Como Encontrar Uma Cura Para Todos Os Problemas

565.02Pergunta: Em Israel, foi realizado um experimento com a seleção de drogas de acordo com o perfil genético molecular. Descobriu-se que existem pessoas com câncer que não respondem a nenhum medicamento conhecido.

Existem casos conhecidos na história da medicina em que uma doença adquiriu uma forma resistente a medicamentos, por exemplo, a tuberculose. Por que ainda hoje muitas pessoas não respondem aos medicamentos que a medicina desenvolveu?

Resposta: O fato é que um medicamento é uma convenção.

O que é um medicamento? Nós atraímos luz sobre o nosso egoísmo, que está em várias formas feias, e recentemente até mutacionais, e tentamos influenciar esse egoísmo feio com luz, que é revestida por alguma fórmula química.

Na prática, há apenas desejo e luz, a força de recepção e a força de doação, que interagem entre si. Se elas estão em harmonia entre si, se preenchem, nós existimos em equilíbrio, em harmonia, sem problemas.

Assim que há um problema no desejo egoísta de receber e um não corresponde ao outro, imediatamente há uma ocultação da luz. A luz sai, se afasta e desaparece.

Quando a luz se afasta do desejo para uma certa distância, começamos a sentir cada vez mais sofrimento, depois a doença e depois a morte. Tudo depende de quão longe a luz se afasta do desejo. Aos poucos ela sai cada vez mais e, ao se afastar, leva à morte.

O que tem acontecido ultimamente? Nosso egoísmo não apenas aumenta e, portanto, a luz se afasta dele naturalmente, de acordo com a lei da disparidade de qualidades ou diferenças de qualidades, mas o egoísmo adquire formas incomuns e mutacionais.

Ou seja, o ego está se transformando, toma formas não naturais, não apenas para tomar, querer, conquistar algo e absorvê-lo em si mesmo. Adquire formas opostas, como drogas, depressão, várias deformidades egoístas, passa do desejo direto de desfrutar da luz para o desejo de desfrutar de sua ausência.

É assim que se manifestam suas formas mutacionais, o egoísmo em duplo, triplo grau, quando se transforma e desfruta de seu nada e vazio.

O que, em princípio, é a depressão? Por que uma pessoa não pode sair disso? Ela busca prazer em seu vazio.

Isso leva ao fato de que não podemos encontrar curas para essas doenças e, portanto, dizemos que o sistema imunológico está danificado. Não sabemos como é possível restabelecer pelo menos algum contato entre a força vivificante, a luz, e nosso egoísmo, nosso organismo, nosso desejo. Este é o problema.

Não consigo imaginar como poderemos resolver isso se não começarmos a restabelecer a conexão correta entre o desejo, o organismo e a força que o anima, a luz.

A Cabalá dá uma fórmula muito simples. Mas quem quer usá-la?! Talvez ainda tenhamos que sofrer por muitos anos até começarmos a ouvir o que a Cabalá pede.

Ela diz que tudo é baseado em nosso egoísmo, e só pode ser derrotado pelo amor. Mas como podemos amar uns aos outros, amar o próximo como a si mesmo? Essa é uma panaceia para todos os problemas. Mas como fazemos isso se nos odiamos?

A sabedoria da Cabalá explica que há uma força na natureza que pode fazer isso, só que você tem que começar a estudar, ler, evocar essa força sobre si mesmo e pedir.

Quando você estuda o sistema do universo, a maneira como ele funciona de forma lógica e bastante realista, você vê que sim, é assim que acontece, e você começa a sentir essas forças escondidas um pouco atrás do nosso mundo. Você vê nosso mundo como transparente e por trás dele todas as forças da natureza que brincam com nosso mundo e conosco. É isso que devemos apresentar a uma pessoa, revelar a ela, então encontraremos a cura para todos os problemas.

De KabTV, “Close-Up. O Experimento Filadélfia”, 24/10/10

Comente