Textos na Categoria 'Estrutura do Universo'

Na Teia Do Sistema Espiritual

laitman_264.01Pergunta: Como os graus de diferentes qualidades podem ser multiplicados entre si: cinco graus da alma individual e cinco graus dos mundos espirituais?

Resposta: Eles não se multiplicam; em vez disso, se unem mutuamente. Cada um dos graus tem 10 partes, e cada uma delas também tem 10 partes, e assim por diante indefinidamente.

Cinco Sefirot formam um Partzuf, cinco Partzufim formam um mundo e há cinco mundos no total. Então, temos cinco Sefirot vezes cinco Partzufim e vezes cinco mundos – 125 graus básicos.

No entanto, quando passamos por eles, também incluímos muitos outros subgraus que são formados dentro de nós. No entanto, não os levamos em conta porque eles acompanham nossas ações. Não podemos levar em conta bilhões de vários pequenos desejos que existem em nós nos níveis inanimado, vegetativo e animado e as menores nuances em nossos relacionamentos uns com os outros.

Estamos em um sistema integral e quando uma pessoa faz mesmo um pequeno movimento, afeta todo o sistema. Você puxou algo, como uma aranha puxa um fio e toda a teia é imediatamente ativada. É o mesmo aqui.

Da Lição de Cabalá em Russo 15/04/18

União Em Prol Do Nascimento Da Alma

laitman_938.05Toda a realidade é criada como resultado da difusão da Luz que criou o desejo “a partir do nada” e depois o desenvolveu. A partir do Big Bang, o desejo se tornou cada vez mais espesso, e assim ondas, gases e matéria inanimada foram criados.

Depois, na Terra, apareceram plantas, animais, e o homem, que passa por muitos estágios de desenvolvimento até alcançar a equivalência com o Criador.

É interessante que a Luz e o desejo sejam impressos na criatura como dois tipos: masculino e feminino. Qualidades masculinas e femininas, seguindo o exemplo de dois Partzufim espirituais: Aba (pai) e Ima (mãe), Hassadim e Hochma, conectam-se entre si e dão origem a uma nova geração de masculino ou feminino.

A conexão entre um homem e uma mulher é especial, porque por um lado eles são opostos, mas por outro lado, sentem que têm um objetivo comum. O objetivo espiritual comum os une tanto que eles agem juntos e geram descendentes. A partir disso, fica claro de onde vem o conceito de família e o desejo natural de viver como casal, gerar e aumentar sua própria descendência.

Nós todos somos uma família. Não só avô e avó, pai e mãe, e filhos, e assim por diante de geração em geração, mas todos os homens e todas as mulheres em geral são uma família, descendentes de Adão e Eva. Há uma grande diferença entre homens e mulheres espirituais.

O resultado da nossa conexão mútua, o filho que podemos gerar, é chamado de “uma alma”. Quando apresentamos esta conexão ao Criador, Ele dá um espírito de vida a ela. Nessa alma, na conexão correta entre nós, nós alcançamos a adesão com o Criador, como está escrito: “Homem, mulher e a Shechina (Divindade) entre eles”.

O principal é saber que nossa conexão mútua deve ser em prol da construção de uma alma. Isso significa que sem amigos não posso obter uma alma.

Se eu me conecto com meu amigo através do meu desejo de receber, o desejo de doar participa do lado dele, e vice-versa – se do lado dele está o desejo de receber, então do meu lado está o desejo de doar. Nós sempre agimos um com o outro como Zahar (qualidade masculina) e Nekeva (qualidade feminina) que existem em qualquer criatura.

Mais importante ainda, uma conexão entre nós deve ser organizada e, como resultado, deve dar origem à alma. Eu sempre espero isso de um amigo e eu mesmo respondo da mesma maneira. Com cada contato, conversa ou trabalho em conjunto, nós construímos nossas almas a cada momento, isto é, um lugar para revelar o Criador, para que a Luz superior preencha nossos desejos comuns comunicantes.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 19/02/18, Preparação para a Convenção Mundial de 2018

Coeficiente De Doação

Laitman_509Qualquer ciência no mundo estuda conexões entre partes da realidade, cada uma em seu nível de realidade – fisiológico, psicológico, biológico e físico – e, portanto, há psicologia, biologia, física, etc.

A sabedoria da Cabalá não lida com esses níveis, mas com o nível mais básico, que é o desejo contido em cada parte da criação, apenas em diferentes formas, níveis e tamanhos.

Portanto, Cabalá é considerada a principal ciência. Ela conduz a mesma investigação científica que qualquer outra ciência, deduz fórmulas, estuda a criação e as ações do Criador, esclarece nosso lugar na criação e mede a criação em relação ao Criador. Tudo isso pressupõe um estudo científico sério. Todas as outras ciências não dão definições tão exatas.

Na verdade, a criação é muito complicada. Embora pareça que ela se baseia em uma fórmula muito simples: o desejo do Criador de doar é igual ao desejo da criatura de receber.

No entanto, essa não é uma igualdade simples porque inclui um coeficiente que deve igualar o desejo de receber e o desejo de doar: o desejo do Criador de doar igual a C multiplicado pelo desejo da criatura de receber.

Esse coeficiente inclui dentro de si uma restrição, uma tela (Masach) e Luz Refletida. Precisamos implementar esta equação o tempo todo. Portanto, eu devo conhecer o desejo de receber, o desejo de doar e o meu coeficiente.

Então eu sempre estudo o desejo do Criador de doar. Eu aspiro e me equiparo a Ele. De acordo com esses parâmetros, eu determino meu estado e lugar na criação. Desta forma, exploro toda a criação. Sem isso, é impossível relacionar-se corretamente com o Criador, e eu preciso alcançar o grau de amor por Ele. O coeficiente é minha intenção em prol da doação. Sem ele, não consigo entrar em contato com o Criador.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 01/03/18, Escritos do Rabash

O Único Princípio Da Criação

Laitman_521Os nomes das SefirotKeter, Hochma, Bina, Hesed, Gevura, Tiferet, Netzach, Hod, YesodMalchut referem-se ao conteúdo interno das conexões na criação.

Às vezes, nós encontramos outra Sefira no plano chamada Daat. Duas direções derivam de Keter, HochmaBina, que sob o impacto de Keter criam a Sefira Daat, que não está incluída nas dez Sefirot.

De Daat deriva uma direção separada à HesedGevura, que se encontram em Tiferet. É assim que ocorre a interação entre as Sefirot. Há várias conexões desse tipo. Tudo na criação é organizado dessa maneira: cada célula, cada átomo, cada grão de areia e todo o enorme universo são todos construídos de acordo com a única estrutura das dez Sefirot.

Nossos desejos egoístas estão em um ponto negro chamado Malchut e são o resultado de toda a força que nos afeta. Não faz diferença em que nível de cooperação os desejos estão, se eles estão em um nível psicológico, fisiológico ou físico. Em todos os níveis cosmogênicos no universo e em todos os mundos, o princípio é o mesmo: dez Sefirot.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/03/17