Textos na Categoria 'Facebook'

Evento Em Memória Do Holocausto

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 20/01/20

A memória dos 6 milhões de judeus que morreram no Holocausto será comemorada no Yad Vashem: Centro Mundial do Holocausto, em Jerusalém, por mais de 45 líderes mundiais no 75º aniversário da libertação de Auschwitz nesta quinta-feira.

No entanto, um memorial do Holocausto deve ser mais do que uma comemoração daqueles que morreram. Deve ser aproveitada como uma oportunidade para enfrentar o futuro com a convicção de realizar nosso papel – unir (“ame o seu próximo como a si mesmo”) acima da divisão (“o amor cobrirá todas as transgressões”) para ser “uma luz para as nações”. É assim que futuras atrocidades podem ser evitadas.

Congresso Da África

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 20/01/20

Nossa Convenção Virtual para nossos grupos na África durante o fim de semana – incluindo grupos de Gana, Costa do Marfim, Camarões, Togo, Benin, Congo, Guiné, Etiópia, África do Sul e dezenas de conexões virtuais de áreas remotas em todo o vasto continente – foi um testemunho vivo de como chegou a hora da maravilhosa sabedoria da Cabalá ser revelada à humanidade.

O povo africano experimentou grande sofrimento e opressão, e o despertar espiritual de hoje no continente, com grupos de pessoas mostrando prontidão para se conectar acima de todas as diferenças, foi uma experiência muito emocionante. Eu pessoalmente fiquei comovido.

Uma parte significativa da Cabalá é como os novos alunos avançam muito mais rápido do que os veteranos quando começaram, pois, como recém-nascidos que entram na família, herdam tudo o que a família ganhou e preparou para eles. Isso ficou especialmente evidente ao ver a participação dos amigos africanos ao longo das lições e eventos da Convenção.

Eu desejo expressar minha profunda gratidão a todos que prepararam o evento. Juntos, continuaremos tentando abrir o coração do mundo à conexão e ao amor.

Dia Da Língua Hebraica

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 19/01/20

Por que é importante enfatizar a santidade e a pureza da língua hebraica?

Ao chegarmos ao Dia da Língua Hebraica deste ano, que é comemorado anualmente em Israel no aniversário de Eliezer Ben Yehuda, que é conhecido como o pai do hebraico moderno falado, eu gostaria de enfatizar a santidade e pureza da língua hebraica.

Numa época em que a cultura da mídia social gera todos os tipos de híbridos na língua hebraica, eu vejo importância em fazer um esforço especial para lutar por um hebraico puro. A importância deriva do fato de que a língua hebraica original aponta para a inteligência interna da nação.

Por que isso é especialmente verdade no hebraico?

Porque, diferentemente de outras línguas, o hebraico tem sido consistente por gerações, variando da Bíblia à sua forma contemporânea. De fato, o hebraico constantemente evolui, muda e diversifica, mas, por exemplo, se falássemos com o rei Davi usando o hebraico que temos agora, as chances de seu entendimento seriam maiores do que, digamos, o entendimento de um rei francês medieval do francês moderno.

O hebraico tem um estilo conciso característico que vai direto ao ponto. Por exemplo, duas ou três palavras do hebraico geralmente podem se traduzir em quatro ou cinco palavras do inglês. Além disso, mais significativamente, é uma língua que não é uma invenção das pessoas. Conforme escrito no Sefer Yetzira de Abraão (O Livro da Criação), há 3.800 anos atrás, “as vinte e duas letras – [o Criador] criaram todo o seu universo com elas. Ele formou com elas tudo o que foi feito e tudo o que será feito no futuro”. Segundo a sabedoria da Cabalá, as vinte e duas letras do alfabeto hebraico são vinte e dois sinais de código, que os Cabalistas usam para descrever o processo de realização espiritual.

As linhas horizontais e verticais que compõem as formas das letras hebraicas expressam duas qualidades espirituais fundamentais:

Linhas horizontais expressam a força de amor e doação na alma.

Linhas verticais expressam as luzes, ou seja, os prazeres espirituais que enchem a alma.

Portanto, as vinte e duas formas das letras hebraicas expressam vinte e dois tipos de preenchimento da alma pela luz superior.

Quando criamos as letras hebraicas em nossas almas, ou seja, atingimos essas qualidades espirituais, e o fazemos com a intenção de amar e doar a outros como o Criador, nos tornamos como Ele. Nós entendemos então o modus operandi do Criador e sentimos o estado eterno da criação.

Nós entramos no mundo espiritual na medida em que desenvolvemos um desejo de amar e doar. A letra hebraica “Mem Sofit” (“ם”), com sua forma quadrada, simboliza esse desejo. Quando adquirimos o desejo de amar e doar, sentimos o amor do Criador completamente ao nosso redor, como a forma de um quadrado significa um espaço protegido definido.

Os Cabalistas codificaram estados espirituais nas letras hebraicas, expressando sua ascensão deste mundo corporal ao mundo espiritual eterno. As vinte e duas letras descrevem os estados experienciais pelos quais eles passaram em seu processo de desenvolvimento espiritual. Quando essas letras são combinadas em palavras e frases, o idioma hebraico surge.

Se lermos textos Cabalísticos com o desejo de descobrir a verdadeira compreensão e sensação do mundo espiritual, o poder das letras abrirá nossa alma. Nós então começaremos verdadeiramente a sentir a realidade espiritual e a “falar hebraico” no sentido mais amplo do termo.

Como Purificar O Sistema De Justiça E Quem É Um Verdadeiro Juiz?

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 16/01/20

No mundo contemporâneo, cheio de opiniões e atitudes controversas, o sistema de justiça possui um dos nichos mais importantes. No entanto, acontece que, por trás do sistema judicial perfeitamente criado, existe um interesse pessoal, corrupção ou influência dos mais poderosos deste mundo.

Existe uma maneira de “purificar” o sistema de justiça e quem é realmente considerado um juiz?

De acordo com a sabedoria da Cabalá, um juiz é uma pessoa que está acima de qualquer autoridade ou influência externa. Ele opera os fatos e considera as leis da natureza como a principal ferramenta para resolver o caso. Você não pode suborná-lo ou pedir uma conversa “particular”. Ele é um juiz e faz o seu trabalho.

Quais são as leis da natureza que um verdadeiro juiz deve seguir operando na corte?

São as leis da natureza integral. A solução para cada caso não deve ser simplesmente ‘justificada’ ou ‘punida’. A verdadeira solução e propósito para cada processo é levar a pessoa a uma conexão boa e decente com outras pessoas, ou seja, “o amor cobre todas as transgressões”.

Se esse tipo de correção não é alcançado no final do julgamento, então não há julgamento.

Marcha “Nenhum Ódio, Nenhum Medo”

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 05/01/20

Ficar juntos em uma marcha de solidariedade é um ato admirável, mas se o povo judeu quiser resolver o antissemitismo em sua raiz, eles também precisam sentar e aprender juntos. Aprender em grupos tem sido parte integrante do que nos tornou judeus, para começar. Ela data de quando aprendemos a nos unir de acordo com o mandamento: “ame seu próximo como a si mesmo”, sob a orientação de Abraão, há 3.800 anos. Marchas, por outro lado, nunca foram uma atividade judaica.

Portanto, enquanto hoje estamos em solidariedade com o povo judeu da cidade de Nova York, ainda devemos reconhecer que a unificação para “dizer não ao ódio e não ao medo”, como mencionado na promoção da marcha, está longe de ser o tipo de unidade que nos tornou um povo judeu, para começar. A essência da nossa unidade não é reacionária ao ódio que se eleva contra nós, mas que nos conectamos positivamente com uma intenção comum de nos igualarmos às leis da natureza. É por isso que recebemos o nome “povo de Israel” sob a orientação de Abraão: “Israel” decorrente das palavras “direto à força superior” (“Yashar Kel“), ou seja, uma intenção comum de amar e doar como a qualidade da força superior.

Portanto, espero que compreendamos o imenso potencial que possuímos: aprender nosso importante papel no mundo, e não esperar mais atos de ódio e medo nos unirem momentaneamente, mas que tenhamos o futuro em nossas próprias mãos, implementar o método criado para nos unir e tornar-se um exemplo unificador positivo para o mundo. Teríamos então uma boa razão para nos orgulharmos. Ao fazer isso, arrancamos o antissemitismo por sua raiz e testemunhamos uma inversão completa do sentimento que nos cerca, em apoio, encorajamento e apreciação.

2020: Dez Anos Em Dez Minutos

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página no Facebook Michael Laitman 01/01/20

Nova York É A Nova Capital Do Antissemitismo?

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 31/12/19

A unidade do povo judeu visa trazer prosperidade e bem-estar espiritual não apenas aos judeus, mas à humanidade. O papel do povo judeu é ser uma “luz para as nações”, fornecendo a todas as pessoas neste planeta um método para alcançar a unidade e a manifestação de um exemplo positivo e unificador.

Os antissemitas abrigam uma inimizade irracional inexplicável em relação aos judeus. De acordo com a sabedoria da Cabalá, essa sensação negativa é, inerentemente, um desejo de unidade entre os judeus, que preencherá todos os espaços cinzentos da vida com luz e vitalidade.

Leia meu artigo completo

A Startup Ideal De Israel: Método Correto Para O Desenvolvimento Humano

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 30/12/19

O Que As Pessoas Esperam Dos Judeus?

Ao longo da história, os judeus tiveram um sucesso desproporcional na economia, política e cultura. No entanto, quanto mais eles obtêm sucesso, mais o antissemitismo aumenta. É porque existe uma expectativa inconsciente dos judeus de fornecer algo significativo que o povo judeu aparentemente deve ao mundo.

Qual é a expectativa inconsciente do povo judeu?

Os judeus têm uma capacidade inata, da qual eles próprios desconhecem, de proporcionar a cada pessoa perfeição, harmonia e felicidade. Isso é feito através de um método de correção e desenvolvimento humano, de acordo com as leis fundamentais da natureza: uma estratégia que nos ensina a superar um esforço humano pela autorrealização às custas dos outros, conectando-nos positivamente acima de nossa rejeição primordial.

Os judeus receberam esse método de Abraão na antiga Babilônia. Ele se perdeu nos exílios. Portanto, hoje, quando vemos o mundo sofrendo, os judeus precisam restabelecer esse método entre si, testando-o como se fosse um laboratório e depois compartilhando-o com o público.

Como o povo judeu pode perceber a oportunidade que lhes dará um lucro tremendo e se tornará um valor indispensável para o mundo inteiro?

Os Cabalistas explicam esse processo e o método de conexão, por um lado, e por outro lado, há uma pressão crescente sobre os judeus das nações do mundo através do crescente sentimento antissemita, crimes e ameaças. Mais cedo ou mais tarde, o povo judeu terá que desenvolver sua capacidade inata de se conectar acima das diferenças, possibilitando à humanidade essa habilidade especial. A única questão é quando eles perceberão isso e a que sofrimentos e golpes o antissemitismo crescente levará? Quando aprendermos como podemos nos complementar mutuamente, ao fazer isso, veremos nosso futuro positivo.

O Que É O Ego?

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 30/12/19

A natureza humana é o desejo de desfrutar, e o ego é a intenção de desfrutar às custas dos outros.

Leia meu artigo completo

Resoluções De Ano Novo

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 29/12/19

Quanto mais fortes nossas relações com os outros, mais felizes somos.

A resolução mais importante do Ano Novo é investir na única fonte de verdadeira satisfação, uma fonte que pode ser encontrada através da conexão humana positiva, em nossa unidade coletiva, onde cada pessoa se concentra externamente em construir amizades e beneficiar a sociedade.

Se nosso desejo estiver focado fora de nós mesmos, em doar aos outros, não nos sentiremos vazios o tempo todo. Nesse estado de conexão, seremos capazes de alcançar uma vida bela e completa, livre de sofrimento. Essa fonte de realização é ilimitada e não apenas relevante para o novo ano, mas para toda a nossa vida.

Leia meu artigo completo (em inglês):