Textos na Categoria 'Dezenas'

Ajude Sua Alma A Crescer

944“Eles Ajudaram a Cada Um de Seus Amigos” é o tópico mais importante porque é dedicado à nossa integração mútua através da qual construímos o Partzuf da alma de cada um de nós e de todos nós juntos. Sem essa integração mútua, não seremos capazes de construir um vaso espiritual e sentir os fenômenos espirituais, a força superior, o Criador, nele.

Para conseguir isso, preciso de amigos, não apenas para comunicação externa, mas daqueles com quem iremos fundir de coração e alma e ajudar toda a dezena a obter impressões dos outros, a serem imbuídos de suas qualidades. Assim, cada um formará um Kli no qual podem sentir toda a dezena. Todos incluirão todos, e nosso Kli será construído por meio disso.

Este trabalho continua até o final da correção. Mais e mais pessoas estão se reunindo, cada uma em sua dezena, construindo-se. Então as dezenas se conectam. Quando a dezena começa a se sentir como um, ela sente o desejo e a necessidade de se unir a outras dezenas.

O mesmo método de conexão se aplica aqui, e o Kli cresce e se torna mais complexo. O primeiro vaso espiritual consiste em dez amigos, e o segundo, onde vinte pessoas estão unidas, já tem o poder de cem pessoas porque é dez vezes dez, etc. Este não é um crescimento linear, mas exponencial.

Portanto, quando você vem para um grupo, não basta apenas aprender junto com seus amigos. Eu preciso estar imbuído de suas qualidades e coletar a aspiração especial ao Criador de cada um deles. Acontece que todos nós incluímos todos.

Do contrário, o homem não tem alma se não a constrói. Portanto, não basta apenas estar em grupo e participar de todas as atividades. O principal é tentar adotar aspirações para nossa conexão e fusão com o Criador. Ao fazer isso, construímos uma rede de conexões entre nós na qual revelamos a força superior de acordo com a equivalência de forma com ela.

No congresso, devemos buscar essa integração mútua, nos ajudarmos nisso. Isso será facilitado pelo clima geral, a participação de um grande número de dezenas, bem como a conexão dentro de cada dezena, o que afetará a todos tanto a partir do ambiente quanto internamente.

É assim que construo minha alma. Não é por acaso que os Cabalistas decidiram que as dezenas, dez pessoas em cada, deveriam se unir. Na dezena, cada um se anula para se integrar aos outros, para adotar suas qualidades e aspirações espirituais.

Não me importo mais com as qualidades pessoais de meus amigos, exceto por sua aspiração à espiritualidade. Eu preciso apenas estar imbuído com eles e construir a partir deles as primeiras nove Sefirot da minha alma. Eu mesmo sou a última Sefira, Malchut, que se anula para receber as primeiras nove Sefirot de seus amigos e usá-las para construir o Partzuf de sua alma. E o mesmo acontece com todos os amigos na dezena.

Então somos impressionados com o que cada um construiu dentro de si por meio da integração mútua com seus amigos, e temos um Partzuf espiritual real e independente com o qual continuamos a mesma construção. Cada dezena tenta ser impressionada por outras dezenas e absorver sua integração mútua, sua aspiração ao Criador, e assim construímos uma alma cada vez mais complexa e maior até construirmos a alma inteira de Adam HaRishon.

Da Lição Diária de Cabalá 24/02/21, “Eles Ajudaram A Cada Um de Seus Amigos”

Como Atrair A Luz Superior

944Pergunta: Como podem ações egoístas corporais como estudar, por exemplo, extrair a força espiritual totalmente celestial de doação do mundo superior?

Resposta: Na verdade, se o nosso mundo não está conectado ao mundo superior de forma alguma, como posso fazer algo por meio de minhas ações físicas, por meio de meu egoísmo?

A questão é que não há nada que eu possa fazer. No entanto, tivemos a oportunidade de nos reunir em dezenas e tentar nos unir, apesar de nosso egoísmo, acima dele. Embora eu não possa fazer isso de forma alguma, na medida em que tento me conectar com os amigos, invoco a luz superior para mim. Ou seja, existe uma chamada conexão ramo- raiz e eu posso fazer isso.

Se eu me comportar de uma certa maneira com os amigos do grupo e estudarmos as fontes Cabalísticas juntos, criarmos conexões entre nós e imitarmos as imagens e ações sobre as quais a Cabalá escreve, então mesmo que eu esteja no meu egoísmo, ainda sinto uma inspiração interna para evocar o impacto da luz circundante superior até mim.

Essa luz envolve o ego de propósito e, na medida em que o ego anseia por ela e aparentemente deseja se assemelhar a ela, a luz afeta o ego e o transforma.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 23/12/18

Apegue-se Ao Professor

165Pergunta: Podemos nos apegar aos nossos amigos quando trabalhamos nas dezenas tanto que nos contaminamos com uma atitude reverente para com o professor por parte deles? Ou é impossível?

Resposta: É possível. Podemos ajudar uns aos outros em nosso caminho espiritual e seguir em frente com calma. Se uma pessoa que está em uma descida se curvar diante do grupo, o grupo mostrará como começar a ouvir o professor. Então esse aluno pode receber a mesma coisa que o resto.

Pergunta: Isto é, não importa o que você seja, quão sábio possa ser ou se tem um coração sensível. Se você está de bom humor, pode receber absolutamente todas as condições e se limitar ao professor?

Resposta: Sim. O desenvolvimento mental não importa aqui.

Pergunta: Suponha que uma pessoa saiba que ainda não tem nenhum desenvolvimento interior, que é preguiçosa. Mas ela realmente quer alcançar! Ela pode se apegar ao professor com esse desejo e obter tudo?

Resposta: Somente por meio do grupo! O grupo é o conector para o professor e através do professor com o Criador. Não existem outras maneiras.

Pergunta: Isso significa que uma pessoa se coloca em um grupo, e o grupo a ajuda a ouvir o professor, se apegar a ele e ir ao Criador. Não importa quem, o quê e onde você esteja agora, mesmo se você for um eremita. Se você quiser, você pode?

Resposta: Todos nós viemos de um sistema, a dezena, de uma alma que foi dividida em muitas partes. Portanto, reunindo-nos em dezenas, nós novamente revelamos o Criador e nos unimos a Ele.

De KabTV, “Professor – Aluno”, 07/02/19

Como Perceber A Dezena?

528.02Pergunta: Eu fico pensando em como posso encontrar uma dezena mais confortável, uma mais carismática. Não estou feliz com a que tenho agora. Esses pensamentos vêm quando temos um workshop e meus amigos não me inspiram. O que devo fazer neste momento?

Resposta: Lamento ouvir essas coisas, isso é muito triste. Devemos perceber a dezena como um fenômeno divino da estrutura de um universo ideal completo. O fato de que me parece que este tem orelhas tortas, outro tem um nariz torto, este é vesgo, aquele está dormindo, este precisa que seu QI seja testado, e assim por diante, significa que esta não é uma dezena, não se eu vir meus amigos dessa maneira.

Quer dizer, pode ser uma dezena, mas não estou nela. Seria melhor se eu a deixasse.

Pergunta: Isso depende de uma pessoa, da raiz de sua alma? Ou ela apenas vê tudo dessa maneira, como preto?

Resposta: Ela pode ver dessa forma. Mas, por outro lado, ela deve se curvar gradualmente, mesmo de forma física.

Digamos que você está agora entre os nove amigos e você é o décimo, então abaixe a cabeça abaixo dos joelhos e sente-se como um cavalo que abaixa a cabeça. Agora tente fazer isso não fisicamente, mas internamente. Tente aceitar que tudo o que há em você é terrível, feio, e tudo o que há nele é perfeito.

De KabTV, “Professor — Aluno”, 07/02/19

A Dezena É Uma Célula Do Corpo Espiritual

962.6A responsabilidade primária de cada um é por sua dezena, por todos os amigos, pela conexão comum, na qual a dezena expressa nosso desejo pelo Criador, o pedido ao Criador para corrigir e preencher nosso desejo comum.

Cada pessoa na dezena tem que fazer este trabalho, essa é sua missão pessoal e individual em relação à dezena. Quando as dezenas se conectarem dessa forma, cada uma dentro de si, e se transformarem em células saudáveis, será possível montar um corpo espiritual a partir dessas células. Será um homem, “Adam”.

Até agora, entretanto, cada dezena é apenas uma célula básica e nada mais. Dessa forma, nós formamos uma gota de sêmen a partir da qual começaremos a nos multiplicar e crescer em espiritualidade. A menos que haja uma gota de sêmen consistindo em dez amigos, não podemos começar a crescer no mundo espiritual.

Essa condição se coloca diante de nós como uma barreira (Machsom), um obstáculo que não nos permite entender o quão necessária é a nossa conexão. Claro, não podemos fazer esse trabalho nós mesmos, mas devemos pensar, pedir e exigir que a força superior faça essa mudança dentro de nós.

Extraído da Lição Diária de Cabalá 12/02/21, “Meus Filhos Me Derrotaram” (Preparação para a Convenção de 2021)

Construindo No Centro Da Dezena

528.02Nós estamos entrando no mundo espiritual sobre o qual se diz: “Eu verei um mundo oposto”. É impossível agora imaginar este mundo de cabeça para baixo a partir do nosso mundo porque não é um simples negativo onde o preto está em vez de branco.

Mesmo se tentarmos doar e amar aqui neste mundo, não seremos capazes de refletir adequadamente o mundo espiritual. Não temos nada a relacionar com o mundo espiritual: nem compreensão, nem sentimento, nem sabor.

Portanto, temos que ir de olhos fechados. De fato, nossos olhos estão fechados e não vemos nada porque olhamos apenas para dentro de nosso desejo egoísta. Nosso olhar está voltado para dentro e cuidamos apenas do nosso estômago.

E a espiritualidade funciona exatamente na direção oposta. Não somos capazes de imaginar esse oposto. Se eu fizer o oposto, não se tornará espiritual. Esse é um equívoco muito comum.

Andar pela fé nos sábios significa seguir as instruções dos Cabalistas com os olhos fechados para que despertem a manifestação da alma dentro de nós e revelem a imagem do Criador, o atributo de doação, Bina, com a ajuda do Criador. Deve-se pelo menos começar a construir um lugar para isso, a condição para a revelação da força superior para que esta área se torne um tanto semelhante ao Criador.

Então, antes de tudo, é necessário fazer uma restrição para liberar espaço dos desejos egoístas e, em seguida, começar a construir sobre ele, andar por andar, os estágios de doação: 0-1-2-3-4.

Limpamos o lugar de nosso desejo de receber e obtemos uma plataforma vazia sobre a qual podemos construir o edifício de doação, isto é, deixar o Criador Se revelar e construí-lo. Eu devo remover meu “eu”, meu egoísmo, e deixar o Criador aparecer em seu lugar. O Criador aparece apenas no lugar puro que coloquei à Sua disposição.

E realmente precisamos da ajuda de nossos amigos para isso. Bem no centro do nosso egoísmo, no ponto central onde nós, egoístas, nos unimos, no centro da dezena, devemos abrir espaço para a revelação do Criador, para a manifestação da qualidade de doação, para que a alma comece crescer mais e mais do nível mais baixo, desde o nascimento: embrião, amamentação, amadurecimento.

A qualidade de doação se desenvolve dentro da qualidade de recepção, uma forma dentro da outra, como um embrião crescendo dentro do corpo da mãe. Embora o embrião seja um corpo estranho para a mãe, a natureza providenciou para que a mãe não o rejeitasse, mas, ao contrário, o apoiasse e criasse de todas as formas possíveis, com cuidado e amor. Todo o grande corpo da mãe funciona apenas para fazer crescer o embrião.

E com o mesmo amor de uma mãe carinhosa que espera um filho, precisamos nos unir na dezena e cultivar cuidadosamente a qualidade de doação entre nós. Nenhum de nós pode crescer por si mesmo, mas apenas juntos na conexão entre nós, podemos imaginar a qualidade de doação e fazê-la crescer mais e mais em cima de nossa qualidade de recepção.

Nosso corpo inteiro, baseado na recepção, trabalhará para desenvolver dentro dele o desejo de doação, o embrião espiritual que será chamado de homem, Adam, porque será como (Domeh) o Criador.

Você pode construir sua alma apenas por meio de um organismo espiritual completo: um grupo que se anula, liberando um lugar em seu centro onde o útero espiritual estará e a qualidade de doação será revelada. Como é dito: “Vocês Me fizeram.”

Ao libertarmos o espaço do desejo de receber e permitir que o desejo de doar cresça dentro dele, o Criador pode formar uma forma dentro de outra.

Portanto, todo o nosso trabalho é apenas um trabalho em grupo. Se eu não busco o Criador por meio de meus amigos, não é o verdadeiro Criador. O mundo inteiro quer se conectar com o Criador, se voltar a Ele. Mas podemos ver como essas tentativas são inúteis. E tudo porque as pessoas não imaginam o Criador corretamente: como uma conexão entre as pessoas.

O Criador é a qualidade de doação que construímos entre nós em um lugar que nos libertamos de nosso egoísmo. Revelamos o Criador por meio de nossas qualidades de recepção, que assumem a forma de doação.

É impossível alcançar o Criador sem amor pelas criaturas. Assim se diz: “Do amor do homem ao amor do Criador; do amor das criaturas ao amor do Criador”. Estas não são apenas belas palavras, mas uma condição necessária para alcançar a verdadeira revelação.

Extraído da Lição Diária de Cabalá 14/02/21, “A Fé Nos Sábios Como Meio Para A Fé Acima Da Razão”

A Inveja É O Motor Para Alcançar A Realização

938.05É possível crescer de forma natural devido ao crescimento do desejo egoísta inerente a nós.  Então, crescemos como um animal. E é possível crescer sob a influência do ambiente quando invejamos os outros e queremos adotar suas qualidades e aspirações.

A diferença é que crescemos dentro do sistema sendo incluídos no ambiente. Desta forma, corrigimos o sistema de Adam HaRishon, alcançamos a conexão universal e trazemos tudo em um único sistema.

Acontece que o desenvolvimento de uma pessoa por inveja é sistemático e correto e leva à correção. Precisamos desenvolver a inveja certa e ser felizes porque nossos amigos são superiores a nós, porque então temos algo a aprender com eles, algo a invejar e algo de onde tomar um exemplo.

Portanto, todos desejarão estar em um ambiente mais importante e poderoso. Alguém vai querer ver grandes pessoas ao seu redor, não fracas. Se ele se considerar pequeno, poderá tirar mais proveito dos grandes e, assim, crescer. A inveja é uma fonte de força, motivação e qualidades necessárias para atingir o objetivo da criação.

Nós tiramos tudo do ambiente e, portanto, a influência do ambiente sobre uma pessoa que está pronta para se expor a essa influência é a chave e a garantia de um desenvolvimento adequado.

A inveja é o motor para a realização da criação, para a compreensão do sistema de Adam HaRishon ao qual todos são obrigados a se conectar. Portanto, a inveja deve ser considerada a base do desenvolvimento. Se você privar uma pessoa da inveja, ela continuará sendo um animal. A inveja permite que ela alcance o nível humano, o nível de Adam, semelhante ao Criador.

Enquanto usarmos a capacidade de invejar corretamente e estivermos em um ambiente que promova o desenvolvimento da inveja, nessa medida seremos capazes de subir a um nível superior. Tudo depende dessa qualidade, se eu serei apenas um animal ou uma pessoa semelhante ao Criador que alcançou o bem e o mal e revelou todo o universo.

Devemos sempre buscar de onde queremos obter desejos adicionais, quem queremos invejar, de quem dar um exemplo, à custa de quais forças avançamos em direção ao objetivo da criação e onde podemos obtê-las. Então eu fico cada vez mais apegado a minha dezena, sem a qual não tenho chance de avançar e chegar mais perto do objetivo certo.

À medida que me agarro ao grupo, começo a ver o propósito da vida, sua essência e, em última instância, o Criador.

Em primeiro lugar, eu tenho que ver na dezena o sistema de Adam HaRishon, porque não há nada mais além dele e tudo o mais são apenas pequenos detalhes. E se dou cada vez mais importância à nossa conexão, começo a ver o sistema completo através dela.

Não vejo mais meus amigos, mas um sistema que é projetado de tal forma que, com a atitude certa, ele revela o Criador para mim. Em vez da minha dezena, eu revelo o sistema espiritual.

A inveja dos meus amigos me liga a eles, nos torna mais próximos e adequados um para o outro. Nós nos conectamos em um sistema porque todos aprendem com os outros. Eu olho para um amigo e quero adquirir suas qualidades. Acontece que construo em mim uma qualidade que um amigo possui, e algo comum aparece entre nós que nos ajuda a nos conectar.

E outro amigo olha para mim, inveja minhas habilidades que ele não tem, e por causa dessa inveja, ele forma as mesmas qualidades em si mesmo. Também temos algo em comum e nos conectamos.

Acontece que, devido à inveja, construímos conexões entre nós, sinapses que conectam todos ao resto. Todos recebem dez Sefirot individuais, por meio das quais nos comunicamos. Dessa forma, a pessoa constrói um sistema e se envolve com todos, começa a sentir todos por dentro e, assim, atinge o novo mundo espiritual.

Da Lição Diária de Cabalá 16/02/21, “Inveja”

Orações Diferentes

562.02Qual é a característica de uma oração Cabalística que a distingue das orações de pessoas comuns? A oração de uma pessoa comum emana de seu egoísmo, sem qualquer intenção de se unir aos outros e ascender ao Criador.

Portanto, essa oração tem um efeito puramente psicológico, acalmando a pessoa, mas não mudando nada na realidade. Não tem efeito sobre as forças espirituais.

Só podemos influenciar as forças que governam a criação pela união. Se a dezena se une, toda ela age como um em relação à força superior.

E se não nos unirmos na dezena acima do nosso egoísmo, não temos nenhum impacto na força superior. Ela só pode ser influenciada na medida da equivalência de propriedades, e para uma equivalência mínima precisamos unir nossas atitudes na dezena.

Portanto, todas as orações da humanidade ao Criador não têm efeito sobre Ele. Elas são uma reação natural do desejo de receber prazer, que o próprio Criador forneceu a cada pessoa. Portanto, não faz sentido para Ele ouvir os pedidos desse desejo de receber prazer, que Ele mesmo criou.

Mas se combinarmos nossos desejos na dezena e, apesar do nosso egoísmo, quisermos alcançar algo mais elevado, isto é, o poder de doação em vez do poder de recepção despertado em nós pelo Criador, nos voltamos realmente para o Criador como a própria fonte de doação. Então Ele nos dá o poder de doação com o qual nos tornamos como Ele.

Nossa oração tem como objetivo nos tornarmos como o Criador e ganhar o poder de doação, como Ele. E isso só é possível se nos unirmos na corporeidade.

Todas as outras orações, não importa a que religião pertençam, são pedidos de satisfação egoísta. Portanto, elas são inúteis, exceto para gradualmente levar uma pessoa à necessidade de pedir conexão entre todos e adesão ao Criador com base no poder de doação e não no poder de recepção.

Aqui está a enorme diferença fundamental da oração de um Cabalista na qual pedimos para obter o poder de doação, que está acima de nós, fora dos interesses pessoais de todos, para o bem de outras pessoas, para o bem da humanidade e para o bem do Criador. Todos pedem para ter o poder de dar a todos, exceto a si mesmo, porque nisso ele se assemelha ao Criador, que dá a todos, exceto a si mesmo. Portanto, tal oração é significativamente diferente de todas as outras orações.

Extraído da Lição Diária de Cabalá 12/02/21, “Meus Filhos Me Derrotaram” (Preparação para a Convenção de 2021)

Não Por Acaso

528.02Nada no mundo acontece por acaso; tudo acontece apenas com o único propósito de nos avançar em direção ao objetivo de estarmos unidos como um homem com um coração e nos conectarmos com o Criador.

Este é o propósito de toda a realidade. E se aspiramos por isso, percebemos qualquer problema como uma oportunidade para acelerar nosso progresso e nos guiar da maneira mais curta e melhor.

O principal é detectar o centro da dezena, e a partir deste centro, ansiar pelo Criador, a fim de pedir e exigir Sua ajuda para avançar, agradecer a Ele por nos conectar na dezena e nos dar a mente e os sentimentos para avançar em direção a Ele.

A oração deve consistir em gratidão e pedido. Gratidão pelo fato de que o Criador não nos deixou em um estado inconsciente como as outras pessoas no mundo, mas nos deu a compreensão de onde estamos e como devemos nos mover em direção à verdade, ao mundo da verdade, ao verdadeiro estado, e assim aprender a controlar nosso destino.

Tudo isso é para dar contentamento ao Criador pelo fato de que podemos nos aproximar Dele e atrair todas as pessoas deste mundo conosco. O Criador deseja ver todas as pessoas unidas em uma dezena, nas dez Sefirot da alma de Adam HaRishon.

Este é nosso dever em relação ao Criador e a toda a humanidade, porque estamos no meio entre eles e devemos conectar o Criador com outras pessoas. Portanto, somos chamados de servos do Criador. Por um lado, estamos no mundo corpóreo e estamos conectados com todas as pessoas, e por outro lado, estamos conectados ao Criador e devemos servir de passagem entre Ele e os seres criados.

Temos essas duas partes, uma parte do Criador e uma parte dos seres criados, que devemos conectar dentro de nós como Galgalta ve Einaim e AHAP, e estabelecer nossa alma.

O Criador nos escolheu para este trabalho: para servir de canal de ligação, meio de comunicação, passagem, entre Ele e a humanidade, e queremos justificar a Sua confiança. É um trabalho árduo porque exige que nos preocupemos não apenas com o nosso próprio destino, mas com o destino do mundo, sentindo a dor de todos e seus desejos. Ao mesmo tempo, é uma honra especial receber tal missão.

O centro da dezena é o lugar onde nos conectamos o tempo todo devido ao fato de que todo mundo se anula perante a dezena, se subjuga a ela. Desta forma, alcançamos o centro da dezena, de onde nos voltamos juntos ao Criador. Se todos se anulam perante os outros, não temos mais nada além de um ponto comum no centro do qual nos voltamos ao Criador. Caso contrário, o Criador não ouvirá o que queremos dizer a Ele.

Se eu visse que meus amigos estão queimando e meu coração está surdo, eu deveria me sentir pequeno entre os grandes e participar com o melhor de minha capacidade. Mesmo que eu me sente na aula e não ouça nada, não veja nada, não entenda nada, se meus pensamentos e sentimentos estão entorpecidos, eu estou entre meus amigos apesar de tudo. Isso significa que me torno um embrião dentro da dezena, como uma criança dentro da mãe.

A criança na barriga da mãe fica enrolada e não faz nada, apenas se anula, e a parte superior a desenvolve. Da mesma forma, devo me anular na dez, incorporar-me nela tanto quanto possível e esperar que meus amigos me influenciem. Esse é um estado muito elevado e tal autoanulação nos permite crescer.

Ao me anular e querer me incorporar à dezena, estou fazendo um grande favor, porque estou realizando a ação certa de acordo com as condições que o Criador agora estabelece para mim. Sempre representamos as dez Sefirot na dezena e desempenhamos um papel diferente nessas dez Sefirot a cada vez. Portanto, os amigos não poderão avançar se não houver ninguém como eu se anulando entre eles.

Extraído da Lição Diária de Cabalá 05/02/21, “A Oração de Muitos” (Preparação para a Convenção de 2021)

A Grandeza Do Criador Na Dezena

528.02Alcançar a conexão com o Criador e sentir Sua grandeza só é possível dentro da conexão das pessoas umas com as outras. No entanto, não temos um desejo natural por uma conexão tão próxima; ele não é dado desde o nascimento. Vemos que quanto mais o mundo avança, mais hostil e estranho ele se torna e todos se tornam cada vez mais isolados e distantes dos outros.

Como esse desenvolvimento pode nos aproximar do Criador? É como se todo o progresso da humanidade conduzisse na direção oposta ao nosso propósito. Quando você começa a falar com as pessoas sobre conexão, união e amor, isso causa risadas. Mesmo que elas concordem que isso tornaria a vida melhor, parece uma meta irreal e impossível.

Portanto, devemos trabalhar muito na conexão na dezena, realmente batalhar tanto pela importância da meta quanto pela ferramenta para alcançá-la. Afinal, não sentimos valor em nenhuma delas.

Como pode ser que uma meta tão importante e os meios para alcançá-la, que nos elevariam ao grau de eternidade e perfeição, estejam completamente escondidos de nossos sentimentos, compreensão e campo de visão?

Tanto o Kli espiritual quanto a luz estão ocultos. Então, o Criador traz uma pessoa para o grupo, para a dezena, e diz: “Escolha isso por si mesma!” Não há outra escolha a não ser escolher isso porque há escuridão por toda parte, e só aqui você encontra o fim da corda, que se você agarrar, poderá descobrir o sentido da vida, sua essência, a razão da existência.

Todo o nosso trabalho é apreciar as ações que o Criador realiza conosco, como Ele organizou o grupo para nós, os meios para alcançá-Lo. O método é dado a nós de cima através dos Cabalistas, e devemos segui-lo com fé acima da razão, isto é, realizar ações contra nosso próprio desejo e lógica e nos aproximarmos uns dos outros para revelar a força da conexão entre nós.

Essa força está oculta exatamente como o ponto de onde nosso universo emergiu. Como resultado do Big Bang, esse ponto começou a se expandir e se espalhar em todas as direções. Agora, como se quiséssemos nos agarrar a este ponto de conexão que já existiu, chegamos a uma compreensão do que está acontecendo neste sistema.

Quando sentirmos e entendermos onde estamos e entendermos a importância do Kli e da Luz que o preenche, o Criador, veremos um mundo oposto. Não era isso que esperávamos ver, mas o oposto, ocultação dentro da ocultação.

Só podemos atingir essa meta se, dia após dia, ansiamos pela conexão acima da razão e da lógica. Quanto mais avançamos, mais irracional parece. Nós estaremos revelando uma divisão cada vez mais forte até uma profundidade maior do Kli, alienação e ódio. Todos os dias teremos que começar a trabalhar na conexão em um novo nível em uma nova qualidade superior.

Nós devemos estar cientes disso. Temos um grande objetivo diante de nós: descobrir a fonte da criação de onde o Big Bang ocorreu e o universo começou a se espalhar em todas as direções. Quando reconectamos todas as partes da criação que se distanciaram umas das outras, gradualmente adicionando tudo a um ponto de partida, revelamos nossa fonte.

O principal para todos nós é nos conectarmos em torno de um único objetivo: revelar o Criador. Para isso, precisamos sentir Sua grandeza. Mas ninguém pode fazer isso sozinho porque cada um é apenas uma centelha, um fragmento quebrado. Portanto, nos unimos pela força e aprendemos a montar a criação a partir de forças opostas, acima do ódio, cobrindo-a com amor. O Criador criou um oposto ao outro.

Em qualquer despertar, devemos agarrar imediatamente ambas as forças, a esquerda e a direita, e criar nosso objetivo entre elas, cobrindo todos os crimes com amor. Se não valorizo ​​a dezena e a meta, eu reduzo tudo ao nível deste mundo, aos sentidos corporais, ou seja, ao grau animado.

O grau humano começa quando eu seguro as duas pontas da corda à minha frente. A atitude negativa para com o Criador, para com a grandeza de doação, para com os amigos, a falta de importância é a linha esquerda, que corresponde à minha natureza.

No entanto, eu desenvolvo a linha direita contra ela, a fim de sentir a grandeza do Criador e dos amigos. A grandeza dos amigos é um meio de revelar a grandeza do Criador como uma meta, e é assim que eu ascendo deste mundo para o mundo superior. Caso contrário, permanecerei no nível animado e terminarei minha vida desta forma.

A vida nos é dada como um meio especial para descobrir todas as qualidades da criação, seu sentido e seu poder. Não queremos conexão, mas é dentro dela que o objetivo é revelado. Precisamos reverter todo o universo até o ponto a partir do qual ele explodiu e começou a se expandir em todas as direções após o Big Bang.

É assim que precisamos nos reunir primeiro em dezenas em todo o mundo. Não haverá lugar no mapa onde não teremos amigos que, devido ao desejo desperto neles, comecem a se mover em direção à conexão. Gradualmente, todas as dezenas se reunirão em uma dezena, e isso significará que voltamos ao ponto a partir do qual o Criador começou a quebra.

O Criador causou a quebra, executou-a e agora a revela para nós. Nos últimos milhares de anos, o Criador tem revelado a destruição para pessoas especiais, para os Cabalistas. Mas hoje, o Criador quer revelar isso a todos para que todas as pessoas comecem a se mover em direção ao ponto central a partir do qual a quebra começou.

Nesse ponto, revelaremos a maior deficiência, a maior rejeição, a força da quebra e a força da maior explosão. Ao mesmo tempo, colocaremos todos os nossos esforços para que o Criador nos ajude a construir este vaso novamente e trazer para ele toda a criação que resultou do Big Bang, e montá-lo em um vaso de dez Sefirot. Por essa ação, nós descobrimos a grandeza do Criador nas dez originais, que queremos alcançar.

Extraído da Lição Diária de Cabalá 03/02/21, “A Grandeza do Criador na Dezena” (Preparação para a Convenção de 2021