Textos na Categoria 'Disseminação'

Um Mensageiro Do Criador

961.2Hoje comemoramos o dia em memória do meu professor Rav Baruch Ashlag (Rabash). Milhares de Cabalistas viveram antes dele e milhões de pessoas que sonhavam em revelar a espiritualidade.

Mas agora todo esse trabalho está voltado a nós e devemos tentar chegar à forma da chamada última geração para alcançarmos o nível espiritual pela fé acima da razão, a primeira associação com o mundo espiritual, com suas forças e possibilidades.

Toda a humanidade está começando a sentir sua dependência mútua, tanto no bom quanto no mau sentido, tanto sua dependência de grupos terroristas famintos por guerra quanto de pessoas que se esforçam em se unir.

Todos nós fazemos parte da humanidade e estamos cada vez mais conscientes de nossa conexão uns com os outros. Até agora, essa dependência se expressa de formas desagradáveis, como a pandemia, por exemplo. Mas, por outro lado, estamos avançando cada vez mais porque vemos que nossa conexão vem de cima como condição necessária para seguir em frente.

Dois grandes Cabalistas: Baal HaSulam e seu filho mais velho, Rabash, criaram um método projetado para a última geração, para nós. Portanto, somos extremamente gratos a esses dois Cabalistas e ao Criador que os enviou até nós. Rabash escreve que se um grupo de pessoas unidas por um objetivo comum se reúne pronto para anular interesses pessoais em prol da conexão, tal grupo é capaz de alcançar o objetivo sublime mesmo aqui neste mundo.

Quanto mais uma pessoa valoriza o grupo, o professor e o Criador, mais ela se aproxima da força de doação e alcança a fé acima da razão. Há um princípio fundamental que opera aqui chamado “A Torá, o Criador e Israel são um”. Uma pessoa busca se juntar à dezena, que ela organiza para que se torne um lugar para a revelação do Criador.

Devemos atuar neste mundo como mensageiros do Criador, cumprindo o desejo do alto e ajudando a realizá-lo na humanidade. Afinal, não existe tal conexão entre o Criador e a humanidade que permita às pessoas sentir a intenção do Criador. Portanto, precisamos implementar esta conexão, para subir ao nível espiritual de fé acima da razão, e ao mesmo tempo estar dentro da razão, isto é, servir como uma transição entre o Criador, a força de Bina e Malchut para toda a humanidade.

Desta forma, seremos capazes de transferir todas as nossas forças e intenções à humanidade, que se juntará a nós e se elevará conosco como uma força de apoio, o AHAP do nível espiritual.

Claro, não há nada de novo sob a lua, e o conceito de fé acima da razão era conhecido pelos Cabalistas mesmo antes do Rabash. Mas não foi esclarecido e explicado em detalhes como o Baal HaSulam e o Rabash fizeram ao trazer essa técnica para a implementação prática entre as massas.

O Rabash explicou o método do Baal HaSulam em detalhes e o expandiu em seus artigos. Na verdade, ele percorreu todo o caminho espiritual que uma pessoa deve percorrer e o explicou minuciosamente. Todos os seus artigos são como um romance fascinante que explica o desenvolvimento espiritual de uma pessoa e sua ascensão do nível animado ao humano.

Nós nem mesmo entendemos a profundidade infinita que os artigos do Rabash escondem. Somente quando subirmos a escada espiritual para a correção final, seremos capazes de avaliar como esse homem preparou todo o caminho para nós e que graus supremos ele descreve em seus artigos.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 12/09/21, ”Dia em Memória do Rabash”

Prevenção De Guerras Mundiais

963.6Pergunta: Um Cabalista deve justificar as ações do Criador como guerras mundiais e desastres ou deve tentar evitá-los?

Resposta: Prevenir ou justificar essas são coisas diferentes. Um Cabalista deve, em qualquer caso, tentar prevenir essas ações e também justificá-las.

Pergunta: O Bnei Baruch pode evitar uma terceira guerra mundial? Ou devemos justificar essa ação do Criador?

Resposta: Isso depende de nós: de quanto nossa unidade será revelada em todo o mundo, de quanto ela se tornará uma salvaguarda para o mundo protegendo-o de seu egoísmo. O problema é que o egoísmo está crescendo constantemente e ele inflama e atrai problemas como guerras mundiais. Não há mais nada a fazer aqui. Você vê que o Baal HaSulam escreveu sobre a possibilidade de uma terceira guerra mundial e até mesmo de uma quarta guerra mundial. Esperamos que nossas ações evitem isso e nos possibilitem difundir o método da unidade em todo o mundo. Ajam! Ajam entre vocês e ao seu redor.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 14/07/19

Ajudando A Humanidade A Ascender

254.02Pergunta: Se eu escolher o caminho da luz, como isso se reflete nas pessoas que seguem o caminho do sofrimento?

Resposta: Cada pessoa que escolhe o caminho da luz se torna seu condutor em nosso mundo. Nosso mundo recebe grandes nutrientes, luzes e, então, mais pessoas inconscientemente anseiam por esse caminho.

Portanto, cada pessoa que se compromete com a correção ajuda a ascender. Ela ajuda as pessoas a entender o mal antes que ele se concretize na matéria, evitando problemas, golpes e muitas guerras.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 14/07/19

Por Quem Passam As Leis De Governança?

214Comentário: Falei recentemente com uma mulher muito instruída que disse: “Parabéns aos judeus. Eles sabem como controlar o mundo inteiro”. Ela expressou um sentimento compartilhado por muitas pessoas de que os judeus controlam tudo. No entanto, na verdade, não existe tal controle!

Minha Resposta: Não importa. As pessoas inconscientemente sentem isso por meio de algum sentimento interior.

Pergunta: Não se trata de controle, mas sim de uma tarefa que os judeus devem cumprir?

Resposta: Esse é o problema: não importa o que os próprios judeus entendam, façam ou sintam, as leis de governo ainda passam por eles, embora pareçam não ter nada a ver com eles.

Pergunta: O que a Academia de Cabalá (KabU nos EUA) está fazendo para divulgar essas informações ao redor do mundo?

Resposta: Nós divulgamos absolutamente em todos os lugares e para absolutamente todos. Existem livros e outras publicações em muitos idiomas.

Pergunta: Os judeus que vivem fora de Israel também devem se envolver nisso? Ou só se aplica a quem vive aqui [Israel]?

Resposta: As leis internas do desenvolvimento da natureza e da sociedade nos levaram a um estado onde todos nós, juntos, começamos involuntariamente a passar o governo superior através de nós mesmos acima da natureza animal, vegetal e inanimada.

Em princípio, hoje os judeus têm, por assim dizer, cumprido seu papel, e o que resta a fazer é apenas passar adiante e envolver toda a humanidade neste processo.

De KabTV, “Algoritmos em Vez de Pessoas”, 04/08/21

Junte-se Aos Pioneiros

749.02Pergunta: Podemos dizer que agora toda a humanidade está no período de preparação para entrar na terra de Israel?

Resposta: A humanidade está em um período de preparação do ponto de vista de como está sendo preparada de cima. Mas como você se sente lá embaixo? As pessoas estão em um estado semiconsciente de que algo está acontecendo com elas que elas não entendem de forma alguma.

No entanto, estamos entrando na era da última geração, pois já existem vários milhares de pessoas que entendem o significado do que está acontecendo e sua tarefa de assumir essa missão e cumpri-la.

O resto vai aderir, não há conversa com elas. Afinal, se uma pessoa não recebe o despertar do alto para alcançar a propriedade de doação e amor, você não pode exigir nada dela, ela permanece no nível em que está.

Os milhares de pessoas que entendem a essência do que está acontecendo podem ser imaginadas como israelenses se aproximando dessa fronteira. Elas serão retiradas de toda a Terra, como dizem. Não que elas se mudem para cá fisicamente, mas começarão a se elevar internamente e, gradualmente, criarão um destacamento de pioneiros que entrarão na terra santa.

Pergunta: O mundo inteiro entrará atrás deles?

Resposta: O mundo inteiro nem entrará. Ele simplesmente se conectará a eles. Mas a divisão em Galgalta ve Eynaim e AHAP, em pioneiros, desbravadores e o resto da população permanecerá.

É graças à conexão entre esse pequeno grupo que o resto da humanidade será inevitavelmente puxado para baixo dele e gradualmente atrairá mais e mais energia superior, mais luz através dele. Dessa forma, eles também começarão a mudar.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 12/07/21

As Previsões De Messing Se Tornarão Realidade?

963.6Nas Notícias (ordonnews.com): “O famoso cartomante e médium Wolf Messing fez as seguintes profecias sobre os eventos do século XXI:

  • A Rússia passará por tempos difíceis e estará em conflito com todo o mundo sobre o território próximo à sua fronteira sul. Agora está claro que a Crimeia se tornou este obstáculo.
  • Após 2021, o Grande Profeta aparecerá na Rússia e criará uma religião global que pode unir toda a humanidade. Isso permitirá que ele estabeleça uma ordem mundial na qual não haverá luta pelo poder, guerras e corrupção”.

Pergunta: Depois de ler isso, naturalmente, pensei em nós. A ciência, que fala da unificação do mundo, está aqui. Por que não dar uma chance e no ano de 2021 revelá-la para todos? Tudo o que ele fala é sobre a unificação. Estamos prontos para um lançamento assim no ano de 2021?

Resposta: Eu pessoalmente estou pronto agora, se dependesse de mim. Mas isso depende de muitos outros fatores. Primeiro, não deve haver tal resistência feroz no mundo ao que a Cabalá fala: unificação.

As pessoas deveriam ficar desapontadas com o que têm. Não podemos (como fizeram os soviéticos) implantar à força a metodologia da guerra, do comunismo ou como quiserem chamá-la.

Devemos apenas fazer isso de uma maneira que seja conveniente, útil e atraente para as pessoas. Caso contrário, isso só pode ser feito por meios sangrentos. Talvez seja assim. Lemos muito sobre o que acontecerá na época do Messias: guerras enormes e sangrentas, assassinatos e outras coisas. Mas não quero me aprofundar nesses detalhes.

Pergunta: Não é possível impor?

Resposta: Não! Claro que não. As pessoas tentarão escapar de suas cascas egoístas, cruéis e terríveis. Mas não há lugar para a Cabalá aqui.

Uma vez que elas se recuperem de todas essas coisas e seu egoísmo simplesmente desista e levante as mãos, será possível explicar a elas o que a natureza realmente exige de nós – unificação, reaproximação acima de nossas rejeições egoístas. Então será possível fazer algo.

Isso vai acontecer no ano de 2021? Para mim, isso pode acontecer amanhã. Tudo depende do estado geral dos acontecimentos, como dizem.

Pergunta: Então você está dizendo que uma pessoa deve ser desencorajada pela solidão, pelo egoísmo e por viver para si mesma? E só então ela vai perguntar: dê-me algo?

Resposta: Sim. Estamos testemunhando o surgimento de uma nova geração para a qual nossos ideais do passado não têm importância.

Pergunta: Sim, eles não querem carreiras; eles não se importam em trabalhar duro para subir na carreira; eles nem querem ganhar muito dinheiro. Pizza, refrigerante, sentados na frente do computador …

Mas você tem certeza de que, de uma forma ou de outra, alguma geração certamente terá a necessidade do método de conexão?

Resposta: Eles não veem o sentido da vida e é muito difícil, até mesmo impossível, existir sem ele. Eles estarão procurando por ele. E eles vão entender que você chega lá por meio da conexão porque todos os outros métodos práticos já foram exauridos.

Pergunta: É importante para você usar a palavra “Cabalá”?

Resposta: Não! Absolutamente não! Nem devemos usá-la. Esses estigmas – as pessoas são negativamente predispostas a eles, elas começariam a puxar materiais sobre a Cabalá de todos os tipos de fontes. Isso só vai confundir as pessoas.

Pergunta: Elas não precisam ter esse termo em mente, desde que queiram alcançar essa conexão?

Resposta: Pode ser alguém completamente alheio a nós, como se não fosse nosso afiliado, uma pessoa ou grupo de pessoas que o desenvolverá e promoverá.

Pergunta: Mas o que eles deveriam ter em mente além do que você diz – unificação?

Resposta: Nada mais!

Pergunta: É assim que alcançamos a semelhança com a lei da natureza: harmonia?

Resposta: Claro! Harmonia! Harmonia nos relacionamentos. Isso é o que a natureza exige. Depois de termos passado por tudo, certamente podemos exigir isso intencionalmente.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 20/07/20

Todos São Obrigados A Se Corrigir

962.2Pergunta: Se uma pessoa não corrige algo por si mesma e fazemos isso por ela, de certa forma a roubamos. Por quê?

Resposta: Porque estamos indo contra a lei geral do universo.

Todos são obrigados a se corrigir. Todos devem ir para o universo infinito superior, alcançar a qualidade de eternidade e perfeição. Todos!

Portanto, se uma pessoa sofre, devemos ajudá-la, e não desistir, para que não seja como em Sodoma e Gomorra. Eles tinham outra filosofia: “Não ajude. Já que isso desce sobre uma pessoa, então é isso que Deus enviou”. E isso é tudo.

Devemos ajudar as pessoas, mas ajudá-las no que precisam. Ao mesmo tempo, devemos ajudá-las a começar a se recuperar por conta própria, para que não fiquem sentadas sem trabalhar, apenas esperando até receberem algo. Treine-as, dê-lhes um emprego.

A sabedoria da Cabalá diz: faça-os se sentar e estudar. Não temos trabalho para todos. Hoje, nosso mundo está indo para um estado em que tudo o que é supérfluo gradualmente irá embora. A pessoa vai perder.

Já vemos que os jovens de alguma forma não buscam o luxo, as roupas da moda. Ao contrário, existe algum tipo de trapo e pronto, nada mais é necessário. Todas essas convenções, todos os excessos, exceto o que é necessário para a existência humana normal, deixarão nossas vidas.

Quando a humanidade gradualmente chegar a isso, muitas pessoas ficarão sem trabalho. Afinal, noventa por cento da população hoje vive de criar e anunciar coisas desnecessárias e revendê-las. A humanidade está ocupada com todo o tempo consumindo coisas desnecessárias e jogando-as fora, consumindo novamente e jogando-as fora novamente.

Este ciclo vicioso já está chegando ao fim. Um grande número de desempregados permanecerá. O que fazer com eles? A sabedoria da Cabalá diz: “Não faça nada. É muito bom. Deixe-os se sentar e estudar”. O Estado vai pagar a eles. E dez por cento da humanidade que deseja trabalhar, trabalhará.

Ou talvez dez por cento do nosso tempo seja gasto no trabalho e o resto do tempo a pessoa será direcionada para se desenvolver internamente e gradualmente entrar no mundo superior, no universo superior. A lei da natureza nos empurra para isso. Então, todos terão um sentido eterno de sua vida, e um sentido material.

De KabTV, “Close-up. Lei global”

Legado Do Ari

541O Ari foi o homem que abriu o caminho para o céu para nós.  Ele revelou o fio da meada para nós, e se o agarrarmos, podemos subir à altura do Criador. Ainda não temos compreensão e palavras suficientes para agradecer ao Ari e valorizar o que ele tem feito.

Precisamos apenas acreditar nos Cabalistas que apreciaram muito o trabalho do Ari e agradecer ao Criador por nos enviar um mensageiro que passou conhecimento sobre a força superior, sobre a maneira como podemos nos aproximar dela e como estabelecer a conexão com ela.

Do legado do Ari, podemos receber a luz que reforma, o que há de mais valioso nela. Quando estudamos o material, a luz que reforma escondida nesses textos nos influencia.

Claro, sua ação depende de nosso desejo e intenção, de nosso anseio por conexão e unidade, e nosso desejo de sermos semelhantes ao sistema superior que nos controla. A luz age ao nosso redor, nos envolve, nos purifica e nos aproxima da conexão.

Portanto, todos os textos do Ari são sagrados. Podemos ver com que respeito os Cabalistas os trataram como se fossem a Torá da qual nenhuma palavra pode ser removida. A morte do Ari se tornou o ponto de partida a partir do qual a sabedoria da Cabalá começou a se desenvolver.

Embora ela tenha demorado várias centenas de anos até que viesse ao mundo graças aos seus seguidores espirituais, que a extraíram do túmulo do Ari e de outro esconderijo, de algum baú. Como resultado, todas as obras do Ari foram reveladas e serviram como base para toda a Cabalá moderna.

Isso é muito semelhante à história do Livro do Zohar, que também estava oculto e foi revelado mil anos depois. Foi apenas na época do Baal HaSulam que todos os escritos do Ari foram finalmente reunidos e ele foi capaz de estudá-los, compreendê-los profundamente e escrever um comentário sobre isso: O Estudo das Dez Sefirot.

As obras do Ari são uma corda salva-vidas que caiu do céu para nós. Toda a Cabalá é baseada no Livro do Zohar e nos escritos do Ari.

Baal HaSulam, “Introdução ao Livro Panim Meirot uMasbirot”: Não há palavras suficientes para medir seu trabalho sagrado (ARI) em nosso favor. As portas da conquista foram fechadas e trancadas, e ele veio e as abriu para nós …

Você encontra um jovem de trinta e oito anos que subjugou com sua sabedoria todos os seus predecessores….

Todos os sábios das gerações … abandonaram todos os livros e composições que o precedem … eles anexaram sua vida espiritual inteira e exclusivamente à sua Santa Sabedoria.

O ponto aqui não está no auge da realização, mas no fato de que o método do Ari foi construído e preparado para a correção final.

Portanto, o Ari simboliza o Messias Filho de José, ou seja, ele nos dá a base do mundo correto. Conforme está escrito, José era um homem justo, e os justos são a base do mundo. É somente graças aos ensinamentos do Ari que iniciamos nossas correções.

Embora houvesse grandes Cabalistas no passado que tinham ainda mais conhecimento do que o Ari, como Rabi Akiva e Rashbi, eles não sabiam como expressar, explicar, formular e transmitir o método de correção para nós da maneira que o Ari fez. Isso é determinado não pela altura do Cabalista, mas por sua correspondência com sua geração. É por isso que valorizamos tanto os textos do Ari, com a ajuda dos quais podemos chegar à correção final.

Após as descobertas feitas pelo Ari e seus seguidores, os sucessores de seu método que o adaptaram às gerações modernas, todos podem agora estudar a sabedoria da Cabalá e usá-la para revelar seu caminho para a unidade com os outros, a fim de alcançar o Criador dentro deste unidade. Esse é um grande presente que nos permite subir do grau animado ao grau de homem, Adam, “semelhante” ao Criador.

Todo o horror do egoísmo, desejos e qualidades egoístas devem ser revelados na nossa geração do Messias. Mas podemos entendê-los corretamente, resistir a eles e avançar em direção à correção.

Rav Chaim Vital, Shaar Gilgulim: Meu professor advertiu a mim e a todos os amigos que estavam com ele naquela sociedade para assumirmos o mandamento “Ame o seu próximo como a si mesmo”, e almejarmos amar cada um de Israel como sua própria alma, pois com isso sua oração se elevaria abrangendo todo o Israel e seria capaz de ascender e fazer uma correção acima.

O amor pelos outros é a base do nosso trabalho. Por meio de nossos estudos, atraímos a luz que reforma, mas devemos provê-la com material para trabalho e correção. Ela precisa corrigir a conexão entre nós, que foi quebrada durante o pecado da Árvore do Conhecimento. Todo o sistema, chamado Adam, foi destruído. Agora queremos usar a luz para conectar todas as partes.

Em cada um de nós há uma parte quebrada, um registro (Reshimo). Somos exatamente as partes que já estiveram juntas no sistema de Adam HaRishon. Hoje precisamos voltar à mesma conexão novamente. Para fazer isso, recebemos o ensinamento do Ari, a ordem de trabalho estabelecida pelo Baal HaSulam e a ordem de construção de um grupo de acordo com o Rabash. Temos tudo o que precisamos, só precisamos conectar tudo e implementar a correção.

Louvores do ARI: Um dia, na véspera do Shabat [sábado], o ARI foi com seus discípulos para o Kabbalat Shabat [serviço começando no sábado] como era seu costume. Ele disse aos amigos: “Vamos agora a Jerusalém […] e construamos o Templo, e façamos uma oferta do Shabat, pois vejo que este é realmente o tempo da redenção.

“Alguns amigos disseram: ‘Como iremos a Jerusalém neste momento, fica a mais de trinta parsaot de distância (aproximadamente 115 km)?’ Outros disseram: ‘Muito bem, estamos dispostos a ir com você, mas primeiro iremos avisar nossas esposas para que não se preocupem conosco, e então iremos’”.

Então o Rav gritou e disse aos amigos: “Como a calúnia de Satanás conseguiu revogar a redenção de Israel? Testemunho perante o Céu e a Terra que desde a época do Rabino Shimon Bar Yochai até hoje não houve melhor momento para a redenção do que este.

“Se vocês tivessem admitido isso, teríamos o Templo e os rejeitados de Israel teriam se reunido em Jerusalém. Agora o tempo passou e Israel foi para o exílio mais uma vez”. Quando os amigos ouviram isso, se arrependeram do que haviam feito, mas isso não os ajudou.

Existem momentos especiais. Vamos torcer para que tenhamos essa oportunidade e não percamos nossa chance.

Antes de sua morte, o Ari disse a seus alunos que se eles merecessem, ele viria e os ensinaria. É muito difícil entendermos isso, mas tudo já existe, não existe vida e morte. Existem apenas mudanças entre os graus, uma mudança de estados.

Portanto, aquele que aceita os princípios do método do Ari – conexão na dezena e equivalência ao sistema superior de ABYA – começa a avançar, praticamente se integra com o sistema, recebe força e luz dele e, assim, aprende.

Não se trata de aprender e compreender com sua mente. A realização mental vem muitos anos depois, após a realização com sentimentos. Em primeiro lugar, as sensações devem vir. Como em nosso mundo, primeiro começamos a viver nele e a senti-lo, e então podemos explicar algumas das sensações na linguagem da razão.

É o mesmo no mundo espiritual, antes de tudo, precisamos penetrar nas sensações, no amor e na conexão, e então poderemos entender de acordo com que fórmulas esses sentimentos funcionam.

De KabTV, “Uma Conversa na Refeição em Homenagem ao Dia em Memória do Ari”, 04/08/19

Almas Conduzindo A Vontade Do Criador

961.2Rabbi Shimon Bar Yochai (Rashbi) é todo um sistema espiritual, uma alma muito grande, que inclui muitas outras almas ligadas a ele. Graças a ele, elas foram capazes de subir, conectar-se e fundir-se.

A alma do Rabino Shimon nos guia e nos conduz adiante da mesma maneira que a alma de Moisés, o Ari, o Baal HaSulam e a alma de Abraão, que foi o primeiro a estabelecer o método Cabalístico.

Basicamente, Adão foi o primeiro. Mas ele não tinha um grupo com o qual desenvolveria essa técnica. Naquela época, não era necessário porque o egoísmo da humanidade ainda era muito pequeno.

O próximo nível de egoísmo foi revelado por Abraão, mas também era pequeno, uma vez que era o suficiente para ele e seus discípulos apenas se conectarem. O egoísmo mais sério foi revelado durante o período chamado de exílio egípcio.

Pergunta: E as almas de grandes Cabalistas como Adam HaRishon, Abraão e Rashbi estão de alguma forma conectadas umas às outras?

Resposta: Sim. Essas são as almas que constantemente se manifestam na humanidade, bem como a principal força superior que deve se manifestar em nós a fim de espalhar o método de correção entre nós para nos organizar. Essas almas descem ao nosso mundo como mensageiros para ensinar métodos espirituais.

Elas nem mesmo se corrigem, apenas ensinam aos outros como se corrigir. Portanto, não se pode dizer que elas mesmas alcançaram seu nível. Mas elas não são como todos os outros. Essas são almas especiais que estão empenhadas em cumprir a “política” do Criador neste mundo.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 21

A Geração Do Milênio (Millennials) Vai Nos Salvar?

627.2Comentário: Millennials são aqueles que nasceram de 1982 a 2004. Esses são indivíduos fortes que estão agora com menos de 40 anos. Eles já passaram pela crise de 2008, estão passando por uma pandemia, e ainda não se sabe o que irão experimentar a seguir.

Os demógrafos os comparam à Grande Geração. A grande geração é a geração que viveu nos anos 20 e 30, sobreviveu à grande depressão e, o mais importante, sobreviveu à gripe espanhola. E esta geração conseguiu construir a América, restaurar a Europa.

Agora, eles dizem que a geração do milênio pode ser semelhante à anterior e que será capaz de construir uma nova economia e virar o mundo de uma nova maneira.

O que você acha desta geração, desses indivíduos fortes de quarenta anos?

Minha Resposta: Não vejo que eles estejam em uma busca, em luta, com ansiedade. Eles têm uma visão muito pragmática. Eles não parecem revolucionários para mim. E por que eles deveriam se apressar, fazer alguma coisa, fazer algum tipo de revolução? Qual é o problema?

Comentário: Eles sobreviveram à crise de 2008 …

Minha Resposta: Eles passaram por isso sentados em seus computadores. Nada mais.

Pergunta: E uma pandemia que paralisou indústrias inteiras, destruiu indústrias inteiras?

Resposta: Não acho que seja tão importante ou alarmante para eles.

Pergunta: Então, o que mudará a situação? Não pode continuar assim, pode?

Resposta: Não. Deve haver uma consciência muito mais profunda do que uma crise – um beco sem saída.

O que essa geração fez? Praticamente reviveu a indústria, o comércio e assim por diante. Não vai adiantar nada agora. Não fará nada. Há um grande volume de negócios, indústria, o que você quiser.

Pergunta: O que a natureza quer de nós?

Resposta: Ela quer que mudemos radicalmente, reflitamos sobre nossa vida, sobre seu significado.

Pergunta: Então, deve haver um entendimento mais profundo para essa geração?

Resposta: Sim. Por que estamos aqui, o que estamos fazendo? O que essa pandemia nos trará? Por que ela vem das profundezas da natureza? Que vantagens e desvantagens ela deve apontar para nós? Nada disso está lá. Não vejo isso em lugar nenhum: nem entre filósofos, psicólogos ou políticos, ninguém faz investigações sérias ou apenas pensa nesse assunto.

Uma pessoa deve dizer: “É maravilhoso que tenha surgido uma oportunidade dessas para mudar a mim mesmo, o sistema, a humanidade, a direção da indústria, do comércio, da educação e da formação! Vamos reconsiderar tudo o que existe no mundo hoje!” Em geral, as perguntas: “Para que vivemos? Para onde estamos indo?” Precisamos entender o que somos hoje e o que devemos ser amanhã.

Por que devemos chorar hoje?! Do que nos libertamos? Precisamos apenas aproveitar esse momento e fazer algo sobre nós mesmos – todas as pessoas! Porque estamos todos em crise; é universal. A crise é global. Esta crise é uma crise de desenvolvimento humano, de desenvolvimento humano egoísta.

Pergunta: Uma pessoa pode entender isso? Vire o pensamento assim, pode?

Resposta: Explique a ela o que está acontecendo globalmente com a humanidade, e acho que todos concordarão com isso, exceto aqueles que não se beneficiam disso.

Pergunta: Por que ainda não há compreensão disso?

Resposta: A humanidade não tem como enxergar à frente. Porque o que está disponível hoje, sempre serve.

Pergunta: Você se contradiz. Então, quem impulsionará essa situação? Quem dirá primeiro: “Olhe” e fará as pessoas olharem? Tudo tem seu próprio “pai”. Em Cingapura, houve um “pai” que mudou tudo. Na América, eles começaram a mudar durante a Depressão. E assim por diante.

Em toda parte há seus próprios presidentes, seus próprios revolucionários. Quem vai dizer tudo agora? Para quem é o seu apelo? Com quem você está falando?

Resposta: Não sei a quem apelar. Não temos ninguém como Einstein ou Marx. Eu pessoalmente digo o que posso. Quem ouve, ouve.

Pergunta: Se alguém ouvir, você está pronto para se sentar e por dias, o tempo que for necessário, para conversar com ele, para explicar?

Resposta: Estou pronto não apenas para falar com ele, mas para trabalhar com ele em geral.

Pergunta: E trabalhar o quanto for necessário, explicando a ele todo o sistema, toda a natureza, e para onde ela nos leva?

Resposta: Sim.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 29/03/21