Textos na Categoria 'Disseminação'

Todos Devem Aderir Ao Movimento Em Direção Ao Criador

laitman_962.6O universo inteiro é como círculos concêntricos, começando pelo mais interno, no qual existem pessoas que receberam um despertar para a adesão ao Criador. Elas entendem que é necessário conectar-se entre si, porque somente dentro do desejo comum, dentro de nossa conexão, o Criador pode ser revelado; portanto, tudo é construído na conexão.

Primeiro, pessoas com o “ponto no coração” chegam a essa conexão, pessoas ansiando pela revelação da força superior que se manifesta na conexão. Depois, existem muitos outros círculos externos, camadas. Nosso grupo está no centro; recebeu um grande presente do alto: o desejo de se aproximar do Criador. É nossa responsabilidade realizar esta ação e aproximar os outros círculos Dele.

O círculo mais interno deve se corrigir anulando seu egoísmo; os outros círculos não precisam mudar sua natureza. Tudo depende do círculo mais interno, dele sentir sua obrigação de cumprir seu papel, o desejo que lhe é dado para o propósito da criação. Somente ele recebeu esse desejo, não os outros, e, portanto, é obrigado a cumprir sua missão.

Não podemos fazer reclamações contra outras pessoas, outros círculos, porque cada círculo age de acordo com o desejo despertado nele. Portanto, somos obrigados a realizar nosso desejo interior de alcançar o Criador, bem como ajudar os círculos mais externos que não têm essa deficiência e vinculá-los ao objetivo de toda a criação.

Esses dois movimentos, um dirigido para dentro e outro para fora, devem ser realizados nas duas próximas Convenções: a Convenção no deserto e a grande Convenção em Tel Aviv. Essas duas ações dependem uma da outra, porque nossa conexão deve ser construída com o objetivo de conectar toda a humanidade ao Criador.

Portanto, trabalhar na conexão interna é apenas uma preparação, da qual saímos para nos conectar com o mundo inteiro, com todas as pessoas. Não procuramos infectá-las com nosso desejo. Simplesmente queremos mostrar a todos os círculos em Israel e no mundo como agimos e despertá-los um pouco. Cada círculo agirá de acordo com o desejo que desperta nele.

Não importa que esse desejo tenha como objetivo indireto a adesão ao Criador e a obtenção de equivalência de forma com Ele. No entanto, o Criador desperta uma crise no mundo, que é sentida de maneira diferente por cada círculo. Nossa tarefa é explicar a todos os círculos como é possível superar a crise global geral de acordo com o desejo pessoal especial que desperta em cada círculo. 1

Cada pessoa, até certo ponto, deve pertencer ao movimento geral em direção ao Criador, e não apenas àquelas que estão estudando a sabedoria da Cabalá de acordo com seu desejo interior. Basta que as pessoas que não têm esse desejo interior sintam a crise e percebam que ela é causada pela falta de conexão entre nós e a força superior. Essa conscientização já é suficiente para incluí-las no processo geral.

Cada círculo é obrigado, na medida do seu desejo, a participar da conexão de toda a humanidade e sua conexão com a força superior. A tarefa de todo e qualquer círculo é realizar seu desejo natural na vida e apontá-lo para a conexão com outros círculos e a força superior que controla todos.

O círculo interno executa essa tarefa na intenção, o círculo externo em ação, cada um de acordo com seu desejo. Mesmo aqueles que protestam e resistem também participam de todo o processo, realizando certo trabalho, sem o qual é impossível alcançar a meta. Afinal, por sua resistência, eles ajudam a determinar com precisão a direção do alvo. 2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 12/12/19, Escritos de Baal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar

1 Minuto 1:10
2 Minuto 12:30

Cabalá: Benefício Ou Detrimento?

254.02Pergunta: Por um longo tempo, houve uma proibição de revelação da sabedoria da Cabalá no mundo. Baal HaSulam escreveu que a primeira proibição é desnecessária, a segunda, impossível e a terceira é o segredo do Criador.

O que significa que era desnecessária?

Resposta: Havia uma necessidade, por exemplo, de criar uma bomba nuclear? No entanto, como você pode ver, foi revelado ao mundo. Embora, por um lado, Einstein não quisesse, mesmo assim ele deu a fórmula, porque ficou claro que os cientistas da Alemanha de Hitler estavam trabalhando com sucesso nessa questão. Então a fórmula foi roubada e, a partir disso, iniciou-se o desenvolvimento da indústria nuclear no Oeste e no Leste.

Pergunta: Isso significa que a Cabalá não trará benefícios óbvios?

Resposta: A Cabalá não trará benefícios óbvios se for colocada nas mãos de uma pessoa, como uma bomba nuclear para um neandertal.

Se uma pessoa ainda não está pronta para isso, se você não tem um desejo claro de entender o sentido da vida, ou seja, ainda não está completamente decepcionado com essa existência, a revelação da Cabalá começará a levar a pessoa ao misticismo, à oportunidade de ganhar dinheiro com ela, etc. Isto é, a Cabalá não deve ser revelada a quem quer receber algum tipo de privilégio, algum benefício neste mundo.

Se uma pessoa já entende que não precisa deste mundo, não é atraída por riqueza, conhecimento, poder ou honra, nada, apenas quer o mundo superior, apenas a conexão com o Criador, a Cabalá deve ser revelada a ela.

Portanto, é necessário ter muito cuidado. No entanto, em nosso tempo, essa proibição já foi suspensa porque as pessoas, em princípio, estão tão desapontadas neste mundo e estão em uma depressão geral que, mesmo que quisessem usar a Cabalá de alguma forma, na forma de magia e outras coisas, ninguém levaria a sério.

Pergunta: Existe um certo estágio no desenvolvimento da humanidade em que a revelação do Criador pode prejudicar uma pessoa?

Resposta: Sim. Quando ela ainda deseja este mundo e, ao mesmo tempo, familiariza-se com o método de alcançar o Criador, começa a pensar: “Como posso alcançar o Criador para lucrar neste mundo?” Isso está errado e nunca trará nenhum benefício. É porque a revelação do Criador pode ser apenas para subir deste mundo para o mundo superior através de nossa conquista. O corpo permanecerá, mas o espírito de conquista começará a surgir no próximo mundo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 08/01/19

Trazer Luz Ao Mundo

laitman_938.04Rabash, “Qual É O Grau Que A Pessoa Deve Alcançar Para Não Ter Que Reencarnar?”: O fato é que precisamos saber que todas as almas se estendem da alma de Adam HaRishon. Ele é chamado Adam HaRishon, que significa o primeiro homem. Um homem é chamado de coleção de todas as qualidades egoístas em uma única altruísta. Depois que Adão pecou, ​​isto é, caiu da qualidade de doação e amor para a qualidade de recepção, sua alma, sua estrutura, seu desejo foi dividido.

Não há corpos, existem apenas desejos. Portanto, seu desejo, que era uma grande luz comum, se fragmentou em um grande número de pequenos desejos, cada um dos quais contendo uma microdose de luz. Temos que conectar essas microdoses, direcionando nossos desejos para um grande desejo comum.

Este é o nosso trabalho de correção. Nisso, não é apenas coletar as partículas nas quais a luz se quebrou, mas também conectá-las a uma grande força. Portanto, nosso trabalho é dividido em um grande número de partes do Kli (vaso) quebrado de Adão e na sequência em que reunimos esse único desejo comum chamado “Adão“.

Esse trabalho leva muito tempo porque não podemos fazer isso em um único esforço. Portanto, devemos entender que cada um de nós exige um ambiente para avançar.

Em princípio, em todos os casos na vida, eu só consigo resolver a maioria dos meus problemas com a ajuda do ambiente. Eu já estou começando a entender a condição de que a destruição do Kli me impele a estar constantemente com minha própria espécie, que anseia por conexão. Então podemos influenciar um ao outro, agir e ajudar um ao outro tanto física quanto internamente.

Nossos desejos, as luzes que nos preenchem, embora ainda sejam minúsculos, suas microdoses se influenciam mutuamente e, assim, podemos nos apoiar e ajudar. Nosso avanço está nisso.

É por isso que a conexão é de extrema importância. Tentando o tempo todo ver nos outros um exemplo do que mais posso fazer, do que mais posso aprender de todos, de qualquer pessoa, de qualquer maneira – de seus anseios e ações de conexão. Isso é considerado como uma pessoa ajudando outra.

Quando nos reunimos, podemos aprender virtual e fisicamente, mas nada pode substituir uma reunião tão grande quanto uma convenção, porque somente nessas reuniões massivas as pessoas podem se influenciar.

Elas devem se ajudar, demonstrar o quanto anseiam por conexão. Não há necessidade de demonstrar familiaridade, abraços, tapas e tapinhas. Devemos tentar transmitir um ao outro o anseio de nossos corações. Isso é fundamental. Juntos, devemos tentar convencer o Criador de que já somos dignos de Ele nos unir.

Um pedido tão persistente de cada coração para outros corações e através de sua conexão com o Criador é mais importante. Começaremos então a sentir que realmente estamos na grande luz superior.

Isso só pode ser alcançado em grandes convenções. É claro que você pode chegar a isso em grupo e em pequenas reuniões, mas quando uma massa de pessoas chega, já familiarizadas umas com as outras, é realmente uma grande força. Não há nada igual no mundo. Além disso, o mundo está esperando, inconscientemente, mas está esperando que tragamos luz, aproximemos a força superior.

Da Convenção na Moldávia, “Dia Um” 06/09/19 , “Dissolvendo-se nos Amigos”, Lição 1

Europa: Da Escuridão À Luz

254.02Baal HaSulam, A Nação: Portanto, é imperativo que todas as nações estejam fortemente unidas, para que todos os indivíduos nelas estejam apegados uns aos outros pelo amor instintivo.

Isso não significa que todas as pessoas da nação, sem exceção, devam ser assim. Isso significa que as pessoas dessa nação, que sentem essa harmonia, são as que fazem a nação, e a extensão da felicidade e da sustentabilidade da nação é medida por sua qualidade.

A força que apoia a nação depende do quanto a nação é semelhante à força superior, que é una, isto é, capaz de unir. Essa nação será capaz de superar todas as dificuldades, porque elas são reveladas como a ruptura e a quebra dentro dela que exigem correção.

Portanto, no caminho, teremos que encontrar muitos problemas para cobrir todos os crimes com amor, ficando cada vez mais fortes e unidos. Somente dessa maneira é revelada a perfeição.

Cada vez mais e mais pecados são revelados, e é necessário construir o estado inverso acima deles, isto é, o amor, sem desespero e sem desistir. É assim que o mundo é construído e, dessa maneira, deve ser corrigido.

A questão é: como os países europeus podem alcançar a unidade quando possuem um número tão grande de refugiados? De fato, todos esses refugiados apenas ajudam as nações europeias a entender que a conexão deve estar acima de todas as diferenças. É necessário ver a onda de refugiados como enviada pela força superior e não como destrutiva. É destruição, mas com a finalidade de correção.

Cinquenta anos atrás, era impossível imaginar uma situação de refugiados na Europa. Os europeus se protegiam muito, acalentavam a individualidade de cada nação, os alemães, os franceses, os italianos. As fronteiras entre as nações eram muito claras e nítidas.

Então, de repente, tudo começou a mudar com grande velocidade. De acordo com o programa superior, todos devem revelar a destruição em que se encontram. De que outra maneira é possível descobrir a necessidade de correção, senão trazendo as forças estrangeiras para dentro? É por isso que vários milhões de pessoas entraram na Europa, pessoas estranhas a ela em sua cultura, educação, religião e comportamento. Não há contraste mais flagrante.

Como resultado, os europeus estão lentamente começando a perceber que não há escolha, a única coisa que podem fazer é se conectar. Eles ainda precisam descobrir como essa conexão pode ser alcançada. Não importa o quão irreal possa parecer por causa de diferenças religiosas, as mais agudas e irreconciliáveis, não há outro caminho.

Os europeus entendem que é necessário encontrar a chave para alcançar a unidade e a conexão. E a chave, em primeiro lugar, está no método integral de conexão, que a Cabalá oferece, na cobertura de todos os crimes com amor.

Isso é implementado com a ajuda da força superior. Não podemos nos unir por nós mesmos; nós apenas criamos condições para que através de nós, através de Israel, como através de um canal de conexão, a força superior comece a afetar todas as massas de pessoas.

Isso não requer o consentimento delas; de repente, elas começam a falar e a se comportar de maneira diferente. Não importa que ontem ela eram fundamentalistas, não importa que religião professavam, como pensavam e a qual das setenta nações do mundo pertenciam. Todas se tornarão como uma nação.

O principal é que a Europa está enfrentando problemas e precisamos fornecer uma solução. É por isso que é tão importante unir todos os grupos Cabalísticos na Europa e no mundo, especialmente agora antes da Convenção Europeia na Bulgária. Desta forma, podemos trazer a luz da conexão e da unidade para a Europa.

A Europa é cada vez mais dominada pelas trevas, um sentimento de desamparo, desesperança e ausência de saída. No entanto, de repente, veremos como as contradições estão se abrandando, as opiniões, pensamentos e desejos estão mudando. Afinal, tudo é resolvido no pensamento, e os pensamentos de repente se tornam novos.

Como é possível que pessoas que eram tão fundamentalistas, nacionalistas, que nem sequer queriam conversar com alguém um pouco diferente delas, de repente mudaram tanto? No entanto, a luz superior pode mudar tudo. A maneira como ela agora engrossa a escuridão, então a corrigirá. O principal para nós é nos tornarmos um canal condutor, esse é o nosso trabalho.

Da Lição Diária de Cabalá 13/09/19, “Unificação do Povo”

A Importância Da Ciência Da Cabalá

laitman_214Pergunta: Qual é o significado da ciência da Cabalá para nossa geração?

Resposta: O significado da ciência da Cabalá não é teórico, mas puramente prático. Quando a humanidade chega a um estado de desesperança, sem saber como avançar, para que existe e o que a guia, surge a necessidade da ciência da Cabalá. Antes disso, ela não precisa disso, especialmente porque a ciência da Cabalá não se oferece a ninguém. Ela está se escondendo dentro da humanidade em um estado de preparação, porque os Cabalistas a desenvolvem e a preparam para popularização, disseminação e aplicação.

Agora chegamos a um estado em que a Cabalá pode ser revelada ao mundo. Mas até o nosso tempo, estava praticamente escondida.

Pergunta: Baal HaSulam escreve que a Cabalá revela o Criador a todas as pessoas no mundo. As pessoas precisavam dela antes?

Resposta: Não, e hoje elas não precisam. Afinal, uma pessoa não precisa da verdade, mas precisa do que lhe dará algum conforto, satisfação e respostas para os pequenos problemas de sua vida.

Pergunta: Mas não acho que alguém se recusaria a revelar o Criador se soubesse que seria possível revelá-Lo.

Resposta: Não. Mesmo entre as que vêm hoje e ouvem sobre a possibilidade da revelação do Criador, o mundo superior, o próximo nível de desenvolvimento da humanidade, apenas algumas permanecem conosco.

Pergunta: É possível que as pessoas não desejem o Criador que a Cabalá oferece?

Resposta: Talvez.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 13/12/18

A Importância De Disseminar A Sabedoria Da Cabalá Para O Mundo

laitman_962.4Primeiro de tudo, devemos lembrar que o objetivo da correção é o mundo inteiro, todas as nações. Não pode ser de outra forma e este é o papel do povo de Israel. Assim como nossos antepassados, uma vez no estado corrigido, trabalharam com o povo de Israel e os atraíram para a espiritualidade, devemos hoje atingir o grau dos antepassados ​​para realizar seu trabalho e sermos capazes de liderar os outros. Eles já foram capazes de nos transformar no povo de Israel, e agora precisamos fazer o mesmo trabalho e atrair o mundo inteiro para o nível espiritual.

Nenhuma concessão e compromisso são possíveis aqui porque esta é a lei da natureza.

Abraão formou discípulos e depois eles passaram seus ensinamentos para outros povos, que formaram a nação de Israel. Da mesma forma, também devemos nos tornar professores que lidarão não apenas com aqueles que vieram da antiga Babilônia, mas com todas as pessoas, elevando-as ao mesmo grau em que o povo de Israel esteve uma vez, isto é, levando-os à compreensão e consciência da espiritualidade. Isso significa corrigir os desejos para a doação com a ajuda da luz que reforma e chegar ao amor ao próximo.

Pais e filhos são dois graus e os filhos de hoje são o mundo inteiro, então devemos ensinar a todos. O mundo inteiro exige correção e somos responsáveis ​​por isso, assim como os pais são para com os filhos.1

Antes de chegarmos à correção, precisamos determinar exatamente o que queremos corrigir. Portanto, precisamos nos conectar com as nações do mundo e discernir suas deficiências, seu estado, a fim de imaginar o estado que precisamos alcançar e o estado para o qual precisamos trazê-los. Então poderemos realizar nossa correção porque não nos corrigimos por nós mesmos, mas para nos tornarmos um canal para o mundo inteiro.

Nossa correção deve, desde o início, ser voltada para uma transmissão tão altruísta, “o canal”. Se, em nosso pedido, não nos apresentarmos como um canal, passando tudo recebido do Criador para os outros e não deixando nada para nós mesmos, não receberemos nada do Criador, mas apenas nos arruinaremos ainda mais. Não temos mais nada desta transmissão, exceto o nosso papel chamado de “o vaso que retém a bênção para Israel”.

É por isso que o povo de Israel ainda não vê a bênção, não importa quantas ações realizem. Pelo contrário, há uma descida contínua de geração em geração porque não cumprimos o principal: nosso papel em relação ao mundo que muitos Cabalistas escreveram. Uma pessoa se limita a observar os mandamentos tradicionais, não querendo assumir a responsabilidade pelas nações do mundo e pela correção da alma. A necessidade de pensar nisso e se preocupar com isso o tempo todo é difícil porque vai contra o desejo de receber e, portanto, nosso egoísmo resiste a isso.

Até o tempo do Ari, bastava observar os mandamentos corporais. Mas depois do Ari, a oportunidade de todos se engajarem na sabedoria da Cabalá se abriu e se tornou um dever, porque somente através dela a correção do mundo virá.2

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 23/7/19 , “A Importância de Disseminar a Sabedoria da Cabalá para o Mundo”
1 Minuto 02:30
2 Minuto 10:10

O Chamado Para A Correção Do Mundo

laitman_962.2Não há outro além do Criador e, portanto, tudo vem de cima: ambos despertando de cima e despertando de baixo. A única diferença está em como sentimos esse despertar: cada um pessoalmente ou todos juntos em geral. O despertar pessoal não está associado a um certo período; cada pessoa recebe no devido tempo. De acordo com o seu lugar no sistema comum, ela começa a avançar, a estudar e chega ao grupo.

Mas há um despertar do alto que age sobre todo o povo de Israel e os conduz através de diferentes períodos, favoráveis ​​ou difíceis. Tudo depende da nossa conformidade com a governança superior. O tempo presente é especial e, se não acordarmos e mudarmos da maneira que o governo superior exige de nós, nos sentiremos muito mal.

Não devemos fechar os olhos, nos acalmar com o fato de que tudo parece bem até agora. O sábio vê o estado futuro, então agora é a hora de criar um programa de reabilitação para o povo de Israel e o mundo inteiro. Da mesma forma, na medicina, enormes quantias de dinheiro são investidas no desenvolvimento de dispositivos de diagnóstico, a fim de identificar antecipadamente uma doença perigosa. Se isso não for feito e a doença progride, leva a consequências trágicas.

Portanto, precisamos acelerar o tempo e olhar com antecedência para o que precisa ser feito para salvar a todos e também cumprir o propósito da criação e doar prazer ao Criador. Claro, “Não há outro além Dele”, mas onde eu estou, onde está minha participação pessoal nisso? Meu despertar de baixo está incluído em “não há outro além do Criador”, mas por causa da falta de adesão com Ele, por enquanto, não sabemos como isso é combinado.

A unidade é necessária para o mundo inteiro, e isso significa que é necessária para o Criador porque Ele habita dentro da nação. Acreditamos que podemos atingir o Criador pessoalmente, individualmente, mas essa é uma exigência egoísta. Se quisermos alcançar a revelação, seremos os últimos depois do mundo inteiro. Afinal, a correção do mundo é o chamado do tempo; nós vivemos na última geração.

Se quisermos doar ao Criador, devemos cuidar da correção de todo o mundo, e isso só é possível através do povo de Israel. Você pode agir em Israel somente através do nosso grupo, através da minha dezena, através da participação pessoal de todos. Se construirmos a realidade ao longo de tal pirâmide e a influenciarmos, cada um e todos juntos, teremos sucesso.1

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 15/07/19, Escritos do Baal HaSulam, Jornal “A Nação”
1 Minuto 1:40

De Uma Pequena Sala Para Um Mundo Enorme

laitman_944Pergunta: Por que os Cabalistas esconderam a Cabalá por muitos anos?

Resposta: Olhe para você mesmo. Você já estuda Cabalá há anos. Como seria possível revelar tudo o que ela estuda para você de uma vez? Mesmo quando você começa a estudar qualquer ciência, ela é revelada gradualmente porque você precisa coletar dados, armazená-los, adaptar-se a eles e mastigá-los dentro de si.

E a Cabalá é uma ciência que inclui simultaneamente sentimentos dentro de você. Isto é, você mesmo deve mudar e adaptar-se sensualmente ao material com o qual trabalha. Aos poucos, você se acostuma e muda de acordo com ele; você vai sentir e absorvê-lo de forma diferente. Estes são estágio muito sérios e longos de incorporação de uma pessoa na Cabalá e a Cabalá na pessoa.

Essa não é uma ciência comum que as pessoas deduziram de suas conclusões. Sob a orientação dos Cabalistas, você descobre um mundo, descobre a si mesmo e seus sentimentos, e começa a aplicar seu conhecimento ao mundo que existe ao seu redor. Você a aproxima cada vez mais de si mesmo e a sente.

Portanto, ocorre que isso leva tempo, não é possível passar por isso instantaneamente. Por exemplo, você não pode levar uma criança a um balé clássico, ao teatro ou a um experimento científico, pois ela não a entenderá. Você pode levá-la com você, mas ela não receberá nada disso. Pelo contrário, ela ficará assustada ou entenderá tudo incorretamente.

Portanto, o problema não é que os Cabalistas não querem revelar tudo imediatamente. Eles, como verdadeiros metodologistas, entendem que isso requer um caminho muito longo para o crescimento interior de uma pessoa. Esse é o problema.

Essa maturação pode demorar 20 ou 30 anos. Afinal, você se adapta ao sistema que funciona de acordo com leis diferentes do que o seu corpo animal, o nosso mundo inferior primitivo funciona.

Você é como uma criancinha que sai de sua creche, na qual todo o seu mundo foi encapsulado, no grande mundo. Existem interações completamente diferentes, existem estranhos e outras leis.

Portanto, você precisa se adaptar. Assim como em nosso mundo temos pais e professores que nos guiam e criam sistemas especiais de amadurecimento e incorporação neste mundo, é o mesmo na Cabalá.

No entanto, tudo é muito mais difícil na espiritualidade, porque no mundo corpóreo temos desejos naturais e órgãos dos sentidos, mas na Cabalá devemos desenvolvê-los. Isso significa que devemos estar unidos em dezenas, através das quais poderemos começar a sentir o mundo superior e nos adaptar a ele.

Só agora estamos começando esse processo, saindo gradualmente do nosso pequeno “berçário”, nem mesmo para o grande mundo, mas para o “quintal”. É exatamente isso que estamos começando a fazer agora.

Da Lição de Cabalá em Russo 05/02/19

A Ponto De Entrar No Mundo Espiritual

laitman_214Pergunta: O desejo pelo conhecimento foi uma vez um obstáculo para o desenvolvimento da Cabalá?

Resposta: A sede pelo conhecimento afastou o esforço para alcançar o mundo superior e as pessoas começaram a se engajar na compreensão do mundo material. Desde meados do século XVII houve interesse pela ciência e pela arte e depois ocorreu a revolução tecnológica. Isso eclipsou a luta da humanidade pelo conhecimento espiritual.

Se uma pessoa tem possibilidades interessantes de revelar os segredos da natureza deste mundo e alcançá-los, por que então se envolver em algo intangível, incompreensível? Foi assim que surgiu a primeira camada do desejo pelo conhecimento.

Mas no início do século XX, ficou claro que a ciência havia se esgotado e, no final do século, muitos cientistas já haviam dito que a era da ciência estava chegando ao fim e não havia mais lugar para desenvolvê-la. E hoje todos concordam com isso.

Isto é, não há nada no mundo que possamos descobrir que seja realmente um avanço especial. Existem até mesmo teoremas sobre a finitude do conhecimento.

A ciência da Cabalá explica que ganhar conhecimento é um método humano e procede de nossas capacidades. Nós não exploramos o que o mundo é. Nós exploramos o mundo como ele aparece em nossos sentidos.

O mundo é a matéria dada a nós em nossas sensações. Por isso, precisamos introduzir uma estrutura clara: onde está o limite da nossa realização? Acontece que é muito claro, simples e próximo. Em princípio, já sentimos isso.

Dessa forma, a ciência, que durou 150 anos, praticamente se esgotou. Portanto, estamos agora no limiar de entrar no mundo espiritual.

A Cabalá previu isso muitos milhares de anos atrás. Ela claramente viu que no final do ano 2000, quando a realização de todas as dez Sefirot do terceiro mundo foi completada, um sentimento de seu fim começaria a aparecer, assim como a compreensão de que deveria haver um avanço para a área superior.

Da Lição de Cabalá em Russo 07/10/18

Implementando O Plano Do Criador

laitman_938.04Pergunta: A disseminação em massa que você lançou baseia-se no fato de termos alcançado a última geração?

Resposta: As palavras dos meus professores de que estamos na última geração são o meu ponto de partida; eu devo agir sobre esse fato. Portanto, eu ajo. O que sairá disso não é o meu fazer, mas o do Criador. Eu também não sei como isso funcionará, mas isso não me interessa particularmente. Eu tenho que fazer o que puder.

Não há segredos da Torá, nem segredos do universo, forças secretas, magias e outras coisas. Existe um sistema de união de todas as pessoas do mundo no mesmo sistema de Adão, no qual já estivemos. Portanto, não vejo nada de errado nisso. Não tenho nada do que me envergonhar e nada a temer.

Observação: Mas há apenas um segredo para o qual sempre voltamos: não podemos nos unir sozinhos. Só podemos fazer esforços, e tudo o mais é feito pela Luz que retorna à fonte.

Meu Comentário: Isso já é um método! Mas chamar todas as nações para realizar o plano do Criador é o nosso dever. Chegamos a este estado e não podemos ignorá-lo se quisermos estar um pouco conectados com o Criador. Portanto, estabelecer essa base é exatamente o que eu queria em minha vida.

De KabTV “A Última Geração”, 09/05/18