Textos na Categoria 'Globalização'

Como Parar O “Feitiço Do Tempo”

204Pergunta: Houve um filme, Groundhog Day (O Feitiço do Tempo), onde uma pessoa acorda e vive no mesmo dia, acorda e vive no mesmo dia, indefinidamente.

Um espectador escreve: “Como podemos lidar com as decepções da vida? Tudo é sem graça; este não era o caso antes do coronavírus. Tudo é o mesmo, as mesmas emoções, os mesmos medos, como o Groundhog Day (O Feitiço do Tempo) todos os dias. Nada é novo, nada muda. Só quero ir para a cama o mais rápido possível. Dormir, dormir e sonhar. O que posso fazer?”

Resposta: Eu o entendo. Se, por exemplo, estabelecêssemos uma quarentena de seis meses, seria bom tomar um comprimido e acordar em seis meses. Mas não podemos fazer isso!

Comentário: Uma pessoa se levanta e é o mesmo dia para ela.

Minha Resposta: Sim. E ela deve entender que é o mesmo dia e que ela não pode mudar nada. E o que deve ser feito para mudar isso? Como faço para sair desse carrossel?

Para fazer isso, ela deve mudar a si mesma. E se ela começar a mudar, o mundo vai começar a mudar e não haverá o Groundhog Day (O Feitiço do Tempo).

E os ciclos de vida pelos quais passamos são todos iguais! Parece-nos que cada dia é algo novo, que cada segundo é novo. Não há nada novo.

Pergunta: Então, se seu objetivo é apenas viver uma vida comum, ter desejos comuns, o Groundhog Day (O Feitiço do Tempo) acontecerá com mais frequência?

Resposta: Sim. Isso é o que nos foi mostrado. Estamos nos tornando mais desenvolvidos, mas, como se diz: “Quem acrescenta conhecimento, agrega dor”.

Pergunta: Então, vivemos por esse conhecimento que acumulamos e agora até isso é insípido? Não precisamos mais disso?

Resposta: Nosso conhecimento apenas nos leva a um beco sem saída. Ele nos mostra como somos impotentes contra o mais importante: mudar algo em nossas vidas.

Agora vemos que o mundo está entrando nesse ciclo novamente. Houve um pouco de democracia, algumas liberdades, e agora estamos novamente entrando em uma corda que vai nos esmagar e apertar ameaçadoramente em torno de nossas gargantas.

Pergunta: Dê-nos alguns conselhos práticos: Como uma pessoa deve se levantar de manhã? O que deve dizer a si mesma, que passos deve dar?

Resposta: Esperamos que mudanças positivas ocorram do lado de fora. Não haverá nenhuma! Devemos perceber que só pode haver mudanças para melhor se mudarmos de dentro para fora. É quando começaremos a representar o nosso mundo da maneira que queremos que seja! Isso é o que precisamos fazer!

Pergunta: Nesse ínterim, o mundo é representado por nossa natureza, nosso egoísmo?

Resposta: Sim. Nosso ego terminou seu desenvolvimento. Ele mostra o mundo inteiro em que você existe. Isso é o que ele pode lhe dar. Como resultado, ele agora vai pressioná-lo, pressioná-lo tanto que você não será capaz de existir neste mundo. Então você se sentirá mal, doente, com medo, áspero, desconfortável; em geral, tudo é possível.

E isso é apenas para que você entenda que não há mais mudanças externas. Passamos por todos os estágios de nosso desenvolvimento egoísta, chegamos a um estado em que o que pode acontecer a seguir é apenas matar um ao outro. Isso é tudo, nada mais.

Nós nos dirigimos a um beco sem saída com nosso imenso egoísmo anterior. Agora não queremos nada. A nova geração não quer nada. Pensamos que eles seriam mais desenvolvidos, mais motivados, mas eles, ao contrário, não querem nada. E isso é verdade.

E seríamos iguais no lugar deles. De certa forma, nós os entendemos.

Está tudo bem. De que adianta exigir, espremer algo deste mundo repetidas vezes. Ele não pode lhe dar nada mais; não há nada mais nele.

Pergunta: O que devo dizer ao meu egoísmo se já percebi que foi o meu egoísmo que pintou todo o quadro para mim?

Resposta: Que ele está certo, que fez seu trabalho, que o levou a um estado em que você deve compreender, enquanto está completamente desapontado, que não pode mais existir em tal paradigma. Você não pode!

O que fazer? Corrija-se e o mundo será corrigido. Essa é uma técnica completamente diferente: corrigir o mundo mudando a si mesmo.

Não é fácil, mas este é um bom momento da história em que realmente precisamos mudar a fonte do nosso desenvolvimento, o sistema, a metodologia do nosso desenvolvimento. Quando nosso desenvolvimento depende não de como quebramos a natureza circundante, mas de como mudamos a nós mesmos. Como resultado, o mundo mudará.

Mudar a mim mesmo significa mudar minha atitude má em relação a tudo ao meu redor, minha atitude consumista e egoísta para uma atitude gentil e altruísta. Então começarei a ver o mundo de forma diferente. Vou começar a ver outro sistema de controle através dele.

Vou me fundir com esse mundo, vou compreender sua eternidade, infinidade e perfeição, que é algo que não vejo agora porque olho com meus olhos egoístas limitados.

Isso é o que devemos fazer.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 11/02/21

O Segredo Da Igualdade Universal

600.02Pergunta: O que é igualdade entre as pessoas?

Resposta: Se construirmos uma sociedade de tal forma que uma pessoa tenha satisfação dela: “Eu fiz, e todo mundo vê, todo mundo sabe, todo mundo me entende e me agradece”, então não há maior prazer para essa pessoa. Ela estará pronta para trabalhar de manhã à noite. Só é necessário construir adequadamente uma rede de relações públicas.

Não haverá igualdade nunca e não há necessidade. Não é programado por natureza. Também não existe na matilha de animais. Que igualdade existe aí? Há um líder, seguido por um par de machos ajudando-o, e todos os outros o seguem. A igualdade não é programada por natureza. A igualdade é niveladora, é a morte.

Comentário: Mas você diz que a última geração deve ser construída sobre os princípios da igualdade.

Minha Resposta: Igualdade significa que todos têm o mesmo direito de se realizar de acordo com suas habilidades e capacidades naturais. Todos devem ter igualdade na realização, na oportunidade de se expressar.

Digamos que nasci em uma família de pessoas ricas e fortes, e alguém nasceu em uma família de pessoas fracas e pobres. Isso não importa. Deve haver igualdade na oportunidade de avançar e não no fato de que todos foram aparados do mesmo tamanho.

A próxima etapa será realmente assim. Quando uma pessoa começar a receber apenas recompensa espiritual e isso será suficiente para ela, quando ela perceber que para uma existência normal ela não precisa mais do que o que seu corpo animal exige e tudo o mais será revelado a ela como uma recompensa espiritual, uma conexão com um poder superior, com a eternidade, harmonia e perfeição, então as próprias pessoas irão conscientemente deixar de se interessar por algum tipo de recompensa terrena.

Elas não precisarão de nenhuma medalha, nenhum dinheiro extra, nada, e todas as recompensas serão espirituais porque a conexão com o Criador será aberta diante delas.

De KabTV, “Close-Up”

De Formação À Formação

962.1Comentário: Ao longo de todo o desenvolvimento da humanidade, dois grupos de pessoas, os bem-sucedidos e os mais fracos, têm tentado se reconciliar, mas não deu em nada. O forte, é claro, sempre tem sucesso e o fraco não. Consequentemente, os fortes chegam ao poder e usam os fracos. A legislação de todos os países trabalha para os fortes sem proteger os interesses dos fracos.

Minha Resposta: Isso leva a todos os tipos de revoluções e, como resultado, os fortes cedem aos fracos. Então os fortes são forçados a alimentar os fracos e ajudá-los, porque se os fracos se levantarem, começarão a destruir os fortes. Portanto, tudo isso é uma espada de dois gumes.

Assim, a sociedade chega a um estado relativamente equilibrado. Naturalmente, se nasci em uma família rica e poderosa, tenho um destino diferente de quem nasceu, talvez com tendências melhores, na família de um trabalhador rural. Ainda há muita coisa que depende de diferentes condições sociais. Porém, em princípio, uma pessoa se realiza, nada podemos fazer a respeito.

Portanto, em nosso mundo, neste plano, é inútil buscar a justiça. Nunca teremos isso aqui. Podemos inventar todo tipo de lei, mas não mudaremos nada.

Veja as leis injustas que temos: todo mundo tem que trabalhar oito horas por dia. Mas é impossível exigir as mesmas horas de trabalho de cada pessoa.

Se eu for criado pela natureza como ágil, forte e rápido, farei um milhão de coisas em oito horas e ganharei muito. E o outro que é preguiçoso e não muito esperto mal se move e não ganhará o pão de cada dia nem em dez horas.

Devemos entender que a natureza nos criou diferentes para algum propósito específico e não para a exploração dos fracos pelos fortes.

Obviamente, é na combinação certa que chegamos a algum denominador comum, uma perfeição comum. Além disso, a maioria das pessoas não se distingue por uma grande mente, qualidades especiais ou sua agudeza.

Pergunta: Por que existe esse desequilíbrio na razão percentual?

Resposta: De acordo com a pirâmide da sociedade humana. No fundo, há uma massa mais ou menos geral, que por natureza tem pequenos desejos e necessidades e, consequentemente, impulso e tudo mais. Com isso, não me refiro à origem de uma pessoa, porque um retardado estúpido e preguiçoso pode nascer em uma família bem-sucedida.

Estou falando do poder do desejo, de habilidades. Nascem muito poucas pessoas que estão no topo da pirâmide. Quando essa pequena parte começa a explorar uma grande massa, verifica-se que, por um lado, elas são mais fortes, mas, por outro lado, há menos delas.

É aqui que surgem a dependência mútua e o desequilíbrio mútuo. Como equilibrar tudo isso? Todas as teorias sociais são baseadas nisso. Desta forma, dependendo da quantidade de egoísmo que é despertado nas partes superior e inferior da pirâmide, a humanidade passa de formação em formação.

De KabTV, “Close-Up”

É Proibido Condenar Uma Pessoa À Morte

961.2Pergunta: Não existe o conceito de prisão na Cabalá, mas existe o conceito de pena de morte. Uma pessoa deve ter um motivo para ter medo de prejudicar outros membros da sociedade?

Resposta: Não. A pena de morte é meramente um conceito teórico e, de fato, praticamente ninguém foi executado na nação de Israel.

Durante toda a sua existência, o Sinédrio (a Suprema Corte) sentenciou alguém à morte apenas uma vez e, pelo que eu sei, isso foi posteriormente cancelado. Foi considerado que eles podem condenar uma pessoa à morte apenas uma vez a cada 70 anos! A pena de morte foi considerada algo desumano e terrível.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 07/07/19

Um Déficit De Bondade

294.2Se nos esforçarmos para retornar ao estado que havia antes da quebra trazida pelo Criador, revelaremos um poder superior dentro de nossa unidade. Portanto, a ciência prática da Cabalá é totalmente baseada na conexão. É sob esse ponto de vista que devemos considerar toda a nossa vida e principalmente o que está acontecendo conosco agora.

Em nossa chamada última geração, todas as forças da natureza começam a agir contra nós em todos os níveis do mundo moderno. E isso tem a intenção de nos revelar a futilidade de todas as nossas tentativas de corrigir nossa vida nos níveis inanimado, vegetal e animal em que ainda existimos. A correção deve ocorrer precisamente no nível humano para que o amor possa cobrir todas as transgressões.

Só então seremos capazes de alcançar a existência espiritual, apenas se a corrigirmos e a estabelecermos conectando todas as nossas partes separadas e opostas. O mundo espiritual começa a se abrir entre nós e toda a natureza nos empurra nessa direção. Se não concordarmos em viver como animais que vivem apenas hoje para morrer amanhã, mas quisermos alcançar a imortalidade e a perfeição, isso existe apenas no nível espiritual e não nos níveis inanimado, vegetal ou animal.

O nível espiritual pode ser revelado apenas dentro de nossa conexão, isto é, quando nos elevamos acima de nossa natureza inanimada, vegetal e animal para pegar os desejos do nível humano, quebrado e dividido pelo ódio e rejeição mútua, e fazemos esforços para trazê-los para a unidade.

Então, com base nessa diferença de potenciais entre a rejeição devido à divisão no nível humano e a conexão que seremos capazes de alcançar nele – dentro da tensão que surge entre esses dois níveis – o resultado de nossos esforços se manifestará como a vantagem da luz sobre a escuridão, isto é, a vantagem da conexão sobre a rejeição.

E seremos capazes de compreender o mundo espiritual, a força espiritual, isto é, o Criador, revelado a nós de acordo com a medida de nossa união e amor acima de todas as rejeições e guerras.

Portanto, à medida que a humanidade se desenvolve, mais e mais forças de separação e estados de reconhecimento do mal são revelados. A civilização moderna não é deficiente em nada, exceto em uma coisa: relações corretas e boas entre nós. Assim, seríamos facilmente capazes de ajustar nossa vida corporal e espiritual da melhor maneira.

Este é o objetivo final de nossa existência. E todos os problemas e dificuldades, pessoais e gerais, que estão crescendo dia a dia, são projetados para nos mostrar a necessidade de reconhecer o mal. Ficará claro que toda a nossa felicidade e infelicidade depende apenas de nossa conexão ou distanciamento, que determina tudo o que acontece na natureza.

Portanto, a extinção de incêndios, o plantio de árvores e todas as outras medidas não nos ajudarão. Somente por meio de nossa conexão uns com os outros podemos afetar favoravelmente toda a natureza. E ao nos afastarmos uns dos outros, destruímos todo o meio ambiente. Portanto, do nível humano, influenciamos o mundo inanimado, as plantas e os animais.

A humanidade terá que aprender com a nova ciência – a sabedoria da Cabalá – que, ao nos conectarmos ou distanciarmos, influenciamos todo o universo, tudo o que acontece na Terra: tufões, calor e frio extremos, planetas e estrelas. No final das contas, tudo depende apenas do grau de conexão ou distância entre as pessoas.

Ainda temos que entender essa nova ciência, até que ponto podemos com nossas propriedades internas fazer com que todo o universo seja um mundo bom e harmonioso. Essa é a ciência da geração do Messias, o fim da correção; na medida em que pudermos nos corrigir, veremos tais fenômenos no mundo ao nosso redor.

É necessário entender que absolutamente nada na natureza ao nosso redor no macrocosmo e microcosmo pode mudar, exceto como resultado da conexão ou distância entre as pessoas. É muito importante direcionar corretamente seus pensamentos e desejos e perceber que tudo depende disso.

No início, não temos sensibilidade para revelar isso. Mas se começarmos a pensar mais e mais nisso, então, como em qualquer profissão, alcançaremos a perfeição, a sutileza de percepção que nos permitirá sentir como tudo realmente funciona.

O nível humano está acima dos níveis inanimado, vegetal e animal e, portanto, somente por nossa unidade podemos trazer o universo inteiro e especialmente o planeta Terra e seus arredores ao completo  equilíbrio em todos os níveis.

A força da nossa unidade é o motor que nos leva para o mundo do bem absoluto, unidos por conexões positivas.

Da Lição Diária de Cabalá, 04/09/21, “O Criador é Revelado na Conexão Entre Nós”

Procurando Um Ponto De Referência

592.04Comentário: Um político forte dirá que sempre defende os fracos, os menos afortunados. Todas as campanhas eleitorais são baseadas nisso. E quando ele chega ao poder, ele rapidamente se esquece disso.

Minha Resposta: Isso é natural. Onde você viu políticos que se preocupam com as massas? Um político também é um egoísta, só que maior. Até chegar ao topo da pirâmide do poder, ele deve destruir e pisotear centenas de pessoas, e só então se torna presidente ou chefe de governo.

Portanto, é impossível exigir deles algum tipo de piedade para com as massas. Eles não têm um único pensamento sobre isso. Eles pensam apenas em termos de força, poder e dinheiro do governo. É assim que eles são; caso contrário, eles não estariam no topo. É ingênuo esperar qualquer benefício deles.

Claro, eles farão algo pelas massas, mas como um método populista, nada mais. Eles usam essas técnicas para melhorar suas classificações. Os políticos abrirão mão de tudo pelo poder. Nem gastar dinheiro nem perder o bom nome vai impedi-los, nada. O principal é atingir o poder. Alguém quer fazer algumas descobertas científicas e só isso é importante para ele. Para outra pessoa, nem política nem uma boa opinião sobre si mesma são importantes, apenas dinheiro. Todo mundo tem seu próprio objetivo. E cada um consegue o que quer, tanto quanto possível.

Mas o fato é que nosso egoísmo em constante desenvolvimento nos leva a um estado em que não recebemos a satisfação de nossos desejos e realizações. Eu me esforço por dinheiro. Por quê? Para me sentir confiante, realizado. Isso não acontece! Eu me esforço pelo conhecimento. E para que eu preciso disso? Eu o adquiro e fico vazio. Eu alcanço o poder e de repente descubro que ele não me dá nada além do vazio.

É óbvio hoje que não importa quais desejos eu realize, eu permaneço vazio. O que podemos fazer?

E aqui está o problema da pirâmide social: o topo desaparece. As pessoas costumavam se empenhar por esse topo, mas agora esse esforço desapareceu. Hoje, a elite sente que não tem nada. Hoje, você não vê governantes que possam dizer: “Eu sei como guiar o futuro e devo mostrar a vocês, eu devo”. Não existe tal coisa. Não há pessoas ou partidos que digam: “Tal partido existe! Vamos lá!”

Algum ponto-chave está perdido. Anteriormente, o egoísmo se desenvolveu de pequeno a grande, de grande a ainda maior e maior, e isso construiu uma espécie de linha, um ponto de referência. E hoje, o egoísmo chegou a um beco sem saída; não nos mostra nada. Pelo contrário, descobrimos que não há para onde ir. E não encontramos desejos maiores do que os que temos hoje. Desejo de quê? De consumir alguma coisa? E o que vou consumir, o mundo inteiro?

Uma pessoa descobre a limitação de seu egoísmo e começa a protestar: “O que fazer a seguir?” Ela não tem mais nada além de antidepressivos e drogas.

Nesse último estágio, nesse sentimento de vazio, surge um desejo pelo próximo nível de desenvolvimento, um superior, o reino em que ainda não existimos. Devemos alcançar o próximo nível de desenvolvimento. E esse é um novo desejo, não nosso passado egoísta, mas uma nova propriedade com a qual viveremos em uma dimensão acima do egoísmo.

Isso agora está começando a se manifestar nas pessoas, e elas chegam à ciência da Cabalá que as ajuda a revelar aquela parte do mundo que existe ao nosso redor, mas está oculta.

Pergunta: Então, sofrer é bom?

Resposta: Não é que o sofrimento seja bom, mas nos dá a oportunidade de nos elevarmos acima do egoísmo como causa do sofrimento. Ele nos permite sair de problemas. Se vejo que algo está me causando sofrimento, começo a odiar e tento me afastar disso.

Hoje estamos em um estágio de desenvolvimento em que começaremos gradualmente a perceber nosso egoísmo como mau. Outro estado chegará quando as pessoas perceberão: “Se não nos unirmos, destruiremos uns aos outros”.

De KabTV, “Close-Up. Esperança de Paz”

Afirmação Do “Eu” Pessoal

271Pergunta: Como podemos nos unir? Para uma pessoa ambiciosa e naturalmente forte, não há nada mais odioso do que a igualdade social.

Resposta: Ela pode permanecer como está. Ninguém tira nada dela. Quem a proíbe de ser rica? Quem a proíbe de se realizar na política, na arte, na ciência, em qualquer coisa? Por que ela deveria afundar na classe média? Ela não tem que fazer isso.

Estamos falando de igualdade social. Mas não é que todos serão iguais. Também não somos criados iguais por natureza. Somos iguais no sentido de que todos devem entender seu lugar no sistema integral e interagir com os demais.

Existem aqueles entre nós que pertencem à cabeça, às mãos, ao corpo ou às pernas do corpo comum de nossa sociedade. Cada um de nós é diferente. Essa diferença continuará a se aplicar no futuro. Um cozinheiro (uma pessoa não qualificada) não dirigirá o Estado. Ele não será capaz de fazer isso e não há necessidade de forçá-lo a fazer isso.

E as pessoas que podem liderar liderarão. E elas vão se orgulhar disso! O fato é que aquele que está no topo e quer governar recebe prazer ou realização disso.

Dê a ele essa oportunidade, apenas ensine-o a administrar corretamente. Então, além disso, ele receberá a satisfação de todos os outros.

Uma pessoa precisa de satisfação interior. Até os seus milhões no banco dão-lhe a sensação de que está satisfeita, um sentimento, nada mais! Dê a ela esse sentimento de seu trabalho, de sua criatividade.

Os políticos adoram criar porque a política é a mesma arte. No entanto, como ciência, finanças e tudo mais, as pessoas fazem isso para se sentirem criadoras nessa vida.

Isso as interessa. E zeros no banco ou nos diplomas de pós-graduação simplesmente falam do que elas fizeram na vida. Essa é uma afirmação de seu “eu”.

De KabTV, “Close-up. Esperança de Paz”

O Dinheiro Não Pode Comprar O Amor

292Não podemos conquistar a natureza. A natureza nos trouxe a um estágio especial de desenvolvimento, e devemos cumprir sua demanda para nos aproximarmos, sermos mais unidos como uma nação e acabar com todas as disputas. Se não fizermos isso, ficará ainda pior do que agora. Eu avisei logo no começo da pandemia que ela não vai acabar rápido, três anos, cinco anos, vai durar anos.

Até que cumpramos a lei da natureza que exige que nos conectemos verdadeiramente como uma pessoa com um coração, não seremos capazes de ser saudáveis ​​e livres. As restrições que agora sentimos da natureza nos mostram que não temos permissão de chegar perto um do outro por causa de nossa má atitude em relação ao outro.

A distância entre nós não pode ser inferior a dois metros, o que é um reflexo da minha atitude para com os outros. Não quero senti-los mais perto e esse sentimento agora está sendo transmitido para a distância entre nós.

Vocês querem viver sem restrições físicas? Então, anulem as restrições internas. Tentem estar mais próximos uns dos outros, eliminem todas as brigas e disputas entre o povo de Israel, e vocês verão que a pandemia irá diminuir imediatamente. Parece que não há conexão entre nosso relacionamento e o vírus. Mas é assim que funciona.

Se não fizermos isso, gastaremos milhões de shekels e dólares a mais em remédios e vacinas, mas os problemas vão crescer e não seremos capazes de nos livrar deles. Queremos ser resgatados com dinheiro, mas sem mudar nossos corações. Mas isso não vai funcionar. O dinheiro não pode comprar o amor. E é uma grande proximidade e amor que é exigido de nós.

Claro, o amor não é dado de graça. Deve ser conquistado. Porém, essa é uma aquisição eterna, a ação mais confiável que nos garante saúde, força, paz, serenidade e nos eleva acima da vida e da morte. Não há nada mais forte do que o amor; é a força superior.

No entanto, não estamos prontos para perturbar nossos corações com amor e, em vez disso, tentar encobri-lo na esperança de encontrar paz. Mas não há saída. Só prolongaremos nosso sofrimento por mais alguns anos até nos tornarmos mais inteligentes. O Criador não abandonará seus planos. Ele nos forçará persistente e incansavelmente a amar os outros como a nós mesmos.

Não é suficiente apenas tornar-se um pouco mais gentis com o outro, é necessário realmente chegar ao amor universal para que somente o amor governe o mundo.

De KabTV, “Uma Conversa com Jornalistas”, 29/11/20

Por Que Não Podemos Simplesmente Ser Felizes?

737.01Comentário: Do Relatório Mundial de Felicidade 2021Países escandinavos no topo da classificação das nações mais felizes do mundo, com pontuações variando de 7 a quase 8 de 10, seguidos pela Europa Ocidental, América do Norte e Central e algumas nações asiáticas.

Bilhões de pessoas estão vivendo em condições que excedem os sonhos dos reis há 200 anos. E eles viviam bem.

Ao mesmo tempo, a taxa de crescimento dos transtornos mentais nesses países mais felizes é exponencial. Depressão, antidepressivos, remédios, já são coisas comuns. O número de suicídios nesses países é dez vezes maior do que nas nações infelizes. Toda a cultura está saturada de um sentimento de fadiga, apatia e sofrimento de um indivíduo em um mundo oprimido.

Pergunta: O que as pessoas estão faltando? Parece que existe felicidade; elas dizem que estão felizes. Apenas viva sua vida e seja feliz.

Esta conclusão está correta: quanto melhor vivo financeiramente, pior me sinto internamente?

Resposta: Quanto melhor vivo financeiramente, com mais estresse interno eu vivo.

Pergunta: O que devo fazer para viver bem financeiramente e ser preenchido internamente?

Resposta: Visitei a casa de um homem, não meu aluno, em Amsterdã. Ele tem acesso a esses canais, mas chega em casa do trabalho, janta, senta-se em uma cadeira de balanço, pega um jornal, como há 100 anos. E não há problemas mundiais no jornal, apenas um jornal comum.

Fiz algumas perguntas e percebi que estava tudo bem para ele. Ele não percebe nenhuma perturbação no mundo. Elas passam por ele.

Nada pode ser feito. Tem pessoas que não reage. E você quer dizer a elas que precisamos nos mover em direção à fraternidade ou haverá infortúnios em todo o mundo, que devemos ser equivalentes à natureza, mas ele já está em equivalência com a natureza.

Pergunta: Então, o que queremos delas? Em princípio, elas são pessoas felizes.

Resposta: Não se trata do que queremos. É sobre o que a natureza exige. Devemos começar por aí. Caso contrário, elas não teriam sido inundadas.

Pergunta: Os medicamentos e antidepressivos são requisitos da natureza?

Resposta: Tudo é uma exigência da natureza e de uma forma ainda não compreendida por elas: de onde vem, o que está sendo feito? Em geral, existem muitos problemas. Este é o período de transição para a humanidade. E espero que isso acabe logo.

Pergunta: Então, o que é felicidade?

Resposta: Felicidade significa estar em equilíbrio com a natureza geral e global! Com os seres inanimados, vegetativos, animados e humanos. Quando você está em equilíbrio com eles, experimenta um sentimento especial, o equilíbrio mais elevado chamado felicidade.

Equilíbrio com a natureza é quando me sinto neste enorme sistema e sinto como o influencio e como ele me afeta. E sentimos nossa interdependência. Ao mesmo tempo, o que sinto se chama felicidade. Equilibre-se com a natureza! Mas a natureza inclui muitas qualidades e forças adicionais que ainda não conhecemos e teremos que revelar.

Pergunta: O que significa que estou ativo? Não posso me sentar em uma cadeira de balanço, pegar um jornal e simplesmente desmaiar? Não é como estar morto?

Resposta: É impossível!

Um vizinho vai te acordar de baixo porque há uma inundação, o segundo vizinho de cima porque há fogo, e da esquerda e da direita por algum outro motivo.

E tudo isso para que possamos equilibrar toda a natureza circundante com relações mútuas entre nós, entre vizinhos.

Comentário: Tenho que estar ativo o tempo todo. E não quero! Eu quero me balançar calmamente em uma cadeira de balanço.

Minha Resposta: Claro. Essa é a tragédia da última geração!

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 29/07/21

Banir O Plástico Nos Ajudará?

738Nas Notícias (Notícias do Parlamento Europeu): “O Parlamento aprovou uma nova lei que proíbe os artigos de plástico de uso único….

“Os Estados-membros terão que atingir uma meta de coleta de 90% para garrafas plásticas até 2029, e as garrafas plásticas terão que conter pelo menos 25% de conteúdo reciclado até 2025 e 30% até 2030.

“O acordo também fortalece a aplicação do princípio do poluidor-pagador … ao introduzir a responsabilidade estendida para os produtores. Este novo regime também se aplica às artes de pesca, para garantir que os fabricantes, e não os pescadores, suportem os custos de recolha das redes perdidas no mar. …

“De acordo com a Comissão Europeia, mais de 80% do lixo marinho é plástico. Os produtos abrangidos por esta nova lei constituem 70% de todos os itens de lixo marinho. Devido à sua lenta taxa de decomposição, o plástico acumula-se nos mares, oceanos e nas praias da UE e em todo o mundo. Resíduos de plástico são encontrados em espécies marinhas – como tartarugas marinhas, focas, baleias e pássaros, mas também em peixes e crustáceos e, portanto, na cadeia alimentar humana”.

Pergunta: Você acha que é possível parar este dano com tal proibição?

Resposta: Não sei, e o que o substituirá? Como podemos nos livrar de todos esses sacos plásticos, etc.?

Pergunta: Por que algo feito para ser tão conveniente quase sempre é prejudicial?

Resposta: Qualquer coisa que não venha da natureza em sua forma pura é sempre prejudicial.

Pergunta: Você está dizendo que todo progresso tecnológico é prejudicial?

Resposta: Claro! Ainda precisamos aprender e entender tudo isso.

Pergunta: Todo esse caminho de progresso tecnológico, revoluções técnicas e todos os prêmios Nobel recebidos por eles, isso prejudicou a humanidade?

Resposta: Tudo isso! Tudo é apenas para perceber o mal que há nela.

Até que uma pessoa entenda corretamente por que precisa de algo, não coloque nada em suas mãos! Nem uma coisa pequena, nem uma bomba atômica.

Nossa vida inteira é apenas para neutralizar todos os possíveis efeitos negativos desse progresso sobre nós. Estamos apenas empenhados em neutralizar suas consequências negativas.

Todo o nosso progresso é apenas para nos permitir agir egoisticamente como quisermos, agir egoisticamente e ao mesmo tempo sem sofrimento.

Pergunta: Quando este progresso tecnológico é útil e necessário?

Resposta: Apenas na medida em que nos ajuda a estar mais próximos uns dos outros.

Não temos ideia de para onde nosso egoísmo nos leva quando estamos engajados apenas nele. Tudo o que vem dele é, em última análise, prejudicial e, no final, terá de ser interrompido. Não sou a favor de desistir de tudo repentinamente. Estou falando sobre o curso geral da humanidade.

Não desista de nada. Trate apenas a natureza corretamente. Quando você puder agir de acordo com as leis de conexão, bondade, amor e assim por diante, faça isso. Todo o resto, deixe de lado. Você verá como tudo apresenta uma imagem diferente.

Eu defendo o progresso razoável, que consiste em combinar os princípios egoístas e altruístas da natureza e sua atuação conjunta. Tanto a linha esquerda quanto a direita são necessárias. Mas deve haver uma linha média que os impulsione.

Pergunta: Então, com base nisso, o processo resultante será correto? Precisamente dessa conexão?

Resposta: Sim. Mas em algum ponto do caminho, abandonamos essa atitude correta em relação à natureza e iniciamos um desenvolvimento unilateral: apenas por causa do egoísmo.

É por isso que arruinamos não apenas a ecologia, mas também os humanos.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/07/21