Textos na Categoria 'convenção'

Disseminação é o elixir da vida

Pergunta: Gostaria de perguntar sobre uma situação que pode ocorrer em um grupo em relação à disseminação e ensino da educação integral .

Suponha que há um grupo de cinco pessoas que aceitaram os termos do grupo e estão tentando mantê-lo, exibindo amor, etc, e há eu, uma pessoa educada, inteligente, que se formou a partir de cursos de ensino integral e educação integral e que já pode ensinar aos outros. Eu não tenho tempo para estar incorporado no grupo, eu quero disseminar  mas o grupo não me apoia. Acontece que eles estão me segurando. O que devemos fazer em tal caso?

Resposta: A questão é que antes da crise global começar, eu não falava sobre educação integral . Baal HaSulam escreveu muito sobre isso e falava sobre este assunto muito a sério. Ele enfatizava que a revelação do Criador não pode ocorrer se o mundo não anseia por ela, tanto da parte da humanidade que tem o ponto no coração quanto da parte em que o ponto no coração ainda não despertou.

Portanto, tudo depende da disseminação. Eu também vi como no início os meus alunos não tinham compreendido bem esta ideia , mas eu os pressionei e, eventualmente, eles entenderam que, antes de tudo, não temos escolha e que é essencial, e em segundo lugar, que ela é verdadeira. [Leia mais →]

Do Que As Mulheres São Capazes?

Pergunta: Muitas mulheres de toda a Europa foram à convenção. Será que elas não nos empurrarão, homens, ativamente e fortemente o suficiente para que ajamos?

Resposta: Você não deve esperar que outros façam o seu trabalho. Naturalmente, temos de apoiar as mulheres e permitir-lhes pressionar os homens, mas você não deve ficar de braços cruzados e esperar: “Quando elas vão me pressionar?” Não é a mesma que estar em casa com a sua esposa, onde você não se move a menos que ela “mate” você com suas querelas.

Aqui é diferente; aqui temos que admitir. Elas empurram você para cumprir o objetivo da vida, e você deve ajudá-las nisto e ouvi-las. Mas não pense que é apenas a responsabilidade delas; é também a sua preocupação.

A preocupação das mulheres não é só para empurrar os homens. Eles também estão ocupados com o seu trabalho espiritual. Nós não vemos, não sentimos, porque elas fazem isto em silêncio, um pouco submissas.

Mas se olharmos para o seu nível de conhecimento, o progresso, e lealdade, as mulheres estão em um nível que não é mais baixo do que o dos homens, e muitas mulheres estão muito mais próximas da realização do que a maioria dos homens.

Não se deixe enganar pelo fato de que são aparentemente calmas e não são assim tão especiais. Elas têm um grande conhecimento e grande potêncial. Se você der a elas uma chance de ser um pouco mais ativas, você vai ver do que elas são capazes.

[103675]

Daa Convenção Europeia na Alemanha 22/03/13, Lição 3

Material Relacionado:
Homens E Mulheres: Percebendo O Potencial
O Desejo Das Mulheres Lidera

 

Oração Coletiva

Pergunta: O que é uma oração coletiva?

Resposta: Uma oração coletiva é uma condição em que estou conectado com o grupo,e nós temos um desejo, uma intenção,um objetivo, que foi formado especificamente em todos, mas, em geral, é um todo. E através de toda este todo, no nosso desejo compartilhado, objetivo e intenção, queremos revelar o Criador.

Eu não posso “estar só” Em qualquer caso, a pessoa não deve imaginar que está sozinha. Se ele sente o seu “eu”, é a morte espiritual. Não há “eu” no mundo espiritual, apenas “nós”.

[96461]
Da convenção de Novosibirsk de 9/12/12, Lição 6.

Material Relacionado:
Vamos Pedir Todos Juntos!
A Unidade Dos Irmãos: O Melhor Presente Para O Pai

O Grupo Como Uma Entidade Espiritual

Pergunta: O que é um grupo como uma unidade espiritual, entidade espiritual? Como posso interagir adequadamente com o grupo para que possamos obter o máximo benefício mútuo para o crescimento espiritual?

Resposta: Um grupo, como uma entidade espiritual, é o desejo comum que busca semelhança com o Criador, a propriedade de doação. Se as pessoas que estão no grupo agem contra ao seu egoísmo, em seguida, acima dele, sobre suas contradições gerais, elas constroem a propriedade de amor e doação que direcionam ao Criador.

Isso é chamado de um grupo. Trabalho constante deve ser realizado dentro dele. Se uma pessoa se une ao grupo, torna-se incluído nele, dissolve-se nele, ela perde o seu “eu”, e ela quer desaparecer no grupo, para dar-se inteiramente ao que acontece nele, o que significa que ela é um membro do grupo.

Nosso “eu”, originalmente criado em nós, existe apenas como um ponto preto, acima do qual eu tenho que aceitar todos os desejos externos como meus. Isso é chamado de “Amar o próximo.”

Amar significa perceber todos os seus desejos e propriedades como meus. Eu restrinjo meus próprios desejos, não os sinto. Eu só existo para sentir tudo o que existe nos outros como meu.

Na realidade, todos os nossos desejos comuns são meu campo, meu Kli, recipiente. Eu vou sentir o mundo superior nisso; Eu quero doar ao Criador através dele, e nele vou revela-lo. E o meu ponto continuará a ser um ponto preto. Desta forma, eu deveria me perceber em relação ao grupo.

[95353]

Da Convenção de Novosibirsk de 8/12/12,Lição 4

 

Intenção Correta

Pergunta: Como podemos ter a intenção correta em relação ao grupo? Como é expressa? Como alguém pode entender que está na correta intenção?

Resposta: A intenção em relação ao grupo deve ser muito simples: Eu vim para o grupo para me livrar do meu egoísmo, me elevar acima dele, a aderir ao Criador, revelar meu próximo nível, tornar-me um ser humano. É assim que eu deveria ver o grupo e fazer tudo o que me leva a esse objetivo.

Precisamos nos lembrar disso e de aderir a esta regra. Além disso, eu não olho para os rostos, personagens, qualquer coisa; Eu não me importo, pois eles podem dizer o que quiser. Antes de tudo, eu quero eliminar o meu “eu”, eu só quero ir junto com eles. E então, vamos seguir em frente.

Posso participar ativamente no trabalho do grupo acima do fato de eu ter me anulado mesmo só depois de eu ter conseguido o elevar. Normalmente, as pessoas começam a forçar tudo com o seu egoísmo, começa a mudar tudo pela força, como é habitual no nosso mundo. Isso não pode acontecer no grupo.

[95350]
Da Convenção de Novosibirsk de 8/12/12,Lição 4

A Harmonia dos Opostos

Você sabe por que eu gosto tanto de um coro georgiano? É por causa da harmonia. Os cantores têm de compartilhar os mesmos sentimentos, os corações de todos os participantes tem que ser como um coração. Eles devem trabalhar como uma equipe e sentir o outro. Tem que haver equilíbrio interno e integração completa.

Cada cantor realiza sua parte, sem interferir com os outros e, simultaneamente, está de acordo com eles. Suas vozes vão em direções inumeráveis ​​e unem-se, em seguida, dividem, dividem e voltam juntos uma e outra vez. Este fluxo interno da conexão dos opostos é o que concede tal força a esta arte. É exatamente assim como um Grupo Cabalístico tem de agir internamente.

[92986] A partir de uma refeição na Convenção da Geórgia 5/11/12

Material Relacionado:
De Egoístas Separados A Um Único Todo

 

Por que o Criador Está Constantemente nos Sacudindo?

Estamos sob a influência constante de uma e só a força, o Criador,não há outro além dele. Porque é que Ele sempre nos confunde? Dormimos, e então, de repente, acordamos, nos inspiramos, alegramos, e novamente não tenho idéia para onde ir. Há sentimento de saudade dos nossos amigos, então preferimos estar tão longe deles quanto possível, ficar longe do grupo.Então nós somos ou são espíritos elevados ou de repente ficamos tristes. O que Ele quer de nós? Por que Ele constantemente nos atirar lado a lado? Por que Ele não nos da orientações concretas e corretas sobre como avançar?

Religiões ditam:  “Faça isso e aquilo, e tudo vai ficar bem. Não faça isso ou você vai estar em apuros”. Tudo é claro aqui. Esta é a nossa forma de ensinar aos nossos filhos: “Pare de fazer isso, é ruim. Você vai ter sucesso se você fizer o que estou lhe dizendo”.

Tudo o que está acontecendo no mundo é mais ou menos claro para nós senão o nosso próprio trabalho espiritual. Estamos fazendo algo que é totalmente indescritível. Estamos em constante confusão. Algo que claramente entendiamos ontem é totalmente vago para nós hoje e nós não podemos mesmo voltar a ele.
Porque é que o Criador nos transformar em pessoas que balançam de um estado para outro, de certas conclusões para outras? Se Ele é Um, Único e Unificado, se Ele é a única força que nos governa, então de onde é que os nossos diversos estados vem? Por que Ele faz tudo em seu poder para confundir e desorientar-nos e levar-nos a um estado em que nossos desejos e pensamentos não são de nenhuma ajuda em tudo?

Pergunta: Por que Ele faz isso? Se, digamos, esta força única está jogando-nos de um lado para outro, então por que Ele evoca tais estados em nós quando o mais avançamos, mais dúvidas e dificuldades vivenciamos? Ele realmente quer que a gente se aproxime dele? Por que Ele não quer que nos tornemos mais inteligente e mais fortes? Existe um objetivo,um método, tudo! Então, por que nós experimentamos sempre novas sensações opostas e opiniões? O que está acontecendo em geral?! Por que ele precisa de tudo isso?

Resposta: O Criador constantemente nos sacode a fim de nos fazer entender que somos impotentes e nos motiva para, eventualmente, recorrer a ele. Por que Ele constantemente nos abala como se estivéssemos em uma máquina de lavar? Ele faz isso para nos fazer perder o “chão” assim ficamos com ele e nos mantemos nele..

[92896]
A partir da Convenção da Georgia de 5/11/12, Workshop 1

Material Relacionado:
O Primeiro Artigo, Que É O Começo De Tudo
O Papel Do Grupo É Descobrir O Criador
Apegar-Se Ao Criador Por Meio Do Grupo

Um triângulo Espiritual

Pergunta: Como é que vamos conseguir livre arbítrio do nosso egoísmo através da conexão com o próximo? Como posso ser livre e conscientemente me desenvolver livremente, e não forçado por uma vara para a felicidade ou ser atraído por um doce para a mesma felicidade?

Quero me tornar consciente, entender e perceber a mim mesmo e minha vontade livre, independente desses motivos. Como é possível implementarisso  no grupo e em quais condições? Afinal, este problema existe, mesmo após a Machsom quando eu já sei e entendo tudo..

Resposta:. Uma pessoa alcança a independência do Criador, quando ela pede o Criador para o bem do grupo e pede ao grupo para o bem do Criador. Se ela está um-em-um com o grupo ou com o Criador, isso não pode ser alcançado. Este é um triângulo.

[92977]
A partir da Convenção Geórgia 5/11/12,Oficina 1

Material Relacionado:
Entre O Menos E O Mais Infinito
O Criador Está Escondido, Mas O Grupo Está Aberto
O Mistério Da Nossa Liberdade

 

Não Se Preocupem Com As Massas Agora, Trabalhem Em Si Mesmos!

Pergunta: O nosso grupo existe há três anos. Antes, as pessoas entravam e saiam do grupo, até que o grupo finalmente se formou. Agora estamos em um ponto em que não há mais um influxo de novas forças. Pode a razão para isso ser que estamos tão habituados um ao outro, sentimos e sentir o outro como membros de uma família e nos sentimos tão bem juntos que não queremos deixar ninguém mais entrar?

Resposta: Isso pode acontecer. Eu não estou totalmente familiarizado com a situação para lhe dar uma resposta. Mas tudo tem seu tempo, então não se preocupe. Vocês devem usar este tempo para estudar mais e fortalecer-se. Eu não acho que agora é a hora de realizar ampla disseminação. Pelo que eu sinto, a situação aqui ainda está muito letárgica. É melhor esperar. Por enquanto vocês devem trabalhar para melhorar sua conexão conosco, tentar trabalhar mais nos materiais, traduzir livros e adaptar o material para a população local. Talvez vocês sejam capazes de escrever artigos na Internet ou em pequenos jornais. Talvez vocês possam adaptá-los à população local. Eu não acho que muitas pessoas vão se juntar a vocês agora. Afinal, um ponto no coração se revela apenas quando uma pessoa chegou a certo nível de desenvolvimento egoísta, e isso ainda não aconteceu aqui. Portanto, vocês devem trabalhar mais em si mesmos.

Da Convenção na Georgia 06/11/12, Lição 2

Material Relacionado:
Devemos Esperar 150 Anos?
Filtre Tudo Que É Redundante
O que nos impede de conetar?

Cabala e os Ensinamentos Ocultos

Pergunta: Será que a Cabala luriânica rejeita as ciências ocultas herméticas? Pode uma pessoa materialista orientada considerar as ciências herméticas reais? Será que elas realmente existem, ou não?

Resposta: Todas as ciências herméticas não são reais, pois elas não têm base alguma para si, elas são apenas um produto da imaginação de alguém, uma  fantasia. Ter o meu doutorado em Filosofia (o tema de minha tese é “Filosofia, Religião e Cabala”) me dá o direito de afirmar com confiança que a Cabala é uma ciência pura.

Porque filosofia e de qualquer outra das nossas tentativas de entender a realidade não são baseadas em pesquisa, mas unicamente na razão, que é realmente baseado no que não é conhecido, via de regra, elas são baseados no nosso egoísmo, mas nós não percebemos isso.

Como resultado, a filosofia morreu há muito tempo. Todos os ensinamentos chamados “espirituais” estão gradualmente desaparecendo, já que as pessoas se elevam acima deles e nota eles são inválidos. Não há evidências ou verificações sobre a veracidade de vários ensinamentos espirituais. Eles estão baseados exclusivamente nas nossas sensações, mas como todos sabemos, os sentimentos podem ser muito diversos, é por isso atualmente existem cerca de 2.800 religiões e sistemas de crenças, e estamos vendo eles desaparecer gradualmente.

A Cabala não é a favor ou contra.  Ela fica de lado delas, que explora a natureza como a física ou a qualquer outra ciência normal faz. O princípio maior da Cabala é investigar a natureza, tornar-se semelhante a ela, e vencer. Cabala é uma ciência muito concreta, que não fala sobre a alma da forma que outras religiões fazem.

Uma alma na Cabala significa uma realização extremamente grave e profunda e compreensão do mundo em que vivemos atualmente. O objetivo deste tipo de realização é ficar à tona e proteger-nos de uma enorme tempestade que se aproxima de nós em resposta à nossa ignorância e falta de vontade de seguir as leis da natureza.

[92241] A
A partir da Convenção Geórgia,5/11/12,Lição 1