Textos na Categoria 'Nações do Mundo'

Não Reconhecemos O BDS Em Israel

laitman_293Nas Notícias (Times of Israel): “A embaixadora de Israel para a França pediu que as cidades locais proibissem eventos ligados à Semana de Apartheid de Israel, pró-palestina, prevista para começar segunda-feira.

“Aliza Ben-Nun escreveu aos prefeitos de nove cidades em toda a França, pedindo-lhes para cancelar os eventos organizados pelo movimento pró-palestiniano de boicote, desinvestimento e sanções (BDS), disse o Ministério das Relações Exteriores na sexta-feira.

“Ben-Nun disse que os eventos são suscetíveis de causar perturbações, incitação ao ódio e violência contra Israel e a comunidade judaica. Ela também escreveu que o boicote é proibido pela lei francesa. …

“Os eventos da Semana do Apartheid de Israel estão agendados para Paris, Rennes, Toulouse, Montpellier, Lyon, Saint Étienne, Lille, Marselha e Grenoble, como parte de uma iniciativa mundial em mais de 200 cidades e universidades que os críticos dizem buscar deslegitimar o Estado de Israel.

“De acordo com seu site francês, os eventos na França marcarão 100 anos de colonização por Israel e 100 anos de luta popular pela justiça pelos palestinos, contando da Declaração de Balfour de 1917″.

Meu Comentário: Isso significa que eles aparentemente estão dizendo que: “A nação de Israel não existe, não a reconhecemos, não reconhecemos esta nação, vamos fazer para que eles não existam de uma vez por todas”.

Mesmo que os franceses tenham sido gravemente prejudicados pelas ações dos terroristas muçulmanos ultimamente, seu ódio contra os terroristas ainda é menor do que seu ódio contra os judeus. Eles trocam um ódio pelo outro, o que significa que culpam os judeus por tudo.

Além disso, eles intencionalmente tentam não prestar atenção nos problemas com os terroristas, com os muçulmanos, mas veem apenas os judeus: “Por que não deixam os muçulmanos viver como eles querem?” Na opinião dos franceses, os judeus devem ser jogados no mar, toda a área deve ser limpa, e então eles vão viver confortavelmente e bem. Mesmo que em outras nações muçulmanas não vejamos nenhum exemplo de uma vida boa, mas especificamente os franceses pensam assim.

Pergunta: Então, o que deve ser feito com o BDS? Afinal, este movimento está se tornando mais forte.

Resposta: É necessário ver o seu propósito: nele ajuda a nós, sionistas, a nos tornarmos mais fortes. Eu acredito que a pressão negativa sobre os judeus, sobre Israel, sobre o povo de Israel, sobre sua existência, é útil.

Até que nos corrijamos, nós exigimos uma pressão muito séria e um empurrão. Isso é necessário para nós. Se não somos pressionados, não podemos viver juntos uns com os outros porque desde os dias da antiga Babilônia temos sido representantes das 70 nações do mundo.

Quem se juntou a Abraão? Representantes de todos os tipos de tribos que viviam na antiga Babilônia. Portanto, cada um dos judeus pertence a uma tribo diferente, um povo diferente, dentre os que existiam desde então.

Aqueles que tinham um ponto no coração responderam ao chamado de Abraão e, portanto, organizaram um grupo; eles reuniram todos os pontos no coração e começaram a ser chamados de Yehudim (judeus), da palavra Yichud (união), e Israel, Yashar-El, que significa direto ao Criador. Mas, na verdade, biologicamente, eles eram totalmente diferentes.

Pergunta: Então, o que se deve esperar no futuro?

Resposta: O futuro depende de nós! Mas, enquanto não tivermos chegado ao futuro certo, enquanto as pessoas não tiverem ouvido o que a sabedoria da Cabalá diz sobre a necessidade da conexão e unidade acima de todas as contradições, como fez Abraão, a organização BDS é necessária.

Portanto, eu sou a favor dessa pressão, e ela vem de Cima, do Criador, porque “não há outro além Dele” (Deuteronômio 04:35). Eu espero que a pressão continue até que o povo de Israel desperte e compreenda que cabe a nós nos unirmos, e somente dessa maneira poderemos levar a nós mesmos e o mundo inteiro ao equilíbrio, perfeição e unidade.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 08/03/17

Todas As Estradas Levam “À Casa De Abraão”

laitman_937Começando com o primeiro homem (Adão) e em diante por vinte gerações até que Abraão revelou a destruição, todo esse tempo a humanidade estava buscando conexão com a força superior e com o propósito da criação.

Foram necessárias vinte gerações desde o ponto de quebra que se manifestou no primeiro homem até a verdadeira revelação da força superior que Abraão realizou.

Abraão descobriu o método correto de trabalho que lhe permitiu revelar o Criador e também se realizar, tornando-se semelhante à força superior e aderindo-se a ela.

Pergunta: Em que ponto Abraão, uma pessoa comum, se torna o antepassado de Abraão?

Resposta: No momento em que começa a atingir o programa da criação, ele se transforma na base a partir da qual começa a nova fase de desenvolvimento em uma pessoa.

Uma pessoa estava procurando o propósito da criação e da sua vida, e encontrou alguns valores enganosos, o que é chamado de “ela estava criando ídolos e vendendo-os”. Ela procurou de que forma é possível avançar, pelo que vale a pena viver. No entanto, depois ela quebra todas as suas fantasias, um ídolo após o outro, porque entende que eles estão incorretos e para eles não vale a pena viver.

Ela segue em frente até encontrar o método correto, final e a forma de avanço, ou seja, já tem uma compreensão de seus fundamentos – uma inclinação ao bem e uma inclinação ao mal. Ela sabe como conectá-los na linha do meio e trazê-los à correção, à adesão com o Criador ao se unir, doar em prol da doação, e mais tarde recebendo por causa da doação.

Quando ele encontra esses fundamentos para seu trabalho espiritual, isso significa que ele revelou Abraão, o pai da nação (Av HaAm), em si mesmo. A partir deste momento, ele começa a construir uma nova forma espiritual em si mesmo.

Abraão é um símbolo do trabalho espiritual, uma força que é capaz de conduzir alguns dos desejos para fora do poder de Nimrod, fora do egoísmo. Todos os outros babilônios permanecem na Babilônia, e mais tarde teremos que corrigir todos esses desejos. Hoje, como no tempo de Abraão, a humanidade deve quebrar todos os falsos ídolos que criou para si, reduzir seu valor a pó e construir uma nova forma correta a partir deles.

O mundo está se movendo gradualmente para essa correção. Toda a história da humanidade desdobrou-se apenas por causa da correção final. As pessoas acham que os eventos ocorreram por acaso, mas isso não é assim. Os genes informativos, Reshimot, desenrolaram- se desta maneira desde o primeiro homem, Adão, em diante.

Os mesmos processos estão acontecendo dentro de cada pessoa, dentro do povo de Israel, que é “a casa de Abraão” em relação ao mundo inteiro, e em todo o mundo em geral. É como bonecas russas que são colocadas uma dentro da outra. A principal coisa é que há uma força superior que traz o bem.

O mal que se levanta contra ela também vem da mesma fonte e é criado para nos ensinar a distinguir entre o bem e o mal, entre a luz e a escuridão. Quando conseguirmos conectar essas duas formas opostas, precisamente entre elas descobriremos a nós mesmos e entraremos em contato com o Criador.

A linha do meio conecta o Criador acima com o homem abaixo. E as outras duas linhas, direita e esquerda, são necessárias apenas para construir a linha do meio, que é a conexão entre nós e a força superior.

Cada pessoa deve encontrar Abraão dentro de si, ou seja, o fundamento para o trabalho espiritual que lhe permite revelar o Criador e se aderir a Ele. Este é o propósito da criação. Da mesma forma, é necessário trazer o mundo inteiro, toda a humanidade, a tal conexão em um todo, de modo que esta força, esta ideia, una a todos.

Da Lição “Preparação para Pessach” 28/03/17

Nós Levaremos Todos Conosco

Unity, The Way To A Good FuturePergunta do Facebook: Você diz que nós, o povo de Israel, devemos alcançar o Criador, ao nos unirmos. Isso não é egoísta? Não seria mais vantajoso orar pelas nações do mundo?

Resposta: Você está totalmente certo. Mas para que o resto das pessoas seja corrigido, nós primeiro devemos nos corrigir ao nível do Criador. Então, nesse nível, podemos atrair e aproximar as nações do mundo do Criador.

O caminho pelo qual nós já passamos está latente nos nossos genes espirituais. Portanto, hoje nós temos que voltar a ele novamente para atrair todos os outros depois de nós.

Nós não vamos deixar ninguém para trás neste mundo; levaremos todos conosco ao mundo superior.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 08/03/17

Pressionar Os Judeus

400Pergunta do Facebook: A juventude judaica nos EUA é a principal apoiadora de Bernie Sanders e da democracia. Eles têm sua própria definição do conceito de unidade, e você nunca será capaz de impactar seu mundo imaginário de socialismo, de mentiras democrático-liberais.

Como você é uma pessoa inteligente, por que você não entende que frequentemente os árabes estão mais próximos da unidade do que aqueles que são chamados de judeus?

Resposta: Eu não discordo disso. O problema é que, na verdade, são os judeus que devem se unir. Se eles se unissem, estabeleceriam boas relações entre as pessoas no mundo e aproximariam as nações de modo que a paz, a tranquilidade e o bom comportamento prevaleceriam em todo o mundo.

Comentário: A pessoa que está fazendo a pergunta enfatiza que aqueles que apoiam Sanders não são judeus.

Resposta: Da forma como eu vejo, um judeu é uma pessoa com um broto de espiritualidade nela a partir do qual a alma pode desenvolver o atributo de amor e doação. Ele é um descendente do povo que Abraão reuniu em torno dele e se chamou Israel (Yashar El), dirigido diretamente ao Criador.

Não podemos nos livrar disso. Não importa o que façamos, seremos obrigados a trazer os judeus para fazer isso de uma boa maneira, a maneira como eu tento fazê-lo, e não de uma maneira diferente, Deus me livre. Não importa como isso aconteça, eles ainda chegarão ao entendimento de que devem se unir e dar um exemplo a toda a humanidade, o que significa ser uma Luz para as nações do mundo para que o mundo inteiro seja capaz de se unir.

Pergunta: Você acredita que é possível alcançar os judeus americanos?

Resposta: Não há outra maneira. É como um bebê na família. Existe alguma coisa que você possa fazer sobre isso? Você pode desistir dele, abandoná-lo, e não cuidar dele? Você deve cuidar dele!

Eu acredito que é possível alcançá-los. Quando eu comecei a ensinar há vinte anos, eu tinha dez alunos, e hoje, tenho um par de milhões de alunos, além dos que escutam e leem, há muitos mais.

Então, há progresso. Se eu não conseguir fazer isso, meus alunos e seus alunos irão completar a missão, mas as coisas vão se expandir porque não temos outra escolha. A questão é que a própria natureza vai nos forçar a fazer isso. Essa é a razão de eu fazer o que devo fazer e não faço nenhuma pergunta sobre qualquer outra coisa.

Pergunta: Você não acha que os ouvidos dos judeus norte-americanos se tornam inclusive surdos quando sentem que são pressionados por você?

Resposta: Eu não estou pressionando-os. Eu simplesmente explico-lhes a razão para o antissemitismo e como eles podem se livrar dele.

Talvez os judeus que estão apoiando Sanders ainda sejam jovens e realmente não sintam isso hoje, mas quando eles tiverem filhos que não vão poder ir à escola por causa do antissemitismo, e mais ainda para a universidade, eles vão pensar no que devem fazer e pensar que talvez seja uma boa ideia ouvir o que a sabedoria da Cabalá diz sobre a unidade.

Comentário: Os judeus americanos são divididos em acampamentos hoje: aqueles que apoiam Trump e aqueles que se opõem a ele.

Resposta: Se esses dois campos se unirem, o mundo inteiro se unirá! O que eu faria com o mundo agora? Eu pressionaria os judeus para que eles se unissem! Esta é a melhor coisa que o mundo pode fazer para os judeus e para o mundo inteiro, também!

Comentário: Você sempre disse que os judeus em Israel estão no centro do processo, mas agora está falando dos judeus americanos.

Resposta: O ódio está lá. É muito evidente entre os judeus americanos. Eu espero que eles despertem por si mesmos, ou de outra forma, estarão sob grande pressão. Eu não estou perdendo a esperança de alcançar tempos melhores de uma maneira boa ou pelo menos de impedir a guerra.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, não é inevitável que haja mais duas guerras mundiais, mas eu espero que, ao aproximarmos os corações, como estamos fazendo, impediremos isso.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 13/03/17

A Educação Determina O Destino De Uma Pessoa

Dr. Michael LaitmanComentário do Facebook: Você continua dizendo que a educação é a resposta para todos os problemas do indivíduo e do mundo. Mas as pessoas têm dito isso há décadas, e apesar de muitas organizações que se dedicam à educação, a vida continua de acordo com suas próprias leis.

Resposta: A vida continua de acordo com as leis do egoísmo. E devemos agir para que ela flua de acordo com as leis do altruísmo: amor, doação e unidade. Ninguém faz isso e ninguém pode.

O único que conseguiu isso há 3.500 anos foi Abraão quando chamou todos aqueles que queriam superar a crise humanitária social universal que estourou na Babilônia. Ele fundou um grupo de pessoas que se juntou a ele e se agarrou a ele, e ele o chamou de Israel ou nação judaica.

Abraão tornou-se o primeiro pai do novo sistema de educação da unidade. Este grupo existe desde então há 3.500 anos, e não pode ser dividido ou desaparecer! Ele é contra todas as outras nações do mundo, os mesmos babilônios que se espalharam e se estabeleceram em todo o mundo, e todos sentem que há algo especial neles.

Tudo o que temos a fazer é começar a ensinar este método ao mundo inteiro porque o mundo já entende que não há outra escolha e que a coisa principal é a unidade, uma vez que, de outra forma, as pessoas se destruirão.

Pergunta: Você está se referindo a toda a nação judaica quando fala sobre um grupo que conhece esse método?

Resposta: Não, todos os judeus perderam este método, com exceção dos Cabalistas que o têm liderado e implementado de uma geração para a outra com base em sua própria experiência. Se eles liderarem esse sistema educativo e o supervisionarem, a humanidade alcançará seu bom fim. Ela alcançará a unidade completa.

Pergunta: Você acredita que as pessoas vão ouvir isso?

Resposta: Se não ouvirem, haverá várias guerras sérias que envolverão tais sofrimentos que elas terão que ouvir. Mas o sábio prevê esses sofrimentos à distância e não entra neles.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 13/03/17

Pessach É O Aniversário Da Nação

laitman_749_01Pergunta: De onde vem a tradição de ter uma refeição especial na primeira noite de Pessach (Seder) e o que ela significa?

Resposta: A refeição de Pessach é uma bela tradição que simboliza o maior marco na história do povo de Israel, o nascimento da nação. Tudo o que havia antes disso, podemos chamar de estado de um embrião.

Isso pode ser comparado à gota de sêmen que entra no útero, em um lugar correto e seguro, onde começa a se desenvolver. Durante nove meses de gravidez, ele sofre vários estágios de crescimento até que, de repente, começa a se sentir não muito confortável.

O mesmo lugar que era tão seguro, bom, e que protegia o embrião que estava se desenvolvendo a partir da gota de sêmen, de repente, se torna ameaçador, pressionando, desejando empurrá-lo para fora de si mesmo, rebelando-se contra ele.

O mesmo aconteceu com o povo de Israel no Egito. No início, quando os judeus desceram ao Egito, tudo era bom e maravilhoso, os chamados sete anos de saciedade. No entanto, sua condição começou a se deteriorar rapidamente; a tensão e a ameaça começaram a crescer rapidamente. E eles não sabiam para onde e como fugir disso.

É assim que um embrião se sente no útero antes do nascimento, e é assim que os judeus se sentiram no exílio egípcio de acordo com o que a Torá diz. Hoje, nós sentimos a mesma coisa no mundo moderno, quando a natureza se torna tão hostil e ameaçadora para nós. A humanidade vem se desenvolvendo o tempo todo, mas hoje em dia nós sentimos pela primeira vez que chegamos a um beco sem saída e não temos para onde nos desenvolver.

A natureza como se começasse a nos apertar em um anel. Nós estamos trancados nesta Terra com uma ecologia envenenada e não conseguimos encontrar um lugar para nós mesmos. Estes processos são muito semelhantes: o desenvolvimento de um embrião, a história do desenvolvimento do povo de Israel, e a evolução do mundo inteiro.

Muitas pessoas seculares que não celebram nenhum feriado judaico, celebram o Seder de Pessach porque ele nos une dentro de cada família e como um povo. Juntos nós celebramos o aniversário da nossa nação.

De KabTV “Nova Vida” 12/04/16

Texas: Antissemitismo

Dr. Michael LaitmanComentário: A América (EUA) está experimentando uma nova onda de antissemitismo. Em uma das escolas do Texas, foram distribuídos panfletos com conteúdo antissemita. Notavelmente, o diretor da escola ficou em silêncio, não mostrou sua atitude para com isso, nem o condenou. Isto é o que ele fez!

Resposta: O diretor da escola vê que todos aprovam ou simpatizam com isso e sente que todos os sionistas (judeus) são um elemento estranho indesejável que está contra a sociedade.

Pergunta: Como judeu, eu olho para uma suástica, e você sabe o que sinto?

Resposta: Você sente horror porque você vem de um lugar onde este símbolo está associado ao extermínio, perigo, morte, ódio e tortura. Mas para eles, aparentemente, essas associações ainda não existem, como vemos que eles não fogem dela. Eles pensam que o resto está apenas enganado e não entendem que os judeus são bons.

Pergunta: Onde estão todos os judeus que se dividiram em dois campos diferentes: apoiadores de Trump, apoiadores de Clinton, e outros, com relação a isso?

Resposta: São eles que deram origem ao antissemitismo! Assim que surgem as hostilidades entre o povo judeu, os antissemitas aparecem e começam a pressioná-los. E tudo para uni-los! Se os judeus só ouvissem e entendessem que precisam se unir …

Mesmo antes da Segunda Guerra Mundial Baal HaSulam instou unificação! Eles não o ouviram e entraram no Holocausto. Se tivessem ouvido, o Holocausto não teria acontecido.

A mesma coisa está acontecendo hoje: se os judeus que se juntam com Sanders e os judeus que estão com Trump ouvirem e começarem a se unir, o antissemitismo desaparecerá imediatamente! Funciona por um princípio simples: quanto mais unidos os judeus, menos antissemitismo; quanto mais caem da sua unidade e se odeiam, mais o antissemitismo se eleva. É assim que funciona na história.

Existe uma lei: a separação entre os judeus provoca o antissemitismo, a unificação dos judeus remove o antissemitismo. Nós passamos por isso recentemente, durante o feriado de Purim.

Hamã diz: “Os judeus devem ser destruídos.” Por quê? Porque estão espalhados por todo o país e não estão se unindo entre si.

Então Ester e Mardoqueu começaram a chamar os judeus para se unirem. E assim que eles começaram a se unir, foi possível pendurar Hamã, acabar com o antissemitismo e, além disso, subir no topo da sociedade com uma direção clara para a unificação geral, mundial. Isto é exatamente o que é exigido de nós hoje.

Tudo depende de nós. Somos os únicos que têm a liberdade de escolher: unir ou guerrear.

De KabTV “Notícias Com Michael Laitman”, 13/03/17

Nova Vida # 840 – Os Inimigos De Israel Na Bíblia

Nova Vida # 840 – Inimigos De Israel Na Bíblia
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

O objetivo da criação é trazer toda a humanidade à revelação do Criador. Abraão queria cumprir o objetivo da criação, e as pessoas das nações do mundo que encontraram essa ideia atraente se reuniram em torno dele e se tornaram a nação de Israel.

Toda a humanidade opera como um mecanismo. Quando aqueles que devem levar o mundo à conexão não cumprem seu papel nesse mecanismo, invocam o ódio contra eles.

De KabTV “Nova Vida # 840 – Inimigos De Israel Na Bíblia”, 16/03/17

Nova Vida # 839 – Assimilação, Conexão E Antissemitismo

Nova Vida # 839 – Assimilação, Conexão e Antissemitismo
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

Nós somos a raiz da conexão no mundo. Se não estivermos conectados, o mundo não será capaz de receber a força da conexão através de nós. Somente a conexão entre os judeus, que têm uma centelha especial, pode trazer a força da conexão ao mundo.

Se não nos conectarmos por nós mesmos, o antissemitismo nos forçará a fazer isso.

De KabTV “Nova Vida # 839 – Assimilação, Conexão E Antissemitismo”, 14/03/17

Nova Vida # 838 – Antissemitismo e anti-Israelismo

Nova Vida # 838 – Antissemitismo e anti-Israelismo

Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

O estado da nação de Israel depende da conexão entre nós. Isso decorre da forma como a nação foi fundada nos dias de Abraão, era um grupo de pessoas diferentes que se conectaram em torno da ideia espiritual que Abraham revelou.

Ser luz para as nações do mundo significa definir um exemplo de como a nação de Israel vive em conexão e amor acima de todas as diferenças.

[203676]

De KabTV “Vida Nova # 838 – Antissemitismo e Anti-Israelismo”, 14/3/17

icon for podpress Video: Reproduzir Agora | Download icon for podpress Audio: Reproduzir Agora | Download

OBS: Em idioma inglês