É Assim Que Você Se Torna Um Humano

534Condene-se primeiro a si mesmo,
aprenda esta arte,
e só então julgue seu inimigo
e próximo no globo.

Primeiro aprenda
a não perdoar um único erro,
E só então grite ao seu inimigo,
Que ele é o inimigo e seus pecados são graves.

Não no outro, mas em você mesmo, conquiste o inimigo,
E quando você conseguir isso,
Você não terá mais que bancar o tolo –
E você se tornará um homem.
(Bulat Okudzhava)

Pergunta: Este poema russo ainda se espalha pela Internet, o que significa que as pessoas o consideram relevante. Como você se torna um humano em um mundo tão difícil hoje?

Resposta: Isso é um problema. Vejo que isso é impossível sem a ajuda do Criador.

Você pode admitir sua baixeza, a baixeza de sua natureza, qualquer coisa. Mas se você admitir que recebeu isso de cima para correção e tem que se voltar para a mesma fonte, para o Criador, que o criou dessa maneira rude, egoísta, etc., e admite que precisa se corrigir, isso pode começar a ajudar de alguma forma.

Qual é a utilidade do que Okudzhava convoca? Vemos que a humanidade não pode fazer isso. Se estivermos apenas dentro dos limites de nossa natureza, podemos continuar dizendo qualquer coisa. Só nos resta uma coisa a fazer: ficar bêbados. O que mais? Drogas. Você vê o que a humanidade está fazendo? Nenhuma coisa!

Pergunta: Então você acha que aprender de forma prática a arte de “condenar-se primeiro” é difícil?

Resposta: Acho impossível. Acho até que não devemos nos condenar, afinal, fomos criados assim. Então uma pessoa se depara com algum tipo de contradição interna: “O que posso fazer se sou criado pior que os animais?”

Os animais não agem como nós. Estamos prontos para destruir todos, os animais não. Qualquer animal come outro porque o vê como fonte de alimento e nada mais. Portanto, sempre que destrói, não destrói realmente o outro, alimenta.

Esta é uma atitude completamente diferente para a vida, para o outro e para o mundo do que a nossa perspectiva. Destruímos o outro, não porque é necessário para nós sobreviver, mas para estar acima dele. E nosso desejo não é limitado por nada.

Vemos que o mundo não está se movendo em direção a um estado melhor. Ele não pode se mover para um estado melhor. Temos que ficar cada vez piores. Nosso egoísmo está crescendo cada vez mais, e ninguém e nada pode nos ajudar nisso, exceto a consciência de onde ele vem.

Ela vem do Criador especificamente para que entendamos por que fomos criados em uma natureza tão terrível, egoísta e incorrigível.

Pergunta: Você está falando uma verdade tão amarga, e ainda assim o roteiro do Criador é para nós tentarmos sair dessa natureza?

Resposta: Quando começamos a perceber que a natureza, ou seja, o Criador, que é a mesma coisa, nos criou assim e precisamente para algum propósito, e percebemos que somos tão perversos, então, por um lado, estamos de alguma forma perdidos. O que podemos fazer se somos assim?

Precisamos aceitar que somos assim e não podemos ser diferentes. Então temos a única oportunidade de recorrer à mesma fonte que desenvolve esse mal em nós o tempo todo: “Eu criei o desejo egoísta. Eu criei o egoísmo”.

Então precisamos pedir a Ele que nos dê a oportunidade de pelo menos de alguma forma limitar esse mal, de alguma forma ocupá-lo.

Comentário: Então esta última estrofe de Okudzhava: “Não em outro, mas em você mesmo, conquiste o inimigo”.

Minha Resposta: Mas não somos nós, é através do Criador novamente, através da mesma fonte.

Pergunta: Então a vitória sobre o inimigo é voltar-se ao Criador?

Resposta: Esta é uma vitória sobre nós mesmos, sobre nossas próprias limitações, para que nos voltemos a Ele e sempre exijamos Dele com urgência que nos transforme. Para isso Ele nos criou tão assustadores, terríveis, egoístas e limitados para que pudéssemos entender que nosso egoísmo não pode ser corrigido ou alterado de forma alguma.

Não precisamos nos culpar, não precisamos culpar os outros, e devemos admitir que somos os piores que o resto do mundo, tanto vegetativo quanto animal, e qualquer outra coisa, e devemos nos voltar ao Criador para nos mudar.

Comentário: Então, como Okudzhava escreve: “E você se tornará um homem”.

Minha Resposta: Sim!

Pergunta: Então o que significa “homem”?

Resposta: Uma pessoa é aquela que quer fazer o bem, como o Criador. Então veremos que o Criador não é aquele que criou o egoísmo, mas quem criou o egoísmo para que nos voltemos a Ele para correção.

A primeira parte é a consciência do egoísmo. A segunda parte é um apelo ao Criador para nos dar força para corrigi-lo e nos ensinar como corrigir esse egoísmo. Então prossiga para este trabalho prático de correção do egoísmo. Assim, gradualmente, gradualmente, de si mesmo sendo oposto ao Criador, para se tornar semelhante ao Criador.

Isso é o que se chama de humano, essa é a nossa missão. E o que será dele, será chamado de homem, Adão, da palavra “Edomeh – semelhante”.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 25/10/21

Comente