Textos na Categoria 'Homem e Mulher'

Amor Verdadeiro

laitman_624.04Pergunta: O que é o amor? Uma força, um campo, uma energia?

Resposta: É uma força dirigida da pessoa para fora. O atributo de doação, a força de doação, é o poder do amor.

Quando eu valorizo ​​algo que está fora de mim, mais alto do que eu, isso é chamado de amor por esse estado, por esse desejo ou por essa pessoa, não importa como o chamamos.

Pergunta: De acordo com a sabedoria da Cabalá, o amor é a revelação do amor e do ódio ao mesmo tempo, ao contrário do nosso mundo, onde pode haver amor ou ódio?

Resposta: Quando os estados de “amor” e “ódio” existem separadamente um do outro, eles são irreais, inventados por nós. Eles são dados a nós apenas para que possamos passar por eles e alcançar o estado verdadeiro. É como as leis da física: não pode haver menos sem mais ou mais sem menos.

Não há amor sem ódio, nem ódio sem amor. Eles são construídos um acima do outro, e nós os usamos como estados dados a nós pelo Criador.

Essas são qualidades muito realistas que devemos absorver em nós mesmos e existir com elas juntos. Neste estado eu entendo todas as desvantagens e vantagens em mim e em outra pessoa. Eu entendo que elas foram definidas para nós e dadas pelo Criador. Nós colocamos o Criador entre nós e só então conseguimos o equilíbrio mútuo neste sistema: eu, a outra pessoa e o Criador entre nós.

Então, presente, passado e futuro se complementam mutuamente, como no sistema. O estado em que eu encontro o equilíbrio completo de todas as propriedades opostas é chamado de “amor”. Esse é um estado muito especial do equilíbrio ideal do sistema.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/08/17

O Componente Espiritual E O Amor Terreno

Laitman_121Pergunta: Como uma pessoa pode adicionar corretamente um componente espiritual ao amor terreno entre marido e mulher?

Resposta: É possível adicionar um componente espiritual entre marido e mulher somente quando eles entendem o que estão fazendo e por que existem.

Eles devem perceber que têm uma oportunidade única de se comportar em todas as situações da vida de tal forma que treinam um ao outro em influência mútua. Então eles poderão alcançar a revelação do Criador, como está escrito: “Um marido e mulher têm a Shechina entre eles”.

Mas só se eles realmente são sérios em alcançar esse objetivo. Porque eles devem “pisar em si mesmos” e ajudar um ao outro.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/08/17

O Que A Cabalá Diz Sobre O Amor Na Terra?

Laitman_910Pergunta: O que um Cabalista pensa sobre o amor?

Resposta: Os Cabalistas pensam constantemente sobre o amor. A questão é exatamente o que ele pensa sobre isso? Ele se pergunta se o amor existe ou não? Será que ele se pergunta o que o amor em si significa, qual é a sua definição, quais são os limites da sua existência, qual é o nível de sua manifestação e quais são as condições sob as quais ele se manifesta e existe?

Um tipo de amor eterno pode ser alcançado?

O tipo de amor que passa não é amor. Ele não pode ser outra coisa senão eterno.

Uma vez eu dei uma palestra a uma grande audiência em Tel Aviv e imediatamente disse-lhes que não há amor. No início, houve silêncio, mas gradualmente todos concordaram comigo.

Existe um amor constante, original e natural, que é apenas para o querido e inesquecível eu. Dentro da estrutura material, esse é o único tipo de amor que é real. Nasce e morre junto comigo, com o meu “eu”.

Este é o egoísmo que existe dentro de mim, que se desenvolve o tempo todo, e empurra meu nariz ainda mais para ver o que mais posso desejar, obter e aproximar do meu eu querido. Ele sempre pergunta: como eu posso me amar ainda mais? Essa é a nossa natureza egoísta. Portanto, o amor próprio é uma qualidade natural de tudo o que existe.

Toda natureza material no universo consiste em um grande tipo de egoísmo que se divide em quatro níveis: inanimado, vegetativo, animado e humano. Estes tipos diferem apenas pelo grau de egoísmo que se manifesta como amor por si mesmo.

O amor nos níveis inanimado, vegetativo e animado é instintivo e não reconhecido pelo próprio objeto. Ele não verifica o quanto se ama, mas apenas satisfaz seu amor.

No nível humano, o amor é programável. Embora permaneça um amor por si mesmo e só por si mesmo, no entanto, ele sofre vários estágios de desenvolvimento, como em que forma pode ser expresso e quais formas pode assumir. Uma vez que uma pessoa depende da sociedade, dos que são semelhantes a ela, e dos opostos a ela, sua ideia de amor ou como satisfazer-se e saciar-se muda sob a influência da sociedade.

No entanto, em princípio, este é o mesmo amor próprio, mas em formas ainda mais refinadas e constantemente renovadas. Esse é o amor que existe em nosso mundo, incluindo manifestações como o amor de uma mãe por um filho, o amor de uma pessoa por sua pátria, e assim por diante. Não importa que forma de amor estamos falando, no final todas refletem um amor egoísta por si mesmo.

Observação: Você dissipa todas as ideias românticas que as pessoas têm sobre o amor.

Meu Comentário: Não há romance aqui, exceto por pequenos equívocos. Isso é conhecido por todos, incluindo cientistas, filósofos, fisiologistas e psicólogos. No nosso tempo, o egoísmo cresceu tanto que somos especialmente, conscientes de que não há amor.

Mesmo os cientistas dizem que as pessoas só se reúnem por dois a três anos. A manifestação normal da mutualidade não pode durar entre elas por um longo tempo, já que tudo desaparece rapidamente. Nosso egoísmo é constantemente renovado e apaga todas as condições passadas que sustentam a manifestação de qualquer tipo de reciprocidade, embora seja egoísta ou apenas para o eu amado. Isso, no entanto, também muda.

Pergunta: Então, o que há depois? Hábito? Afinal, muitas pessoas vivem juntas há anos.

Resposta: Se alguém vive junto por muitos anos, eles são apenas “dinossauros”. No nosso tempo, ninguém vive voluntariamente na mesma família por muito tempo, tampouco por causa dos filhos ou por causa dos bens e de tudo o mais que adquiriram juntos.

O fato é que, anteriormente, a expectativa de vida não excedia quarenta anos e as pessoas morriam antes que o chamado amor acabasse

Além disso, um homem – ao escolher uma esposa – considerava não o amor, mas se a mulher podia ser uma dona de casa, certificando-se de que ela era saudável, capaz, podia cozinhar e poderia manter uma casa. Portanto, não há espaço para falar de amor aqui.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/08/17

Poderia O Livro Do Zohar Ter Sido Escrito Por Dez Mulheres?

laitman_260.01Pergunta: Hipoteticamente, poderia O Livro do Zohar ter sido escrito por dez mulheres?

Resposta: Hipoteticamente, sim. No entanto, estamos organizados de tal forma que a aspiração à unidade espiritual entre pessoas reside nos homens, enquanto a força de apoiar e unir os homens reside nas mulheres.

É por isso que nosso mundo está inicialmente dividido em qualidades opostas: masculina e feminina, doação e recepção. Na Cabalá, isso é estudado muito seriamente, pois é uma pedra angular de nossos relacionamentos mútuos.

Geralmente, como dois homens se unem? Um de algum modo é um homem em relação ao outro, e o outro de alguma forma é uma mulher em relação ao primeiro. Obviamente, não estamos falando de fisiologia ou psicologia, nem nada relacionado a nossas noções mundanas, mas apenas de qualidades espirituais. Qualquer discernimento espiritual que revelamos em nós consiste em uma parte masculina e feminina.

Em nosso mundo, até entrarmos no nível do mundo superior, os homens naturalmente têm uma vantagem aqui. Eles são considerados cruciais e de importância primordial nas sociedades Cabalísticas.

As mulheres formam grupos em torno dos homens e começam a receber as qualidades espirituais através deles, porque os homens fazem o avanço nisso, como fazem em tudo o resto neste mundo; eles são sempre os descobridores, construtores e destruidores – e as mulheres seguem atrás.

No entanto, quando os avanços dos homens são seguidos pelos “batalhões” de mulheres, o resultado é a criação de qualidades espirituais e o desenvolvimento de novas almas. Existe uma ativação das qualidades femininas, que não são simplesmente complementares, mas muito essenciais, que se destacam e começam a trabalhar nos planos espirituais.

Pergunta: Então, a demanda fundamental vem das mulheres?

Resposta: Sim, é dito muitas vezes na Torá, que você tem que ouvir sua esposa, a mulher.

A Torá está escrita de uma maneira muito interessante; apesar do fato de aparentemente falar de homens, sempre há uma mulher em algum lugar que os direciona, como uma esposa na família.

O homem é considerado o chefe da família, mas na realidade, qualquer parte do mundo que já visitei e qualquer um que eu tenha perguntado: os índios da América do Sul ou qualquer outra pessoa, para não mencionar nos países europeus, nem os africanos, a mulher é sempre o fundamento da vida, a base do mundo. E o mesmo se aplica à Cabala.

No entanto, o avanço ocorre através da força masculina, que é seguida, apoiada, empurrada, influenciada e até dirigida pela força feminina.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/06/17

“O Mais Terno e Delicado Homem, Entre Vós, Invejará Seu Próprio Irmão”

Torá, Deuteronômio 28:54: O mais terno e delicado homem entre vós invejará seu próprio irmão e a esposa de seu abraço e o resto de seus filhos, a quem ele deixará.

As pessoas são incapazes de controlar seu egoísmo e existir em amor pelo seu próximo. Quando as pessoas que são ternas, noas e gentis na vida cotidiana sentem o desejo de alcançar o amor ao próximo, de repente, descobrem tais enormes camadas internas, egoístas que elas começam a odiar-se.

É como como os jovens no amor, no início, vivem como um par de pombas. E o que acontece depois? Escândalos, ataques, divórcios difíceis, e advogados.

Se elas não tentar ficar próximas umas das outras, poderiam permanecer boas amigas e amantes, encontrar-se de vez em quando, e agradar-se, mas sem quaisquer obrigações. Esta é a coisa mais importante. Afinal, o amor ao próximo obriga você; você é obrigado a amá-lo e superar o seu egoísmo o tempo todo. Por isso, hoje existem tantos casamentos infelizes. [Leia mais →]

Ação Coletiva Contra O Google

laitman_559Nas Notícias (NPR): “Pagando sistematicamente as mulheres menos do que os homens. Promovendo-as mais devagar. E negando-lhes oportunidades.

“Estas são as alegações em uma ação judicial contra o Google arquivada quinta-feira em San Francisco em nome de três ex-funcionárias.

“Elas estão buscando status de ação coletiva para processar em nome de todas as mulheres empregadas pelo Google na Califórnia nos últimos quatro anos. ‘O processo parece ser o primeiro a fazer reivindicações de ações sexuais coletivas contra o Google’, de acordo com a Reuters”.

Meu Comentário: Todos nós somos diferentes. Quando falamos de igualdade, apagamos a individualidade de uma pessoa.

Eu não sei que problema há aí. Eu não quero me envolver; problema deles. Mas se homens e mulheres fossem igualados, acho que seria um insulto para ambos os gêneros.

Tente fazer um elogio a uma mulher da mesma forma que faria um elogio a um homem: “Ei, você parece normal hoje…” Você pode imaginar dizer isso a uma mulher?

Uma mulher se sente bem quando você enfatiza suas virtudes únicas e não aquelas que também são inerentes aos homens, e nisso ela é como um homem. Você precisa admirar suas qualidades femininas.

Pergunta: Em outras palavras, ela é mãe, lar, ternura?

Resposta: Sim. Ela é tudo. Ela exige atenção e respeito porque essa é a natureza de uma mulher. Tudo vem do egoísmo masculino e feminino. Uma mulher, como desejo de receber, como Malchut, tem essa necessidade. Isso precisa ser respeitado e compreendido; vem até nós da natureza. Nós somos adultos crescidos, homens e mulheres, e precisamos entender a natureza corretamente e nos relacionar de acordo.

Pergunta: Em outras palavras, nós podemos tirar a seguinte conclusão: não há igualdade e ela não pode existir?

Resposta: Inicialmente a partir da natureza, a igualdade não pode existir. Se quisermos que exista, precisamos elevar as pessoas para um grau onde, de acordo com esses critérios, elas podem ser iguais.

Isto é o que a Cabalá trata; ela iguala todos. Se eu me conectar com amor a toda a humanidade, eu sou o mesmo que todos os outros.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman”, 10/08/17

Por Que Os Cabalistas Recomendam O Estabelecimento De Famílias?

laitman_626Pergunta: Cabalistas recomendam o estabelecimento de famílias. Como e por que isso influencia o desenvolvimento espiritual de uma pessoa?

Resposta: Pode ser que na nossa época isso não seja tão relevante quanto foi no passado. Mas, em princípio, as condições para estabelecer uma família não são derivadas das necessidades materiais que mudam a cada geração e especialmente agora, mas pelo fato de que é porque, dentro do marco da vida na unidade familiar em nosso mundo, devemos nos tornar semelhantes ao mundo superior.

No mundo superior, sempre há uma conexão entre opostos que estão incorporados no mundo físico como uma parte masculina e uma parte feminina. Portanto, existe um requisito para que os Cabalistas homens se casem.

Em todas as épocas, as mulheres queriam se casar, enquanto os homens nem sempre desejavam isso. No nosso tempo, tudo é o contrário. Pode ser que os homens concordem em se casar, especialmente porque a sabedoria da Cabalá os obriga, enquanto as mulheres não querem mais estabelecer famílias porque acreditam que não é imperativo para elas. Portanto, o problema persiste.

Eu me relaciono com essa questão de forma simples: se você quer se casar, se case, e se não quiser, então não se case. Mas se você se casar, escolha um parceiro que o ajudará a alcançar o objetivo superior.

Da Lição de Cabalá em Russo 21/05/17

Como Chegar Ao Amor Espiritual Na Família?

Laitman_201_01Pergunta: Está escrito que “Um homem e uma mulher, se recompensados, a Shechina habita entre eles, e se não, é um fogo devorador”. O que isso significa?

Resposta: Isso fala de estados espirituais não de nossa vida corpórea. Ele nos diz como combinar duas forças, positiva e negativa, que na Cabalá são chamadas de “homem” e “mulher”, com a ajuda da linha do meio. Então eles podem se complementar e com a conexão certa alcançar a perfeição e a realização.

Se eles não se opuserem corretamente, isso levará a um curto-circuito, e eles “queimam no fogo”.

Pergunta: É possível alcançar essa conexão e amor entre duas pessoas?

Resposta: Se cada pessoa confronta seu egoísmo, ambas se unem neste poder de resistência ao seu egoísmo e tomam o egoísmo da outra como seu. Nós precisamos mudar: eu me preocupo com seu egoísmo e você se importa com o meu.

Pergunta: O que nos permite anular nosso próprio egoísmo?

Resposta: A importância da meta, isto é, a realização da conexão.

Pergunta: Então nós chegamos ao amor espiritual?

Resposta: Nós somos dois egoístas que querem alcançar o amor espiritual. Cada um de nós compromete o seu egoísmo. Depois eu tomo o ego da minha esposa e ela toma o meu. Ambos nos preocupamos um com o outro. Acontece que há algo em comum entre nós: uma parte de mim nela e uma parte dela em mim.

Pergunta: O que significa cuidar do egoísmo do parceiro?

Resposta: O marido está pronto para louvar sua esposa e ela está pronta para louvá-lo. Todo mundo conhece todas as fraquezas e hábitos de seu parceiro e os aceita. É preciso amar todas as falhas de sua esposa, seus hábitos, e ela deve amar os seus, porque é importante para eles amarem essa ação comum. O mais importante é a meta: chegar ao amor. A importância da meta deve estar sempre brilhando para nós.

Os cônjuges devem mostrar um exemplo constante da importância da meta. A pessoa deve mostrar que está fazendo isso em prol de sua esposa com a condição de ter a mesma atitude em troca. Isso se torna um jogo mútuo onde cada um pensa no outro e entende que, como resultado, receberá do parceiro uma atitude que nunca encontrará em nenhum outro lugar.

Então, a pessoa sentirá que isso é o que ela deve fazer. Afinal, nós somos egoístas, e queremos lucrar com tudo o que fazemos. É por isso que é importante fazer algo benéfico do casamento.

Pergunta: E se o parceiro não quiser anular seu egoísmo? O que fazer então?

Resposta: A pessoa precisa dar o exemplo de como ela anula seu ego. O exemplo é a ferramenta mais eficaz.

Da Lição Virtual “O Tempo da Cabalá” 20/06/17

Nós Precisamos De Uma Família No Mundo Moderno?

laitman_543.02Pergunta do Facebook: No passado, uma família era criada por razões econômicas. Hoje, uma pessoa não precisa de uma família para viver e desfrutar da vida. Além disso, ela a atrapalha e apenas cria problemas. Então, por que começar uma família?

Resposta: Na verdade, no passado um homem precisava de uma esposa para servi-lo, as crianças para ajudá-lo na velhice, uma casa para viver, amigos, parentes – em geral, o círculo mais próximo.

Uma pessoa precisava ser apoiada nos problemas, na doença e, finalmente, contar com assistência em um funeral. Hoje ela não precisa disso; há todos os tipos de serviços sociais que lidam com isso.

Alguém precisa de uma esposa? Não, não precisa. Ele pode ter uma nova esposa todos os dias. Filhos? Por que ele precisa de filhos? Eles crescem e a partir dos dez anos ele mal os vê, só quando pedem dinheiro. Eles não têm nenhuma consideração por seus pais, e ele não vai conseguir ajuda deles na velhice também.

Hoje, uma pessoa é separada de suas raízes naturais: família, esposa, filhos, pais e lar. Mesmo o local de trabalho não é mais vinculativo. No passado, as pessoas trabalhavam em um lugar por toda a vida. Onde está tudo isso hoje?

Pergunta: Acontece que a célula principal da sociedade, a família, não existe mais?

Resposta: Infelizmente, ninguém quer nada. As mulheres não querem se casar, não querem ter filhos, embora por natureza tenham o desejo por filhos, marido, família e lar.

Pergunta: Então precisamos de uma família a longo prazo ou não?

Resposta: Se precisamos ou não depende do objetivo. Se o objetivo justifica os meios, então os meios são necessários, e se não, não há necessidade dela.

Pergunta: Você quer dizer que agora a humanidade tem tais objetivos que não precisa de uma família?

Resposta: É claro. Mas se eu sei que para alcançar o objetivo eu preciso de uma família, eu vou criá-la e tratá-la com carinho.

A humanidade deve adquirir um objetivo, e então vai entender como viver e se é necessário viver. Hoje, muitas pessoas no mundo estão questionando se vale a pena viver.

A separação dos filhos de seus pais está ocorrendo inconscientemente também porque elas são incomodadas pela pergunta: “Por que meus pais me trouxeram ao mundo? Para que eu passe um tempo na vida e sofra? Eu sou inútil; ninguém precisa de mim, nem eu nem os outros. Esperar até morrer? Por isso, eles me deram à luz? Eles desfrutaram, e fizeram isso para seu próprio deleite, mas eu não tenho prazer da vida. Então me dê algumas drogas e eu vou de alguma forma existir”.

Pergunta: Qual deve ser o objetivo na vida para que uma família seja necessária?

Resposta: O objetivo para o qual uma família é necessária é alcançar o próximo nível de existência: completo, eterno, infinito, e dar realização absoluta. Não podemos imaginar isso e nem sequer queremos imaginá-lo. Estamos cansados de tudo! É por isso que é muito difícil explicar isso às pessoas.

Nós temos que escapar da vida para o nosso próprio bem, essa é a nossa limitação. Assim que sentirmos que há outro método de existência, será muito mais fácil para nós.

Neste caso, uma família é necessária porque é um dos sistemas de similaridade com o sistema superior da natureza. Para mover-se ao objetivo superior, é preciso se casar, ter uma família e filhos, especialmente os homens.

E o objetivo é alcançar o próximo nível de existência quando substituímos a existência egoísta por uma altruísta. Isso revela profundidades completamente diferentes da natureza, a existência em outras dimensões, quando o nosso universo não é o lar para nós, mas um universo totalmente diferente.

Pergunta: Como as relações na família são ajustadas dessa forma?

Resposta: Elas são ajustadas apenas de acordo com o que uma pessoa vê como o objetivo de sua existência superior. Guiada por isso, a família é mantida e os filhos são criados. Caso contrário, nada existirá.

Pergunta: O conceito de amor existe em uma família que tem um propósito?

Resposta: O amor é o relacionamento correto que lhe permite alcançar esse objetivo final. E nada mais.

De Kab TV “Notícias com Michael Laitman” 15/05/17

Sexo, Amor, Tubos De Ensaio E Natureza

laitman_546.03Nas Notícias (Quartz): “Não demora muito para que ideias aparentemente bizarras se tornem normalizadas. Hoje, a afirmação do professor da Universidade de Stanford, Hank Greely, de que os americanos vão parar de fazer sexo para procriar soa absurdo. Mas em um par de décadas, ele prevê, que será a realidade aceita.

“Greely, diretor do Centro de Direito e Biociências da Universidade de Direito de Stanford, acredita que estamos a 20 ou 30 anos de distância de um tempo em que a maioria da procriação dos americanos começará na seleção de uma série de embriões criados com o DNA dos pais em laboratório. Isso já acontece em uma base limitada para a prevenção de doenças e, ocasionalmente, seleção de sexo, mas ele argumenta que isso vai se tornar muito mais barato e amplamente disponível graças à tecnologia de células-tronco que permitirá que casais possam gerar ovos e esperma a partir de células-tronco de sua pele”.

Meu Comentário: Devemos saudar esta opção se uma pessoa sofre de uma doença incurável, de modo a não a passar para sua prole. Além disso, a condição do pai ou da mãe pode ser testada e as mudanças necessárias podem ser feitas. Podemos fazer isso. Já temos tais “coletas” que nos permitem criar uma geração boa e saudável. A humanidade sempre aspirava a isso.

Basicamente, se cada pessoa tivesse permissão para ter filhos saudáveis, belos, fortes e bem-sucedidos, desejaria isso. Portanto, é bem possível que estejamos avançando para isso.

Pergunta: Então, qual é o significado de conceber com amor?

Resposta: O que o amor tem a ver com isso?! Quando se trata de conceber, somos como animais; só confundimos as duas coisas! Existe amor entre os animais? Eles cheiram uns aos outros e só o cheiro é suficiente para dizer-lhes se podem reproduzir. Não é sexo, mas a cultura. Para os gatos, por exemplo, é na primavera, e durante o resto do ano eles simplesmente descansam tranquilamente no sol. É assim com os animais.

E nós confundimos prazer com reprodução. O sexo é um prazer, como uma boa comida. Por que ele deveria estar ligado a ter filhos? Hoje vemos o quanto um não tem nada a ver com o outro. Dificilmente queremos conceber uma criança! Por que deveríamos fazer sexo por 50 anos?

Comentário: A humanidade vê as coisas de uma maneira totalmente diferente…

Resposta: Não, ela não vê as coisas de forma diferente. A humanidade simplesmente não entende onde já se encontra. O amor não vai junto com o sexo, e a reprodução não tem nada a ver com amor ou mesmo com sexo.

Pergunta: O que é uma família corrigida em sua opinião?

Resposta: É muito difícil para mim descrever uma família corrigida, uma vez que em tal família há, em primeiro lugar, boas relações entre seus membros acima de todos os problemas.

Nós temos que mudar nossa atitude para com as pessoas e isso vai mudar toda a nossa vida. Então vamos ver como manter uma boa vida familiar. Mas sem mudar a nossa atitude, claro, certamente será horrível.

Pergunta: Com tais relacionamentos gentis e ideais na família corrigida, qual será a atitude de ter filhos? Digamos que somos um casal que vive pela regra do amor ao próximo…

Resposta: Eu acho que se realmente nos relacionarmos com o outro dessa forma, a própria natureza vai começar a regular a humanidade e as nossas relações mútuas. Nós não vamos conectar bestialidade com ser humano, e vamos ver a vida de uma maneira totalmente diferente.

Não podemos entender isso hoje. Hoje estamos travados na vida bestial e na família bestial, na necessidade de estar juntos para existir, sobreviver, criar filhos. Na família corrigida, por outro lado, haverá uma atmosfera totalmente diferente.

Por isso, é difícil para mim dizer, mas haverá relações completamente diferentes entre sexo, família, amor e reprodução de acordo com a lei da natureza. De acordo com a regra do “Ama teu amigo como a ti mesmo”, veremos exatamente o que é melhor para nós.

Pergunta: Haverá a necessidade de pílulas ou quaisquer outros contraceptivos?

Resposta: Não. Tudo será regulado apenas pela natureza. Só temos que regular as boas relações entre nós.

De Kab TV “Notícias com Michael Laitman” 06/07/17