Textos na Categoria 'Eventos'

“Nós Nos Reunimos Aqui”

laitman_942A espiritualidade é alcançada apenas através da conexão. Estamos no mundo espiritual, mas não o sentimos; sentimos apenas nós mesmos.

Portanto, precisamos dar um salto em nossa percepção, transferindo-a do pessoal, no qual todos se sentem neste mundo, para sentir a existência dentro da força superior de doação e amor, unindo todos nós juntos em um único vaso, um desejo.

Todas as almas vêm da alma de Adam HaRishon porque após o pecado da Árvore do Conhecimento, essa alma foi dividida em 600.000 almas. E a única luz que preencheu esse vaso, um grande desejo, foi dividida em várias partes, corpos e desejos individuais.

É por isso que vemos este mundo formado de bilhões de pessoas com desejos conflitantes e fragmentados. Se quisermos revelar o mundo espiritual, o mundo da verdade, devemos nos conectar.

É por isso que a primeira lição da Convenção Mundial de Cabalá de 2020 é chamada “Nós Nos Reunimos Aqui”; realmente não há mais nada a fazer. Se nos reunirmos e nos unirmos em uma alma, como era antes da destruição de Adam HaRishon, antes do pecado da Árvore do Conhecimento, retornaremos ao mundo superior, em um estado espiritual, tornando-nos novamente Adam.

Portanto, uma pessoa não tem nada a fazer neste mundo, além de procurar maneiras de se conectar com outras pessoas. Claro, isso é contra a nossa natureza, não há nada mais repulsivo e oposto a ela; portanto, não queremos ouvir sobre isso.

Mas o Criador, a luz superior, com infinita paciência, age sobre nós repetidamente para nos ensinar que nada mudará para melhor até que decidamos nos conectar de uma boa maneira.

É assim que a humanidade está aprendendo. As pessoas ainda não entendem o que está acontecendo conosco, mas as impressões da crise global e dos problemas crescentes penetram em nossos sentidos, em nossa memória e, gostemos ou não, nos fazem ficar mais sábios e ganhar experiência. Algum dia, ficaremos tão sábios que concordaremos que não há saída senão se conectar.

No enyanto, se estudarmos a sabedoria da Cabalá, ficará claro para nós o que fazer. Afinal, revelamos não apenas a doença e sua causa que emanam do egoísmo humano, mas também um remédio que nos permite esconder do egoísmo. Se sofro muito por causa dele, preciso me libertar dele.

A sabedoria da Cabalá nos ajuda nisso, precisamos apenas organizar um pequeno grupo de pessoas afins e atrair a luz que reforma. A Cabalá nos ensina como nossos desejos podem se conectar e trabalhar juntos, realizando ações denominadas “restrição”, “tela”, “luz refletida”, “Zivug de Hakaa” e “recepção pelo bem da doação”.

Ao estudar o que acontece em nossos desejos, gradualmente nos corrigimos. Quando aprendemos e conversamos sobre isso, a luz que brilha sobre nós muda-nos gradualmente.

Como está escrito, “centavo por centavo acumula uma grande soma”. Temos um sistema que pode nos incluir dentro de si, nos conectar e atrair a luz que reforma que nos afetará. Mesmo que não desejemos realmente isso agora, no final, exigiremos que as forças de doação, relações altruístas no topo de nosso egoísmo, sejam reveladas entre nós.

Todas as almas vêm da alma única de Adam criada pelo Criador. Mas depois que Adam pecou com a Árvore do Conhecimento, isto é, a quebra desse desejo único, que deixou de ser como o Criador, ele perdeu a intenção altruísta e tornou-se egoísta; foi dividido em 600.000 almas individuais.

Uma luz encheu Adam HaRishon no “Jardim do Éden”, isto é, o estado em que ele estava unido em uma alma e retinha a força de doação, Bina, dentro de si mesmo, desapareceu após a quebra, e apenas uma pequena centelha permaneceu em cada parte.

Agora que nos encontramos em corpos adicionados aos fragmentos da alma, sentimos o desejo de reunir todas as centelhas espirituais. Portanto, nos reunimos e trabalhamos em nossa conexão, retornando assim a luz superior que brilhará dentro de nós.

Quando a luz retorna, se torna 620 vezes mais forte do que antes, porque estamos agindo contra a distância que surgiu entre nós e, portanto, alcançamos a integração com a força superior, o Criador.

Um desejo comum estava no grau de Bina, que é chamado de alma, e quando se despedaçou, caiu no grau de Malchut. Precisamos juntar todas as partículas que caíram em Malchut e elevá-las a Bina, ao Jardim do Éden. Malchut é chamada de “este mundo” e Bina é chamada de “o próximo mundo”.

Portanto, através da nossa conexão, devemos nos elevar deste mundo, no qual agora sentimos a nós mesmos, para o “mundo futuro”, até o nível de Bina, onde sentimos nossa existência como eterna, perfeita, sem dificuldades e problemas, tudo juntos, imbuídos do poder de doação e amor um pelo outro.

A luz superior fortalece seu brilho o tempo todo, e quando sentimos essa iluminação do poder espiritual de doação e amor, nos sentimos cada vez mais opostos a ela. Acontece que todos os dias nos sentimos cada vez piores, o mundo se torna cada vez mais corrupto. Não resta mais que corrigir-se e tornar-se semelhante à força de doação que brilha sobre nós de cima.

É por isso que nós vemos este mundo em crise, desamparado e sem entender o que está acontecendo. Talvez todos os vulcões da Terra despertem amanhã e comecem a lançar bilhões de toneladas de cinzas na atmosfera, para que não vejamos mais o sol. O mundo congelaria e mergulharia na escuridão.

Mas nós mesmos ativamos essas forças porque vivemos em um sistema integrado e precisamos saber como equilibrar as forças da natureza. Se nos tornarmos gentis um com o outro, a natureza se tornará gentil conosco.

Não há outra maneira de influenciar a matéria inanimada, plantas e animais, essas forças da natureza, exceto através dos seres humanos. Além disso, a pessoa é um pensamento, uma intenção. O corpo físico é apenas um animal, mas através de nossos relacionamentos um com o outro, podemos nos elevar um passo mais alto: do nível animado para o humano. O ser humano – “Adam” significa “semelhante ao Criador”.

Portanto, devemos entender que todos os infortúnios e problemas do mundo são enviados especificamente para nos obrigar a nos mover e começar a colocar o mundo em ordem, a fim de estabelecer um equilíbrio nele. Para fazer isso, só precisamos nos aproximar e trabalhar em nosso egoísmo.

Então, do nível humano, do nível mais alto da natureza, obrigaremos todas as outras forças da natureza, que estão abaixo de nós nos níveis animado, vegetativo e inanimado, a entrar em equilíbrio, e o mundo inteiro encontrará paz e felicidade.

O estado do nosso grupo mundial Bnei Baruch é excepcional, porque dentre todos os bilhões de almas individuais, fomos escolhidos para estar no sistema de Israel, isto é, direcionado “direto ao Criador”, que leva a humanidade à correção.

Da Convenção Mundial de Cabalá 2020, “Conectando-se à Raiz da Vida” , 25/02/20 , “Nós Nos Reunimos Aqui”, Lição 1

Todos Os Problemas Do Mundo São Enviados Para Nos Obrigar A Equilibrá-Lo

laitman_962.3A espiritualidade é alcançada apenas através da conexão. Estamos no mundo espiritual, mas não o sentimos; nós sentimos apenas nós mesmos. Portanto, precisamos dar um salto em nossa percepção, transferindo-a do pessoal, no qual todos se sentem neste mundo, para sentir a existência dentro da força superior de doação e amor, unindo todos nós juntos em um único vaso, um desejo .

Todas as almas vêm da alma de Adam HaRishon porque após o pecado da Árvore do Conhecimento, essa alma foi dividida em 600.000 almas. E a única luz que preencheu esse vaso, um grande desejo, foi dividida em várias partes, corpos e desejos particulares. Portanto, vemos este mundo dividido em bilhões de pessoas com desejos conflitantes e fragmentados. E se quisermos revelar o mundo espiritual, o mundo da verdade, devemos nos unir.

É por isso que a primeira lição da Convenção Mundial de Cabalá de 2020 é chamada “Nós Nos Reunimos Aqui”; realmente não há mais nada a fazer. Se nos reunirmos e nos unirmos em uma alma, como era antes da destruição de Adam HaRishon, antes do pecado da Árvore do Conhecimento, retornaremos ao mundo superior, em um estado espiritual, tornando-nos novamente Adam HaRishon.

Portanto, uma pessoa não tem nada a fazer neste mundo, além de procurar maneiras de se conectar com outras pessoas. Claro, isso é contra a nossa natureza, não há nada mais repulsivo e oposto a ela; portanto, não queremos ouvir sobre isso. Mas o Criador, a luz superior, com infinita paciência, age sobre nós repetidamente para nos ensinar que nada mudará para melhor até que decidamos nos unir de maneira positiva.

A humanidade está aprendendo. As pessoas ainda não entendem o que está acontecendo conosco, mas as impressões da crise global e dos problemas crescentes penetram em nossos sentidos, em nossa memória e, gostemos ou não, nos fazem ficar mais sábios e ganhar experiência. Algum dia, ficaremos tão sábios que concordaremos que não há saída senão se conectar.

Se estudarmos a sabedoria da Cabalá, ficará claro para nós o que fazer. Afinal, revelamos não apenas a doença e sua causa que emanam do egoísmo humano, mas também um remédio que nos permite esconder do egoísmo. Se sofro muito por causa dele, preciso me libertar dele.

A sabedoria da Cabalá nos ajuda nisso, precisamos apenas organizar um pequeno grupo de pessoas afins e atrair a luz que reforma. A Cabalá nos ensina como nossos desejos podem se conectar e trabalhar juntos, realizando ações denominadas “contração”, “tela”, “luz refletida”, “batida” e “receber pelo bem da doação”. Ao estudar o que acontece em nossos desejos, gradualmente nos corrigimos. E quando aprendemos e conversamos sobre isso, a luz que brilha sobre nós muda-nos gradualmente.

Como diz o ditado, “centavo por centavo acumula uma grande soma”. Temos um sistema que pode nos incluir dentro de si, nos conectar e atrair a luz que reforma que nos afetará. Mesmo que não desejemos realmente isso agora, no final, exigiremos que as forças de doação, relações altruístas no topo de nosso egoísmo, sejam reveladas entre nós. 1

Todas as almas vêm da alma única de Adam criada pelo Criador. Mas depois que Adam pecou com a Árvore do Conhecimento, isto é, a quebra desse desejo único, que deixou de ser como o Criador, ele perdeu a intenção altruísta e tornou-se egoísta; foi dividido em 600.000 almas individuais. Uma luz encheu Adam HaRishon no “Jardim do Éden”, isto é, o estado em que ele estava unido em uma alma e retinha a força de doação, Bina, dentro de si mesmo, desapareceu após o abalo, e em cada partícula permaneceu apenas sua pequena centelha.

Agora que nos encontramos em corpos adicionados aos fragmentos da alma, sentimos o desejo de reunir todas as centelhas espirituais. Portanto, nos reunimos e trabalhamos em nossa conexão, retornando assim a luz superior que brilhará dentro de nós. Mas, ao retornar, a luz se torna 620 vezes mais forte do que antes, porque estamos agindo contra a distância que surgiu entre nós e, portanto, alcançamos a integração com a força superior, o Criador. 2

Um desejo comum estava no grau de Bina, que é chamado de alma, e quando ele se despedaçou, caiu no grau de Malchut. Precisamos juntar todas as partículas que caíram em Malchut e elevá-las a Bina, ao Jardim do Éden. Malchut é chamada de “este mundo” e Bina é chamada de “o mundo futuro”. Portanto, através da nossa conexão, devemos nos elevar deste mundo, no qual agora sentimos a nós mesmos, para o “mundo futuro”, até o nível de Bina, onde sentimos nossa existência como eterna, perfeita, sem dificuldades e problemas, tudo juntos, imbuídos do poder de doação e amor um pelo outro. 3

A luz superior fortalece seu brilho o tempo todo, e quando sentimos essa iluminação do poder espiritual de doação e amor, nos sentimos cada vez mais opostos a ela. Acontece que todos os dias nos sentimos cada vez piores, o mundo se torna cada vez mais corrupto. Não resta mais que corrigir-se e tornar-se semelhante à força de doação que brilha sobre nós de cima.

Portanto, nós vemos este mundo em crise, desamparado e sem entender o que está acontecendo. Talvez todos os vulcões da Terra despertem amanhã e comecem a lançar bilhões de toneladas de cinzas na atmosfera, para que não vejamos mais o sol. O mundo congelaria e mergulharia na escuridão. Mas nós mesmos ativamos essas forças porque vivemos em um sistema integrado e precisamos saber como equilibrar as forças da natureza. Se nos tornarmos gentis um com o outro, a natureza se tornará gentil conosco.

Não há outra maneira de agir sobre a matéria inanimada, plantas e animais, sobre essas forças da natureza, se não através dos seres humanos. Além disso, a pessoa é um pensamento, uma intenção. O corpo físico é apenas um animal, mas através de nossos relacionamentos um com o outro, podemos nos elevar um passo mais alto: do nível animado para o humano. “Humano – Adam” significa “como o Criador [Adameh le Elyon]”.

Portanto, devemos entender que todos os infortúnios e problemas do mundo são enviados especificamente para nos obrigar a nos mover e começar a colocar o mundo em ordem, a fim de estabelecer um equilíbrio nele. Para fazer isso, só precisamos nos aproximar e trabalhar em nosso egoísmo. Então, do nível humano, do nível mais alto da natureza, obrigaremos todas as outras forças da natureza, que estão abaixo de nós nos níveis animado, vegetativo e inanimado, a entrar em equilíbrio, e o mundo inteiro encontrará paz e felicidade. 4

O estado do nosso grupo mundial Bnei Baruch é excepcional, porque dentre todos os bilhões de almas individuais, fomos escolhidos para estar no sistema de Israel, isto é, direcionado “direto ao Criador”, que leva a humanidade à correção. 5

Da Convenção Mundial de Cabalá 2020, “Conectando-se à Raiz da Vida” , 25/02/20 , “Nós Nos Reunimos Aqui”, Lição 1
1 Minuto 1:40
2 Minuto 11:00
3 Minuto 14:00
4 Minuto 27:55
5 Minuto 32:42

Vacina Contra O Coronavírus

laitman_944O coronavírus já se espalhou para oitenta países e nos mostra o quanto dependemos um do outro. Estamos procurando a maneira como esses vírus são transmitidos de uma pessoa para outra através de aviões ou contato físico.

Mas, de fato, eles não se espalham dessa maneira, mas através de nossos pensamentos. Afinal, estamos conectados em um único campo, e se eu penso mal de você, com meus pensamentos desperto pensamentos em você que causam todos os tipos de manifestações e consequências em você.

Esse fenômeno é conhecido por pessoas envolvidas em segurança internacional. A ciência da Cabalá explica que nossos pensamentos possuem o poder mais destrutivo ou são as mais gentis de todas as forças da natureza. Infelizmente, porém, estamos agindo usando apenas pensamentos destrutivos.

Portanto, nem medidas preventivas na luta contra o coronavírus nem a invenção de novos antibióticos nos ajudarão. Se não for esse vírus, outro aparecerá. Finalmente, devemos entender que precisamos curar os relacionamentos entre as pessoas. Se nossos relacionamentos e pensamentos se tornarem bons, nenhum vírus eclodirá.

Pensamentos desagradáveis ​​sobre os outros ou desunião se revestem do corpo humano e se manifestam como doenças. Esta é uma doença do mais alto nível, contra a qual somos incapazes de nos defender, porque não temos poder sobre nossos pensamentos. Não sabemos quem está pensando no quê e não podemos controlar nem mesmo nossos próprios pensamentos.

Portanto, este é um grande problema. É preciso ensinar como controlar os pensamentos para que sejam bons para todos. Esta é a única maneira de derrotar todos os vírus. Para tal correção, precisamos da ciência da Cabala; não há outro caminho.

Afinal, a natureza egoísta humana nos faz pensar apenas em nós mesmos. Portanto, é necessária uma ciência especial, um método único e um trabalho em grupo para ensinar uma pessoa a pensar nos outros. Parece tão simples, mas é o oposto absoluto da natureza humana.

Quando começarmos a nos corrigir, veremos que o mundo está mudando em relação a nós. Começaremos a sentir que há um poder especial à nossa volta chamado luz superior, que age e organiza o mundo inteiro da melhor maneira possível. Entramos nessa força e vivemos nela, e assim não temos medo de nenhum coronavírus ou outras doenças.

Não faz muito tempo, realizamos uma grande Convenção Cabalística internacional em Tel Aviv. Todos os dias havia um medo de que o Ministério da Saúde nos proibisse de participar da Convenção.

Afinal, essa foi uma grande reunião com mais de 5.000 pessoas reunidas em uma cidade grande, sentadas juntas, abraçadas, comendo na mesma mesa, respirando o mesmo ar e passando três dias na mesma sala. Todo o ar estava cheio de vírus diferentes, mas ninguém foi infectado.

Isso ocorre porque, através da nossa conexão, fizemos a vacinação e desinfecção mais corretas e eficazes. Isso pode servir de exemplo para a humanidade de como o poder da unidade limpa, estabelece e santifica tudo.

Pelo fato de querermos nos unir em um único pensamento, em prol de um objetivo, criamos um campo de força, cada um com nosso próprio pensamento. Pensamento é poder. Conectando todas as nossas forças, criamos um campo de força, que é o mais alto de todos os campos existentes no mundo, físico ou biológico.

Se colocarmos esse campo acima de nós mesmos e desejarmos que ele nos conecte, todos querendo se conectar com esse campo e se tornar “como um homem com um coração”, todos como amigos e irmãos, nada poderá nos prejudicar.

É assim que funciona, porque o pensamento de uma pessoa é o maior impacto que se pode causar. Portanto, ele destrói todos os vírus existentes abaixo dele em níveis inferiores: inanimado, vegetativo e animado. Esse campo irradia amor e unidade, que juntos criam uma força global positiva que destrói todos os fatores negativos.

Portanto, não há nada a temer. Podemos beber veneno e, se tivermos como objetivo a conexão correta com o campo espiritual, nada poderá nos prejudicar. As pessoas podem se proteger mantendo um bom contato conosco e, em seguida, recebem constantemente um antivírus que as protege de doenças. Desejo a todos boa saúde!

De KabTV, “Mundo: A Epidemia de Coronavírus”, 03/03/20

Impressões Do Congresso De Israel Em 2020

laitman_229Pergunta: Quais são as suas impressões do Congresso passado?

Resposta: Este Congresso será sentido por nós por muito tempo. Ainda não podemos avaliá-lo. Houve uma conexão poderosa e séria entre pessoas, grupos e, eu diria, continentes. Além disso, aconteceu em um momento em que o mundo inteiro entra em pânico devido a um vírus que se espalha e outros problemas: “O que acontecerá conosco?”

Eu acho que é um momento maravilhoso. Vivemos em uma era especial. Pela primeira vez na história humana, estamos entrando em um novo estado, um sentimento, uma consciência do mundo superior.

Isso foi revelado apenas uma vez em um pequeno grupo de pessoas quando elas saíram do Egito. No entanto, o que vai acontecer agora, começando do zero, em todas as nações do mundo após a quebra, a mistura e assim por diante, é, obviamente, um estado especial.

Eu estou muito feliz por isso. Você não tem ideia de como é ótimo, especial e afortunado. Afinal, dentre bilhões, um pequeno grupo de milhares de pessoas foi escolhido. É incrível.

Agora, começa o período pós-Congresso. É hora de superar e tempo de trabalho real. Certas quedas e descidas são inevitáveis. De fato, a descida é um estado especial da alma e do corpo quando moem, mastigam e absorvem o que receberam.

E nós tivemos muitas impressões. Não conseguimos nem passar por elas. Nós as agarramos com nossa boca aberta. Agora, essas impressões estão gradualmente se acumulando em nossa mente e alma, começando a ser armazenadas lentamente em um determinado arquivo.

Usando o material absorvido, já estamos subindo para a próxima etapa. Todo o nosso conhecimento anterior recebe elevação.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 01/03/20

O Melhor Remédio Para O Coronavírus

laitman_938.07O coronavírus se tornou um problema de escala global para a humanidade. O número de mortes do vírus que se originou na China e se espalhou por todo o mundo já ultrapassou 3.000 pessoas. Como devemos nos relacionar com esse problema?

Encontramos numerosos problemas no caminho de nosso desenvolvimento. Novos vírus e novas doenças aparecem o tempo todo. Devido ao aquecimento global, a terra evapora e descobrimos algo novo todos os dias. Podemos testemunhar o retorno de doenças que existiam no passado distante, cerca de 50.000 a 100.000 anos atrás.

Não sabemos de onde vêm os novos vírus, não vivíamos naquela época, já que a humanidade existe neste planeta conscientemente apenas por alguns milhares de anos. É por isso que podemos esperar a manifestação de um número cada vez maior de novos vírus e bactérias.

A sabedoria da Cabalá oferece um meio simples de proteção: não temos nada a temer se nos unirmos. Por meio de nossa unidade, criamos um lugar e a força que mata todos os vírus. Experimente e você verá.

Por exemplo, recentemente realizamos a Convenção Mundial da Cabala, no coração de Tel Aviv. Mais de 5.000 pessoas de 78 países participaram. Ficamos juntos nos três dias da Convenção principal, bem como antes e depois dela, por 10 dias no total. E ninguém ficou doente, nem pegou um resfriado.

O fato é que temos uma vacina: um agente desinfetante especial que elimina todos os micróbios: a nossa unificação. Essa é a força da natureza que age contra todas as forças do mal. Se as pessoas querem se unir, não temem vírus, recebem uma vacina que mata todos os vírus, tanto espirituais quanto materiais.

É por isso que não tive dúvidas sobre a realização desta Convenção. Alguns sugeriram cancelar a Convenção ou pelo menos restringir o acesso de pessoas que precisam evitar grandes reuniões por medo de diferentes infecções, ou seja, mães que amamentam ou pessoas com doenças crônicas.

No entanto, estou confiante de que essa Convenção não representa nenhum risco à saúde. Temos o remédio para todos os vírus, precisamos apenas aprender a usá-lo, e isso não é simples.

As pessoas precisam aprender a utilizar a conexão entre elas que pode eliminar e desinfetar todas as infecções e matar os vírus que existem nos níveis biológico e também espiritual. Isso pode parecer místico e irreal, mas precisamente a conexão entre as pessoas é o remédio para todas as doenças e problemas. É porque nossa unidade ocorre no nível mais alto possível neste mundo.

Existem quatro níveis da natureza: inanimado, vegetativo, animado e humano. Nos níveis inanimado, vegetativo e animado, a natureza existe como foi criada, sem alterações. Mas no nível humano, podemos influenciar o que acontece. Se construirmos bons relacionamentos entre nós, passamos energia e força um para o outro, de modo que nos vacine de maus pensamentos, problemas e maus relacionamentos.

Mas se não corrigirmos as relações entre as pessoas, estimularemos a proliferação e manifestação de vários vírus e desastres naturais: erupções vulcânicas, tsunamis, tufões e assim por diante. Tudo depende das relações entre as pessoas, porque existimos no nível mais alto da natureza. É por isso que nossa atitude mata a natureza ou, pelo contrário, ordena que ela se torne melhor.

De KabTV “O Mundo: A Epidemia de Coronavírus”, 03/03/20

Momentos De Conexão: Convenção Mundial DE Cabalá 2020

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 02/03/20

Convenção Mundial De Cabalá 2020

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 01/03/20

3 dias.
150 países.
26 idiomas.
5.000 participantes.
3.000 conexões virtuais.
Convenção Mundial da Cabalá 2020.
Obrigado 🙏🏼

Descubra O Propósito Da Vida Na Convenção Mundial De Cabalá De 2020

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 21/02/20

Cerca de trinta anos atrás, eu costumava andar regularmente no Yarkon Park, em Tel Aviv, com meu professor, o Cabalista Baruch Shalom Halevi Ashlag (Rabash).

A cerca de 200 metros do banco do parque, na foto, do outro lado da rua, milhares de pessoas de todo o mundo se reunirão para a Convenção Mundial de Cabalá 2020, pessoas que compartilham um objetivo comum – descobrir nada menos que o propósito da vida, a revelação do Criador, usando o método da Cabalá.

Se você tivesse me perguntado há trinta anos, quando eu estava acompanhando meu Rav, que um evento de tal magnitude ocorreria – que tantas pessoas diferentes iriam para Israel de dezenas de países e que homens e mulheres, jovens e velhos, de muitas línguas diferentes, se reuniam para exigir o propósito de suas vidas acima dos outros compromissos da vida – por um lado, eu nunca teria esperado isso.

Por outro lado, eu realmente esperava uma reunião dessas e até mesmo muito maiores.

No entanto, um princípio que aprendi muito bem nos últimos trinta anos é que não determinamos o que acabará por acontecer.

E o que o Rabash teria dito sobre uma reunião tão grande, onde todos nós nos reunimos em seu nome, como “Bnei Baruch” (“os filhos de Baruch”)? Conhecendo o Rabash, tenho certeza que ele teria dito que espera que apliquemos mais esforços.

Não tenho dúvida de que ele ficaria satisfeito conosco se visse nosso grande grupo global e popular e saberia que não temos outro recurso senão crescer espiritualmente e nos construir “como um homem com um coração”.

De Abraão na antiga Babilônia, passando pelo Ari, o Ramchal, o Baal HaSulam e o Rabash … todos esses grandes Cabalistas e outros esperaram e trabalharam muito duro para espalhar o método da Cabalá para toda a humanidade.

A Convenção Mundial da Cabalá deste ano será um avanço espiritual e um grande salto em frente. À medida que a humanidade se desenvolve e as crises se agitam de todos os ângulos, temos um tempo muito interessante pela frente e tenho certeza de que o compreenderemos bem.

Precisamos ter um pouco mais de paciência. Aumentar nossas conexões positivas a cada momento é de importância primordial agora.

A Convenção Mundial de Cabalá de 2020 em Tel Aviv, Israel, está aberta a todos, e eu convido qualquer pessoa que sinta qualquer tipo de atração ou curiosidade a essas ideias para participar.

Página do Evento

Convenção Mundial De Cabalá 2020

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 21/02/20

Musa de Istambul, Ingrid de Berlim, Vlad de Kiev, Helena de Espanha – centenas de pessoas de todo o mundo estão vindo para Israel em um fluxo contínuo de reuniões para a Convenção Mundial de Cabalá de 2020.

O maior evento anual de Cabalá do mundo acontecerá em Ganey Hata’arucha, Centro de Exposições de Tel Aviv, de 25 a 27 de fevereiro de 2020.

Os participantes estão se reunindo para descobrir o sistema integral que nos une, para sentir, mesmo que por um momento, a alma unida chamada “Adam HaRishon“.

A Convenção Mundial da Cabalá amplia os esforços e desejos dos estudantes de Cabalá de atrair a força positiva que habita a natureza para o mundo, despertar o amor entre si até que um incêndio de unificação acenda entre todos nós “como um homem com um coração”.

Uma conclusão clara que surgiu após muitos anos de estudo da Cabalá: nenhuma ciência, sabedoria ou abordagem, psicológica ou pedagógica, ajudará a sociedade humana a refrear ou equilibrar seu ego exagerado – o desejo de desfrutar às custas dos outros – que hoje está em tais proporções elevadas, ameaçando nossa própria existência.

À medida que as forças positivas de amor, conexão e doação, e as forças negativas do ódio, divisão e egoísmo, se tornam mais polarizadas e opostas entre si, atormentando a sociedade de inúmeras maneiras, mais pessoas estão descobrindo como a sabedoria da Cabalá contém uma força de ignição especial que pode equilibrar essas forças e gerar um novo nível de existência harmoniosa entre a humanidade.

Se você se preocupa com o estado do mundo, o futuro de nossas próximas gerações, é convidado a se conectar às transmissões da Convenção e a participar ouvindo as lições, as discussões, as preocupações dos participantes, esperanças e orações pelo destino do mundo.

Página do evento

Evoque A Inveja Nos Amigos

laitman_938.04Pergunta: Eu vejo que ninguém no grupo segue o bom exemplo que você deseja mostrar. Qual deve ser o exemplo e como podemos ver que ele é realmente percebido e seguido?

Resposta: Pela inveja.

Pergunta: Não funciona. Eles não têm inveja. Por quê?

Resposta: Isso significa que você não está trabalhando corretamente com seus amigos. Você tem que evocar inveja. Não há como a inveja não funcionar.

Você só precisa descobrir o que ou quem uma pessoa pode invejar para que não consiga escapar de sentir isso. Ela pode dizer: “Não importa, ele é iniciante, não entende nada, e este estuda há 30 anos, o que posso fazer?”

Isso deve ser feito de modo a deixar uma pessoa com inveja de qualquer inveja: branca, preta – não importa qual. Este é o único caminho.

Da Convenção Mundial de Cabalá na Moldávia 08/09/19, “Coletando Todos Os Estados Em Direção Ao Criador”, Lição 7