os átomos, moléculas e órgãos, todo o corpo. O Criador inicialmente criou uma deficiência; Ele mesmo é completo e, portanto, criou um ser criado que sente uma deficiência.

A verdadeira oração não vem das deficiências criadas em nós pelo Criador, isto é, da falta de dinheiro, saúde e outros problemas que o Criador desperta em cada um de nós. Vemos que o mundo inteiro está sofrendo de algum tipo de deficiência, porque a matéria da criação é o desejo de receber, que carece de realização.

No entanto, criando tal criatura, o Criador queria que a pessoa pedisse para ser elevada, de modo que não permanecesse dentro do desejo, pedindo por seu preenchimento, mas para subir a um grau mais elevado, acima dessas deficiências.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 08/07/19, Oração
1 Minuto 0:20
2 Minuto 11:10

A Principal Coisa É A Intenção

laitman_224Pergunta: Qual o papel da intenção na construção de qualquer relacionamento?

Resposta: A intenção significa praticamente tudo. Não há nada, exceto as intenções.

Os desejos são dados a nós; eles estão quebrados, sortidos, dispersos, e surgem em nós de acordo com algum programa especial. Portanto, o principal é a intenção: em prol do que, em nome do quê, para quem vou fazer alguma coisa ou mesmo apenas pensar. O principal é o lugar para onde direciono meus pensamentos, sentimentos e aspirações.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/11/17

Tocar Os Corações

laitman_943Pergunta: O que nos falta para formar a oração correta?

Resposta: Os nossos corações ainda não sentem que podem se tocar. Eles estão encerrados na camada egoísta chamada nosso corpo.

Nesse caso, o nosso corpo não é a carne física, mas o egoísmo, que não nos permite tocar os corações. Como resultado, não podemos formar uma oração.

Da Convenção Em Moscou, Primeiro Dia, Lição 3, 02/05/16

Conhece O Deus De Teu Pai E Serve-O

Dr. Michael LaitmanA Torá, “Levítico”, Kedoshim, 19:4: Não vos virareis para os ídolos nem vos fareis deuses de fundição. Eu sou o Senhor vosso Deus. Um ídolo é algo que obtemos a priori, sem qualquer prova, e deve ser tomado com base na fé, sem tentar compreendê-lo. Isso não é feito no nível do ser humano.

A pessoa deve observar os níveis de doação e amor mútuo entre nós, revelar, estudar e trabalhar com eles. Ela deve compreender plenamente, entender e sentir o sistema com o seu coração e mente. Só então ela pode dizer que não adora ídolos, nem aceita qualquer coisa de forma aleatória.

Apesar do fato de que esta é uma vida muito difícil, o Criador coloca esses problemas diante de nós para que possamos alcançar o nível de Adão (humano) e não permaneçamos no nível animal.

Portanto, não podemos nos dar ao luxo de aceitar algo como verdadeiro. O Criador quer que O estudemos: “Conhece o Deus Teu Pai, e serve-O”; ou seja, o maior ponto de nossa ascensão é a percepção e a conquista do Criador.

Comentário: Às vezes, a pessoa quer se desconectar de tudo, de modo que possa simplesmente ser levada adiante.

Resposta: É assim como o nosso egoísmo funciona dentro de nós. Por um lado, o ego sempre nos acompanha durante o correto desenvolvimento. Por outro lado, há a necessidade de uma distinta realização espiritual, desenvolvimento e absorção, caso contrário ela não se saciar sua sede ou sente a si mesma.

Doação é a fonte de água limpa que sacia a sede.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 23/03/14

Os Filhos Do Universo, Parte 10

Dr. Michael LaitmanPergunta: Você está dizendo que até agora nós temos estudado a natureza de uma forma limitada, subjetiva, já que baseamos nossos estudos em nosso ego que limita cada pesquisa.

Isso significa que não devemos inventar novos telescópios, microscópios e aceleradores de partículas, mas sim algo que seja totalmente diferente. Que tipo de instrumento nós precisamos para estudar o universo?

Resposta: Nós precisamos de um novo programa para a humanidade. A natureza nos fez egoístas, e, nesse sentido, não somos muito diferentes do nível animal. Nós só inventamos diferentes ferramentas e instrumentos e agora temos bombas atômicas e outras armas em nossas mãos, em vez de um pedaço de pau. Nós temos avançado na mesma direção através da nossa evolução.

Mas, se quisermos realmente sair de nossa bolha e não continuarmos sendo o verme que vive no interior do rabanete amargo, que percebe isso como todo o seu mundo, nós precisamos prestar mais atenção e fazer mais esforços para a aquisição de uma segunda natureza. Nós temos que tentar nos programar de novo nesse sentido, de modo que os dois tipos de natureza serão integrados dentro de nós: tanto a nossa velha natureza que recebe e a nova natureza que doa e dá.

Então, nós vamos ver realmente a outra metade do universo, do mundo, ou mesmo mundos, e também vamos ver a razão para tudo o que acontece. Na verdade, ao estuda a natureza da doação é que nós atingimos e aprendemos sobre nossa raiz e seu plano. Caso contrário, se ficarmos dentro, não vamos descobrir ou saber nada sobre nós mesmos e simplesmente continuaremos a melhorar os nossos brinquedos mecânicos e tecnológicos e nada mais do que isso.

O novo nível é a tecnologia interior de uma pessoa, sem quaisquer truques inteligentes que criamos com o ego. É um método de aquisição do poder de doação, e é a parte da natureza que nós só temos que adquirir para que ela esteja vestida em nós e forme o sistema de uma percepção paralela dentro de nós.

Pergunta: Como isso afetará nossas vidas diárias?

Resposta: Em primeiro lugar, nós vamos descobrir como e para que devemos viver e como melhorar nossas vidas. O próprio universo se originou a partir destas duas forças, e estabelecendo a cooperação mútua destes dois sistemas de recepção e doação dentro dele, nós nos elevamos sobre eles até o pensamento que criou o universo. Assim nós realmente ascendemos, e não apenas simbolicamente, ao estado infinito eterno.

De um modo geral, nós nos desenvolvemos rumo a esta questão básica de um jeito ou de outro. Não é apenas uma questão sobre a razão de nossos sofrimentos e o sentido da nossa vida amarga, mas sobre a razão básica inicial, sobre a sua finalidade. Só o universo será capaz de nos fornecer uma resposta quando subirmos acima da atração egoísta, que, por enquanto, é simbolizada pelo nosso planeta Terra.

Pergunta: Onde está o campo de trabalho onde podemos desenvolver adequadamente as forças de doação dentro de nós? Trata-se das minhas relações com o universo ou com outras pessoas?

Resposta: Trata-se de relacionamentos com outras pessoas, porque elas são, na verdade, a matéria mais desenvolvida. É pela cooperação mútua e por minhas interações com elas que eu posso desenvolver uma segunda natureza.

Isto me permite descobrir coisas novas no universo. Quando eu saio de mim mesmo, eu vejo uma dimensão diferente através do prisma da força de doação em que o espaço não tem significado. Eu olho para o mundo acima da matéria.

De KabTV “Uma Nova Vida” 02/03/14

Espaço de Viver

Devemos imaginar o mundo espiritual como um vácuo vazio. Num dos lados deste vácuo vazio está a pessoa, e em seu outro lado está o Criador, e dentro deste vazio que nos separa, começamos a construir todos os tipos de conexões, perfis e formas que nos conectam com o Criador.

Nós preenchemos este espaço com os nossos pensamentos, desejos e intenções em relação ao Criador, com todos os tipos de observações sobre a força do desejo: Shoresh (0), Aleph (1), Bet (2), Gimel (3), Dalet (4). Isso significa que nós construímos seções diferentes dentro deste espaço, formas mais perto do Criador, como uma espiral interna, cubos, pirâmides e todos os tipos de formas geométricas.

Todas estas formas são construídas a partir do pensamento, a nossa intenção de alcançar o Criador, com todos os tipos de meios, já que em todo fenômeno, quatro fases são encontradas, todas as restrições. Entretanto, não estamos preparados para superá-las, de modo que elas criam a forma de HaVaYaH.

Entretanto, após chegarmos ao término da correção, todas essas formas distintas desaparecem na medida em que são conectadas em uma forma integral, que preenche este espaço com uma conexão infinita com o Criador, que não está mais em várias formas distintas, mas unido em um todo.

[130307].

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabala de 16/3/14, O Zohar

Aumentando O Coeficiente Da Ação Positiva

Pergunta: Como podemos alcançar a oração certa o mais rápido possível?

Resposta: O nosso esforço, assim como todos os discernimentos espirituais, não é medido de acordo com a o número de ações, mas de acordo com a sua qualidade. Às vezes, podemos ver uma pessoa que se esforça muito e faz muitas coisas girando como um ventilador zumbido. Todo mundo pode admirar a sua energia, mas o benefício de tais ações pode ser mínimo. Como se diz, “pouco com a intenção correta é melhor”.

O mundo espiritual é feito de qualidades: ou a fim de receber ou para doar. Tudo depende de que, em quanto pesa qualquer um e não o número real de ações. Por isso, diz-se: “Uma pessoa pode alcançar o seu mundo em uma hora!” Mas como isso é possível se a pessoa gasta milhares de horas ou um milhão de horas! Toda a humanidade desperdiça bilhões de horas e não alcançar a meta, e há pessoas que alcançam o seu mundo em uma hora, e chegam à revelação. Isto é justo? [Leia mais →]

Desintegração E Renascimento

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar“, Item 14:  Mesmo as almas dos justos não serão capazes de se alegrar no Jardim do Éden após a sua morte, mas só depois que seus corpos apodrecerem no pó.

O corpo é o desejo de receber e deve desintegrar-se e perder sua forma atual. Hoje ele é totalmente corrompido pela intenção egoísta “a fim de receber”, e por isso tem que morrer, para se livrar da forma “a fim de receber”, apodrecer e se desintegrar.

Até agora, a atração cruel aos prazeres manteve o desejo de desfrutar o mais unido possível. O corpo é feito de muitos desejos de receber que, juntos, formam uma “gangue” que está fortemente conectada a um corpo e que é totalmente apenas a fim de receber. Ele aspira a vencer o Criador, a usá-Lo até o final e se beneficiar Dele, tanto quanto possível.

Portanto, este corpo corrompido tem que morrer e determinar que este estado é a morte, mas isso não é suficiente. Ele tem que apodrecer de maneira que todas as partes do “grupo” irão se desintegrar, ser separadas e apodrecer no solo. Esta é a correção fundamental, a desintegração do corpo em partes separadas, em pequenos grãos do desejo anterior que deve ser totalmente inertes e vazios. Eles chegam a um estado de pó, o que significa que não há mais nada de sua forma anterior corrupta.

Assim, o desejo desce através dos mundos de ABYA de impureza ao longo da linha esquerda até o nível zero, para completar a desintegração, e, depois começa a adquirir a forma dos mundos de ABYA de santidade, ou seja, a intenção “a fim de doar”. Agora todas as partes se conectam para doar aos outros e não para receber. Este já é o momento da correção.

Assim, o corpo tem que morrer e estar totalmente desconectado da inclinação “a fim de receber”, o que significa se restringir do “a fim de receber” e, em seguida, apodrecer em pequenas partículas de pó, que é o último nível após o fogo, a água e o vento, apodrecer completamente, e depois reunir e juntar novamente essas partículas, mas com a intenção “a fim de doar”.

Onde ele pode encontrar essa intenção? Da Luz Superior, o Criador mostra Sua forma, se você quiser se assemelhar a Ele. Como um convidado, tudo que você precisa fazer é pedir, e o anfitrião vai fazer o que você precisa. Ele não vai impor a Sua doação a você, Ele vai ser atencioso com o seu estado e vai acrescentar Sua forma aos poucos, e assim você vai adquirir Sua forma e ao mesmo tempo receber satisfação. Mas será Sua satisfação agora e não a satisfação que você tinha antes. Você vai sentir o que o Criador sente. Isto é o que Ele quer que você sinta, o que é chamado de fazer o bem aos Seus seres criados.

Mas você deve ser incorporado com estas duas partes opostas, a positiva e a negativa. Caso contrário, você não vai ser um verdadeiro ser criado. Você tem que ter algo que o Criador não tem para existir de forma independente, e, ao mesmo tempo, deve ser como ele. É como se o Criador duplicasse a Si mesmo, mas essa duplicação tem que ser independente, uma vez que sua forma interna é “a fim de receber”, mas a intenção “a fim de doar” está vestida em seu lado externo. Embora possa parecer muito simples, na verdade é uma invenção genial.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 03/01/14, Escritos do Baal HaSulam