O Propósito De Quebrar Um Único Desejo

237Congresso Internacional “Elevar-se Acima de Nós Mesmos” – Lição 1

O amor aos outros só pode ser através da revogação de si mesmo (Rabash, Artigo 1, Parte 1, “Propósito da Sociedade—1”)

A abnegação é a aniquilação de si mesmo em relação aos outros. Ao mesmo tempo, uma pessoa não apenas desaparece, mas está envolvida precisamente no fato de que tudo o que está nela – em sentimentos, pensamentos, ações – ela faz apenas para o bem do outro. Isso se chama amor. Você existe apenas para o bem de outro.

Por um lado, cada pessoa deve se sentir humilde e, por outro, orgulhar-se de que o Criador nos deu a chance de estar em uma sociedade onde cada um de nós tem apenas um objetivo: que a Shechiná [Divindade] esteja entre nós.

Ou seja, para que voltemos ao estado original do qual fomos criados quando o Criador começou a desenvolver dentro de Si o desejo de receber, o oposto de Si mesmo, para criar as criações. E as criaturas devem ser opostas a Ele. Portanto, gradualmente dentro do Criador, dentro da luz superior, foi criado um desejo de receber, que então se dividiu em muitas partes, subpartes, sub-sub-subpartes, e assim por diante, ao longo de 125 graus de descida de um único desejo primordial, que chamamos Malchut de Ein Sof (o mundo do infinito) até o nosso estado e até mesmo abaixo dele.

Tudo isso acontece dividindo um único desejo em uma série de desejos, para que possamos começar a jornada de retorno, nossa evolução, nosso desenvolvimento para começar a revelar o Criador a partir dos opostos.

Da Convenção Internacional “Elevar-se Acima de Nós” 06/01/22, “Aproximar-se do Criador por meio da rede de conexões entre nós”, Lição 1

Comente