Textos na Categoria 'Família'

Maternidade Em Crise

552.03Comentário: Um artigo interessante apareceu em Rosbalt: “A Terapeuta Explicou Porque A Maternidade Está Em Crise”  em que, “A especialista [Otta Maria Bloch] lembrou que a maternidade em geral está passando por uma crise nos dias de hoje, e entre os motivos não está apenas a mudança de posição de uma mulher, que deve ter tempo para ter uma carreira, criar filhos e permanecer uma esposa amorosa.

“’A atitude em relação à maternidade também é influenciada pela velocidade crescente da vida, um fundo denso de informações e uma mudança nos valores em relação ao amor-próprio. Agora, para muitos, o sucesso é o bem-estar financeiro, a capacidade de se divertir aqui e agora, sem investir muito esforço nisso. E a paternidade em si pressupõe não receber, mas dar”, observou Maria Blokh.

Pergunta: Qual é o seu comentário sobre isso?

Resposta: Chegamos a tal egoísmo que não queremos filhos! Não queremos criar filhos, não queremos dar nem mesmo aos nossos filhos. Deixe-os crescer como quiserem ou deixe o Estado provê-los e cuidar deles. Nós não.

Esta é a maternidade em crise, esta é a família em crise em geral. E o que é uma família se não há filhos? Se antes as pessoas eram contra internatos, creches e outras instituições semelhantes, hoje é o contrário: “Como posso mandar meu filho para algum lugar para que eu possa cuidar de mim mesma”, diz uma mulher moderna.

Comentário: Voltaremos à maternidade normal?

Minha Resposta: Acho que vamos. Através do sofrimento, mas virá.

Pergunta: É correto dizer que a paternidade em si não envolve receber, mas dar?

Resposta: Claro.

Pergunta: Então, temos uma crise de doação?

Resposta: Sim. Em geral, toda a natureza é construída sobre o fato de que aprendemos, por meio de nossa atitude em relação aos filhos, a dar, depois a dar aos outros: adultos, outros, a sociedade e, então, a toda a natureza.

Pergunta: Mas vemos que uma mãe gosta imensamente quando seu filho sorri para ela ou pega uma colher de mingau. Vemos que é um grande prazer. Para onde isso vai? Por que elas não querem continuar com isso, para ter mais filhos?

Resposta: Elas não têm culpa. A natureza as fez assim. Quer que as pessoas percebam o quão egoístas elas são, que esse egoísmo as move e, portanto, elas são boas mães.

Pergunta: De outra forma, como você pode dar à luz?

Resposta: Você deve primeiro mudar o objetivo e depois dar à luz.

Pergunta: Qual deve ser o objetivo? Por que estou dando à luz uma criança?

Resposta: Apenas pelo bem do mundo. Para que haja mais pessoas boas e justas no mundo, vou dar à luz e criar meus filhos dessa maneira. É por isso que vou dar à luz a eles. Chegamos ao ponto em que devemos lidar corretamente com a intenção: Qual é a razão de eu estar fazendo isso?

Pergunta: Ou seja, a intenção se tornará a coisa principal quando eu der à luz uma criança?

Resposta: Sim. Primeiro a intenção, depois a ação.

Pergunta: É por isso que esta crise está acontecendo agora?

Resposta: Sim.

Pergunta: Mas isso vai acontecer?

Resposta: Isso definitivamente vai acontecer!

Pergunta: É assim que eles vão dar à luz filhos?

Resposta: Sim. E será um novo mundo.

Pergunta: Esses filhos serão mais felizes?

Resposta: Claro! Eles serão atendidos de uma maneira diferente e sentirão que estão nascendo em um novo mundo e que desejarão viver neste mundo.

Pergunta: As mães também serão mais felizes?

Resposta: Claro. Elas saberão por que seu filho cresce, vive e existe. Elas sentirão a própria natureza do infinito.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 12/08/21

Nova Vida 1320 – A Diferença De Geração

Nova Vida 1320 – A Diferença De Geração
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

A natureza cria diferenças de geração para que a humanidade avance. É impossível transmitir a sabedoria da vida às gerações mais jovens, por isso precisamos estabelecer um ambiente que reflita valores positivos. Se um adulto deseja doar, ele deve tentar aprender o que é bom para o jovem e dar isso. Um pai deve estar próximo de seu filho, como um amigo, para que ele possa falar com ele livremente sobre tudo, sem moralizar ou criticar.

Somente o amor pode nos ajudar a nos comunicar e a preencher a diferença de gerações. Devemos mostrar a uma criança que, se ela fizer algo errado, ela nos fará mudar de atitude em relação a ela. Existe um amplo canal entre nosso filho e nós, através do qual o amor flui constantemente, mas a chave para a torneira está nas mãos da criança.

De KabTV “Nova Vida 1320 – A Diferença de Geração”, 10/10/21

“Namoro E Relacionamentos: Quais São As Chaves Para Um Relacionamento Bem-sucedido?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Namoro E Relacionamentos: Quais São As Chaves Para Um Relacionamento Bem-sucedido?

A chave para um relacionamento bem-sucedido está na disposição de ceder. Mediante concessões mútuas, os parceiros têm a capacidade de aumentar seu amor um pelo outro.

Quem cede em um relacionamento ganha paz, conexão, tranquilidade e amor. Isso leva a uma conexão positiva e não baseada no orgulho e na dominação. Meu professor, Rabash, costumava dizer que “uma família só pode existir por meio de concessões mútuas”. Precisamos amar, tratar uns aos outros com amizade, conceder um ao outro e, ao fazer isso, ganhamos uma sensação que chamamos de “amor”.

A concessão depende exclusivamente de você. Não há necessidade de pressionar o outro. Se você exercer a concessão, verá que essa arma é poderosa e, por meio de seus exemplos para conceder, simplesmente conquistará seu parceiro.

Baseado em uma conversa com o Cabalista Dr. Michael Laitman. Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

Nova Vida 1318 – Lidando Com A Comunicação Violenta Na Família

Nova Vida 1318 – Lidando Com A Comunicação Violenta Na Família
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

O sistema educacional precisa ensinar as crianças como se comportar nos relacionamentos. As crianças que crescem em famílias com comunicação violenta provavelmente se sentirão inseguras e desejarão fugir. Elas devem se retirar de seus ambientes familiares violentos para ter sucesso na construção de novos padrões corrigidos. Elas precisam de exemplos positivos para aprender. O primeiro princípio que devemos ensinar é o princípio da igualdade. Se alguém se relaciona conosco com violência verbal, refletimos o mesmo de volta para elas, como uma imagem no espelho, para que sintam sua necessidade de correção. Por trás do princípio da igualdade, existe um desejo de sermos construídos uns pelos outros, de construirmos os padrões certos para nós mesmos.

De KabTV, “Nova Vida 1318 – Lidando com a Comunicação Violenta na Família”, 12/09/21

Nova Vida 1316 – Brigas Na Família

Nova Vida 1316 – Brigas Na Família
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Em uma vida corrigida, examinamos os conflitos entre nós com a intenção de alcançar o amor e a paz acima deles. Para discutir corretamente, precisamos aprender o método de relacionamento que é explicado na sabedoria da Cabalá. Homens e mulheres são inatamente diferentes.

As brigas devem ser consideradas como a revelação necessária da natureza de cada um em contraste e oposição à natureza do outro. A lacuna natural entre eles pode ser preenchida quando expressamos abertamente nossas preferências, respeitamos os pontos de vista um do outro, damos bons exemplos um ao outro e estabelecemos um entendimento mútuo.

De KabTV, “Nova Vida 1316 – Brigas Na Família”, 15/08/21

Nova Vida 1315 – Relações Com Filhos Crescidos Que Saíram De Casa

Nova Vida 1315 – Relações Com Filhos Crescidos Que Saíram De Casa
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Muito antes de os filhos saírem de casa, precisamos acostumá-los a ligar para os pais uma vez por dia e visitá-los semanalmente. É importante que os pais compartilhem o que estão passando, para mostrar que se importam, fazer perguntas e dar o exemplo. Os pais devem preparar os filhos para a fase de saída de casa e criá-los para serem independentes.

As crianças que não receberam a preparação correta para a vida se sentirão fracas e terão dificuldade em se construir e estabelecer uma conexão com um parceiro de vida. Os pais devem dar aos filhos uma sensação de segurança, orientação e um sentimento de que estamos sempre lá para ajudá-los.

De KabTV, “Nova Vida 1315 – Relações Com Filhos Crescidos Que Saíram De Casa”, 08/08/21

Nova Vida 1311 – Brigas Entre Irmãos

Nova Vida 1311 – Brigas Entre irmãos
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Não pode haver contato e conexão sem sentir limitações e conflitos com os outros. Os irmãos não sentem um ao outro se não brigarem, mas podem ter dificuldades de comunicação. Brigar por brinquedos é natural entre crianças, e os pais não devem intervir, desde que não haja nenhum dano físico. Se um filho chora aos pais que seu irmão fez algo com ele, o pai pode abraçá-lo, mas não deve tomar partido.

Brigar para prejudicar os outros é inaceitável, mas, por outro lado, faz parte da vida normal. As brigas fortalecem a conexão e o amor entre nós, se soubermos como superar o sentimento de rejeição. Os pais não devem brigar e devem brincar com os filhos para dar um exemplo de como se comportar corretamente. Resumindo, devemos permitir que os irmãos se desenvolvam livremente para que se tornem experientes e sábios.

De KabTV, “Nova Vida 1311 – Brigas entre Irmãos”, 04/07/21

Nova Vida 1306 – Relações Na Família Estendida

Nova Vida 1306 – Relações Na Família Estendida
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

A família é o ninho em que a pessoa cresce. Pessoas que crescem sem o apoio da família encontram problemas ao longo de suas vidas. Elas não têm o poder que a família oferece. A civilização moderna destrói nossa conexão com a família. É impossível resolver os problemas familiares a menos que ensinemos às pessoas como alcançar a conexão e o amor entre elas, superando o ego humano. Todas as conexões entre os membros da família se desintegrarão até que descubramos que precisamos de uma nova qualidade de conexão em geral.

De KabTV, “Nova Vida 1306 – As Relações na Família Estendida”, 09/05/21

O Mistério Da Unificação Do Masculino E Feminino, Parte 4

511.01Por que o equilíbrio na vida familiar foi interrompido?

Pergunta: O que impede um casal de administrar sua natureza egoísta? Afinal, os dois querem ser felizes com o que criam entre si.

Resposta: Um casal não entende completamente onde está, quais as forças que os influenciam e por que tudo no mundo corporal é dividido em masculino e feminino.

Em nosso mundo, as relações entre o ser criado e o Criador são de alguma forma impressas nas relações entre os sexos, embora haja atributos masculinos e femininos em homens e mulheres.

No entanto, não podemos estabelecer nenhuma conexão um com o outro. Ainda assim, quando estabelecemos qualquer conexão uns com os outros, vemos que, na medida em que nos desenvolvemos egoisticamente de uma geração para a outra, na verdade nos afastamos um do outro. Parece que podemos nos aproximar mais no sentido de gênero hoje em dia e nos entender melhor, mas não é bem assim.

O ego que se desenvolve desperta ainda maior resistência e rejeição em nós. Ao longo da história humana, homens e mulheres sempre souberam o que o destino designava para eles. Um homem tinha que fornecer pão para a família e uma mulher tinha que cuidar da casa.

Um lar é a mulher, e ela é responsável por cuidar da casa e por criar os filhos, e o homem tem que prover todas as suas necessidades. Um casal entendeu que é assim que compartilhavam suas responsabilidades e carregavam o fardo da vida. Isso se originou da natureza da vida familiar, já que seus avós e avós e pais e mães deram um exemplo para eles.

De repente, cerca de 100 anos atrás, tudo isso começou a desmoronar em todo o mundo. Não importava se um país era desenvolvido ou não, o colapso era o mesmo. Aconteceu em todas as comunidades conservadoras e ortodoxas, e até mesmo em comunidades islâmicas fanáticas.

O plano da criação nos leva ao ponto em que não podemos fazer nada. Nosso egoísmo cresceu tanto que não podemos mais deixar a mulher em casa para que ela possa criar os filhos e cozinhar enquanto o homem sai para trabalhar. Isso é impossível hoje, e então nos perguntamos: “Como continuamos a viver?”

É aqui que entra a revelação da sabedoria da Cabalá, a fim de nos explicar qual é a relação certa entre um homem e uma mulher, porque hoje é impossível alcançá-la da mesma forma que no passado.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 03/03/19

Nova Vida 1305 – A Influência Do Ambiente Nas Relações Interpessoais

Nova Vida 1305 – A Influência Do Ambiente Nas Relações Interpessoais
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Quando entramos em um novo ambiente, não temos consciência do grau em que ele nos influencia, muda e molda. A influência do ambiente sobre nós é como a influência do útero sobre um bebê. O ambiente familiar deve ser protegido abrandando o coração antes de entrar em casa e jogando jogos criativos juntos para sentir a conexão familiar.

Uma bolha familiar protetora deve ser construída em torno dele, de modo que um espírito estranho não possa separá-lo. A família deve falar sobre o que é externo a ela, o que é interno a ela e como protegê-la de quaisquer influências externas prejudiciais ou hostis.

De KabTV, “Nova Vida 1305 – A Influência do Ambiente sobre as Relações Interpessoais”, 25/04/21