Textos na Categoria 'Eventos'

Tempo Para O Avanço Espiritual

631.5Pergunta: Quanto tempo pode levar para uma pessoa adquirir o poder do Masach?

Resposta: Não podemos dizer nada sobre a aquisição do Masach em nosso tempo, porque este é um momento especial quando as pessoas não estão se movendo apenas em direção ao espiritual, como nas gerações anteriores.

Agora, pela primeira vez, literalmente bilhões de pessoas no mundo aspiram inconscientemente ao Criador. Elas não entendem isso, mas se esforçam por isso. Portanto, não podemos dizer especificamente como a correção ocorrerá em nossa chamada última geração.

Pergunta: Vários participantes neste processo podem ter um Masach ao mesmo tempo?

Resposta: Eu acho que o Masach deve aparecer em paralelo para muitos e eles serão capazes de ajudar uns aos outros.

Pergunta: No final de setembro estamos planejando um grande congresso virtual com milhares de participantes. Quando tantas pessoas se reúnem e estudam certos materiais relacionados à construção do Masach ao mesmo tempo, isso pode fazer com que elas adquiram o Masach?

Resposta: Sim. Isso pode fazer com que o Masach apareça em muitas pessoas e, geralmente, mover todos os participantes para o espaço espiritual.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 20/08/21

Uma Ponte Para O Mundo Espiritual

938.01Por que, quando você quer se apegar à dezena e se tornar um fiador para seus amigos, um abismo de problemas e rejeições tão fortes aparecem de repente como se o Criador não estivesse permitindo que você fizesse isso e estivesse empurrando você para fora deste caminho?

Tudo isso para que você entenda o quanto ainda lhe falta a força de correção com a qual esses obstáculos se tornarão indiscerníveis. Você pode pular essa parede, superar todos os obstáculos e conseguir a correção.

Estamos entrando em uma batalha chamada “a guerra com o Criador”. Estamos em guerra com o próprio Criador, diretamente contra Ele, porque foi Ele quem criou todos esses obstáculos em nosso caminho para que quiséssemos nos voltar a Ele e persuadi-Lo a nos ajudar. Precisamos orar a Ele para fazer essa obra, exigir constantemente como uma criança irritante que incomoda o pai, repetindo: “Faça por mim, faça”, e não o deixa só. Isso é o que o Criador espera de nós.

Estamos bem na frente da entrada para o mundo espiritual e não queremos entender como gritar para que o Criador abra o portão para nós. Há duas condições aqui: é preciso exigir e exigir juntos. Nada mais é necessário. Espiritualidade é quando estamos juntos, e o Criador se revela na medida de nossa unidade.

Diante de nós está um muro de ferro que é impossível escalar se não ajudarmos uns aos outros. Nenhum de nós pode pular o muro que nos separa do mundo espiritual. Ele só pode ser superado por meio da nossa conexão. Somente dessa forma é possível superar essa barreira.

Vivemos na era do Messias, na última geração, quando o mais importante é a nossa conexão. A tarefa não é penetrar no mundo espiritual por nós mesmos, mas alcançar tal conexão que outros também possam ir até lá.

Assim como as formigas, quando precisam superar algum obstáculo, elas primeiro fazem uma ponte viva de si mesmas, entrelaçam-se umas com as outras para que as outras formigas que as seguem possam escalar seus corpos. Isso é o que precisamos fazer. Somos pioneiros e devemos fazer essa ponte com nós mesmos, para que outros caminhem sobre nós até o mundo superior. Esse é o nosso trabalho, o trabalho sagrado.

Da Convenção Mundial de Cabalá “De Dez para Um” 06/06/21, “Devoção”, Lição 5

Para A Conclusão Da Convenção

537Acho que a Convenção anterior foi muito bem-sucedida, muito melhor do que todas as anteriores. Vamos avançar, passo a passo, de Convenção em Convenção, fortalecendo nossa conexão cada vez mais para que o Criador seja revelado nela.

As aulas da Convenção foram dedicadas aos tópicos mais básicos, que servem como marcos para nosso progresso. Além disso, nos acostumamos a estar juntos, aprendendo juntos, nos conhecendo e começamos a nos acostumar com os conceitos espirituais. Podemos nos orgulhar de nosso sucesso porque já estamos estudando tópicos que não são claros para o cidadão comum.

Nosso grupo progrediu muito no ano passado, e estou muito feliz com isso e orgulhoso de meus alunos. Peço apenas que vocês não se espalhem para todos os lados, mas sigam a direção exata e descubram cada vez mais profundamente os tópicos abordados nas lições.

Estou muito grato a todos os participantes da Convenção. Vocês não são apenas alunos para mim, são meus amigos no caminho espiritual, partes do meu coração. Graças a vocês, tenho a oportunidade de explicar a ciência da Cabalá ao mundo inteiro, transmiti-la a todas as pessoas e agradar ao Criador junto com vocês. Eu me curvo a vocês e agradeço.

Desejo a todos saúde, felicidade, sucesso no seu trabalho e na sua família, e principalmente sucesso na nossa conexão e entre nós e o Criador. Obrigado!

Da Convenção Mundial de Cabalá “De Dez para Um”, 06/06/21, “Conectando-se em Uma Única Dezena”, Lição 6

O Trabalho Do Criador É Feito Pelo Criador

936Precisamos apenas pedir e a luz superior virá de cima, que irá classificar nossas qualidades, nos dividir em dez Sefirot, organizar tudo e nos conectar. A luz fará tudo, deixe-a agir. Devemos revelar que precisamos de sua ajuda.

Estamos engajados no trabalho que é chamado de “o trabalho do Criador”, isto é, ele é realizado pelo Criador. Portanto, deixe-O trabalhar, não tente trabalhar no lugar Dele! Afinal, não podemos saber como as dezenas são divididas em dez Sefirot a fim de conectá-las corretamente. Pelo contrário, o Criador só quer que peçamos a Ele, e Ele realizará tudo com Sua força superior.

Ele está apenas esperando nosso pedido para fazer tudo, e a maneira mais simples e confiável é quando não sabemos ou entendemos nada, exceto que Ele é nosso Criador e pedimos a Ele para nos ajudar.

Da Convenção Mundial de Cabalá, “De Dez para Um”, 06/06/21, “Conectando-se em Um Única Dezena”, Lição 6

Juntos Está A Força

935Se quisermos agradar ao Criador, sentimos que estamos diante de uma parede em branco. Essa barreira se torna insuportável para nós e tentamos quebrá-la.

Mas ela não pode ser quebrada simplesmente pela força, mas apenas por meio de nossa conexão. Aqui teremos que mudar nossa abordagem do espiritual. Afinal, o espiritual é baseado apenas na conexão entre nós porque a alma comum, Adam HaRishon, foi destruída e deve ser corrigida.

Portanto, cada um de nós não precisa ser forte; precisamos ser fortes em nossa conexão.

Da Convenção Mundial de Cabalá “De Dez para Um” 06/06/21, “Devoção”, Lição 5

Flor Preciosa

935O lugar para a revelação do Criador em nosso tempo, na nossa geração chamada de última geração, aparece apenas em garantia mútua (Arvut). A garantia mútua é nosso vaso espiritual. A revelação do Criador, a entrada no mundo superior, toda a nossa existência espiritual é implementada apenas com garantia mútua.

Existe uma força especial na garantia mútua. Ao sair de mim mesmo e ser incluído entre os amigos, revelo minha alma. Ela não existe dentro de mim e, portanto, a luz superior não pode entrar e me corrigir. Ela só pode me ajudar a me integrar com os amigos e encontrar o Criador lá. Ou seja, minha alma está nos amigos.

Na verdade, isso é óbvio se você olhar para a estrutura espiritual. Se eu sou Malchut no vaso espiritual das dez Sefirot, meus amigos são as nove Sefirot superiores. Acontece que quando eu me incorporo a eles, recebo as qualidades de doação deles. É nesta forma que completo meu vaso espiritual que estava nos amigos e, por meio da garantia mútua, cada um de nós ajuda o outro a adquirir as qualidades de doação e estar pronto para a revelação do Criador.

Portanto, sem implementar a garantia mútua, não seremos capazes de dar um único passo no caminho espiritual. Somente incorporando uns aos outros, ficando mais próximos uns dos outros, nos conectando e ajudando uns aos outros, atraímos a luz que reforma e atraímos o Criador a ser revelado em nós. Só esse desejo de nos conectarmos internamente é suficiente para nos elevar da corporeidade à espiritualidade.

É impossível atrair apenas a luz que reforma; não tenho onde atrai-la. Devo ser incorporado em meus amigos e assim posso atrair a luz dentro dessa incorporação para que a luz que reforma a devolva à sua fonte. Desta forma, recebemos o vaso espiritual e começamos a entrar no mundo superior.

A garantia mútua é um conceito muito profundo. Todas as leis espirituais procedem da realização da garantia mútua. Tudo o que foi escrito e dito pelos Cabalistas vem do que eles alcançaram com a garantia mútua. Toda a realidade se divide em duas: fora da garantia mútua está a corporeidade e dentro da garantia mútua está a espiritualidade.

Na verdade, a garantia mútua é a única coisa de que precisamos, porque é a única ação que traz o vaso quebrado de Adam HaRishon de volta à correção. Através de nosso desejo de retornar esse desejo de conexão e unidade acima do egoísmo e todas as perturbações, e através do pedido ao Criador para nos ajudar nisso, alcançamos a correção.

Devemos ter certeza de que os amigos revelam a verdadeira deficiência espiritual e que os dez se conectam em estados bons e ruins. Todos devem sentir que têm amigos que estão prontos para fazer qualquer coisa por eles.

A garantia mútua é como uma flor que necessita dos nossos cuidados constantes para crescer. Afinal, este é o próprio vaso no qual o Criador será revelado, nossos desejos que alcançaram a conexão correta cresceram e agora são revelados por causa de nossa tela comum. A força interna que mantém nossos desejos unidos e os direciona corretamente é chamada de garantia mútua.

Da Convenção Mundial de Cabalá “De Dez para Um”, 04/06/21, “Arvut Dentro da Dezena”, Lição 2

Para Amar O Que O Criador Ama

527.03Se quisermos tornar nosso desejo semelhante ao Criador, nós avaliamos tudo apenas de acordo com um princípio: tudo que é para nosso próprio bem, nós odiamos, e tudo que é para doar, nós amamos.

Somente sob essa luz vemos toda a realidade e não diferentes cores e sons. Não nos importamos se são agradáveis ​​ou desagradáveis, mas o que importa é se é doação ou recepção.

Se for doação, será amado e atraente, e se for recepção, será odiado e repulsivo. E somente desta forma irei passar da tela na qual vejo este mundo para a tela do mundo superior e começar a ver a realidade em sua forma correta e verdadeira.

Da Convenção Mundial de Cabalá “De Dez para Um” 04/06/21, “Minha Espiritualidade É Revelada Fora de Mim”, Lição 1

De Dez Para Um

944Estou muito feliz com o início do Congresso “De Dez Para Um” porque essa é realmente a única coisa que nos resta: subir ao primeiro grau espiritual. Todos os graus espirituais são baseados no fato de que de dez passamos a um, e novamente de dez a um em um grau superior. Esta é a ascensão de grau em grau.

A ascensão espiritual é baseada na conexão entre as pessoas, que é a correção e reconstrução do vaso espiritual quebrado, a conexão correta em nossa alma comum, Adam HaRishon. O Criador criou essa alma e a quebrou; Ele nos deu para restaurá-la para que se tornasse uma novamente: de dez para um ou de muitas dezenas para uma até que voltemos a um todo.

Esperamos ser premiados com a conquista de um desenvolvimento tão elevado quando começarmos a sentir essa unidade entre nós, que é chamada de “Um”. E nela, sentiremos o Criador, a força única que criou toda a base para nós como um Kli, dando ao nosso desejo as mesmas qualidades de seu preenchimento, o Criador.

De acordo com nossa preparação, estamos muito próximos de tal revelação, e não temos outro objetivo, apenas este. Afinal, vemos o quanto o mundo inteiro precisará disso, se não hoje, amanhã. E teremos de mostrar-lhes o caminho.

Somos os pioneiros no processo de correção, então vamos dar um passo adiante. Espero que esta etapa já seja uma revelação prática do Criador em nossa conexão, de acordo com a equivalência de nossas propriedades. Como o Criador é um doador, nós, em nosso relacionamento mútuo, alcançaremos uma doação completa dentro da qual, de acordo com a lei da equivalência de forma, o Criador será capaz de se revelar.

Da Convenção Mundial de Cabala “De Dez para Um” 04/06/21, “Minha Espiritualidade É Revelada Fora de Mim”, Lição 1

O Criador Está Brincando De Esconde-Esconde Conosco

947“Meus filhos Me derrotaram”, isto é, não uma pessoa, mas precisamente juntos. Qualquer pessoa que queira revelar o Criador deve se unir a outros como ela. E somente quando eles se sentem como um, como filhos do Criador, eles podem vir a Ele, exigir e sobrepujar Sua ocultação.

O Criador está se escondendo de propósito para que possamos procurá-Lo. “Ele não vai brigar para sempre” porque Ele quer se revelar, mas apenas se O procurarmos e precisarmos revelá-Lo.

Portanto, quanto mais de nós O procurarmos, maior será a revelação do Criador, exatamente como se diz: “Meus filhos Me derrotaram”, ou seja, muitos filhos. O Criador está esperando por nossa procura e se alegra quando O derrotamos. Afinal, toda a ocultação criada por Ele tem o objetivo de nos fazer crescer, de nos despertar para buscar e revelar o Criador.

O Criador é sempre revelado a partir da ocultação, e devemos fazer um esforço para nos unir. Na medida em que nos unirmos e eliminarmos todas as forças de separação que operam entre nós, iremos transformá-las de forças de separação em forças de revelação, e na medida de nossos esforços, revelaremos o Criador nelas.

“Meus filhos Me derrotaram” significa que estamos transformando a ocultação em revelação. Claro, não podemos fazer isso sozinhos, mas exigimos que o Criador nos ajude. Portanto, nosso trabalho consiste em duas partes: primeiro, unir-se alcançando um desejo, uma aspiração e, segundo, procurar o Criador e obrigá-Lo a se revelar. Estamos sempre trabalhando mutuamente: “Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu”.

E quando quase conseguimos derrotar a ocultação, o Criador imediatamente Se esconde e nos força a procurá-Lo novamente. E assim, repetidamente, porque somente de ambas as formas, ocultação e revelação, nós clarificamos todas as qualidades do Criador e as transformamos em nossas próprias qualidades. A revelação do Criador só pode ser na equivalência de forma, no reflexo de Suas qualidades em nossas qualidades.

Portanto, o avanço espiritual sempre passa por ocultação e revelação. E se não associamos nossos estados com revelação ou ocultação, não nos relacionamos com a espiritualidade de forma alguma e não somos direcionados ao Criador. Afinal, o caminho para o Criador pode ter apenas duas alternativas: ocultação ou revelação.

Uma pessoa que busca a revelação do mundo superior deve se dirigir corretamente, sempre descobrindo a ocultação e a revelação sobre todas as suas qualidades e ações. E quanto maior a ocultação, maior a revelação vem depois dela – uma oposta a outra.

Para revelar o Criador, é necessário organizar um grupo porque o Criador só se revela como dez Sefirot. Assim, precisamos descobrir os dez desejos que estão devidamente conectados e unidos por uma intenção comum, para nos sentirmos prontos para nos unir e apoiar uns aos outros como as dez Sefirot do Partzuf espiritual. Todos estão incluídos em todos e tornam-se prontos para a revelação de uma força.

Embora todas as dezenas sejam muito diferentes e separadas por seu egoísmo, uma vez que saímos de uma força, ao anular nosso egoísmo, nos tornamos novamente como que um todo e temos a oportunidade de revelar novas formas do Criador, um, um e único.

O Criador está brincando de esconde-esconde conosco: Ele se esconde, nós O procuramos e O encontramos, e Ele se esconde novamente. Assim, corremos atrás dele e, nessa procura, gradualmente O estudamos e formatamos nossos desejos em equivalência com a força superior, preparando-os para a revelação de todas as qualidades da luz superior.

O que é aprendido na dezena já é um ganho espiritual que permanece nos Kelim para sempre. Mas uma pessoa não é capaz de manter pensamentos e sentimentos espirituais dentro de si.

Da Convenção Mundial de Cabalá de 2021, “Descobrindo a Vida na Dezena” 28/02/21, “A Dezena: um Instrumento Musical nas Mãos do Criador”, Lição 9

Vamos Abrir Espaço Dentro De Nós Para O Criador

276.01Toda a realidade está repleta do nosso grande egoísmo. O mundo inteiro, a natureza inanimada, as plantas, os animais e as pessoas, todos são graus de nosso desejo egoísta em que devemos começar a abrir espaço para a força de doação, a força do Criador.

Nós trabalhamos dentro de nós mesmos, dentro de nossa percepção do mundo, nossa conexão e criamos um lugar onde o Criador possa colocar o embrião de Sua qualidade de doação e começar a crescer dentro de nós.

O Criador nos influencia tanto de dentro como de fora. Estamos dentro da luz branca, que se restringiu propositalmente para que possamos existir nela. Assim, nos encontramos dentro de um espaço vazio, livre da presença do Criador, e não O sentimos.

Um raio de luz entrou neste espaço vazio e começou a construir objetos espirituais e mundos dentro deste vazio. Portanto, estamos dentro do Criador, sob Seu controle total. Mas é assim que parece do lado do Criador.

Do lado dos seres criados, nós existimos em um espaço vazio, supostamente livres do controle do Criador, porque não vemos esse controle e não o sentimos. Portanto, pensamos que somos os mestres deste mundo e de nossas vidas.

Mas, na verdade, o Criador nos educa e nos leva à compreensão de que não sabemos onde realmente estamos. Então, começamos a pesquisar do que nossa vida depende e descobrimos que existe a força superior que determina e realiza tudo, e ansiamos por revelá-la.

É assim que aconteceu com todos os Cabalistas das gerações passadas até que eles revelaram o método que nos permite nos conectar com o Criador e nos passaram o método de revelar o Criador aos seres criados neste mundo, que é chamado de sabedoria da Cabalá.

Da Convenção Mundial de Cabalá, “Descobrindo a Vida na Dezena” 27/02/21, “Ibur no Dez”, Lição 5