Textos na Categoria 'Nações do Mundo'

A Propriedade “Israel”

749.01Pergunta: Quem são os “filhos de Israel?”

Resposta: “Os filhos de Israel” vêm da palavra “Israel” que, na tradução, significa “diretamente voltado para o propósito da criação” ou “diretamente para o Criador”.

Quando uma pessoa é direcionada a buscar e revelar o Criador dentro de si, ela é chamada de Israel, e todas as suas ações são chamadas de filhos de Israel, isto é, visam criar um vaso espiritual nela no qual ela sentiria isso.

Pergunta: Todos podem sentir a qualidade de “Israel?”

Resposta: Claro. Em geral, os judeus não são um povo. Eles são imigrantes da antiga Babilônia, de todos aqueles povos que se espalharam por lá, por todo o globo e formaram os povos do mundo. Portanto, os judeus são como uma mini coleção de todos os povos do mundo, uma mini humanidade.

Mas como eles ficaram juntos? Por se esforçarem para revelar o Criador. Portanto, eles se autodenominaram “Isra-el“. “El” é o Criador e “Isra”, da palavra, “Yashar”, significa “direto”.

De KabTV’, “Pergunte ao Cabalista”, 20/03/19

Um Judeu Não Pode Fugir De Si Mesmo

430Pergunta: A história nos ensina alguma coisa?

Resposta: A história não nos ensina nada. A história não pode nos ensinar nada. A história se repetirá até que os judeus a mudem. De maneira geral, vemos em tudo o que acontece uma instrução direta de que precisamos agir.

Comentário: Sua conclusão é paradoxal para muitos. De acordo com o que você diz, a Europa não será capaz de fazer nada enquanto os judeus, Israel, puderem impactar o que acontece na Europa e no mundo.

Minha Resposta: Sim.

Comentário: Espero comentários irados em resposta ao que você diz.

Minha Resposta: Já me acostumei com comentários, ataques e insultos. Trinta anos atrás falamos sobre o que vai acontecer e está acontecendo hoje, então você pode aprender com isso que estou falando a verdade. A verdade está na natureza, e a sabedoria da Cabalá pega os dados e os transmite a você.

Comentário: A ideia de que o povo judeu é escolhido provoca raiva.

Minha Resposta: Qual judeu não vai querer se livrar do título de escolhido, do fato de que o Criador nos escolheu? Este é o fardo que carregamos.

Pergunta: Os judeus estão proibidos de viver em paz e sossego como todos os outros?

Resposta: Não, não funcionará. Não é uma cruz, mas uma estrela de David que precisamos carregar.

Pergunta: Como ser escolhido pelo Criador é expresso?

Resposta: Tendo que tomar a gestão do mundo em nossas próprias mãos e guiar o mundo para o bem, para mostrar ao mundo que é possível unir. A boa força será revelada no mundo apenas se nos unirmos.

Precisamos atingir o nível mais alto de desenvolvimento humano, ame o seu amigo como a si mesmo. Isso é possível? Precisamos implementar isso, gostemos ou não, e inseri-lo no mundo.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman” 26/02/18

Nações Do Mundo E Princípios Morais

631.5Pergunta: Uma população bem-educada é mais tolerante com as minorias sexuais, mas é intolerante com a violação das normas morais em seus próprios interesses egoístas, por exemplo: suborno, violação de impostos. Um grupo de pessoas religiosas está muito mais próximo de tal princípio moral.

Você, como um Cabalista, acredita que os princípios morais devem permanecer inalterados ou podem mudar dependendo das circunstâncias?

Resposta: Os verdadeiros princípios morais não dependem de nada. Eles não pertencem a sociedades ou religiões, mas estão acima disso.

Pergunta: Você acha que as normas morais devem ser as mesmas para todos ou cada nação pode ter suas próprias normas de comportamento e princípios morais?

Resposta: As normas de comportamento podem ser diferentes em diferentes nações e os princípios morais devem ser os mesmos para todos. Embora dependa do desenvolvimento da nação. Mas todas as normas e princípios devem ter como objetivo amar o próximo como a si mesmo.

Pergunta: Considerando que todas as pessoas têm diferentes níveis de desejo de acordo com a hierarquia de Maslow, pode-se supor que cada nível tem suas próprias normas de comportamento?

Resposta: Relativamente. Mas todos devem entender onde estão nesta pirâmide. Embora ainda não tenhamos atingido os níveis mais elevados, sabemos que esses níveis existem.

Comentário: Você diz que deveria haver um princípio, ame o seu próximo. E as normas podem ser diferentes em cada nação. Mas dentro da nação, existem diferentes camadas, mais desenvolvidas e menos desenvolvidas.

Minha Resposta: Sim, mas todas elas pertencem à única pirâmide, cujo pico é ame o próximo como a si mesmo.

Pergunta: As normas éticas e morais precisam ser classificadas de acordo com a idade, sexo e nacionalidade? Ou deveriam ser universais e uma pessoa deveria aprendê-las gradualmente desde a infância?

Resposta: Sem dúvida, uma pessoa deve aprender isso desde a infância e constantemente. É imperativo conduzi-la a esses princípios elevando-os a um nível que não dependa da natureza do homem, de sua nacionalidade, étnica e outras características. Essa é a responsabilidade de toda a humanidade.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 09/10/20

O Poder Da Terra De Israel

933Comentário: Uma coisa estranha aconteceu após a evacuação dos assentamentos judeus na faixa de Gaza. Os produtos agrícolas desta região eram cultivados na areia com tecnologia especial. Eles eram considerados os melhores produtos exportados.

Quando foi assinado o decreto de que todos os judeus deveriam evacuar esta região, uma das famílias que tinham grandes plantações os deixou para os locais porque os gerentes e os trabalhadores eram todos árabes.

Depois de um tempo, o gerente ligou para o antigo proprietário e disse: “Olha, eu sou o gerente desta fábrica há 20 anos e conheço todos os detalhes da tecnologia. Ninguém sabe disso melhor do que eu. Quando você estava aqui, tudo cresceu e prosperou, mas agora que você partiu, estamos fazendo tudo exatamente da mesma maneira, mas nada funciona”.

Minha Resposta: Há uma conexão entre a nação judaica e esta terra, mas ainda não está totalmente correta em nossos dias.

A conexão correta do povo judeu com sua terra está no fato de que ele se comporta de acordo com essa terra, ou seja, ele se aproxima dela, aproxima um do outro. Se ele estiver correto, alimentará o mundo inteiro. O mundo inteiro! Ele proporcionará realizações científicas, descobertas e realizações técnicas que elevarão a humanidade acima da natureza.

Por quê? Você pode pensar nisso o quanto quiser, mas não adivinhará. Porque nosso mundo é alimentado por um poder superior especial, que dá ao nosso mundo, nossa Terra, o planeta inteiro, o ar, a tudo isso uma força reprodutora, uma força multiplicadora, uma força superior, como dizem. E se isso não acontecer, então, é claro, tudo se acalmará e murchará.

Nada nos ajudará, exceto o único remédio: nossa unidade. É através da nossa unidade que começaremos a neutralizar as forças do mal no mundo e despertaremos a bondade e a abundância no mundo. Despertaremos as forças superiores da natureza que nos permitirão não apenas existir corretamente entre nós, mas também nos alimentar e suprir nossas necessidades, nos vestir e acabar com o problema da mudança climática. Elas farão tudo e equilibrarão totalmente a nossa vida.

O principal é que a humanidade finalmente adquirirá o conhecimento sobre o propósito de sua existência. Porque, na verdade, não importa como vivemos ou o que quer que aconteça conosco, ainda assim iremos nos perguntar para que vivemos. Afinal, nossa existência, seja boa ou má, acaba sem objetivo e sem propósito.

Portanto, é melhor começarmos a entender qual é o nosso propósito.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 27/01/18

Chanucá – Esforço Para Unir

747.01Pergunta: Os gregos, liderados por Antíoco IV, capturou o Templo no século II aC. Houve uma divisão dos judeus em judeus helenizados, que apoiaram os gregos selêucidas, e judeus ortodoxos liderados pelos Macabeus. Os Macabeus lideraram a revolta e expulsaram os Selêucidas do Templo que havia sido capturado e profanado. Quando os Macabeus entraram no Templo, eles viram que o óleo puro para as velas da Menorá só poderia durar um dia. Mas um milagre aconteceu: o óleo queimou por oito dias.

Esses são eventos históricos que ocorreram há mais de 2.000 anos. O que eles significam do ponto de vista da Cabalá?

Resposta: Após deixar o Egito, o povo de Israel recebeu o método de conexão (garantia mútua, Arvut), que se desenvolveu durante 40 anos de viagens no deserto. Gradualmente, eles se tornaram mais e mais unidos de acordo com o método recebido de Jetro, o pai da esposa de Moisés. Jetro não era judeu, nem era sua filha, mas como diz a Torá, ele se uniu totalmente a eles.

O termo Torá vem da palavra “luz” (Ohr). A luz da Torá, que uma pessoa recebe de cima, é necessária para reunir as pessoas e transformá-las em um único todo.

Apesar do fato de que elas estão egoisticamente distantes, opostas uma a outro, e cada uma deseja governar os outros, com a ajuda do ambiente certo e da luz superior, todas podem se submeter à sociedade e garantir que todas as pessoas nela sejam direcionadas para o centro da sociedade para se unirem.

Isso é o que os judeus fizeram por 40 anos no deserto. Depois que alcançaram o estado de unidade, o deserto se transformou em uma terra perfumada para eles, chamada Terra de Israel. “Terra – Eretz” vem da palavra “desejo –  Ratzon”. Ou seja, seu desejo começou a florescer e a dar frutos.

Eles construíram o Templo que representou o resultado de seus esforços que vieram da conexão entre eles. O Templo não significa algo materializado, nem pedras e madeira, mas a conexão de seus desejos.

Assim, eles viveram, lutaram, se reconciliaram e escolheram constantemente novas condições de conexão. Eles estavam mudando porque novos desejos egoístas surgiam constantemente neles. Portanto, eles tinham que atrair a luz superior chamada Torá mais e mais, para se unir e assim avançar.

Mas eles não puderam se agarrar a isso e por algum tempo caíram na escravidão do egoísmo, chamado de exílio babilônico da época de Nabucodonosor. Então, com a ajuda da Rainha Ester, eles saíram do exílio e começaram a habitar novamente a Terra de Israel, ou seja, o desejo de se unir e se conectar com o Criador.

Assim, eles seguiram em frente até chegarem ao estado de construção do Segundo Templo, unindo-se em um vaso comum no qual alcançaram o Criador. Mas não durou muito, porque mais uma vez havia um egoísmo enorme e dilacerante entre eles. Foi assim que o Segundo Templo foi destruído, o vaso comum foi quebrado, os desejos e intenções mútuos de amar uns aos outros que nos permitem revelar o Criador.

Foi nessa época que o Rabi Akiva convocou os judeus a se unirem e gritou que se deveria “amar o próximo como a si mesmo”, mas eles não podiam mais ouvi-lo. Este é o estado em que se encontra o povo de Israel, povo que, por um lado, entende que é preciso se unir e, por outro, não consegue se obrigar a se unir.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 16/12/19

Linha De Chegada Ou Círculo De Penalidade?

750.03A evolução certamente nos levará à equivalência de forma com o Criador, voluntariamente ou por meio do sofrimento; existem apenas duas maneiras. No início, o mundo inteiro se desenvolve inconscientemente, apenas devido às forças da natureza. Mas a partir de um certo estágio de desenvolvimento, a pessoa se separa de sua existência animal e desenvolve uma pessoa em si mesma, uma forma espiritual semelhante ao Criador.

Essas pessoas podem atrair uma força superior para si mesmas e acelerar seu desenvolvimento e, por meio delas, como por meio de um canal aberto, transmitir esse poder de desenvolvimento a todos os outros. Como resultado, todo o mal se tornará bom, mas devemos contribuir para isso nos tornando participantes ativos desse processo.

Estamos na linha de chegada do processo de desenvolvimento e, portanto, vale a pena participar ativamente dele, para não sermos jogados para trás. Caso contrário, existe o perigo de que acabe como em uma brincadeira de criança quando um jogador avança alguns passos a cada vez, mas após o próximo lançamento de dados repentinamente é enviado de volta quase no início do jogo.

Se quisermos evitar esse retorno ao círculo de penalidade da evolução, devemos observar as leis da natureza, as leis do Criador, e tentar nos unir mais e mais e nos conectar com a força superior. Então mais e mais luz fluirá através de nós para o mundo.

O mundo não tem culpa de nada, tudo depende da parte de “Israel” que se esforça pelo Criador, aqueles que conectam todas as nações, todo este círculo com o Criador através de uma linha, um canal direto.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabala 18/11/20, “Conectando o Mundo na Última Geração”

O Futuro Está Na Aplicação Do Método Cabalístico

248.01Observação: Em um artigo publicado em junho de 1940, Baal HaSulam declarou explicitamente que todos os nossos problemas resultam da falta de unidade. Ele escreveu que somos como um saco de nozes que estão unidas por um saco que as cobre e amarra. Mas essa medida de unidade não as torna um organismo coeso.

Meu Comentário: Os judeus estão unidos apenas pelo sofrimento, pressão política e o ódio externo de todos os povos do mundo. E por dentro, estamos todos em rejeição absoluta uns dos outros. Portanto, essa condição é errada, doentia e não por muito tempo.

Pergunta: Qual é o futuro do Estado de Israel com base nas raízes espirituais?

Resposta: Sabemos que as propriedades espirituais de uma pessoa podem se manifestar e desenvolver apenas a partir do sentimento de uma necessidade clara delas.

Hoje estamos em um estado em que vemos que não há “vacas sagradas” no mundo, não há nada com o que aprender. Uma vez todos acreditavam que se pode aprender com a América, antes com a Rússia, etc. Mas não.

Não há nada que valha a pena no mundo, tudo está desmoronando, nenhum sistema se justifica. Neste estado, esperamos que as pessoas finalmente se voltem para a ciência Cabalística e entendam como a sociedade deveria ser, como as pessoas deveriam se educar adequadamente e criar uma sociedade totalmente nova que existirá em harmonia com toda a natureza integral.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 25/11/19

De Um Observador Passivo A Um Pesquisador Ativo

239Dois mil anos atrás, a nação de Israel caiu de seu nível espiritual para o corporal, da intenção de doar para a intenção para si mesmo. Como resultado, nos transformamos em pessoas completamente diferentes, em uma nação diferente com uma nova religião, uma nova visão da vida e uma percepção diferente da realidade.

Anteriormente, percebíamos toda a realidade como um único todo no qual uma força atuava, e todos pertencíamos a ela. Mas, gradualmente, junto com o colapso do Primeiro Templo e depois de mil anos do Segundo Templo, começamos a nos afastar da doação e da unificação para perceber a vida como a vemos hoje, isto é, puramente corporal, egoisticamente e reconhecer a unificação de um homem apenas consigo mesmo, mas não com os outros.

Hoje teremos que fazer muito esforço para retornar à verdadeira percepção espiritual da realidade. Devemos entender que essa percepção da realidade e intenção estão em conflito com o que é aceito em todas as religiões. Cada religião deseja se estabelecer acima das outras, ter orgulho disso e ensinar o mesmo às pessoas que a seguem. No entanto, precisamos anunciar uma união que nos coloque acima de todos os problemas, porque todos são consequência do distanciamento, da separação e do ódio infundado entre nós.

Se eu percebo a realidade egoisticamente, me importo apenas com minha própria existência, vejo os outros de longe e não me uno a eles por meio dos sentimentos em um todo, então eu vejo o mundo como ele é hoje, em meus cinco órgãos dos sentidos.

Mas se eu me unir a outra pessoa, pelo menos a uma pessoa, para isso preciso me anular e então já começarei a perceber a realidade com diferentes órgãos de sensação. Estes não serão mais a visão, audição, olfato, paladar e tato comuns, mas as Sefirot Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut.

Vou ver a realidade como única e perfeita. Já será uma realidade que não existe dentro de mim, mas fora de mim. Ou seja, não será limitada por meus órgãos sensoriais. Na medida em que eu abandonar minha sensação pessoal, meu desejo de receber prazer, para a percepção externa, para o desejo de doar, nessa medida eu revelarei a verdadeira realidade.

Vou revelar a luz no desejo de doação, que fui capaz de construir dentro do meu desejo de receber prazer, a forma de doação e amor, ou seja, a forma do Criador. De um observador passivo da realidade, me transformarei em seu pesquisador ativo. Isso é o que a ciência Cabalística nos ensina.

Todos nós devemos receber a forma de um Partzuf espiritual, que contém desejo, restrição, tela e luz refletida. Então ele se torna ativo, pode doar ao mestre, unir-se a Ele e alcançá-Lo, como está escrito: “E você será como Deus e conhecerá o bem e o mal”.

Na religião, uma pessoa realiza ações corporais e deseja receber uma recompensa corporal por elas. Mas nós queremos realizar ações espirituais, ou seja, construir uma conexão mútua, unidade, até o amor entre nós. Esta será nossa recompensa.

Da 1ª parte da  Lição Diária de Cabalá 10/19/20, “Bereshit

Cabalá E Sionismo

263Pergunta: A criação do Estado de Israel não pode ser vista sem um fenômeno como o sionismo, que precedeu a formação do Estado. As ideias sionistas são próximas às ideias Cabalísticas?

Resposta: Naturalmente. Os Cabalistas interpretam a chegada do Messias como uma revelação de um poder especial nos corações das pessoas, em primeiro lugar, os judeus que estão lutando pela unificação para construir uma nova sociedade juntos.

Esta é uma sociedade na qual as pessoas viverão de acordo com as leis de uma comuna ideal, se elevarão acima de seu egoísmo e passarão do amor mútuo para o amor pelo Criador. No relacionamento um com o outro, elas revelarão o maior poder, o poder de doação e amor. A ciência da Cabalá fala sobre isso.

Mecanicamente, parece um retorno a Sião – Israel.

Pergunta: Ainda assim, a Cabalá é um método de revelação do Criador às criações neste mundo. O sionismo é um movimento social para retornar a Israel. Qual é a conexão entre eles?

Resposta: Muito simples. A Cabalá diz que aquele que deseja a revelação do Criador busca retornar à terra de Israel e construir uma sociedade que obedeça às leis espirituais. Em princípio, todas as regras de conduta, a ordem social que deveria existir no Estado, nós extraímos da Cabalá.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 25/11/19

Os Povos Do Mundo E Da Terra Santa

747.01Observação: Se nos voltarmos para a história, o povo de Israel foi criado em uma base ideológica a partir de dezenas de tribos da Antiga Babilônia. Portanto, Israel é aquele que deseja uma realização espiritual.

Meu Comentário: Isso é verdade, mas não só eles. Existem até povos que não têm absolutamente nada a ver com Israel, com os judeus, com nossas pedras antigas, e ainda assim eles experimentam um sentimento especial quando vêm para esta terra.

O fato é que somos todos fragmentos de uma alma quebrada chamada Adam, que já foi uma. É uma estrutura espiritual que contém absolutamente todos os povos do mundo, todos os povos sem exceção, onde quer que estejam, onde quer que vivam.

Como toda a humanidade está em constante evolução, os povos, mesmo aqueles que ainda estão em um nível de desenvolvimento bastante primitivo em suas sociedades pequenas e fechadas, ainda começam a sentir que alguns fenômenos especiais estão acontecendo neste lugar do mundo, e são atraídos para cá.

Podem ser povos das profundezas da África, Austrália ou Oceania que nunca encontraram judeus ou nunca ouviram nada de Israel. Mas, de repente, algo os puxa para cá e eles vêm.

De KabTV, “Análise do Sistema do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 25/11/19