Textos na Categoria 'Oração e Intenção'

Exija

laitman_284.01Nós devemos perceber que não somos direcionados ao Criador e não temos contato com Ele porque a conexão com o Criador é contra a nossa natureza. A espiritualidade pode ser alcançada apenas através da oração, mas somos incapazes disso. O Criador não nos permitirá fazer isso. É fácil para uma pessoa comum recorrer ao Criador em todas as religiões e crenças, mas não podemos porque o Criador deseja que tenhamos uma conexão interna verdadeira e correta com Ele, que seja precisa, poderosa e mútua. Portanto, Ele nos mostrará a que distância estamos desta conexão.

Quando descobrirmos nossa incapacidade de recorrer a Ele, de orar, de estar em contato com o Criador, entenderemos o quanto precisamos de um ambiente, de um grupo e de uma conexão, porque somente dentro disso revelaremos o Criador e juntos podemos nos voltar a Ele. Caso contrário, nem eu nem todos os outros amigos alcançamos o Criador. Só podemos fazer isso juntos.

Este não é o Criador a quem as pessoas oram em todas as línguas e religiões, imaginando-O para si. Devemos revelar claramente o Criador, porque o Criador (Boreh) significa “venha e veja” (“Bo” [venha] e “Reh” [veja]).

Somente através do pedido correto e verdadeiro, depois de nos conectarmos com o Criador, podemos mudar nosso estado e nos realizar. A conexão com Ele só é possível através da nossa unidade e demanda comum. 1

Devemos pedir ao Criador a correção tão persistentemente quanto um bebê chorão exige de sua mãe, confiante de que ela deve responder a ele. Através de tais demandas, nosso desejo cresce. É assim que uma pessoa, uma criança, cresce; tudo é organizado no caminho em toda a natureza. No entanto, somos diferentes porque podemos saber a quem nos voltamos e podemos estar em equivalência de forma com Ele.

Tudo o que acontece na natureza, na matéria inanimada, plantas, animais e pessoas, todos os desejos de todos os tempos e todos os seres criados se acumulam dentro de nós e os trazemos à conexão com o Criador. Caso contrário, o Criador não nos ouvirá. Ele ouviu Cabalistas no passado, mesmo que estudassem individualmente, mas hoje isso não funciona. Portanto, somos chamados a última geração, que desempenha um papel especial e não age como todos os Cabalistas do passado, que apenas prepararam o cenário para nós. Agora estamos realizando essa tarefa através de uma conexão especial entre nós. 2

Nós devemos quebrar a partição, constantemente incomodar o Criador, pedir e exigir, saber que não há outro caminho. De novo e de novo. O Criador aprecia nossos pedidos. Então talvez não precisemos de mais nada? Se o Criador recebe prazer de nossos apelos a Ele, Ele não pode deixar que sintamos claramente Sua reação; caso contrário, começaremos a usá-Lo egoisticamente, exigindo “dê-nos, dê-nos” conhecimentos e sensações ainda maiores.

Portanto, o Criador se esconde ainda mais. Ele se revela um pouco na ocultação e precisamos intensificar nosso pedido, trazer mais mente e intenção a ela, para gradualmente nos aproximarmos da compreensão do que é a tela e a luz refletida.

Não alcançamos uma conexão direta com o Criador, mas através de nossa completa inversão. Não posso ir ao Criador com meus desejos e pensamentos atuais, porque eles entrarão em curto-circuito. Mais e menos (positivo e negativo) serão curto-circuitados diretamente. Portanto, devo colocar um adaptador correto entre eles, chamado “restrição (Tzimtzum), tela (Masach), luz refletida (Ohr Hozer), e então meu desejo de receber pode entrar em contato com o desejo de doar ao Criador. Deve haver algum tipo de dielétrico [isolante elétrico] no meio, que proteja contra curto-circuito, e essa é a restrição, a tela e a luz refletida.

Primeiro, precisamos de uma restrição para que eu próprio exija pelo menos a força para restringir meu egoísmo, sem querer ver e sentir o Criador; pelo contrário, eu pediria à força que não me deixasse usar meu desejo de receber. Eu peço para ter força para me elevar acima da minha natureza. Assim, eu me envolvo no isolamento e, depois, por trás desse isolamento, peço a intenção de doar. Eu não sei o que é, mas se essa é a natureza do Criador, deixe que Ele me dê um pouco dessas qualidades. Eu então recebo a vestimenta do superior, a vestimenta do Criador, a vestimenta do grande sacerdote (o grande Cohen).

Conforme essa vestimenta, envolvido na luz refletida e certo de que uso meu desejo de receber em prol da doação, já posso agir. Estamos muito próximos dessa realização, ela está bem na nossa frente. Só precisamos de um pouco mais de esforço para pedir, exigir. Se não sentimos uma resposta, então, como um bebê, nos tornamos ainda mais exigentes.

Se a mãe não responde, a criança a agarra e a puxa. Mais uma vez, ela não responde, a criança começa a bater nela, gritar, soluçar e rolar no chão, histérica. É tudo um jogo, porque quando ela consegue o que quer, se acalma instantaneamente. É assim que a natureza o faz agir. Temos que fazer o mesmo com o Criador, incomodando-O repetidamente.

No entanto, já temos um contato inicial com Ele, estamos muito próximos. O Criador apenas estabelece condições cada vez mais difíceis para nós todos os dias, para que possamos alcançar a verdadeira demanda, à qual Ele pode responder.

Precisamos passar por tudo isso, porque essa não é uma condição artificial “se você não gritar, não receberá nada”, mas sim o processo de construção do nosso Kli. Esses gritos, os esforços feitos para orar junto com nossos amigos, tornam-se nosso novo vaso espiritual. O desejo de receber não é o Kli, o Kli deve ser construído acima do desejo de receber. Este novo Kli é construído precisamente através do contato com o Criador, quando Ele não nos responde.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 25/12/20 , “Oração”

1 Minuto 09:40
2 Minuto 53:40

Para Que A Oração Alcance O Criador

laitman_936Recentemente, nosso mundo tem descoberto sua insolvência, vileza e mentiras. Frases bonitas apenas ajudam a ver como não nos conformamos com ideais diferentes.

Os séculos em que as pessoas eram inspiradas por tais frases já passaram. Hoje, estamos mais sóbrios, egoístas e procuramos uma solução real para nossos relacionamentos.

Esta missão se resume à oração. O Criador determina toda a natureza, prós e contras; Ele nos puxa e nos sacode. Apenas agarrar-se a Ele nos ajuda a manter a natureza dentro de nós mesmos, de uma maneira que ela também nos mantém.

Portanto, a oração, um pedido ao Criador para que Ele nos mantenha acima do nosso egoísmo, é primário. Somente subindo acima do ego alcançamos o estado correto, a chamada fé acima da razão ou a doação acima da recepção.

Apesar do nosso corpo e mente discordarem da doação, amor e sacrifício, devemos dominar a qualidade do Criador e trabalhar para a doação com alegria.

Em nosso nível, temos a oportunidade de nos apegarmos tanto aos nossos amigos e ao Criador que, através deles, uma força superior age sobre nós e nos desconecta de nosso egoísmo, de nosso “eu” e podemos deixar esse “eu”.

Então, adquirimos um sentimento do estado fora de nós mesmos, a fé acima da razão, um sentido da dezena e nela – o Criador. De antemão, é impossível. Portanto, o posicionamento correto de si mesmo em relação à dezena e ao Criador é pedir a eles, pedir ao Criador que faça todo o possível para ajudá-lo, para tirar você do seu “eu”. Caso contrário, você permanecerá nele e quando isso vai acontecer com você? Será que isso vai acontecer? É desconhecido.

Baal HaSulam escreve que ficava muito feliz com os problemas que eram revelados, porque aqueles que ainda não foram revelados estão praticamente no estado zero e quem sabe se algum dia serão expostos. Se eles forem revelados, será uma grande bênção, felicidade, condescendência.

Portanto, devemos nos esforçar com todas as nossas forças e, o mais importante, pedir ao grupo que nos ajude. Se pedirmos fortemente, nosso pedido chegará ao Criador.

Da Lição 4, Convenção Mundial de Cabalá na Moldávia. 07/09/19, Regozije-se Com O Que Nos Falta/Trabalho em Ocultação

Oração: Conversa Com O Criador

laitman_235Pergunta: Como usamos a diferença entre exaltar o Criador e a gratidão a Ele na oração?

Resposta: Existem muitos tipos de expressões na oração. É um pedido, louvar, gratidão pelo passado e até, de certo modo, minhas promessas para o futuro.

A oração é uma conversa com o Criador. Você não deve dirigir-se a Ele com nenhum clichê. Somente de você mesmo. Pode ser na forma de um diálogo interno quando cada um de vocês fala com o Criador. Pode ser na forma de um argumento em uma direção. Da forma que você quiser.

Um exemplo de oração são os Salmos do rei Davi. Ele foi um grande Cabalista que viveu no século IX a.C. Ele escreveu uma coleção de orações Salmos, que são populares em todo o mundo em todas as religiões. Leia, você se encontrará lá também, porque eles incluem absolutamente todas as condições – de zero a 100%, até a correção completa de todas as almas.

Da Convenção Mundial de Cabalá na Moldávia 05/05/19, Lição 0

Cabalá E Crenças, Parte 8

laitman_275Volte-se ao Criador

Baal HaSulam, Shamati, Artigo 209: Existem Três Condições na Oração:

  1. Acreditar que Ele pode salvá-lo. Embora ele tenha as piores condições de todos os seus contemporâneos, ainda assim, “A mão do Senhor será curta demais para salvá-lo?” Se não for assim, então “o Proprietário não pode salvar Seus vasos.
  2. Ele não tem mais escolha, pois já fez tudo o que pôde, mas não viu cura para sua situação.
  3. Se Ele não o ajudar, ele estará melhor morto do que vivo.

Essas são três atitudes corretas em relação à vida. Tudo é determinado pelo Criador. Não existe um único pensamento ou sentimento que venha de mim, apenas do Criador.

Portanto, eu tenho que estar sempre em um estado elevado de prontidão, analisando tudo o que acontece em minha mente e sentimentos, percebendo que o Criador me apresenta isso, e pedindo correção imediata a Ele, para me direcionar adequadamente a ter bons pensamentos de amor e doação para com os outros, isto é, acompanhado de bons sentimentos que estão acima de si mesmo de doar aos outros.

O Criador revela apenas o mal em mim, como se diz: “Eu criei o mal.” No entanto, eu pego esse mal no meio do caminho e imediatamente peço a Ele que mude para o bem.

Começo a entrar em um relacionamento interessante com o Criador chamado “uma dança”, como um tango: Ele me guia, e eu O conduzo. Ele me influencia, e eu retribuo a Ele. Assim, nos completamos.

Reconhecer o mal é fundamental aqui. Depois de entender que ele veio do Criador e que “Não há outro além Dele”, resta apenas uma coisa a fazer: pedir a Ele que mude o mal para o bem. É disso que trata toda a nossa vida, todo o nosso trabalho espiritual.

Pergunta: Posso me voltar ao Criador sem reconhecer minhas qualidades egoístas e sua destrutividade?

Resposta: Não. É como se você fosse o goleiro e o Criador chutasse constantemente ao gol, e você precisa desviar constantemente Seus chutes.

Pergunta: Os Cabalistas se envolvem em autocensura?

Resposta: Se você chora constantemente, insatisfeito com sua vida, censura qualquer pessoa e tudo, então está insatisfeito com o que o Criador lhe deu.

Pergunta: A Cabalá vê a causa da depravação humana de maneira positiva?

Resposta: O Criador fez isso especificamente para que uma pessoa precisasse de Sua ajuda e, assim, pudesse subir ao Seu nível.

De KabTV “Fundamentos da Cabalá”, 17/12/18

Esteja Ciente De Seu Estado Atual E Aquele Que Você Deseja Alcançar

laitman_256Para alcançar a restrição, devemos entender que não há sentido em viver pelo bem do nosso egoísmo, mas que toda a nossa vida deve ser para o benefício dos outros. Mas somente com a ajuda do ambiente é possível chegar a tal avanço quando todos ao meu redor mentem para mim, como os adultos mentem para uma criança, que vale a pena viver em prol da sociedade. E eu acredito neles como um bebê.

Quando começo a me integrar com os amigos, a luz que reforma chega a mim através deles. Na vida comum, quando as crianças confiam nos adultos, elas também são afetadas pela luz que reforma, apenas de forma corporal. A mesma lei funciona aqui.1

Se no final de cada ação eu não alcançar o desespero e uma oração ao Criador, essa ação permanecerá incompleta. A ação devidamente concluída é aquela em que estou decepcionado com minhas habilidades, entendendo que não há sucesso e não haverá, mas tenho que alcançar o que quero. Entendo que tudo está nas mãos do Criador e me volto a Ele.

Eu tenho todos os motivos para me voltar a Ele e pedir, porque fiz todo o possível e me assegurei de que realmente precisava desse objetivo, mas não posso alcançá-lo sozinho, apenas com a ajuda do Criador. Este é o selo que aprova a ação.2

Se uma pessoa quer alcançar uma oração, mas algo a impede e não permite que a oração escape do fundo do coração, isso significa que seu desejo ainda não amadureceu. Este não é um pedido simples. Ela deve consistir em muitos componentes. Parece que basta chorar como um bebê e o Criador entenderá. De fato, o Criador entende. No entanto, se uma pessoa é obrigada a orar de maneira eficaz, a criar MAN, ela deve estar bem ciente de seu estado atual e do estado que deseja alcançar.

Este não é apenas um pedido como em nosso mundo, mas a ascensão do futuro Partzuf, apenas na forma de um código de informação (Reshimo). Ele inclui em si tudo o que uma pessoa pode imaginar. Ainda não estamos prontos para isso e, portanto, nosso pedido não merece resposta. Até agora, ele não reflete com precisão o nosso estado futuro.3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/07/19, “Qual é a Medida do Arrependimento?”

1 Minuto 1:05:30
2 Minuto 1:11:55
3 Minuto 1:40:05

Ação E Intenção

laitman_567.04Pergunta: O resultado da minha ação, como o bem ou o mal, depende apenas da intenção?

Resposta: Não apenas da intenção, mas também da própria ação.

Você não pode simplesmente ficar deitado na cama o dia inteiro com a intenção de assumir que está trabalhando. Em nosso mundo, devemos agir.

Você não pode dormir com a intenção de estar na lição ao mesmo tempo. Você deve agir. A ação em si diz qual era sua intenção.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”. 21/07/19

Cabalá E Crenças, Parte 6

laitman_261Sacrifício – Aproximar-se do Criador

Pergunta: Em todas as religiões, o conceito de persuadir as forças superiores com o sacrifício é praticado. E na Cabalá?

Resposta: A Cabalá também tem esse conceito chamado “sacrifício”.

Mas aqui se entende que uma pessoa sacrifica seu egoísmo, não deseja usá-lo e não quer que seu egoísmo a comande. Ela quer desistir dele, muda-lo para o altruísmo e doação.

“Sacrifício” em hebraico é “Kurban“, que vem da palavra “Karov” (aproximar-se). Uma pessoa quer corrigir seu egoísmo e, com base nisso, se aproximar do Criador. Este é o sacrifício.

Pergunta: Isto é, tudo o que está escrito na Torá sobre doações para o Templo implica exatamente isso?

Resposta: Só isso. As doações são, na prática, o que faziam no Templo, porque o Templo é um local de contato entre uma pessoa e o Criador.

Pergunta: As pessoas iam lá para se unirem?

Resposta: Você pode ir ao Templo fisicamente, mas isso não significa nada. Um homem aparece em um lugar dentro de seu coração, onde ele poderia sacrificar seu egoísmo – “matá-lo”, sacrificá-lo, a fim de se aproximar do Criador com um sentimento de altruísmo absoluto, amor, doação e conexão.

Pergunta: Então, isso não tem nada a ver com o fato de que os animais eram sacrificados no Templo?

Resposta: Não. Isso tudo é alegoria, como raiz e ramo, causa e efeito, nada mais. Então você pode matar quantos animais quiser e isso não fará nenhuma diferença.

Pergunta: Então o sumo sacerdote sacrificou seu egoísmo para se aproximar de outras pessoas?

Resposta: Ele era a pessoa mais corrigida entre todas as pessoas.

Pergunta: Junto com o trabalho interno, ele pegava um cordeiro, cortava e eles comiam?

Resposta: Sim. Eles executavam todas as ações ao mesmo tempo, começando das ações mais espirituais, mais altas, às mais baixas, materiais – juntas e com a mesma intenção.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/02/18

Cabalá E Crenças, Parte 4

624.02Oração e Livros de Oração

Pergunta: Na Cabalá, oração significa “julgar a si mesmo”. O que isso significa?

Resposta: Significa que uma pessoa avalia a si mesma, suas qualidades e verifica com base em quais propriedades ela mede e avalia o Criador. Portanto, ela se julga: estou fazendo certo, estou me elevando acima do meu egoísmo, posso ser objetiva etc.?

Uma pessoa realiza esclarecimentos internos sobre o nível de sua percepção, quão objetiva é e quão corretamente sente o Criador, imperturbável pelo seu egoísmo interior de alguém.

Pergunta: É possível dizer que a oração é a realização do que uma pessoa deseja do estado atual e para qual estado aspira? Esse delta causa uma solicitação interna necessária na pessoa e, embora ela não entenda a quem se dirige, sente mudanças dentro de si mesma.

Resposta: Precisamente.

Pergunta: E isso não tem nada a ver com os livros de oração também escritos pelos Cabalistas?

Resposta: Tudo é muito mais complicado aqui. Os livros de oração são o que os Cabalistas escreveram para si mesmos, ou seja, um plano de pesquisa com suas próprias percepções e como ele pode ser corrigido e ajustado.

Os livros de oração Cabalísticos são um sistema inteiro de interação humana dentro de si, com o mundo e com o Criador, que está dentro dele. Esta é uma instrução muito séria e um trabalho muito sério.

Pergunta: E se você acabou de ler o que eles escreveram como é tradicionalmente aceito nos feriados sem entender? Isso tem algum efeito?

Resposta: O fato é que existe um livro de oração comum e um livro Cabalístico. Um livro de oração Cabalístico será entendido apenas por um Cabalista, e apenas a partir de um certo nível. Um livro de oração comum pode ser entendido por qualquer pessoa que conheça esse idioma.

Observação: Mas o livro de oração usual também foi escrito pelos Cabalistas.

Meu Comentário: Sim, mas o livro de oração Cabalístico trata da interação de forças e o ser humano. Em um livro de oração comum, isso é transmitido em um idioma compreensível para todos.

Pergunta: Então, a oração pode ser dividida em duas partes? Será uma delas a minha oração interior de que agora realmente me falta em relação ao estado em que quero chegar, o que me dói agora?

Resposta: Sim. Há também uma oração que os Cabalistas escreveram. Se eu ler, será como uma instrução de elevação espiritual para mim. Embora ainda não sinta tais estados, isso me eleva, me ajuda.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/12/18

Cabalá E Crenças, Parte 5

laitman_261É Possível Orar À Lei Da Atração?

Observação: Pelo que entendi, na Cabalá não há apelo à misericórdia, nem expiação por pecados em troca de promessas de obediência inquestionável?

Meu Comentário: Lidamos com ações sérias. Não estou diante do juiz pedindo perdão. Enfrento um sistema que me define completamente e estou tentando descobrir como nos influenciamos.

Se eu tiver alguma solicitação, preciso indicá-las de forma que o sistema responda corretamente a elas. Se não houver solicitações, é um problema, porque o sistema espera uma intervenção real de mim.

Pergunta: É como se eu não pudesse orar pela lei da atração?

Resposta: Claro! Como a lei da gravidade é diferente das outras? Esta é também a lei e a força do Criador, como todas as outras forças da natureza.

Pergunta: Qual é a diferença entre o Criador e as leis da natureza?

Resposta: Não há diferença. Ore pela lei da gravidade. Você pode orar a qualquer força da natureza e pedir para estar no alinhamento certo com ela.

Pergunta: Se eu cair, não posso pedir à lei da gravidade que suavize o golpe?

Resposta: Não, não vai ajudar.

Pergunta: O que devo fazer? Devo colocar um colchão ou outra coisa para amenizar a queda?

Resposta: Isso ajudará. Ou você deve pedir ao Criador para garantir que você não caia: “Como devo mudar para não cair?”

Isto é, você não pede a Ele para protegê-lo de cair, mas pede como mudar para não cair. Todos no mundo pedem proteção, mas isso não ajuda. Mas mudar, melhorar a si mesmo, para que você seja devidamente influenciado pelas forças da natureza, para não cair, é o que você pode pedir. Isto é, você apenas pede sua correção e nada mais.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/02/18

As Intenções De Uma Pessoa São O Que A Pessoa É

Laitman_095Observação: O objeto de estudo da sabedoria da Cabalá é a parte mais interna de uma pessoa: a intenção. Nenhuma outra ciência explora isso.

Por exemplo, a psicologia explora apenas sentimentos, emoções, todos os tipos de reações de uma pessoa e desejos.

Meu Comentário: Além disso, a psicologia também explora a intenção, mas não é uma ciência, porque em nosso mundo não há possibilidades claras para medir e comparar os parâmetros psicológicos de uma pessoa.

A Cabalá, no entanto, como uma ciência sobre intenções, nos fornece uma ferramenta para uma abordagem completamente diferente. Geralmente, avaliamos uma pessoa de acordo com suas ações e seus resultados, enquanto a Cabalá avalia uma pessoa de acordo com suas intenções. Essa é a diferença. Afinal, em nosso mundo eu posso realizar más ações com boas intenções e vice-versa. Às vezes, más intenções podem causar boas ações.

Em geral, revelar as intenções de uma pessoa é de importância primordial. Afinal, nossas intenções são o que somos e nossas ações e desejos não dependem de nós, mas surgem em nós gradualmente no curso de nosso desenvolvimento físico.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 13/12/18