Textos na Categoria 'Percepção'

Dê Uma Olhada No Mundo Com Olhos Altruístas

laitman_766.4Observação: Existem dois tipos de percepção do mundo. A primeira é através do sentimento pessoal e do cérebro de uma pessoa que percebe o nosso mundo através de seus cinco órgãos sensoriais. A segunda é através do ambiente, quando o indivíduo vê o mundo através das pessoas ao seu redor.

O objetivo de todos neste mundo é conhecer o Criador. De acordo com a Cabalá, a pessoa não pode explorar o Criador através dos cinco sentidos habituais, mas apenas através da sociedade, isto é, a sociedade como visão, o objetivo, através da qual olho para o Criador. Não posso vê-Lo diretamente, mas se aprender a olhar através da sociedade, posso determinar claramente quem é o Criador.

Meu Comentário: O fato é que precisamos desfocar nossa visão, ou melhor, nossas sensações. Agora nós os temos presos por nossa realização egoísta e, portanto, não sentimos o Criador.

Portanto, precisamos olhar o mundo com olhos altruístas, isto é, com a qualidade de doação. Digamos que o mundo inteiro seja nosso filhinho, a quem amamos loucamente. Então, como olharíamos o mundo com amor?

No entanto, isso é insuficiente, porque ainda o veríamos egoisticamente. Precisamos encarar isso com amor altruísta, ou seja, como se fosse absolutamente independente de nós mesmos. Agora imagine, em vez de seu filho, que é o mundo inteiro para você, um estranho e, melhor ainda, uma pessoa que você mais odeia. Você deve, assim, desfocar-se, afastar-se da sua visão egoísta do mundo, através de um prisma que o transforma completamente de dentro para fora e, através dele, você verá o Criador.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 04/02/19

Nova Vida #1166 – Abrindo Caminho Para A Mente Superior

Nova Vida #1166 – Abrindo Caminho Para A Mente Superior
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

Precisamos ascender acima de nossa natureza egoísta ao nível da mente superior, onde os comandos operacionais são “fabricados”. A mente superior gerencia tudo e todos, incluindo jornais, tecnologia, chips transplantados e até mesmo aqueles que parecem controlar essas fontes de informação e influência. Uma pessoa não tem controle sobre sua vida. O ponto único de escolha de uma pessoa é tornar-se consciente da mente superior ou do sistema altruísta que gerencia tudo. Algumas pessoas têm o desejo de melhorar (pela mente superior) e estudar a sabedoria da Cabalá. Elas aprendem a esclarecer o bem e o mal, descobrem o sistema altruísta por conta própria e estabelecem uma conexão positiva e mútua com todos os elementos da realidade.

De KabTV, “Nova Vida # 1166 – Abrindo Caminho para a Mente Superior”, 17/10/19

Masculino E Feminino, Parte 6

laitman_423.01O Que Vemos Em Outras Pessoas?

Pergunta: Hoje, mais e mais pessoas podem viver sem uma família. No entanto, ninguém cancelou completamente a família ainda.

Do ponto de vista da percepção da realidade, os Cabalistas aconselham aprender a não ver qualidades negativas no cônjuge que, de fato, não lhe pertencem, mas a entender que elas são causadas pela minha atitude em relação a ele. Como podemos aplicar esse princípio na prática?

Resposta: Está escrito em muitas fontes que uma pessoa não vê nada fora de si, a não ser seu reflexo nos outros. Isto é, nunca vejo as qualidades de outra pessoa ou mesmo animais, plantas ou qualquer coisa.

Eu sempre vejo a impressão das minhas qualidades em qualquer objeto, e especialmente no que está na minha frente com quem vivo. É natural. Portanto, precisamos levar isso em conta.

Observação: não acho que as pessoas percebam isso naturalmente.

Meu Comentário: Todos podem concordar com isso, mas não podem viver com isso. Teoricamente, todos concordamos.

Pergunta: E daí? Como podemos realmente abordar isso?

Resposta: Então não dá certo. Vamos deixar essa questão de lado por enquanto e depois veremos que há uma solução para todos esses problemas.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 31/12/18

Mundo – Realidade Ou Ilusão? Parte 16

Laitman_049.04Reação Às Nossas Sensações

Pergunta: Se a realidade que sinto é apenas uma reação dentro de mim, como posso sentir algo fora dessa reação?

Resposta: Você não pode. É impossível. Sempre sentimos apenas a nós mesmos, nossa reação a algo que está acontecendo e nada mais.

Na medida em que somos como aquilo que está acontecendo, sentimos isso com base em nossa reação.

Como alcançamos o Criador? Devemos criar essas qualidades em nós mesmos chamados “o Criador”, e então nós o entenderemos e sentiremos. Apenas desta maneira.

Em relação a qualquer coisa que sentimos, o Kli (vaso) sente apenas o que sente dentro de si e nada mais.

De KabTV, “Fundamentos da Cabala”, 15/09/19

A Vida De Acordo Com Um Novo Script, Parte 2

laitman_760.2A vida é um script que eu posso reescrever e assim começar a controlar a minha vida. No final, uma pessoa se cansa do filme em que alguém fez dela o personagem principal à força. Esta é a vida de outra pessoa e eu quero viver minha própria vida.

Eu percebo que tudo ao meu redor não é meu, que estou sob a influência de milhares de forças de diferentes fontes, e elas brincam comigo como uma bola, me chutando e me jogando de um lugar para outro.

A pergunta é: como posso parar este filme? Eu preciso de uma força que esteja acima dos atores que estão brincando comigo na minha vida. Quero me elevar acima da minha existência, acima do trabalho, da família, do lar e planejar minha própria vida sozinho. Afinal, não sabemos como o script se transformará no próximo segundo e que novos personagens aparecerão nele.

Não conheço o roteiro da minha vida. Para conhecê-lo, preciso subir ao nível acima de mim e conhecer o plano superior. Então vou entender como jogar nele, para quê, por que e qual é o objetivo deste filme.

Todo mundo quer receber um bom sentimento da vida; caso contrário, por que precisamos dela, seu fim é claro. No entanto, enquanto a vida ainda não acabou, quero vivê-la de acordo com um bom cenário. Para fazer isso, preciso me conectar com as forças que controlam minha vida, e a sabedoria da Cabalá ensina como fazer isso.

Não importa quantas vezes eu reescreva o script de acordo com minha vontade, descobrirei que isso me causa dano. Se realmente quero escrever um programa para o meu futuro, tenho que estudar e aprender o que é melhor para mim e como mudar o script para um bom. Quando realmente entender o que é bom, descobrirei que tenho a oportunidade de filmar este filme e ser o personagem principal e o diretor dele.

Afinal, a pessoa geralmente não entende o que é bom para ela. Vemos que as forças que controlam nossas vidas nos envolvem em filmes tão terríveis que não queremos assistir. Mas podemos mudar esse filme para outro se soubermos o que realmente queremos. Ao receber esse conhecimento, teremos a capacidade de fazer mudanças.

Todo o desenvolvimento de uma pessoa nesta vida é projetado para nos levar a entender o que é realmente bom para nós. Assim que entendemos isso, podemos começar imediatamente a viver nele. Isso ocorre porque o bom filme já está pronto! Nós simplesmente não queremos, o rejeitamos por causa da nossa miopia.

De KabTV, “Nova Vida # 1167”, 22/10/19

A Vida De Acordo Com Um Novo Script, Parte 1

laitman_922A natureza deu à pessoa a capacidade de sair de si mesma e entrar na trama de um livro ou filme. As inúmeras maratonas de séries de TV e filmes são o vício predominante de nossos tempos, envolvendo tanto a geração mais velha quanto a mais nova.

O sonho de qualquer pessoa é voltar para casa, sentar em uma cadeira, diminuir as luzes, ligar a TV e mergulhar em uma série de TV.

A Netflix, que permite assistir filmes em qualquer dispositivo que possui uma tela (TV, telefone e computador), possui 140 milhões de assinantes. As pessoas passam horas sentadas na frente de uma tela assistindo séries após séries.

Isso transporta a pessoa para uma realidade diferente; ela quer se separar da vida cotidiana e passar para um filme diferente. Isto é, ela muda o filme em que a vida a obriga a ser o personagem principal para outro, onde ela pode ser um espectador, sentado silenciosamente em uma cadeira confortável. Como seria bom viver a vida como em um filme.

Um dia, eles terão a ideia de se livrar completamente da tela, conectando um fio diretamente à cabeça e transmitindo o filme da vida para nós. Eu poderia até ser o personagem principal para poder me imaginar em diferentes estados. Estamos em um filme agora, sem saber. Como podemos saber se é um filme ou não? De fato, isso não importa para nós; o principal é se sentir bem, ou pelo menos não sofrer.

A natureza desenvolveu em nós a capacidade de sair da vida e ter empatia com a trama de um filme ou livro, com seus personagens, para que saibamos que vivemos em um filme. Toda a nossa vida é representada para nós como um filme, que podemos mudar.

Podemos nos elevar acima da pessoa que está assistindo o filme ao nível das forças que o projetam; podemos intervir nelas e mudar nosso filme, isto é, nossa vida. Eu posso me tornar um personagem de qualquer filme que eu quiser mudando meus estados, incluindo a vida e a morte.

A capacidade de simpatizar com os filmes é dada a nós, para que possamos criar um novo filme para nós mesmos, onde seremos o diretor. Afinal, o quanto lamentamos os filmes em que vivemos antes, o quanto gostaríamos de mudar nosso passado, mas eu acho que é impossível. Mas é possível. Eu posso mudar meu passado, pausar este filme, retroceder até o momento certo e começar de novo de maneira diferente.

EU voltarei a ser uma criança despreocupada que está apenas começando a vida. Mas o que eu gostaria de mudar na minha vida? Esta é a questão. Não terei permissão para alterar nada até poder escrever um novo cenário mais correto que o antigo. Então eu poderei implementá-lo.

Depois de passar por isso com a minha experiência acumulada, eu verei novamente como posso melhorá-la e começarei novamente em um nível mais maduro e sério, tentando me realizar para não me arrepender no final do filme antes de morrer. Então entenderemos que o filme não termina e como podemos fazê-lo continuar para sempre.

A sabedoria da Cabalá permite que cada pessoa desenvolva a capacidade de transmitir o script de sua vida, mantendo tudo sob controle. Aprendemos a aceitar nossa vida da forma correta, para não nos arrependermos de nenhum momento e não querermos voltar e corrigi-la.

A vida que vivo será correta, gentil, cheia de significado, e não vou me arrepender de um único momento. Depois de todos esses cálculos, descobrirei que não fui eu quem fez tudo isso, mas a força que me projeta esse filme, e todos os problemas e dificuldades que passei tiveram como objetivo me levar a um estado perfeito. Não havia outra maneira! Portanto, eu concordo, o filme termina e a vida real começa.

Então vejo que toda a minha vida anterior foi um sonho do qual estou despertando agora para uma nova vida e começo um novo dia. Esta vida é eterna e perfeita. Estou no relacionamento correto com quem estava transmitindo esse filme para mim e estamos juntos construindo meu novo avanço criando um novo filme.

Eu sei e entendo como tudo está organizado e como ele avança, tornando-se roteirista, cinegrafista e diretor, ou seja, um mestre completo do filme com milhares de participantes. Eu, em vez da força superior, organizo minha vida. Cada pessoa recebe sua própria vida e seu próprio mundo com todos os atores.

De KabTV, “Nova Vida # 1167”, 22/10/19

Mundo – Realidade Ou Ilusão? Parte 14

laitman_572.02Além Da Correção Absoluta

Pergunta: Uma alma é dividida em 600.000 partes. Cada uma quebrou de maneira diferente. A experiência de cada uma delas desempenha um grande papel e é muito importante. Voltaremos à alma comum e depois perceberemos tudo como o Criador?

Resposta: Quando retornarmos juntos à alma comum, seremos capazes de alcançar o Criador em relação a nós? Sim, mas como qualquer ação do mundo, nós compreendemos a ação, por exemplo, o efeito da eletricidade, magnetismo, gravidade, etc. Isto é, atingiremos esses fenômenos, mas não Ele.

Na Cabalá, em vários lugares, é sugerido que existe outro grau em que a criação se afasta de si mesma, se inclui no Criador e começa a alcançar não Suas consequências, não Seus efeitos, mas Ele. No entanto, não consigo imaginar tal ascensão. Isso está além dos limites da correção absoluta. É bem possível que isso também exista.

O fato é que nessas fases de nosso desenvolvimento estamos mudando totalmente. Nosso sistema de percepção, lógica, tudo está mudando. Já não vivemos no espaço tridimensional: bom-mau, doação-recepção. Nós começamos a existir em dimensões completamente diferentes. Portanto, é um problema dizer o que existe durante a realização do Criador. Até agora, é um problema.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 15/09/19

Nosso Mundo E Este Mundo

laitman_547.03Pergunta: Nos escritos do Baal HaSulam, vemos os conceitos “nosso mundo” e “este mundo”. Qual é a diferença entre eles?

Resposta: Nosso mundo é o que sentimos em nossas qualidades. Este mundo é como os Cabalistas falam sobre o grau mais baixo, que ao mesmo tempo é chamado de “nosso mundo”.

Tudo depende do observador. Se observarmos o que está acontecendo ao nosso redor, chamamos de “nosso mundo”. Se a Cabalá fala sobre isso como o nível mais baixo dos mundos, então chama de “este mundo”.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 06/10/19

Mundo – Realidade Ou Ilusão? Parte 10

laitman_531.03A Linguagem É Um Senso De Comunicação

Baal HaSulam escreve que um Cabalista deve usar definições totalmente precisas. Onde podemos encontrá-las?

Aqui, a lei da raiz e do ramo surge em todos os mundos, em todos os estados, em todos nós. É a partir daí que eu posso obter definições claras e precisas do ponto de vista da natureza. Você também terá suas definições a partir de lá e as compararemos. A partir dessa comparação, podemos nos entender corretamente, em vez de falar com as mesmas palavras, mas com um significado diferente.

Em nosso mundo, cada um atribui significados diferentes às mesmas palavras, porque cada um de nós difere do outro. Como podemos combinar os estados internos complexos de todos para começar a entender um ao outro e se sobrepor, de modo que esses conceitos se combinem e nos deem uma ideia clara até que ponto estamos falando e sentindo a mesma coisa? Este é um problema com a linguagem.

A linguagem é um senso de comunicação um com o outro quando você e eu sentimos a mesma coisa. Se não for assim, sentiremos claramente a diferença em nossas sensações.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 15/09/19

Mundo – Realidade Ou Ilusão? Parte 9

laitman_227Aderir À Linguagem Dos Cabalistas

Baal HaSulam, “A Essência da Sabedoria da Cabalá”: Qualquer pessoa razoável entenderá que, ao lidar com assuntos espirituais, muito menos com a Divindade, não temos palavras ou letras com as quais contemplar. Isso ocorre porque todo o nosso vocabulário não passa de combinações das letras de nossos sentidos e imaginação.

É particularmente dessa forma que a pessoa precisa encontrar alguma justificativa nessas palavras para ajudá-la nas negociações habituais na investigação da sabedoria. Aqui o sábio deve usar definições rigorosamente precisas para os olhos dos observadores.

Se expressássemos em nossas palavras tudo o que sentimos, cada um de nós criaria nossa própria linguagem, nossa própria enciclopédia, etc., e não poderíamos nos comunicar. Portanto, o que podemos e devemos fazer é usar as palavras, expressões e definições baseadas em nossa essência.

É exatamente isso que a Cabalá faz. Ela diz que uma pessoa consiste em um desejo que se divide em cinco tipos: zero, um, dois, três e quatro. Nestes cinco tipos de desejos, nós sentimos várias realizações positivas e negativas, e todo mundo as tem. Assim, tudo consiste apenas em desejo.

Portanto, se aderirmos a uma linguagem Cabalística clara, não nos desviaremos. Vamos falar a mesma língua. Isso aconteceu antes da quebra na antiga Babilônia, quando todas as pessoas falavam uma língua, o aramaico, na qual O Livro do Zohar está escrito.

A língua aramaica é boa porque vem da essência da própria natureza. Os cinco níveis de desejo, dos quais cada um de nós consiste, geram cinco definições. Esta língua é baseada neles.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 15/09/19