Quebra-cabeça Cabalístico

219.01Alguns alunos reclamam que não entendem o material que estudamos do livro O Estudo das Dez Sefirot 3 não são capazes de senti-lo. Isso não é surpreendente, ninguém espera tal habilidade deles, mas onde está a reação correta?

Todo o estudo da sabedoria da Cabalá acontece através da descoberta de que uma pessoa é surda para ela; ela não é capaz de entendê-la com sua mente e senti-la com seu coração. Ela não entende o que eles querem dela. Depois de ler todos esses textos abstrusos, ela só quer deitar no sofá e fechar os olhos ou, pelo menos, ligar a TV ou a Internet. Essa falta de compreensão não é uma inovação.

A inovação é que eu vou até a dezena com esse problema e tento montar a resposta ali, como um quebra-cabeça, para entender o que eles querem de mim. Eu escuto meus amigos e falo com eles, e você não deve pensar que estamos resolvendo esse problema com nossas próprias mentes.

Não, nós nos voltamos para o Criador com isso e exigimos Dele que Ele nos ensine, nos conecte na forma correta e revele esta imagem entre nós para que possamos entendê-la. É chamado: “Por Suas ações, nós O conhecemos”.

Precisamos que toda a sabedoria seja revelada na prática, em nossa conexão. Caso contrário, não seremos capazes de entendê-la. A Cabalá não pode ser alcançada pela mente e sentimentos corpóreos. Dizem que “não são os sábios que aprendem”.

Mesmo se você colocar Einstein ou ganhadores do Nobel para estudar, nada vai ajudar. Somente a conexão entre nós e o pedido ao Criador ajudará, e o Criador revelará o estado correto entre nós, ou seja, a solução.

Portanto, o estudo não requer muita inteligência, mas sim, conexão com a dezena onde cada um se anula diante de seus amigos e pede ao Criador que nos revele o estado que estamos estudando dentro da dezena. Afinal, o grupo são as dez Sefirot, uma estrutura espiritual onde a resposta pode ser revelada. Isso é chamado de Cabala prática.

Portanto, não me preocupo se o aluno não entender o texto. Ninguém entende nada, e isso é natural. Tudo o que é exigido de nós é que todos se unam e resolvam o problema pelo método da Cabala prática, ou seja, pela conexão e não pelo intelecto. Afinal, não estamos na universidade. Se algo não está claro para nós, estamos realmente diante de um problema que requer uma solução.

Da Lição Diária de Cabalá 03/05/22, Escritos do Baal HaSulam, “Estudo das Dez Sefirot”

Comente