Textos na Categoria 'Percepção'

Blitz De Dicas De Cabalá – 03/02/19

laitman_962.2Pergunta: O pensamento de uma pessoa pode mudar o mundo inteiro?

Resposta: Infelizmente, não, porque assim essa pessoa mudaria todo o nosso mundo. Isso não pode acontecer. Todos nós juntos devemos conectar nossos desejos, então teremos os pensamentos corretos que mudarão o mundo. O principal é o desejo.

Pergunta: A intenção dirige o desejo e o pensamento?

Resposta: Sim. Ela gerencia tanto desejos como pensamentos. Mas a intenção só aparece depois do aparecimento do desejo em si. Quando o desejo é processado através do pensamento, uma intenção aparece e, graças a ela, a ação acontece.

Pergunta: Existe uma conexão entre pensamentos e a luz que reforma?

Resposta: Certamente. A luz que reforma influencia você e desperta pensamentos particulares em você. Mas tudo depende de como você reage a eles.

Pergunta: O que eu ganho se atribuo todos os meus pensamentos e desejos ao Criador? Qual deve ser a resposta correta para esses pensamentos e desejos?

Resposta: Você ganhará uma conexão com a verdadeira fonte de todos os seus pensamentos e desejos. Primeiro você se conecta corretamente à fonte e tudo depende do que você quer, como, o que você está devolvendo, o que está pedindo e que tipo de desejo está criando.

Pergunta: Como o pensamento de que “não há outro além Dele” se traduz em sensação?

Resposta: Somente através de seus esforços, suas aspirações constante para tentar sentir que “não há outro além Dele”, que o Criador o administra completamente, e que sua conexão com Ele é absoluta e completa, passando por todas as células do seu corpo .

Pergunta: Como podemos ter certeza de que estamos dando prazer ao Criador?

Resposta: É muito simples. Se dou prazers ao amigos, isso significa que estou dando prazer ao Criador.

Pergunta: E se fôssemos ver como nossos pensamentos funcionam imediatamente?

Resposta: Não, isso nunca acontecerá. Eu devo pensar apenas no fato de que estou trabalhando no grupo certo, onde todos se fundirão em uma única massa e como essa massa se tornará homogênea, mesclada sem qualquer identificação, onde nossos desejos e intenções estão sujeitos a uma coisa: alcançar o Criador, o único poder.

Observação: A princípio, minha mente percebe alegremente o Criador como um ideal de todo o bem, sem falhas. Mas logo em seguida há o contato com as realidades feias desta vida.

Meu Comentário: Correto. No entanto, devo estar pronto para perceber essas realidades feias da vida como sendo dirigidas a mim, a fim de corrigi-las. Eles não são nada mais que isso.

Da Lição de Cabalá em Russo 03/02/19

Combine A Imagem Dupla Do Mundo

Laitman_632.1Pergunta: Para alcançar o estado do amor verdadeiro, a pessoa precisa observar a única lei do universo: a equivalência das propriedades. Isso significa que eu deveria me tornar como as qualidades da natureza, com aquela raiz que me criou?

Resposta: Sim, precisamos nos tornar equivalentes à natureza em que realmente residimos. Mas como você sabe o que é essa natureza? Portanto, nos foi dado um grupo, pessoas supostamente existentes, com quem eu deveria interagir, considerando a mim mesmo e a elas como um todo comum. Assim, eu alcanço o foco, como, por exemplo, a partir de duas figuras ou linhas que, ajustando o foco, eu as transformo em uma.

Pergunta: A Cabalá afirma que a natureza é altruísta e nós, pessoas, criação, somos egoístas. Isso significa que temos um pensamento egocêntrico e temos que nos aproximar da equivalência com a natureza.

Embora entendamos o que é o altruísmo em geral, não o vemos evidentemente na natureza. É a mesma matéria? É egoísta também?

Resposta: Quando a Cabalá revela o método de correção de uma pessoa, ela se torna seu método de educação. Ela explica como você deve mudar e, de acordo com as mudanças em si mesmo, você verá o mundo corrigido. É assim que ela funciona.

Uma pessoa deve entender que no seu campo de visão existe uma imagem dupla do mundo, e é preciso combiná-las. Combinando-se com os outros em um todo, em um único objeto, você se corrige e vê o mundo corrigido.

A natureza do Criador que nos criou é altruísta e temos que nos tornar equivalentes a Ele, o que significa equivalente à qualidade de doação absoluta. O Criador nos criou em oposição a Si mesmo de propósito, para que pudéssemos alcançá-Lo a partir do estado oposto.

Combinando qualidades totalmente negativas e totalmente positivas em si mesma, a pessoa será capaz de elevar-se ao próximo nível de sentir o mundo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/11/18

Corrija A Percepção Da Realidade

Laitman_727Nota: No Livro do Zohar, é dito que ambos os mundos, superior e inferior, e tudo o que existe neles, são criados apenas para o bem do homem, e tudo vive e se desenvolve por causa do homem. Isso foi escrito há dois mil anos.

Meu Comentário: Tudo é apenas para uma pessoa porque nada foi criado, exceto Adão. Adão é o sistema geral do qual todos somos parte.

Os mundos são o que vemos em nossa percepção ainda imperfeita da realidade, porque a revelamos em partes na medida de nossa equivalência com a mais alta governança, com a mais alta qualidade de doação. Os mundos superiores são os nossos estados futuros, e os inferiores são os estados antigos.

Pergunta: Existe uma conexão entre desejo e percepção? No Talmude Babilônico, escrito no século III D.C., é dito que “todos julgam de acordo com sua falha”. Como isso pode ser explicado?

Resposta: Isso significa que percebemos a realidade não como ela realmente é, mas de acordo com o nosso vaso de percepção, como ela é corrigida e quanto não é corrigida, então sentimos parcialmente a realidade verdadeira e parcialmente a falsa. É como quando eu coloco meus óculos e vejo muito melhor, mas ainda não é uma visão perfeita.

Assim, se você vê fenômenos negativos no mundo, é somente por causa de seu vaso de percepção ainda corrompido. Existem pessoas que veem o oposto: o que você vê como negativo, elas veem como positivo.

Pergunta: Isso significa que em certo estágio do desenvolvimento evolutivo será possível chegar a um nível em que olhamos para o mundo e poderemos dizer: “Tudo no mundo é perfeito, não há nada de negativo nele?”

Resposta: Na verdade, sim. Tudo depende apenas do nosso vaso de percepção. Se a corrigirmos para um estado de equivalência com a luz e o amor, não haverá limite para a nossa realização, nenhum sentimento de corrupção ou defeitos.

De KabTV, “Fundamentos da Cabala”, 26/11/18

Eu Quero Para O Bem Deles

laitman_423.01Pergunta: Nós recebemos uma sociedade para nos tornarmos semelhantes ao Criador. Vários bilhões de pessoas andam ao meu redor. A única coisa que eu preciso fazer é me envolver em altruísmo para com elas? Então me tornarei semelhante a esse ser superior?

Resposta: Não existe ser superior! Existe uma propriedade superior de doação e amor. Este é o poder da emanação, desenvolvimento, doação e influência positiva.

Pergunta: É uma força semelhante à gravidade que age em todos, quer queiramos ou não?

Resposta: Não existe tal força em nossa natureza como a que estamos falando. A natureza espiritual é o desejo de fazer algo apenas em prol de alguém, para o bem completo do outro, sem qualquer conexão consigo mesmo. Eu faço um ato espiritual quando me separo de mim mesmo (esse estado é chamado de “Tzimtzum” – a redução do meu desejo) e quero dar tudo aos outros para o bem deles, sem qualquer conexão comigo.

Pergunta: Então, eu preciso dar algo para as pessoas ao meu redor? Por quê? Eu não tenho nada.

Resposta: Você não tem nada para dar e elas não têm nada para receber. Nós devemos apenas direcionar nossos desejos. Se eu direcionar todos os meus desejos para os outros, vou me transformar em um transmissor, em um tubo através do qual a mais alta abundância, a luz, passará. Mas minha direção para eles deveria ser totalmente altruísta.

Pergunta: Então, trata-se da intenção, não da ação?

Resposta: Claro.

Pergunta: Agora estou preso dentro de mim mesmo; eu automaticamente penso em como melhorar meu estado a cada segundo em todos os níveis. Então, uma pessoa cuidará dos outros da mesma maneira?

Resposta: Sim. Neste caso, ela será chamada estando no mundo espiritual e na ação espiritual, e verá o mundo inteiro de um modo completamente diferente.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/11/18

Eu Quero Pelo Bem Deles

laitman_423.01Pergunta: A sociedade nos é dada para nos tornarmos semelhantes ao Criador. Vários bilhões de pessoas andam ao meu redor. A única coisa que eu preciso fazer é me envolver em altruísmo para com elas? Então me tornarei semelhante a esse ser superior?

Resposta: Não existe ser superior! Existe uma propriedade superior de doação e amor. Este é o poder da emanação, desenvolvimento, doação e influência positiva.

Pergunta: É uma força semelhante à gravidade que age em todos, quer queiramos ou não?

Resposta: Não existe tal força na nossa natureza como aquela de que estamos falando. A natureza espiritual é o desejo de fazer algo apenas pelo bem de alguém, pelo bem completo do outro, sem qualquer conexão consigo mesmo. Eu faço um ato espiritual quando me separo de mim mesmo (esse estado é chamado de “Tzimtzum” – a redução do meu desejo) e quero dar tudo aos outros para o bem deles, sem qualquer ligação comigo.

Pergunta: Então, eu preciso dar algo para as pessoas ao meu redor? Por quê? Eu não tenho nada.

Resposta: Você não tem nada para dar e elas não têm nada para receber. Devemos apenas direcionar nossos desejos. Se eu direcionar todos os meus desejos para os outros, vou me transformar em um transmissor, em um tubo através do qual a mais alta abundância, a luz, passará. Mas a minha direção para eles deve ser absolutamente altruísta.

Pergunta: Então, trata-se da intenção, não da ação?

Resposta: Claro.

Pergunta: Agora eu estou preso dentro de mim mesmo; automaticamente penso em como melhorar meu estado a cada segundo em todos os níveis. Então, uma pessoa cuidará dos outros da mesma maneira?

Resposta: Sim. Neste caso, a pessoa será chamada como estando no mundo espiritual e em ação espiritual, e verá o mundo inteiro de um modo completamente diferente.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 26/11/18

Cabalá E A Natureza Da Luz

laitman_761.3Pergunta: Existem algumas ondas fora de nós que passam pelos nossos cinco órgãos sensoriais. Elas são processadas pelo cérebro, e dentro de nós, como Baal HaSulam escreve, há certo tipo de lente que desdobra esta realidade em uma tela e eu a vejo como partículas de matéria.

Ele está dizendo que se uma pessoa olha para essas ondas, ela as vê como partículas, e se não as observa, elas se comportam como ondas?

Resposta: Trata-se da natureza da onda e da partícula da luz. Há alguns milhares de anos atrás, os Cabalistas já sabiam, por sua realização, que estas eram simultaneamente ondas e partículas. Se estamos lidando com a luz receptora, nós a quantificamos, e se estamos falando de preenchimento geral, nós a medimos em ondas, em propriedades.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 26/11/18

Abra Uma Nova Percepção Da Realidade

laitman_961.2Existem três componentes na percepção da realidade: o Criador, os amigos e eu. O Criador está vestido nos amigos e eu quero me relacionar com eles. Isso é chamado: “Israel, a Torá e o Criador são um”.

Tudo depende do que é considerado ilusório e do que é realidade. Uma criança ouve como eu conto a ela um conto de fadas e percebe tudo como a verdadeira realidade, imaginando como Chapeuzinho Vermelho caminha na floresta e encontra o lobo. A criança pode chorar ou rir, ela vive isso. Para mim, isso é apenas ficção, um conto de fadas. Tudo depende do nível em que percebemos o que está acontecendo.

Nós existimos em um mundo imaginário e ilusório. É óbvio que nossos sentimentos são as reações de nossos cinco sentidos, que não podem ser considerados objetivos. Se recebêssemos outros sentidos, perceberíamos uma realidade diferente e viveríamos nela. É tudo uma questão de convenções, consensos entre nós. Não há verdade neste mundo porque não há nenhum indicador contra o qual possa ser avaliado.

Devemos nos sintonizar com uma percepção mais verdadeira do mundo, vivendo de acordo com a lei do amor ao próximo e melhorando constantemente. Podemos, então, entrar gradualmente. Neste trabalho há um período preparatório quando uma pessoa não percebe como passa de grau para grau. Mais tarde, ela deve começar a trabalhar conscientemente. Eu acho que já é possível fazer isso para terminar o feriado de Shavuot dando um verdadeiro meio passo à frente.

Existe uma rede de conexões entre nós que não sentimos. No entanto, devemos nos sintonizar nelas com a ajuda do princípio “ame seu próximo como a si mesmo”. Essa é a lei de uma nova realidade, um novo modo de pensar, um novo desejo e novos relacionamentos.

Um Cabalista vive em dois mundos, em dois estados simultaneamente. Agora eu decido que, junto com os amigos, entrarei em tal sistema de relações. Não há mais nada, e somente através deste sistema eu agora olho para o mundo, para a realidade, começando a me adaptar a este novo mundo através destes novos sentidos chamados “dez Sefirot ”.

Este mundo é uma ilusão em que nascemos. Parece que vivemos neste mundo como num sonho. Logo nos será revelado que toda a vida passada foi um sonho, uma fantasia completa. Toda vez que nos movemos da nossa percepção egoísta para a doação, uma nova realidade nos é revelada, mudanças tão grandes que nos parece que não pode haver mais do que isso.

Na doação, tais espaços se abrem e não podemos nem sonhar. Eu me incluo em meus amigos e através da fusão com eles eu entro em uma nova realidade, como se estivesse em um sonho mágico.1

Não podemos olhar para trás – esta é a lei. Uma nova realidade está se abrindo com base em nossa inclusão nos amigos, e não há mais nada. Temos que aspirar apenas a isso. O mundo é revelado através da conexão – estes são novos sentidos, uma nova realidade, diante da qual você deve se anular, e assim entrará nela.

Cada um de nós nasceu e foi educado com uma percepção egoísta da realidade. Foi assim que fomos calibrados, como uma ferramenta com muitos reguladores. Agora eu mesmo, graças ao despertar interno que recebi, quero me calibrar para uma percepção diferente da realidade, o que só pode ser feito com a ajuda dos meus esforços, do grupo, do professor e do Criador.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 09/06/19, “Festa das Semanas”
1 Minuto 56:25
2 Minuto 1:06:00

A Evolução Dos Desejos

laitman_738Pergunta: O desejo é o fundamento da natureza?

Resposta: Sim. Existe apenas uma substância chamada desejo e nada mais.

Pergunta: De acordo com a Cabalá, existem diferentes níveis de desejos. Nós somos construídos para vermos os desejos dos níveis inanimado, vegetativo, animado e humano fora de nós mesmos. Portanto, como resultado, vemos a natureza inanimada e vegetativa, os animais e as pessoas. Se fôssemos construídos de forma diferente, veríamos uma imagem completamente diferente do mundo?

Resposta: Sim, depende dos nossos desejos. Se estivéssemos em um nível mais baixo de desejos, nos encontraríamos perseguindo mamutes, etc. Tudo depende da evolução dos desejos.

Pergunta: Quantos níveis de desejos os animais possuem?

Resposta: Eles operam de acordo com o mesmo sistema que nós, porque esses são nossos desejos, apenas em níveis mais baixos.

Observação: Mas eles nos percebem mesmo que não tenham desejos humanos.

Meu Comentário: Aqui, novamente, temos uma pergunta: eles existem por si mesmos ou apenas em nossa imaginação? Afinal, tudo existe apenas em relação a uma pessoa; não há mais nada além dela. Tudo o mais é o que existe dentro dela e o que ela vê fora de si mesma.

Pergunta: Qual é o motivo pelo qual não sentimos isso?

Resposta: Os Cabalistas gradualmente descobrem a realidade de que estamos falando agora e a descrevem. Outras pessoas não a sentem porque não atingiram esse nível. O desenvolvimento de uma pessoa com a ajuda da Cabalá leva ao fato de que ela começa a ver a verdadeira realidade na qual nada, exceto ela, existe na Luz branca geral.

Pergunta: Isso significa que ninguém é melhor ou pior. Há apenas evolução, um programa definido pela natureza. Há pessoas que começaram a atingir essa realidade há alguns milhares de anos e explicaram que não há mundo fora de nós. Existem aquelas que ainda estão nesse processo e alcançarão isso em outros mil anos?

Resposta: Sim. Isso indica que há desejos em uma pessoa que alcançaram sua correção e a correta revelação da realidade e há desejos que ainda não foram revelados e não atingiram a sensação correta da realidade e, portanto, se apresentam a uma pessoa na forma de pessoas externas que ainda não entendem isso e não concordam com isso.

Comentário: Eu entendo que um desejo opera de acordo com dois princípios: o primeiro é a preservação da forma atual, o segundo é anexar a si tudo o que é apresentado a ele.

Meu Comentário: Qualquer desejo é inicialmente egoísta; quer preservar-se e, tanto quanto possível, trazer tudo o que considera útil para mais perto de si.

Observação: Portanto, como a Cabalá diz, toda a nossa vida é uma busca de realização. A natureza criou desejos em nós e estamos procurando onde sua satisfação se encontra porque não podemos realmente nos preencher.

Meu Comentário: Nós estamos cheios e seremos preenchidos na forma de razão, na forma de impressões e na forma de mudanças, até que nossas impressões e mudanças nos conduzam à visão da verdadeira realidade onde não há nada além de nosso desejo, onde todas essas flutuações ocorrem.

Trabalharemos apenas para expandir o máximo possível esse desejo e, assim, sentir nele um preenchimento absolutamente completo chamado Mundo do Infinito.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/11/18

O Mundo É O Estado Interior De Uma Pessoa

laitman_208Pergunta: Existem várias teorias sobre a percepção da realidade: o que é a realidade, qual é a sua conexão com as pessoas e se ela existe fora de uma pessoa.

Newton, por exemplo, acreditava que o mundo existe sem qualquer conexão com a humanidade. Quer a humanidade exista ou não, o mundo sempre existiu e existirá sem ela.

A teoria da relatividade diz que a percepção é relativa e depende da localização do observador e da velocidade com que ele está se movendo.

A física quântica chegou à conclusão de que este mundo é uma ilusão e depende do observador, isto é, nós criamos este mundo.

O que a Cabalá diz sobre a realidade que sentimos?

Resposta: A Cabalá diz que existe apenas uma pessoa que percebe exatamente o que tem dentro de si. Isto é, o mundo inteiro está dentro de mim. Não há um mundo fora de mim. Eu sinto a mim mesmo, e todas as mudanças dentro de mim parecem-me mudanças no mundo ao meu redor.

É como se eu projetasse para fora todos os meus sentimentos, experiências e opiniões internas, e isso é descrito para mim na forma de imagens do mundo. O mundo é meu estado interior.

Baal HaSulam escreve no “Prefácio ao Livro do Zohar”: “Nós vemos um vasto mundo diante de nós, maravilhosamente preenchido. Mas, na verdade, vemos tudo isso apenas em nosso próprio interior. Em outras palavras, há uma espécie de máquina fotográfica em nosso cérebro posterior, que retrata tudo o que aparece para nós e nada fora de nós”.

Isto é, tudo o que me parece externo, na verdade vejo no meu cérebro. Existem várias imagens da realidade girando dentro dela que supostamente existem ao meu redor, mas elas não são nada mais do que uma projeção de meus desejos, pensamentos, sentimentos e experiências mutáveis. Eu as sinto na forma de uma imagem do mundo.

Se eu não visse essa imagem na forma de um imenso mundo com muitos planetas, pessoas, flores, animais e assim por diante, eu sentiria dentro de mim uma microdose tão pequena que não conseguiria me desenvolver. Assim, tudo dentro de mim é ampliado em bilhões de vezes e se desdobra ao meu redor. Portanto, o mundo é uma projeção de mim mesmo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/11/18

O Que É Mais Forte: Tempo Ou Paciência?

laitman_761.2Pergunta: Você escreveu no Instagram: “Se você mudar, o mundo vai mudar. E não exija mudanças do mundo se não mudar a si mesmo. Melhore-se e tudo vai mudar.

“O mundo depende apenas da mudança de uma pessoa, não da mudança dos outros. Você vai descobrir que eles não devem mudar. O mundo inteiro está em uma correção completa”.

Enquanto esses processos estão ocorrendo, o que é mais forte: tempo ou paciência?

Resposta: O tempo é como algo que não depende de nós. Paciência é algo que depende de nós. Mas podemos, com a ajuda da nossa paciência, mudar o tempo, acelerar ou retardá-lo. Portanto, acredito que a coisa mais importante é a nossa atitude em relação ao mundo, que mudamos o mais rápido possível, e então veremos o mundo mudando rapidamente em uma boa direção.

Pergunta: No final, acontece que o tempo estará sujeito a nós?

Resposta: O tempo estará sujeito a nós e a mudança do mundo estará sujeita a nós, dependendo de nossas próprias mudanças.

Pergunta: O que isso tem a ver com paciência?

Resposta: Paciência significa que não temos que suportar nada, não temos que esperar que algo mude. Nós devemos nos mudar.

De KabTV, “Notícias com Michael Laitman”, 03/02/19