Textos na Categoria 'Antissemitismo'

Novo Antissemitismo

Laitman_632_2Pergunta: Após 2000 anos de antissemitismo e perseguição, houve alguma mudança qualitativa pelo fato do Estado de Israel ter sido estabelecido?

Resposta: Atualmente, na maioria dos países, o antissemitismo se tornou uma direção clara. Ele foi adotado pelo público em geral e está soprando nas páginas da mídia. É diferente.

No passado, o antissemitismo era limitado em sua natureza. Se ele prosperava em uma nação, em outra nação, em oposição a ela, o sionismo era incentivado, como foi nos Estados Unidos e Rússia 60-70 anos atrás. Agora, em todo o mundo há uma atitude idêntica em relação aos judeus.

Eu venho alertando sobre isso; você pode pegar artigos que eu escrevi há duas décadas e certificar-se. Mas ninguém ouviu.

Comentário: Os últimos estudos mostram que para cada judeu no mundo há 70 antissemitas. Supõe-se que o mundo inteiro vai se tornar antissemita.

Resposta: O mundo inteiro vai se tornar totalmente antissemita. Portanto, nós temos que implementar nossa missão rapidamente.

Do Webinar 08/05/16

A Solução Que Não Temos Considerado

Dr. Michael LaitmanNo fundo de uma onda de antissemitismo que está ficando mais forte e a preocupação com outro Holocausto, há uma solução que não temos considerado. Durante a semana, quando paramos para lembrar os milhões que pereceram no Holocausto, vamos entender por que os judeus são odiados no mundo.

Do filme do Rav em hebraico 05/05/16

Assista  Em Verdade: Decifrando O Enigma Judaico (em hebraico com legendas em inglês)

Um Segundo Holocausto? Depende De Nós

laitman_222Quando o antissemitismo está aumentando, atingindo níveis nunca vistos antes, uma chamada para cancelar o Dia em Memória do Holocausto foi ecoada nas Universidades em toda a Europa. Nos EUA, há protestos Universidades para boicotar Israel, e a organização BDS está se tornando cada vez mais legítima aos olhos de muitos. Pode ser o momento de começar a nos perguntarmos como evitar um segundo Holocausto.

Eu nasci em 1946, cerca de um ano após a Segunda Guerra Mundial, na região de Vitebsk, onde muitos judeus foram mortos. As atrocidades que o nosso povo passou ardem na minha memória desde que eu era criança e fazem parte da minha vida. Para mim, o Dia em Memória do Holocausto não é apenas um Dia de Memória nacional de um acontecimento trágico que ocorreu no passado, mas um sinal de aviso do que pode acontecer, especialmente se considerarmos o ódio que as nações do mundo sentem em relação a nós.

É um erro comum acreditar que o ódio contra os judeus nasceu na Alemanha nazista sete décadas atrás. Na verdade, é um fenômeno que tem mais de 3.000 anos de idade. De acordo com a sabedoria da Cabalá, a raiz do ódio profundo está no encontro no Monte Sinai, um evento especial onde o sentimento de ódio foi revelado entre a nação de Israel (a palavra “Sinai” vem da raiz “Sina – ódio” em hebraico), no topo do qual eles conseguiram subir e se unir como um só homem em um só coração através do método de conexão, a Torá.

Do Webinar: “Por Que Os Judeus?”

Atividade Antissemita Do Jornal Judaico

laitman_561Pergunta: Hoje, Israel está lutando contra o BDS, um boicote declarado a ele por outras nações. Ao mesmo tempo, o jornal Haaretz organizou uma campanha exortando os americanos judeus a parar de nos apoiar porque Israel enviou Danny Danon como embaixador na ONU que supostamente é um emissário de Apartheid. Como você se relaciona com as atividades do Haaretz?

Resposta: Do ponto de vista da Cabalá, as suas ações são perfeitamente naturais para os judeus. Um judeu “não corrigido” odeia sua condição de judeu e não quer ser um judeu. Ele constantemente realiza uma análise interna sobre como evitar isso.

Afinal de contas, ele é constituído por duas características opostas: um enorme coração egoísta, que é chamado de “desejo”, e um pequeno ponto no coração, que é o princípio da existência de um atributo verdadeiramente espiritual, altruísta. Esse foi construído em nós desde os tempos da antiga Babilônia, onde há 3.500 anos, sob a liderança de Abraão, nós atingimos contato com a força superior, a Luz Superior.

O ponto espiritual não nos deixa descansar, e uma pessoa sente grandes contradições e oposições dentro de si mesma. Assim, muitos antissemitas envolvidos em todas as ações contra Israel são judeus, que querem suprimir este ponto.

Ele não permite que eles vivam. Somente se a pessoa entende isso e começa a desenvolver o ponto no coração dentro do poder do desejo, ela gradualmente se eleva ao nível do Criador, e volta a estar acima desse mundo, acima de tudo.

Portanto, é completamente natural que cada um de nós tenha um verdadeiro antissemita em potencial dentro de nós que é incomparável aos antissemitas do mundo.

Entre os judeus, há um antissemitismo afiado que aparece no contraste entre os desejos egoístas e altruístas. Portanto, não é de se admirar que, quando pessoas como os membros do conselho editorial do Haaretz ou os membros dos partidos de esquerda se reúnem, uma onda de ódio é inflamada neles.

Por outro lado, eu ainda tenho a esperança de que seja possível abordá-los e explicar onde eles obtêm a sua relação única com a nação e o povo e que é um beco sem saída, porque não traz qualquer correção consigo. De acordo com a sua forma, é impossível conectar os dois desejos: o enorme desejo egoísta e o pequeno desejo altruísta. Isso deve ser feito de modo que o desejo altruísta comece a conduzir uma energia mais elevada, Luz e Amor, de acordo com o enorme desejo egoísta. Então, esses dois desejos se transformariam em um único desejo, completo, e este estado é chamado de alma.

Não há para onde escapar disso, porque as nossas vidas existem apenas para darmos mais um passo para a criação de uma alma comum. No futuro, a época atual também se tornará a antiga história da humanidade, mas cabe a nós dar um passo em frente, lutando pela alma de nossos descendentes distantes de modo que nas próximas encarnações não teremos desculpa por não termos preparado o futuro estado. Portanto, vamos nos unir para começar a realizar o verdadeiro trabalho do povo judeu dentro de nós, e depois disso, também iremos trabalhar com toda a humanidade.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 30/03/16

“Os Judeus Sempre Serão Odiados”

Dr. Michael LaitmanOpinião (Iddo Netanyahu, irmão mais novo do primeiro-ministro de Israel): “Eu diria que o povo judeu em geral ao longo de sua história teve uma má compreensão do que está acontecendo ao seu redor. Eu acho que entendo. Mas, na verdade, não. De certa forma, nós somos muito mais cegos (politicamente, quero dizer) do que outras nações.

“Provavelmente porque não nos integramos plenamente no sistema político dos países em que tivemos de viver. …

“Eu estive na maioria dos museus judaicos – na Europa, América. E em todos estes museus e memoriais dedicados ao Holocausto, por alguma razão é sempre a mesma história: Era uma vez um terrível Hitler, ele chegou ao poder, fez o Holocausto, e depois foi destruído, e tudo ficou bem. Mas isso não é totalmente verdade. O Holocausto foi resultado de séculos de antissemitismo, de ódio profundamente arraigado aos judeus. Mini holocaustos ocorreram em diferentes locais …. a única singularidade de Hitler é que ele chegou ao poder e conquistou toda a Europa. Portanto, ele poderia realizar o que os outros sonharam. Mas, na realidade, essa é apenas uma das páginas trágicas da história do povo judeu na Europa. …

“O problema é que, entender corretamente por que essas coisas terríveis acontecem com a gente. … E os judeus não querem entender, … Porque é muito difícil psicologicamente reconhecer a realidade hostil.

“Os judeus não entendem o ódio. Porque entender e reconhecer a existência de tal ódio inexplicável, que não pode ser resistido por meios que parecem eficazes, é muito difícil. Acredita-se que o antissemitismo e o Holocausto aconteceram porque Hitler chegou ao poder. Mas, na verdade, o oposto é verdadeiro: Hitler chegou ao poder porque havia antissemitismo, antissemitismo que ele usou para conquistar o amor do povo. Ele viu o prefeito antissemita Karl Lueger chegar ao poder em Viena, e percebeu que o ódio aos judeus era uma força poderosa. Mas admitir isso é incrivelmente difícil, porque, se aceitarmos que o Holocausto e os pogroms não foram um problema de um único período de tempo em um lugar particular, então surge a pergunta, que futuro nós temos?

“Esta é a conclusão a que chegou o sionista Leon Pinsker aqui na Rússia. Ele criou o movimento sionista …. Ele pensou que se os judeus fossem emancipados, recebessem educação, deixassem de falar iídiche, aprendessem russo, e removessem suas roupas tradicionais, o antissemitismo acabaria. … Um massacre começou com os primeiros tumultos de 1871, que foram organizados por pessoas instruídas, a intelligentsia russa. Pinsker tinha sessenta anos quando percebeu que os quarenta anos de sua vida estavam errados. … Então ele percebeu que a única solução aceitável era a criação de um Estado judaico independente onde os judeus construiriam o seu futuro e não seriam dependentes de outras pessoas, em sua boa ou má vontade, sobre o humor de seus governantes. …

“O Estado de Israel não protege contra o antissemitismo. Mas Israel pode se defender. …

“Infelizmente, o antissemitismo é inabalável, uma parte integral da consciência europeia. … O ódio existe há séculos. E pensar que ele pode ser destruído, falando sobre o Holocausto ou o fracasso do comunismo, é míope e ingênuo. …

“Uma pessoa pode ser assimilada, deixar de ser judia. E muitos judeus simplesmente desapareceram, sumiu em outras nações. Mas, se uma pessoa quer continuar sendo judia, tem que admitir que pôr fim ao antissemitismo é irrealista”.

Meu Comentário: Mais educação é necessária!

Os judeus, bem como todos os povos do mundo, devem entender as raízes do antissemitismo. Isto não é para arrancá-lo de sua fonte, mas para compreender a origem desse fenômeno eterno e elevar o mundo inteiro e todos os povos ao próximo nível de existência. E os judeus serão os únicos que despertarão a humanidade a subir.

Por que A Culpa É Nossa?

Dr. Michael LaitmanPergunta: Não basta o mundo inteiro nos culpar, os israelenses, por tudo o que está acontecendo em Israel, e até mesmo a sabedoria da Cabalá dizer que os judeus são os culpados por tudo. Eu gostaria de entender do que exatamente nos culpam? Você diz que estamos divididos, mas eu estou familiarizado com muitas pessoas boas que são amigáveis ​​e se ajudam.

Resposta: Você está totalmente certo, do seu ponto de vista externo do mundo. Mas se formos mais fundo no sistema que conecta toda a humanidade e gerencia toda a natureza, ficará claro que os judeus são aquela parte através da qual a força geral da natureza influencia e age sobre tudo o resto. Portanto, se os judeus não se comportam corretamente, todo o resto sofre. Imagine-se uma nação pequena, um pequeno grupo, que não se une bem ou de forma correta entre si. Assim, todas as influências que passam por eles para a humanidade ocorrem de forma negativa e levam à separação, oposição e hostilidade mútua.

A sabedoria da Cabalá explica essas leis, abre os nossos olhos, e nos permite penetrar no sistema e ver a causa. Do ponto de vista da sua lógica comum, você está certo. Mas se olharmos mais internamente, encontramos justificativa para tudo que é dito nas fontes Cabalísticas.

Eu me identifico com isso como um cientista. Minha primeira profissão foi em biocibernética, a segundo foi em filosofia geral e na sabedoria da Cabalá. Além disso, eu tenho um doutorado em ontologia, a ciência da estrutura geral do universo. Quando você estudar todas estas ciências, começará a ver como tudo é organizado de tal forma que todo o poder de doação para o mundo inteiro se move através de um grupo chamado povo de Israel.

Este grupo determina tudo: tanto quanto ele estiver conectado, o mundo inteiro estará também conectado. Se os judeus estiverem divididos e até mesmo se odiarem, então o mundo inteiro também vai ser assim. O mundo acusa com justiça os judeus, porque eles sentem instintivamente que tudo depende de nós. O antissemitismo e a atitude negativa dos povos do mundo em relação a Israel indicam que eles se sentem dependentes do povo de Israel. Eu entendo que isso esteja insultando a você para ouvir que eles estão culpando você por tudo; eu também costumava pensar como você. Mas não sejamos míopes! O estudo da natureza nos obriga a concordar com tudo o que está escrito nas fontes Cabalísticas, a parte interna da Torá.

Pergunta: Você quer dizer que nós temos que começar a viver em comunas? Você está falando sobre uma unidade como essa?

Resposta: Não, nós não estamos falando sobre a criação de comunas. Nós só precisamos estudar a sabedoria da Cabalá e começar a olhar o mundo com olhos diferentes, ver o sistema interno que gerencia toda a humanidade. Então sua visão muda e você entende o quanto tudo depende de você.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 18/10/15

O Terrorismo Em Israel Está Nos Levando À Unidade

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (svoboda.org): “Para realizar ataques em Israel, crianças de 13 anos de idade são recrutadas nas redes sociais. A principal razão: os palestinos estão desesperados por a não ser o foco central dos meios de comunicação nos países árabes.

“Todas as nações árabes estão em conflitos, com muitas delas começando a olhar para Israel como um aliado em sua luta com o Irã, prestando cada vez menos atenção à questão palestina da qual eles ficaram fartos há muito tempo.

“A liderança palestina quer atrair a atenção para si de alguma forma, uma vez que as forças de segurança palestinas não estão participando da campanha de violência contra Israel e estão cooperando com Israel. E é assim que o jogo continua.

“A posição dos Estados Unidos combina com sua posição. O Secretário de Estado acusa Israel pela opressão palestina porque Israel está construindo assentamentos na Cisjordânia e está tentando mudar o status quo no Monte do Templo.

“A paz é imperativa, mas o máximo de concessões que Israel está pronto a fazer está longe de ser as exigências mínimas dos palestinos. Netanyahu está preocupado com a presença do Hezbollah e do exército iraniano dentro das nossas fronteiras. Isso ocorre porque as forças militares iranianas já entraram na Síria para lutar ao lado de Assad. Netanyahu tem um melhor relacionamento com Putin do que com Obama, mesmo que não haja nenhuma dúvida de que os Estados Unidos ainda sejam o nosso principal aliado”.

Meu Comentário: Nós só podemos confiar em nós mesmos. Não temos aliados. Mas temos a arma mais poderosa do mundo, que é a nossa unidade, e se a alcançamos, somos invencíveis e podemos levar o mundo inteiro a esse mesmo estado em que o Criador será revelado.

Aquele Que É Misericordioso Com O Ímpio

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (russian-bazaar): “A Europa tem de fato aceitado seu destino e não tenta deter a onda islâmica que ameaça afogá-la. As fronteiras entre os países europeus são como cercas derrubadas. Fechar as fronteiras seria considerado um ato de racismo e pedir que os muçulmanos façam parte de sua nova pátria levará a uma crescente xenofobia em relação a eles.  Quando falamos de números, provavelmente muitos milhares são terroristas de acordo com fontes da imprensa estrangeira.

“Este é o início do cumprimento da profecia do clérigo egípcio Salem Abu El-Puticha: ‘a nação islâmica vai voltar ao poder, apesar da arrogância do Ocidente. O Ocidente, sem dúvida, será destruído. Alá destruiu os impérios bizantino e persa e também irá destruir o Ocidente através dos muçulmanos. Estes países vão se converter ao Islã, o Islã vai alcançá-los’.

“Os muçulmanos se veem como aqueles que têm o conhecimento absoluto que lhes permite governar os ‘hereges’. Portanto tudo o que os árabes conquistaram nos séculos VII e VIII pertence ao Islã, incluindo a Espanha, Sicília, a terra de Israel e muito mais. Este não é apenas o ponto de vista dos fundamentalistas, mas também dos muçulmanos sensatos. A principal mensagem do Islã é ‘os muçulmanos precisam acreditar que o Islã acabará vencendo e substituirá a constituição pela Sharia’.

“Um dos problemas do mundo moderno é o ódio que o Islã radical sente em relação ao Ocidente. Não há uma solução sustentável para este problema. O mundo prefere se envolver mais com Israel, pensando que todos os problemas do mundo moderno resultam de Israel. Rabi Yohushua Ben Levi disse: ‘Aquele que é misericordioso para com o ímpio acabará por se tornar ímpio para o misericordioso'”.

Meu Comentário: De acordo com a sabedoria da Cabalá, o Islã vai inundar o mundo inteiro, exceto Israel, e quando ele engolir o mundo, vai virar todos contra Israel, mas este será seu fim. É impossível culpar a Europa por fechar os olhos à atual onda islâmica que a está inundando. Tudo evolui de acordo com o plano que está descrito na sabedoria da Cabalá. Apenas a unidade da nação de Israel em um todo vai ajudar o mundo a atingir seu maior e mais sublime futuro sem derramamento de sangue.

Uma Muralha

Dr. Michael LaitmanComentário: Eu não entendo o que posso fazer agora, pessoalmente, para parar o terrorismo.

Resposta: Nós precisamos vir e estudar. Não é possível explicar toda a sabedoria da Cabalá em poucas palavras. Mas a sabedoria da Cabalá fala apenas sobre a execução da lei geral e essencial da natureza chamada, “E amarás o teu amigo como a ti mesmo” (Levítico 19:18). Em outras palavras, ela explica que todas as partes da natureza estão conectadas entre si através de relações boas e finas que se complementam e que é especificamente o povo de Israel o responsável ​​por essa conexão.

Pergunta: Suponha que eu comece a estudar hoje, será que os ataques em Israel continuarão e as pessoas continuarão a ser mortas?

Resposta: Nós não temos outros meios para parar os ataques senão aprender a amar os outros. Nada mais vai nos ajudar e a situação só vai ficar mais grave. Eles não vão sequer nos deixar se opor ao terrorismo, uma vez que o mundo inteiro vai estar contra nós.

Da próxima vez, essa onda de terrorismo vai ser muito pior. Eu não quero assustá-lo, mas você precisa entender que a situação não vai mudar para melhor. Não há razão para esperar que os líderes de várias nações mudem e que a nossa situação melhore. Isso não vai ajudar, porque tudo depende apenas de nós, como está escrito: “Os corações dos príncipes e reis estão nas mãos do Criador” (Provérbios 21:1). Assim, devemos examinar como nós, ou seja, você e eu, podemos gerir o mundo.

Comentário: É interessante que, ano após ano, surjam novos políticos prometendo resolver esse problema através de métodos diferentes. Mas, no final, na melhor das circunstâncias, tudo permanece como era, e na maioria das vezes, só fica pior. Mas você está dizendo que só estudando a sabedoria da Cabalá, ou seja, o método de conexão e unidade, pode ajudar.

Resposta: É assim que obrigamos todo o resto dos povos do mundo a se relacionar bem com o povo de Israel. Isso vai influenciar os nossos vizinhos, sem explicações e negociações, e isso vai apaziguar o clima em cada aldeia árabe ou em Afula, Nazaré, Jaffa e Jerusalém.

Se quisermos que eles se acalmem e ainda mais do que isso, tornem-se nossos ajudantes e amigos, nós podemos fazê-lo: nós só precisamos começar a estudar a sabedoria da Cabalá.

No livro, Shem MiShmuel, do Rabino Shmuel Bornstein de Sochatchov, está escrito que “se Israel retornar à unidade, as forças hostis não terão como prejudicá-los, pois quando eles se tornam um povo com um coração, são como uma muralha diante de todas as forças do mal”.

E isso não é apenas a força da unidade egoísta, que vemos nesse mundo, como na máfia. Essa unidade nos torna como a força superior da natureza, e assim ganhamos a capacidade de influenciar o mundo inteiro.

Assim, nós podemos garantir que todos se unam e conectem. Ao atingir a unidade entre todos os judeus, sem quaisquer palavras, entramos na ordem natural que também obriga todos a se unir.

Baal HaSulam escreve que o povo de Israel foi criado como um elo, e na medida em que se corrige, transfere seu poder a todos os outros povos do mundo, sem uma palavra. É o suficiente para nós nos unirmos, a fim de influenciar o mundo inteiro de uma boa forma. E nós recebemos uma resposta negativa do mundo quando o nosso povo permanece separado e não se une.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 11/10/15

Um Terrorista “Morto” Ressuscita

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (Haaretz): “Um Terrorista Adolescente Palestino Recebeu Alta do Hospital Israelense”
“Israel divulgou imagens de Ahmed Mansara, 13 anos, depois que o presidente palestino Abbas afirmou que ele foi ‘executado’ por Israel.

“Ahmed Mansara, um menino de 13 anos que participou de um esfaqueamento em Jerusalém, recebeu alta domingo do hospital e passou para um centro de detenção depois que um tribunal determinou que ele ficaria sob custódia por um período adicional de oito dias.

“Ahmed e seu parente, Mohammed Mansara, 17 anos, realizou um esfaqueamento no bairro Pisgat Ze’ev em Jerusalém, na segunda-feira. O ataque deixou dois israelenses feridos: um menino de 13 anos de idade que estava andando de bicicleta ficou gravemente ferido, e um jovem de 20 anos que também sofreu ferimentos graves ….

“As vítimas do ataque ainda estão hospitalizadas, com o de 13anos ainda em estado grave, mas estável, e está atualmente em suporte de vida, embora o hospital tenha dito que sua condição havia melhorado ligeiramente.

“Na quarta-feira à noite o presidente palestino, Mahmoud Abbas, acusou Israel de ‘executar’ Ahmed, mesmo que ele ainda estivesse vivo.

“Na quarta-feira, o Gabinete do Primeiro-Ministro lançou um vídeo do ataque em Pisgat Ze’ev com legendas em árabe. Na quinat-feira, o Gabinete do Primeiro-Ministro divulgou fotos de Mansara no hospital para a mídia local e internacional. Um alto funcionário israelense disse que o movimento foi feito para refutar a alegação de Abbas de que Mansara foi executado por soldados israelenses”.

Meu Comentário: A nossa teimosa relutância em esclarecer a causa do ódio que as pessoas sentem em relação a nós, enterrando nossas cabeças na areia, leva a sofrimentos cada vez maiores. Talvez nós não devemos ser tão teimosos depois e nos desfazer dessa pergunta milenar. Não é melhor descobrir por que o mundo inteiro está contra nós? (Ver meus artigos: “Quem é Você, Povo de Israel?” e “O Que Nós Judeus Devemos ao Mundo”)