Vale A Pena Baixar O Ego?

963.6Nas Notícias (Times of India): “Baixos níveis de estresse e ansiedade são observados entre as pessoas que experimentam …  na diminuição da atividade nos lobos frontais, alcançada durante a meditação. Trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, os lobos frontais, processando informações e eventos complexos o tempo todo, quando experimentam uma atividade de baixa a nenhuma durante a prática de meditação ou oração, mergulham no reino da iluminação, onde não há estresse, aborrecimento ou preocupação. A atividade mais baixa no lobo frontal está ligada aos “sentimentos de entregar-se completamente a própria vontade”, afirma Andrew Newberg, neurocientista e autor de The Metaphysical Mind: Probing the Biology of Philosophical Thought. Quando nossa mente egoísta se submete completamente a algo infinito e maior que ela mesma, ela experimenta a iluminação0.”

Minha Resposta: Certamente, porque uma pessoa apaga tudo dentro de si em geral. Ela reduz muito seu ego e meio que se dissolve.

Este é um estado incorreto porque ao mesmo tempo que anula seu “eu”, sua personalidade, ela quer estar em um estado passivo de fusão com o ambiente na forma de um elemento inanimado.

Comentário: Os cientistas, no entanto, chamam esse momento de equilíbrio e proximidade com a natureza.

Minha Resposta: Claro que se eu me transformar em uma pedra, estou perto da natureza. Pelo contrário, se eu sou um egoísta que quer conhecer, descobrir, sentir e experimentar, isso já é um “eu” existente na natureza em sua forma individual.

É errado rebaixar seu ego porque é contra o progresso, contra o desenvolvimento, contra a evolução e contra a própria natureza. Isso nos aproxima do nível inanimado. Nós simplesmente não temos saída, assim chegamos a um estado de equilíbrio, paz, um estado imperturbável.

No entanto, em princípio, é necessário avançar até o ponto em que usamos claramente todo o nosso egoísmo, tudo o que pode aparecer deve ser revelado e desenvolvido em nós, e em um pico tão egoísta de sentimentos e mente, estamos em equilíbrio com a natureza.

Pergunta: Isso significa que é o desejo que afeta o trabalho do cérebro? Quanto mais você desenvolve o desejo, mais ativamente o cérebro começa a trabalhar e servir ao desejo?

Resposta: O cérebro existe apenas para perseguir o desejo. Se o desejo tem uma tarefa a cumprir, o cérebro nos ajuda a ser preenchidos com o que desejamos.

De KabTV, “Close-Up. Anamnese”, 19/02/10

Comente