Textos na Categoria 'Dezenas'

Ao Nos Elevarmos, Elevamos O Mundo

934Após a lição, nós saímos para o mundo, e o mundo inteiro, toda a humanidade, todo o Kli de Adam HaRishon, entra entre nós, os dez amigos. O mundo começa a fluir dentro da dezena, entre os amigos com os quais me conectei, e traz seus pensamentos e desejos para nós.

Devemos sentir os desejos do mundo; caso contrário, não seremos capazes de obter uma correção geral. Devemos entender que isso não é política, não é economia, mas que o enorme desejo da alma comum de Adam HaRishon entra entre nós e nos influencia para que retornemos à unidade acima desses obstáculos. Apesar do egoísmo adicionado, nos conectamos novamente com uma força ainda maior.

As impressões do grande mundo não devem nos separar. Nós absorvemos do mundo apenas as impressões com as quais podemos trabalhar para se corrigir.

Se não rompermos a conexão uns com os outros, todo o grande mundo, que nos influencia durante o dia, se conectará adequadamente a nós e seremos capazes de corrigi-lo. E ao corrigir o mundo dentro de nós mesmos, causamos suas mudanças externas porque uma conexão já surgiu entre o interno e o externo.

Se o mundo não pode nos dividir e nos separar uns dos outros na dezena durante o dia, nós transmitimos nossa união a ele e, assim, corrigimos o mundo. Gradualmente, ele se torna uma parte de nosso Partzuf espiritual, seu final (Sof). Ainda não podemos trabalhar ativamente com ele, mas ele já está se tornando uma parte útil do Partzuf.

Assim, dia a dia, nós absorvemos novos desejos do mundo e transmitimos o poder da unidade a ele. Toda a humanidade pertence a um Kli, uma alma. Ao tentar nos unirmos na dezena, nós construímos assim a parte interna do vaso espiritual e a cabeça (Toch e Rosh). E todas as outras pessoas que ainda não chegaram à unidade são o fim do Partzuf (Sof). Portanto, devemos unir esses desejos.

Nós vivemos em uma época de correção geral e devemos pensar no mundo inteiro. Portanto, nós estamos entre as pessoas, em contraste com os Cabalistas do passado que viviam em uma caverna como eremitas, em pequenos povoados. Os Cabalistas sempre se esforçaram pela solidão porque ainda não havia nenhum requisito para trabalhar para corrigir o mundo.

Mas nós vivemos em uma época diferente e, gostemos ou não, recebemos impressões de todo o mundo. Durante o dia, absorvemos seus desejos e devemos processá-los. E quando então nos unimos na dezena, devemos levar em conta que nossa unificação também inclui os desejos recebidos do mundo. E quando voltamos ao mundo amplo, nós o influenciamos com desejos corrigidos, e o mundo muda e se move em direção à realização da correção e unificação.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 01/12/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”

Critérios Para O Avanço Espiritual

557A verdadeira sensação espiritual depende apenas da extensão de nossa proximidade e conexão na dezena. Somente pela força de nossa conexão nos aproximamos do Criador e recebemos dessa ação um resultado espiritual, um sentimento de espiritualidade.

A diferença entre a conexão que tínhamos antes e a conexão que alcançamos agora dá uma sensação de avanço espiritual. Portanto, devemos nos preocupar apenas com isso e nos concentrar apenas nisso. Se não avancei para uma conexão mais forte com meus amigos da dezena, não cumpri meu dever de correção. Em outras palavras, não vivi no mundo espiritual, mas apenas no mundo corporal.

A diferença entre corporeidade e espiritualidade é determinada exatamente pelo que eu quero promover em minha existência: ou minha mente e sentimentos atuais ou nossa conexão a fim de subir para a mente e sentimentos espirituais, isto é, a fé acima da razão.

Não podemos ascender à espiritualidade às custas da corporeidade, mas apenas acima dela pela fé acima da razão. Não precisamos tirar nada deste mundo, exceto distúrbios que transformamos em Kelim espirituais ao nos elevarmos acima deles. E se eu me agarrar a este mundo e me separar do grupo, não tenho a conexão certa com meus amigos. Afinal, quando venho para o grupo, esqueço esse mundo por um tempo.

Eu preciso me sentir constantemente conectado ao grupo e deixar o mundo corpóreo invadir meu mundo espiritual, o grupo, apenas quando eu permitir. Não devo cair sob seu poder de modo que ele me absorva e me controle. Eu defino prioridades de forma que o desenvolvimento espiritual seja mais importante do que a existência corporal.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 12/01/20, “Trabalho com Fé Acima da razão”

O Adaptador Entre Nós E O Criador

934É necessário deslocar o máximo possível de seus pensamentos e desejos acima da fronteira a fim de atribuí-los ao Criador, para se apegar à força superior. Isso pode ser feito por meio da dezena, que serve como um adaptador de conexão que me ajuda a aderir ao Criador.

Se organizarmos a dezena corretamente, veremos a força superior através dela, seremos capazes de agarrá-la e nos ajustar cada vez mais a ela, ou seja, ajustar ainda mais desejos e mais pensamentos à nossa conexão e, assim, aproximar-se do Criador.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 25/11/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”

Uma Garantia Mútua Mundial

944Pergunta: É interessante que a lei da garantia mútua cubra o mundo inteiro. Por que uma nação não é suficiente para alcançar a correção?

Resposta: Nós somos todos parte do mesmo sistema e, portanto, ninguém pode escapar da lei da garantia mútua.

Pergunta: Eu posso alcançar a garantia mútua na dezena ou não é suficiente?

Resposta: Sim, você pode alcançar a garantia mútua na dezena, mas não absoluta. A garantia mútua absoluta é alcançada depois que toda a humanidade, sendo dividida em dezenas, chega de dezenas, a centenas, e assim por diante, e se transforma em uma única dezena consistinda de bilhões de dezenas individuais.

Pergunta: Você vê em um futuro próximo cada país sendo dividido nessas dezenas?

Resposta: Como vai ser, não sei. Não quero pensar no futuro e muito menos notificá-lo sobre isso. Mas acredito que o mundo está chegando a esse ponto e inevitavelmente chegará a ele.

Pergunta: Baal HaSulam escreve que todos devem contribuir para a criação de uma massa crítica a fim de alcançar a harmonia social. Então, um grande número de pessoas deve fazer isso?

Resposta: Sim. Todos concordarão. Estamos avançando nessa direção. A natureza nos forçará pelo caminho do sofrimento ou pelo caminho da luz.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 21/08/20

E A Roda Avança

232.05Se vários amigos na dezena estão subindo e outros sentem o peso e a descida, é como uma roda girando: uma parte sobe e a outra cai, mas a roda avança. E se fizermos uma oração comum, uma parte dela consistirá em gratidão e a outra parte em um apelo.

Um não pode existir sem o outro, como as duas faces da mesma moeda. Portanto, é bom que nos sintamos assim – é um sinal de que nossa dezena é completa, perfeita e contém os dois lados.

Mesmo quando alcançamos o fim da correção, nosso desejo de receber não desaparece, não muda. Apenas a intenção acima é corrigida. Se o desejo de receber desaparecesse, a intenção de doar também desapareceria e a própria criação desapareceria.

Portanto, nada se perde, só precisamos mudar nossa intenção, alcançar cada vez mais a conexão e preservar todas as nossas qualidades. A partir da profundidade do desejo e da tela com luz refletida, dessas duas forças opostas, um Kli perfeito será construído.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 23/11/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”

Movimento Rumo À Espiritualidade

283.01Pergunta: Em princípio, nós trabalhamos constantemente em dezenas. O que nos falta agora, algum tipo de esforço impulsivo, um ataque através do nosso trabalho interno na unidade externa? O que precisamos adicionar em nosso trabalho de dezenas para ter sucesso?

Resposta: Estamos mudando gradualmente. Posso ver isso pelo material que apresento a vocês e como ele flui. Este não é um material aleatório. Nós o preparamos antes de cada lição, conforme passamos de uma fase para outra. Então eu formato meus pensamentos no Twitter.

Eu vejo que estamos avançando, as dezenas estão bem estruturadas e os amigos não ficam indiferentes em participar delas. No início eles foram obrigados a trabalhar em dezenas, depois perceberam que não tinham escolha porque realmente devia ser assim.

Agora, eles não estão na dezena apenas porque têm que estar, mas mesmo em um sentido egoísta eles sentem que começam a perceber algo por meio dela. Eles entendem que por meio da dezena, eles revelarão a força da redenção, a força da revelação, inspiração, todos os desejos, toda a luz e toda a espiritualidade. Eu vejo que eles se relacionam com a espiritualidade como algo precioso, pelo menos como algo essencial.

Ao menos ninguém pode ficar indiferente à dezena, e é por isso que sentimos este movimento, e é muito bom.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 05/02/19

Um Motor De 10 Cilindros

528.01A revelação do Criador vem do estado mais baixo, do pó, como é dito: “Do pó você é e ao pó você retornará”. Estamos caindo em um estado de pó o tempo todo, perdendo todo o interesse nos desejos e gostos espirituais. E deste pó, devemos nos levantar: “Eles Ajudaram a Cada Um, Seu Amigo”.

Um homem sozinho não pode se levantar da descida, mas somente se os outros derem o exemplo e o despertarem. Então será uma ascensão correta e não por egoísmo. Um amigo me ajuda a subir e eu ajudo um amigo, ou seja, trabalho em grupo e as forças de conexão funcionam aqui. Só então será uma ação espiritual.

Se uma pessoa caiu no estado de pó, ela própria não tem forças. A única esperança é a dezena. Nunca serei capaz de encontrar forças em mim para me mover. O ego está tentando me enganar: “Tente e você terá sucesso!” Mas isso só funciona em nosso mundo e não no mundo espiritual. Só posso subir lá com a força do grupo: “Eles Ajudaram a Cada Um, Seu Amigo”. Caso contrário, não será uma ascensão, mas uma autoilusão.

Eu estou embaixo, meus amigos estão no topo, então nós nos erguemos como alpinistas amarrados por uma corda.

Eu me anulo perante a dezena, tento me sentir menos do que todo mundo, e com isso me fortaleço. Então, com esses poderes recebidos dos meus amigos, eu faço a ação inversa e os ajudo.

Ao me anular diante do grupo, eu recebo dele um poder superior que atua sobre mim e me desperta. Eu era inferior a todos, mas agora com o poder recebido do grupo, influencio todos os outros, ou seja, me torno como o Criador para eles. Primeiro eu recebi de meus amigos como Malchut, e agora eu dou a eles como Keter. Portanto, estou trabalhando como um motor a pistão: Malchut – Keter, Keter – Malchut.

Todos devem ser os menores e os maiores na dezena. Se cada um na dezena funcionar assim, teremos um motor com dez cilindros – imagine, que potência! Todos os pistões juntos aumentam nosso volume total até que a medida transborde e o Criador seja revelado dentro.

No primeiro golpe do pistão, eu mergulho na dezena e tiro dela os desejos de meus amigos, e no segundo golpe, eu elevo esses desejos ao Criador. Essa subida se chama MAN porque eu peço por todos e recebo força de cima. E com este poder, eu desço e passo adiante para meus amigos, eu recebo um novo desejo deles novamente e o elevo como uma oração, MAN.

Então eu subo e desço o tempo todo: MAN – MAD. E o mesmo acontece com todos no grupo, todos os nossos dez cilindros. Eu me conecto com o desejo deles e quero elevar meus amigos e trazê-los para mais perto do Criador. E do Criador, eu recebo um presente de força, satisfação e revelação, e o passo para meus amigos. Eu trabalho como um canal de transmissão em ambas as direções, pois quero elevar todo o grupo ao Criador.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/11/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”

A Dezena É A Soma De Todas As Propriedades Da Natureza

939.02Pergunta: Qualquer comunicação é uma interação entre pessoas. Portanto, deve haver pelo menos duas partes: por exemplo, o falante e o ouvinte. Podemos dizer que quanto mais participantes na comunicação, maior o potencial para uma comunicação de alta qualidade?

Resposta: Até certo nível, porque não podemos imaginar mais de dez propriedades diferentes para trabalhar com elas corretamente.

Observação: Você sempre diz que exatamente dez pessoas são o mínimo e o ideal para a comunicação.

Meu Comentário: Sim. Mas se você for mais longe, você deve ampliar e combinar suas impressões e sensações, seu trabalho, e imaginar todo o sistema, as pessoas do grupo em equipes de não mais de dez pessoas para trabalhar com cada dezena como uma unidade.

Pergunta: Acontece que eu aprofundo minha conexão com os outros nove amigos da dezena, tornando-a melhor, mas não expando o grupo em termos de número?

Resposta: Você não pode ou perderá de vista todos os participantes. Mas se você tomar essa dezena como uma unidade e trabalhar com ela dessa maneira, poderá reunir mais nove dezenas.

Pergunta: Então não está claro por que existem tantas pessoas?

Resposta: Para que possamos dar a cada uma delas a oportunidade de exercer o livre arbítrio.

Pergunta: Mas há bilhões de pessoas no mundo que ou nunca verei ou verei, talvez, uma vez na vida. Onde está a comunicação aqui? Por que isso é feito?

Resposta: Para quebrar toda a natureza integral em certas partes limitadas, que em sua integralidade poderiam ser apresentadas como natureza ilimitada. Ou seja, esta é a solução para o problema ou quadratura de um círculo ou resolução de uma integral usando o método da unidade.

Embora a natureza seja integral, global, ela se considera não por seus componentes, mas por propriedades. Mas, para transformar pequenas formas individuais em propriedades, é necessário um grande número dessas formas.

Pergunta: Em princípio, dez pessoas são suficientes para mim. E se em toda a minha vida eu encontrar vários milhares de pessoas e nunca o resto, não devo me preocupar com isso? Este não é o objetivo da natureza.

Resposta: Você pode pegar apenas uma dúzia de pessoas arbitrariamente e encontrar entre elas absolutamente todas as leis e propriedades da natureza.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 21/08/20

A Menor Unidade Da Sociedade É A Dezena

165Pergunta: Para que exista comunicação, são necessárias regras de recepção e transmissão, codificação e decodificação de informações. Quais são essas regras, ou seja, leis de dar e receber? A pessoa pode aprender isso?

Resposta: Sim, as pessoas devem ser educadas nisso. As habilidades de comunicação são essenciais. Vemos como sua ausência nos leva a um mal-entendido, à reclusão. A comunicação é praticamente tudo.

O fato é que todos nós, originalmente criados como egoístas, acreditamos que podemos viver com nosso egoísmo em paz e não precisamos de ninguém. E se precisamos de alguém, é apenas alguém que podemos tolerar e usar até certo ponto. Mas isso está totalmente errado. É necessário explicar às pessoas que a menor unidade da sociedade não é a família, mas dez pessoas. A família é uma unidade bestial. E uma unidade social são dez pessoas que estão perto de você em espírito, que têm um objetivo comum na vida e o incorporam. Nessa circunstância, uma pessoa pode se desenvolver para estados totalmente infinitos.

Pergunta: Essa dezena pode mudar ao longo da vida?

Resposta: Sim.

Pergunta: Então, por dezena, você quer dizer um termo interno e não um número de pessoas: dez pessoas?

Resposta: Dez pessoas também é uma quantidade física que contém dez combinações diferentes de desejos individuais. Na Cabalá, eles são chamados de pontos no coração.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 11/05/20

O Convidado E O Anfitrião Se Encontram Dentro Da Dezena

934Nós lemos textos Cabalísticos e não sabemos como entender o que está escrito porque não pertencemos ao sistema da alma comum, que consiste em dez Sefirot ou a um grupo no qual devemos encontrar uma conexão com nossos amigos.

Eu leio “fé acima da razão” e não sei o que fazer com isso. E a ação é muito simples: unir-se para que não haja diferença entre eu e os outros, e todos nós nos tornamos como as dez Sefirot de um Partzuf espiritual.

Se nos conectarmos dessa forma, começaremos a sentir o que é espiritual, o que é um Partzuf e como o Criador trabalha dentro dele. Já estaremos em outro mundo. Em vez de pessoas, vou sentir as dez Sefirot dentro das quais a força superior opera. Este já será o mundo superior, não o nosso mundo.

Dessa forma, vou passar de mundo a mundo, e desta forma, vou continuar a existir. Cuidarei do material porque ainda não me desliguei completamente dele e não me mudei completamente para o espiritual, mas o vejo como algo secundário.

Eu cuidarei do meu corpo como um cavalo ou burro que existe ao meu redor e sustenta minha vida. Mas todo o meu trabalho espiritual a respeito do Criador ocorre dentro deste Kli, onde todos nós nos conectamos.

Dentro deste vaso, o Criador me dá preenchimento como um Anfitrião, e eu o aceito como um convidado. Tudo isso está apenas dentro da dezena. Nós encontramos o Criador como um convidado e um Anfitrião dentro da dezena: “Eu sou do meu amado e meu amado é meu”.

Este é todo o nosso trabalho. Assim, lendo sobre a fé acima da razão, você precisa pensar em como implementar o que está escrito na dezena. E se uma pessoa não tiver uma dezena, ela deve tentar encontrar uma o mais rápido possível. Caso contrário, todo o seu avanço permanecerá apenas escrito no papel e nunca será implementado.

Afinal, a Cabalá é uma ciência prática e aplicável que nos ensina lição a lição como perceber nossa unidade mais e mais até que comecemos a revelar o Criador nela mais e mais.

E assim nos ligamos uns aos outros até que retornemos a uma alma como ela existia antes do pecado de Adam HaRishon com a Árvore do Conhecimento, e sentimos dentro de nossa conexão o Criador e todo o mundo superior, nosso estado eterno. Em outras palavras, já alcançamos a eternidade por termos subido ao nível de doação, fé acima da razão.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 02/11/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”