Precisamos Continuar Vivendo

560Comentário: Em um dos videoclipes sobre a perda de um ente querido, você disse que precisa continuar vivendo e aceitá-la, e que pode até sentir alegria na vida apesar do fato de um ente querido ter se perdido.

Tanya escreve para você: “Tendo perdido um filho de 25 anos, posso, como mãe, continuar vivendo, aproveitando a vida? Para mim, pessoalmente, a vida acabou – eu simplesmente existo, não há alegria. Antes, todos os meus amigos tinham inveja de como eu era alegre, sempre sorrindo e rindo. Tudo acabou há cinco anos. Estou vivendo e esperando minha hora de conhecer meu precioso filho”.

Resposta: Acho que você não deveria viver assim. Você pode tentar senti-lo mesmo agora, no estado em que está. Não importa que estejam em mundos separados. Isso significa que você deve tentar se elevar um pouco acima de si mesmo, e começar a sentir que esse seu amor e sua atitude em relação ao seu filho a levam ao nível em que pode senti-lo. É sobrenatural, mas, em geral, é normal. Nós apenas temos que empurrar um pouco os limites de nossa percepção.

Eu também aconselho você a tentar continuar tratando as pessoas como você fazia antes, e da maneira que gostaria de tratar seu filho agora. Você verá o quanto isso a ajuda e o quanto realiza seu amor materno não reivindicado.

Você deve se envolver em ajudar os outros. Dessa forma, ajudará a si mesma e ao seu filho e a superar essa barreira que supostamente existe entre vocês.

Pergunta: Você está dizendo que não há barreira?

Resposta: Não há barreira. É apenas em seus sentimentos.

Pergunta: Se é dado a uma pessoa, significa que ela pode, se quiser, superar essa barreira?

Resposta: Sem dúvida, ela pode.

Pergunta: Em outras palavras, não nos são dados obstáculos que não podemos superar?

Resposta: Correto. O homem é criado para que possa alcançar seu desenvolvimento espiritual mais elevado onde não há barreiras e todos os seus desejos são realizados positivamente.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 25/10/21

Comente