Textos na Categoria 'O Criador'

Temas Cabalísticos: “Atzmuto”

Laitman_177.13Atzmuto é a raiz mais alta, que não está diretamente relacionada a nós, ou seja, é o próprio Criador que existe independentemente da criação. Nesta forma, não podemos senti-Lo.

Em outras palavras, Atzmuto é um programa que não se relaciona com a criação. Simplesmente indicamos que esse estado existe, mas está fora de alcance para nós. Não podemos senti-Lo.

O programa que se relaciona conosco é chamado de Criador ou HaVaYaH.

Pergunta: O Criador pode ter outros planos para outras criações, mas não sabemos?

Resposta: Isso não se aplica a nós.

Pergunta: Isso pode ser comparado ao fato de que, em nosso mundo, uma criança entende um certo tipo de atitude do pai em relação a ela, mas não sabe o que seu pai está fazendo, quais são seus planos etc.?

Resposta: Sim, você poderia dizer isso. Mas não nos envolvemos em tais pensamentos e especulações porque eles ainda não têm base. Não temos nenhum desejo real disso nem oportunidades de explorar isso.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/06/19

Trazer O Mundo Para O Equilíbrio

laitman_929Pergunta: Qual é o significado prático de se falar em equilibrar toda a natureza se não consigo me influenciar, muito menos toda a humanidade?

Resposta: Devemos aprender a influenciar a nós mesmos, a evocar as influências corretas da luz superior, as forças positivas da natureza e, assim, compensar todos os seus estados negativos. Mesmo uma pessoa pode compensar absolutamente todos os estados, incluindo você e todos os outros. Portanto, em nenhum caso você pode dizer que não pode fazer isso. Cada um de nós pode.

Claro, você pode dizer: “Existem bilhões de pessoas no mundo. Mesmo se eu fizer alguma coisa, será uma bilionésima parte que não dará nada”. Isto está errado! O homem é capaz de equilibrar toda a humanidade. E é assim que ele deve agir. A sabedoria da Cabalá diz isso em muitas fontes.

Em particular, no artigo “O Amor de Deus e o Amor do Homem”, Baal HaSulam escreve: Assim, cada Mitzva que um indivíduo executa afeta o mundo inteiro … cada Mitzva que o indivíduo executa antes de toda a Terra estar cheia do conhecimento desenvolve o mundo para chegar a isso.

Dizem: “E um pecador destrói muito bem”, uma vez que através do pecado que comete, ele reduz o peso na balança … Por isso, ele vira o mundo para trás.

Acontece que qualquer pessoa, com uma ação, viola a harmonia do mundo ou o corrige. Portanto, em nenhum caso devemos negligenciar a contribuição positiva que todos podem dar ao equilíbrio do mundo.

Agora estamos em um estado especial, quando desequilibramos tanto o enorme sistema global que ele começa a emitir vírus. Isto é, do seu estado de não equilíbrio, ele não pode mais se compensar de nenhuma maneira, exceto liberando microssistemas biológicos nocivos. Portanto, precisamos entender que não nos resta nada além de assumir seriamente nossa responsabilidade de equilibrar o sistema.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 15/03/20

A Relevância Da Ciência Da Cabalá

laitman_214Baal HaSulam, “A Essência da Sabedoria da Cabalá”: “Esta sabedoria não é mais nem menos que uma sequência de raízes que pendem por causa e efeito, através de leis fixas e determinadas, entrelaçando-se em um objetivo único e exaltado, descrito como ‘a revelação de Sua Divindade às Suas criaturas neste mundo’”

A sabedoria da Cabalá é destinada aos seres criados neste mundo, a fim de guiá-los à realização do Criador de acordo com leis absolutas e fixas, que gradualmente levam as pessoas à Sua realização, sentimento, percepção e, finalmente, à adesão a Ele, o que significa a completa revelação do Criador.

E quem é o Criador? É a força mais alta, geral e integral da natureza, que inclui toda a criação.

Esta é a razão pela qual a compreensão desse estado nos permite entender o que realmente está acontecendo e responder corretamente ao que o Criador, a natureza, está fazendo conosco e o que podemos fazer com isso.

Ao implementar a sabedoria da Cabalá, podemos ver nossa participação na criação, na natureza. Afinal, a Cabalá é a ciência da natureza, de tudo que foi criado, incluindo a raiz, ou seja, o Criador.

Isso significa que estudar essa ciência, especialmente em nossos dias, é realmente essencial. É para isso que nossa evolução nos leva, e acontece através de um aumento constante de sofrimento e falta de entendimento, a fim de nos forçar a conhecer o Criador, a revelá-Lo, a entender o quanto é importante estarmos em contato com Ele.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/01/20

Respostas Às Suas Perguntas, Parte 238

laitman_962.7Pergunta: Qual é o estado do Criador, pois Ele está em doação – doação em prol de que?

Resposta: Para elevar você a Ele mesmo.

Pergunta: No que diz respeito ao estudo das fontes Cabalísticas, que ocorre pessoalmente (um professor ou um dos alunos se dirige ao grupo e transmite seus conhecimentos e experiências a todos de uma vez), ele não deve ser complementado com diálogos um com o outro?

Resposta: Eu sigo o exemplo do meu professor Rabash.

A Essência E A Raiz Da Unidade, Parte 4

laitman_567.01Por Que Devemos Nos Unir?

Pergunta: “Natureza” e “Criador” em Gematria têm o mesmo significado numérico. Você pode chamar de “natureza”, pode chamar de “Criador”, pode chamar de “leis da natureza” ou “leis ou mandamentos do Criador”. Todos são iguais. Qual é o propósito da natureza?

Resposta: A natureza tem um único objetivo: trazer as criações, que ela criou especialmente como se tivessem sido repelidas, não na mesma coordenação e sistema integral com a natureza, para que, dessa maneira, possam gradualmente determinar, através de seu desenvolvimento, que a união entre si e com a natureza é no melhor estado.

Pergunta: Acontece que existem duas tendências ou duas forças que nos desenvolvem. A primeira força emana e se integra, a segunda recebe e absorve. E assim por diante em todos os níveis.

No nível inanimado, os átomos se unem em moléculas, e essas moléculas se combinam em organismos mais complexos. A mesma integração ocorre no nível humano, onde pessoas de pequenas formações tribais se integram em megacidades.

Por outro lado, vemos que há um crescimento constante do egoísmo. Isto é, a matéria constantemente se torna cada vez mais complexa, diversificada, dividida e aprimorada. Por que é importante entender essas duas tendências? Por que devemos nos unir?

Resposta: Devemos nos unir porque precisamos nos tornar como a natureza geral. Ela é integral e global em todas as suas manifestações. Vemos que, embora as galáxias se afastem, as estrelas explodam, os planetas se formem, tudo isso acontece em uma tendência geral.

Primeiro, está tudo interconectado. Portanto, se em algum lugar do universo algo acontece mesmo com a menor partícula, quase todo o universo sente isso. Afinal, tudo vem de uma raiz e sob a influência de uma força chamada “Big Bang”.

Não importa o que aconteça, tudo tem sua raiz emanada do Big Bang. Tudo se espalha do Big Bang para fora. Assim, todas as partes da matéria que são conhecidas e desconhecidas para nós, em todos os níveis, todos os eventos, todas as leis, estão interconectadas.

Na cosmologia, esse processo que ocorreu após o Big Bang é chamado de processo de grande unificação, quando todos os elementos começaram a conectar, integrar e formar todos os tipos de matéria.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 24/03/19

A Terra De Israel: Dispersão E Assimilação, Parte 2

laitman_944Para A Conexão Absoluta

Pergunta: Quando as pessoas se aproximam conscientemente, elevando-se acima do egoísmo, então, como resultado, elas começam a sentir a única lei da natureza. O que é essa lei?

Resposta: Nós existimos em um único sistema chamado “Natureza” ou “O Criador”. Na medida em que, apesar do nosso egoísmo, somos semelhantes a esse sistema, sentimos uma comunicação entre nós e esse sistema e podemos existir de maneira sensata e boa.

Este é o conjunto da Cabalá. Devemos alcançar a interação correta entre nós, a fim de começar a sentir esse vasto sistema, ou seja, este mundo superior em que existimos, e gradualmente nos tornar cada vez mais semelhante às leis, princípios e regras deste mundo. Em outras palavras, devemos interagir um com o outro para que possamos chegar ao estado de conexão absoluta.

Quando começamos a nos unir, sentimos a manifestação dessa lei única, a força única, entre nós. No entanto, se não fizermos isso, a segunda lei completamente oposta é ativada: a força negativa que nos empurra para a unidade. Este é o lado oposto do Criador.

De KabTV, “Análise do Sistema do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 08/08/19

“Como Ateu, O Que Você Pensa Sobre A Cabalá?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:Como Ateu, O Que Você Pensa Sobre A Cabalá?

A Cabalá difere do ateísmo e das religiões em geral, pois facilita a realização clara do Criador, de modo que você O sentirá como se fosse um amigo seu, e até mais. Portanto, não há espaço na Cabalá para crer em algo que outros lhe disseram. Em vez disso, você deve atingir por si mesmo, o mundo inteiro e todas as almas, e dentro deles – o Criador em Sua totalidade.

O ateísmo é uma crença de que o Criador não existe, enquanto a religião é uma crença de que o Criador existe. Por outro lado, a Cabalá é a revelação do Criador, investigando a Natureza dentro de você ou dentro de suas percepções.

A este respeito, a Cabalá é semelhante a outras ciências. Entretanto, as outras ciências revelam o mundo dentro dos sentidos que já possuímos, enquanto a Cabalá faz isso em um sentido adicional – a alma, que você primeiro precisa desenvolver dentro de si. De qualquer forma, assim como qualquer outra ciência, a Cabalá fala apenas das coisas que estão presentes nos sentidos! Não está interessada em nada imperceptível e que não possa ser investigado, repetido e testado, e considera essas coisas irreais. Essa abordagem a torna uma ciência por definição. Veja a definição de Cabalá no artigo de Baal HaSulam, “A Essência da Sabedoria da Cabalá” – “Cabalá é o método da revelação do Criador a uma pessoa em nosso mundo” – a cada pessoa e a todos juntos.

Como todas as ciências, a Cabalá usa o método ou instrumento científico (embora os cientistas achem difícil concordar com isso porque estão acostumados a investigar o mundo apenas através do corpo animado). O método científico pressupõe que:

  • Toda declaração científica deve ser comprovada por experimento.
  • Toda declaração científica pode ser provada errada.
  • Não faz sentido discutir uma ideia que não pode ser verificada na prática. Por exemplo, aqui está uma opinião científica sobre a existência de Deus: Immanuel Kant mostrou que não se pode provar que Deus existe tão bem quanto Ele não existe. A própria noção de um Deus inatingível e Todo-poderoso não está sujeita a experimentos, porque se Deus é Todo-poderoso, é capaz de controlar o resultado do experimento. As pessoas não aceitam Deus através de evidências, mas através da fé. Portanto, a ideia de Deus está além da ciência. Qualquer pergunta do tipo, “Por que é assim e assim?”, pode ser respondida: “Porque é a vontade de Deus”. (Foi assim que a religião obrigou as pessoas a responder a todas as perguntas e, portanto, diminuiu o progresso científico.) A Cabalá permite revelar o Criador e Suas ações na prática. No entanto, é tão indiferente às coisas que não podem ser verificadas na prática quanto as ciências terrenas.
  • Toda declaração científica deve ser lógica e não contradizer as leis que já são conhecidas. Geralmente, as leis antigas se tornam casos particulares das novas leis.
  • Toda declaração científica deve indicar seus “pontos fracos”; deve mencionar quais constituintes estão sujeitos a dúvidas e objeções.

“Quem É O Deus Da Cabalá?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:Quem É O Deus Da Cabalá?

Deus na Cabalá significa a força geral da natureza, onde, além dessa força, nada existe.

Por si só, consideramos Deus um conceito abstrato e não podemos discutir algo que existe fora da nossa percepção. Ninguém nunca sentiu isso. Esse estado de Deus, também chamado de “o Criador”, não pode ser percebido por nós e, portanto, essa força é chamada de “Atzmuto“, ou seja, “Sua essência”.

Tudo o que alcançamos e o que é possível alcançar são as ações da força superior em relação a nós. A sabedoria da Cabalá lida com a revelação dessas ações em relação a uma pessoa.

Chamamos essa força superior de “o Criador” porque Ele criou o ser humano e todas as nossas qualidades, dentro das quais sentimos nosso mundo e podemos explorar o Criador através de nossos sentidos. Podemos explorar por que Ele nos criou com tais qualidades, limitações e habilidades, e o que Ele quer de nós.

Ao progredir nessa exploração, começamos a alcançar o Criador. Não atingimos a essência ou o “eu” do Criador (Atzmuto), mas o Criador em relação a nós. Está escrito sobre isso: “Nós O conheceremos por suas ações”. Exploramos as ações do Criador, como Ele criou nosso mundo e todos os outros mundos, como um sistema de conexões entre Ele e nós. Esse sistema de conexões em graus que cascateia até nós é chamado de “mundos”, e esse sistema nos influencia em todos os momentos de nossas vidas.

Ao estudar esse sistema, esses mundos, estudamos o Criador e a nós mesmos, tanto a nossa natureza quanto a natureza do Criador, e progredimos no entendimento de quais estados nos conectamos a Ele. Podemos mudar nosso comportamento e nossas ações de acordo com isso, a fim de nos elevarmos a conexões superiores, para nos conectarmos diretamente com o Criador.

Em outras palavras, podemos ver que tipo de reações nossas ações produzem Nele e, inversamente, que reações as ações Dele produzem em nós. Podemos alcançar uma conexão absolutamente completa, aberta e bidirecional.

Quando começamos a alcançar essa oportunidade, a revelar e alcançá-la gradualmente, naturalmente mudamos nosso comportamento de acordo com o que revelamos e entramos em um estágio completamente diferente do nosso desenvolvimento, onde começamos a sofrer mudanças para nos tornarmos cada vez mais semelhantes ao Criador.

Ao mesmo tempo, nosso mundo e nós mesmos nos transformamos radicalmente e nosso estado se torna cada vez mais confiável, conveniente e verdadeiro.

Tudo Está Dentro De Nós

281.01Pergunta: Tudo é alcançado pelo oposto. Existe uma ferramenta maravilhosa – perto/longe – e o Criador a usa muito bem em relação a nós. Podemos usar a mesma ferramenta em relação à força superior?

Resposta: É claro que podemos distanciar o Criador de nós ou aproximá-Lo.

Pergunta: É assim que Ele sentirá isso?

Resposta: Não existe “Ele”. O Criador é uma construção especial dentro de nós.

Pergunta: Nós nos afastamos e experimentamos isso nós mesmos?

Resposta: Sim. Não há nada fora de nós, tudo está apenas dentro de nós.

Até o que você sente e experimenta agora – o mundo ao seu redor, com todos os seus amigos e tudo o que você pode imaginar – existe em você, em sua consciência e nada mais.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 15/12/19

Mundo – Realidade Ou Ilusão? Parte 12

Laitman_096O Criador É A Única Realidade

Pergunta: Nós somos uma realidade integral junto com o Criador?

Resposta: Não, de maneira alguma somos uma única realidade com o Criador. A única realidade é o próprio Criador. Nós como que existimos fora Dele.

Isso é algum tipo de fantasma, algum tipo de “espírito” que supostamente existe fora do Criador, a fim de começar a sentir-se, posicionar-se corretamente com o Criador e aproximar-se Dele.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 15/09/19