Textos na Categoria 'Corpo e Alma'

Termos Cabalísticos: “Reshimo”

laitman_527.12Reshimo é um registro informacional que existe na criação para que, de alguma forma, possa se orientar no passado, presente e futuro, e se direcionar para a meta.

Geralmente, as pessoas simplesmente entendem onde elas existem. E os idosos com demência (perda de memória) não têm isso, então apenas fazem as coisas sem qualquer base. Do mesmo modo, o Reshimo comanda decisivamente um homem e determina seu movimento para a frente.

Um Reshimo está na alma, em cada nível e subnível. Onde há um desejo, onde há luz, há sempre um Reshimo, que conecta essa luz e esse desejo e os controla dentro da alma.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 17/06/19

Termos Cabalísticos: “Alma”

laitman_626Pergunta: De onde veio o termo “alma”?

Resposta: O termo “alma” vem da palavra “Neshama“. Existem cinco estados do desejo na Cabalá semelhantes ao Criador: Nefesh, Ruach, Neshama, Haya e Yechida.

Nefesh, Ruach e Neshama são estados nos quais podemos alcançar e permanecer constantemente. O mais alto deles é Neshama. Portanto, este é o nome da nossa parte espiritual.

Além disso, também existem estados chamados Haya e Yechida. Mas essas são adições temporárias suplementares ao estado da alma.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/06/19

Existe Vida Após A Morte?

Laitman_506.3Pergunta: Existe vida após a morte?

Resposta: É precisamente após a morte que há vida. Até que nos libertemos do nosso egoísmo, não há vida. Sentimos nossa existência dentro do ego, e ela é insignificante, muito mesquinha e limitada.

Assim que nos livramos do egoísmo, mesmo com a ajuda da morte de nosso corpo físico, apesar de ser uma redenção muito pequena e um nível muito pequeno de ascensão, ainda nos traz a libertação do primeiro nível egoísta. Estamos começando a entender que, de fato, a natureza e o mundo existem em uma dimensão diferente, acima do egoísmo.

Pergunta: As pessoas que vivem em seu círculo não têm tempo para pensar em nada além disso, porque precisam alimentar a si mesmas e suas famílias. Portanto, provavelmente, o egoísmo consome a humanidade hoje em dia. Como podemos sair desse pequeno círculo?

Resposta: Isso deve ser explicado, ensinado. É para esse fim que criei uma academia de Cabalá que opera em praticamente todas as línguas do mundo, em todos os continentes, e inclui vários milhões de estudantes. Realizamos aulas e palestras, nos conhecemos e organizamos conferências internacionais e outros eventos.

Mas o vírus atual, esse último sistema de percepção da natureza, que agora está entrando gradualmente em nossa consciência, leva a pessoa a perceber onde ela mora, por que ela existe. E aqui ela não tem saída.

Tanto no bem como no mal, teremos de entender o quadro completo da natureza integral e como existir nela. Devemos chegar à interação integral correta com ela. Nós mesmos devemos nos tornar integrais.

De KabTV, “Encontros com a Cabalá – Victoria Bonya”, 29/03/20

Revele Sua Alma Agora Nesta Vida

laitman_963.1Pergunta: Pelo que entendi, o lado positivo da natureza que precisamos atrair é começar a respeitar a natureza. Quando as pessoas saem do país, deixam muito lixo para trás e poucas pessoas pensam no fato de que precisam limpar depois delas.

Qual é o uso da energia positiva? Como podemos dizer que a partir de agora assumirei a responsabilidade, serei uma pessoa consciente que entende as forças da natureza e vive numa frequência superior?

Resposta: Obrigado por sua pergunta, mas estamos falando de um nível completamente diferente de influenciar a natureza. Afinal, nossa natureza humana é egoísmo absoluto. Mesmo todas as nossas ações aparentemente positivas, boas e gentis, amor pelos filhos, pelo mundo e assim por diante, vêm apenas do egoísmo. Nosso mundo é controlado apenas por uma força. A segunda força está oculta e devemos revelá-la. Portanto, as pessoas não entendem o que devem fazer.

Não basta nos tratarmos bem, isso não muda nada. Houve muitas dessas tentativas na história. Precisamos aprender a atrair a força positiva da natureza, o mais (+) que começaria a agir ao lado do menos (-), e assim existiremos entre esses dois pólos.

Então, certamente descobriremos o que é um mundo perfeito, eterno e a existência eterna. Entenderemos que uma pessoa existe não apenas na forma terrena (corpo físico), mas há algo eterno em uma pessoa, chamada alma, e isso deve ser revelado enquanto se vive neste mundo agora, hoje, aqui.

Precisamos revelar nossos estados futuros, isto é, o mundo perfeito eterno que existe ao nosso redor, mas não vemos porque percebemos apenas através de nossas qualidades egoístas. É tudo o que precisamos aprender e gradualmente explicar às pessoas.

E elas devem entender que uma pessoa que vive neste mundo deve subir para o próximo e novo grau e começar a sentir o mundo verdadeiro.

Isso é possível. Eu tenho estudantes que alcançaram isso. E o sistema que estudamos e implementamos é chamado de sabedoria da Cabalá. Ele permite que você faça isso.

Pergunta: Você está falando do amor universal que podemos chamar de amor absoluto?

Resposta: Não, você não pode chamar isso de amor absoluto, porque eu não posso amar o mal. Eu só quero que as pessoas se tratem com essa bondade inerente à natureza.

Então, através do sistema correto do bem e do mal, seremos capazes de distinguir, como preto e branco, a verdadeira imagem do mundo. O véu que paira sobre nós desaparecerá e veremos com nossa visão interna e externa que não existimos em um planeta pequeno nem em algum volume fechado do cosmos, mas em dimensões superiores completamente diferentes. Isso devemos revelar agora, hoje, nesta vida.

Para que mais existimos? Para nos satisfazermos com pequenos prazeres e morrermos pacificamente?

Pergunta: Você está dizendo que não devemos amar o mal. No entanto, existem muitas pessoas agressivas no mundo e muito mal vem delas. O que cria essa agressão? Como isso pode ser curado?

Parece-me que o verdadeiro amor absoluto ajuda a iluminar o lado sombrio da alma de uma pessoa. Existe uma cura para esta agressão e maldade?

Resposta: Paciência e exemplo.

Paciência contra o mal de uma pessoa e um bom exemplo que ela possa entender. Nada mais.

De KabTV, “Encontros com a Cabalá: Victoria Bonya”, 29/03/20

Desenvolvimento Da Alma No Útero

Laitman_507.05Não faz diferença quem somos, pois onde quer que vivamos, cada um de nós tem um registro de dados (Reshimo) de onde ele está e seu estado na alma geral de Adão. Essa é a razão pela qual o Reshimo é chamado de ponto no coração.

Taamim significa que quem quer provar um bom gosto na vida, deve prestar atenção ao seu ponto no coração, ao embrião da alma, a gota espiritual de sêmen.

Toda pessoa tem um ponto no coração, exceto que não brilha. Pelo contrário, é como um ponto preto. O ponto no coração é o discernimento de Nefesh (alma) de Kedusha (santidade), cuja natureza é um vaso de doação.

No entanto, ela está em um estado de Shechina (Divindade), no pó, o que significa que a pessoa a considera como nada. Em vez disso, para ela, ela é tão importante quanto o pó. Isso é chamado de Nekudot (pontos).

A solução é aumentar a importância dela e torná-la importante como Tagin (coroas), como “uma coroa na cabeça”. Isto é, em vez de ser pó, como antes, ela deveria enfatizar a importância dela de ser como uma Keter (coroa) em sua cabeça.

Nesse momento, Nefesh de Kedusha se expande em Otiot (letras), ou seja, no Guf (corpo), pois o Guf é chamado Otiot. Em outras palavras, a Kedusha se espalha do potencial para o real, chamado Otiot e Guf” (Os Escritos do Rabash vol. 3, artigo 34, “TANTA” (Taamim, Nekudot, Tagin, Otiot)

… exceto que não brilha. Pelo contrário, é como um ponto preto. Uma pessoa nem sente que pertence a alguma coisa ou a alguém. Mas se ela começa a sentir isso, já é um passo à frente. É dado a uma pessoa a base de um sentimento de que falta alguma coisa e, se começar a desenvolver seu desejo, ela pode seguir em frente.

O ponto no coração é o discernimento de Nefesh (alma) de Kedusha (santidade), cuja natureza é um vaso de doação. Enquanto uma pessoa não desenvolve o desejo de doar internamente, ela sente seu desejo como um ponto negro. É assim que começamos nosso caminho espiritual neste mundo, quando sentimos que estamos em um beco sem saída por causa das circunstâncias que nos levaram até lá, e nada nos atrai e nada nos empurra. O ponto preto nos empurra para a frente, mas é por sofrimentos e dúvidas e não por desejo ou pela luz que brilha adiante.

No entanto, ela está em um estado de Shechina (Divindade) no pó, o que significa que o Criador está envolto em preto, em uma capa que não entendemos e não achamos atraente, e que a pessoa não valoriza, o que significa que a considera como nada. Ela não vê nada e, pelo contrário, toda a sua vida começa a parecer inútil, sem gosto e sem sentido. Por fim, ela é empurrada à frente como resultado da incerteza e do vazio, e quer encontrar um sentido na vida, mas nada é esclarecido para ela nesse meio tempo. É assim que começa o desenvolvimento in utero da alma de uma pessoa.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 16/02/20

No Limiar Da Renovação Da Humanidade

laitman_537Pergunta: Estudos comprovaram que até 60% do genoma humano é modificado por vírus. Isto é, o coronavírus é, de fato, o portador de estruturas muito próximas das proteínas de nossas células.

Existe uma hipótese de que a natureza, com a ajuda do coronavírus, esteja realizando uma reconstrução global da humanidade. Se sim, o que devemos nos tornar como humanidade?

Resposta: Eu não sei. Isso não me interessa. De acordo com o que a ciência da Cabalá diz, estamos na última geração, ou seja, estamos nos aproximando do estado em que teremos que nos elevar acima do egoísmo e começar a explorar propriedades, níveis, camadas da natureza superiores, onde estamos fora corpo.

Não existe matéria inanimada, vegetativa ou animada, não há nada além de nossa consciência. E todas as camadas anteriores da matéria desaparecerão de nossos sentimentos e deixarão de existir. Vamos chegar a um mundo onde existe apenas consciência.

Pergunta: Esta é a reconstrução da humanidade? Os seres humanos serão diferentes?

Resposta: Sim, uma nova humanidade. Esse estado é chamado de última geração. É por isso que estamos passando agora. Ele continuará por algum tempo até que os golpes da natureza e nossa interação correta com ela nos levem a um nível em que existiremos apenas em nossa consciência.

Pergunta: Isso significa que não haverá corpos, mas apenas a totalidade de todos os nossos desejos e pensamentos?

Resposta: Sim. Não haverá sensação de corpos, qualidades e forças corporais. Haverá apenas consciência. Será comum a todos e todos terão a sua. Como está escrito na Torá que “o espírito de Deus pairava”, mas ainda não há matéria.

Observação: Interessante. É semelhante aos vírus. Eu li que eles também vivem em colônias, têm consciência comum e se entendem. Podemos nos tornar um vírus modificado?

Meu Comentário: Podemos nos tornar as almas individuais que interagem dessa maneira, formando um sistema perfeito comum chamado “Adão”.

De KabTV, “O Coronavírus Está Mudando a Realidade”, 26/03/20

O Que Um Cabalista Sabe?

laitman_961.2Pergunta: Muitas pessoas no mundo, mesmo as que não estão familiarizadas com a Cabalá, acreditam em algum tipo de força superior, um Deus. O que você acha que eles estão orando? Como a oração delas é diferente da sua como Cabalista?

Resposta: O fato é que, estando no nível corporal, elas simplesmente acreditam em algum tipo de força superior, mente superior, predestinação superior, planos, objetivos etc. Elas acreditam no que acontecerá com elas depois que deixarem sua casca corporal.

Elas acreditam, mas um Cabalista sabe. Ele sente isso. Para ele, é o próximo nível de existência em que ele já está.

Pergunta: E o que você sabe que nós não sabemos?

Resposta: Eu sinto a existência fora do corpo, porque de fato nosso corpo não existe. Só é necessário neutralizar seu egoísmo, e você deixará de sentir o peso desse corpo, que o puxa e o controla. Você começará a sentir como sua alma governa e guia você.

Pergunta: E como você ora por aqueles que foram infectados com o coronavírus ou doentes com outras doenças?

Resposta: Eu não oro por eles. Estou apenas tentando dizer a todos sobre que tipo de pessoas deveríamos ser: mutuamente gentis, interdependentes, sentindo que estamos conectados por uma natureza superior, para que não violemos as leis da comunicação correta da natureza e, assim, chegar a um estado de bondade, reciprocidade e amor, para que todas as nossas transgressões, reivindicações iniciais uns com os outros e raiva sejam cobertas de amor.

Isso, em princípio, é uma oração. Eu peço ao Criador que me dê forças para cobrir todas as atitudes negativas em relação às pessoas, ao mundo, com atitudes positivas. Não para removê-las, mas especificamente para cobri-las: “O amor cobrirá todas as transgressões”.

Pergunta: O que você desejaria para si neste período difícil?

Resposta: Eu desejaria o que sempre faço: o máximo de força possível para fazer o bem ao mundo na medida e da maneira que o Criador me conduz.

De KabTV, “O Coronavírus Está Mudando a Realidade”, 26/03/20

Por Que Há Tanto Sofrimento No Mundo?

laitman_571.06Pergunta: Por que a humanidade sofre tanto? Por que esse sofrimento é necessário se não afeta diretamente o ponto no coração? Qual é a conexão entre o sofrimento e o despertar do ponto no coração?

Resposta: Para entender isso, precisamos aprender sobre a estrutura geral da alma. A alma é uma e todos nós estamos dentro dela como partículas quebradas desde o tempo da destruição da alma geral, que resultou do que chamamos de pecado de Adam HaRishon. Existem cinco níveis de Aviut (espessura) do ego na alma e, além disso, ele é dividido em atributos diferentes em todos os tipos de combinações.

Portanto, é muito difícil dizer por que todo indivíduo tem esse ou aquele destino predestinado. Depende da reencarnação das almas. Afinal, nos conectamos um ao outro sem parar, fundimos, terminamos e nos separamos. É impossível imaginar até que ponto esse sistema opera em mutualidade e leva em consideração nosso estado inicial quando estávamos conectados, e depois quando estávamos divididos em partes diferentes, e agora quando começamos a nos reunir gradualmente.

O objetivo final é alcançar o mesmo nível de unidade que havia no início, mas agora já inclui todos os nossos esforços para nos conectar, pelos quais nos tornamos totalmente idênticos à força superior, à luz e ao Criador.

E o fato de cada um ter um destino tão complicado, não podemos entender; não está claro por que algumas pessoas sofrem mais e outras menos. Para isso, precisamos estudar e conhecer todo o sistema. Então você verá como tudo é perfeito, sem concessões ou exceções para ninguém.

Por outro lado, você não vê todas as reencarnações das vidas. Você não entende o que essas pessoas tinham e o que essas pessoas terão. No final, ninguém pode dizer que é melhor alguém ter algo e outro ter algo mais. Ninguém pode fazer isso, nem mesmo os maiores Cabalistas, sem mencionar aqueles que estão mais distantes da sabedoria da Cabalá que ainda nem nasceram, onde eles existem e como é desconhecido.

Eu posso garantir que ninguém pode censurar o governo superior por qualquer injustiça. Se você atingir o sistema da alma, verá como ele é integral e como cada momento nos guia para a obtenção de um estado absolutamente perfeito.

De KabtV, “Fundamentos de Cabalá”, 09/02/20

Velhice É Um Conceito Relativo

laitman_756.2Pergunta: O que é a velhice do ponto de vista físico e do ponto de vista espiritual? Você se sente como uma pessoa idosa?

Resposta: A velhice significa que a pessoa já está cheia de algum tipo de conhecimento, seja correto ou não, e mantém esse conhecimento para si. Assim como uma criança pequena não solta a mão de um brinquedo, não o dá a ninguém, o velho também se apega ao seu conhecimento porque está completamente nele.

O conhecimento e os hábitos o formaram e o formataram, e ele não pode mais agir de maneira diferente. Portanto, essa pessoa é prejudicial à sociedade e a natureza a destrói através dos vírus.

Pergunta: Você se sente como tal pessoa?

Resposta: Eu espero que não, porque estou constantemente sujeito a mudanças, pronto para elas, e eu mesmo tento promovê-las e orientá-las através dos jovens. Eu me sinto jovem.

Mas se eu tiver que mudar a casca, mudarei. Ciclos da vida – nada pode ser feito, eles são necessários.

Os Cabalistas se relacionam com isso de maneira muito simples. Meu professor disse: “Assim como à noite você tira a camisa e a joga na máquina de lavar, no final desta vida você tira o corpo e na próxima vida terá que usar outro”. Então, nada terrível acontece.

Observação: Você deu uma definição interessante de velhice. Acontece que não se trata de idade. Mesmo um jovem, se está cheio de conhecimentos e não quer mudar, a natureza, por assim dizer, substitui essa pessoa. É isso que acontece constantemente em todos os sistemas e tecnologias.

Meu Comentário: Se o sistema estiver pronto para uma atualização, não haverá idade avançada. Pelo contrário, está caminhando para uma substituição melhor, mais avançada e progressiva de si mesmo.

Pergunta: Então a natureza está sempre em processo de melhoria e devemos assimilar esse processo?

Resposta: Se caminharmos em uníssono com a natureza, não precisamos de nada para nos levar adiante: sem vírus, sem cutucadas. Nós nos sentiríamos totalmente confortáveis.

De KabTV, “Coronavírus Está Mudando a Realidade” 26/3/20

O Ponto No Coração E Os Ciclos Da Alma

laitman_627.1Pergunta: Suponha que uma pessoa nesta encarnação tenha revelado o ponto no coração e o crescimento da alma tenha começado. Então o corpo morre. Na próxima encarnação, essa pessoa não se lembra de nada. Ela precisa passar pelo processo de revelar o ponto no coração e crescer novamente?

Resposta: Não. Nada disso. Nosso corpo animal apenas nos acompanha para que entremos no mundo espiritual, para que possamos ser independentes em sua compreensão. Mas, em princípio, isso não nos dá nada.

Você pode ser saudável, bonito, um atleta ou um velho decrépito, você pode ser um homem ou uma mulher, não importa. É importante que você tenha um ponto no coração. Ao conectar seu ponto com estranhos, você pode criar um Kli comum, um vaso. É assim que funciona.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 16/02/20