A Visão Da Cabalá Sobre A Educação

963.6A Cabalá considera o homem e sua educação apenas em relação ao propósito da criação.

Nós existimos para atingir um determinado objetivo, e ele não está dentro de nossa vida, mas naquilo que revelamos em toda a natureza, que se chama Criador. Na Cabalá, o conceito de natureza é equivalente ao conceito de Criador.

Ao alcançar a conexão com toda a natureza, não apenas com o que agora vemos e observamos em nosso pequeno mundo, mas com sua totalidade, começamos a sentir que existimos eternamente e em perfeição. É este nível que uma pessoa deve alcançar durante essa vida. Esse é o único propósito de nossa existência.

E não é isso que nossa educação dá a uma pessoa. Nós a ensinamos como um animal ensina seus filhotes a sobreviver, a criar uma família corretamente e a produzir descendentes. Assim, de geração em geração, cuidamos de nossa vida no nível animado.

Não importa que nossas tecnologias se desenvolvam porque enquanto nosso organismo animado, nosso corpo, existir, queremos criar o ambiente aparentemente mais confortável para ele. Portanto, este nível é animado e uma pessoa não difere de um animal.

De fato, é a categoria de humano que podemos desenvolver em nós para sentir um estado eterno e perfeito, quando cada um de nós se eleva acima de nosso egoísmo mesquinho e alcança a sensação geral de toda a natureza. Ninguém nos ensina isso.

Se você quer elevar uma pessoa, deve mostrar a ela uma perspectiva diferente, para que vale a pena viver, para o que vale a pena direcionar seus esforços. E se toda essa vida está apenas dentro do corpo animado, não me importo com nada: posso pular do telhado, posso fazer o que quiser comigo. Ninguém se importa comigo e eu não me importo com ninguém porque todo mundo se sente um pouco individualista.

Todas as nossas relações na sociedade são construídas sobre isso: “Eu não toco em você, você não me toca”. E isso está completamente errado. No dia a dia, revelamos como a natureza é universal, como estamos interconectados em uma pequena vila, como funciona o efeito borboleta, a responsabilidade mútua e a influência mútua um sobre o outro.

Do lado da natureza, revelamos que tudo está interligado e em uma dependência tão próxima que não há como escapar dela.

Pergunta: Talvez ainda não estejamos cientes de que as leis de interdependência se aplicam diretamente às nossas vidas?

Resposta: Mesmo que estejamos cientes delas, ainda não podemos assumir o controle. Além disso, ainda não temos a oportunidade de abordar a sua realização.

A ciência da Cabalá está sendo revelada em nosso tempo, lida com isso e pode nos dar essa oportunidade. Mas estamos apenas no início do caminho e a humanidade ainda não entende o que é.

De KabTV, “Close-Up. Geração”, 24/08/09

Comente