O Condenado Por Violência Doméstica Ficará Horrorizado E Reformado

284.03Nas Notícias (rfi.fr): “A França está lançando uma experiência que usa a realidade virtual para impedir que homens condenados por violência doméstica reincidam.

“Já testada na Espanha, a tecnologia oferece uma experiência de ‘imersão total’ por meio de um fone de ouvido que permite ao infrator ver as coisas do ponto de vista de suas vítimas. …

“’É uma espécie de máquina de empatia’ que destaca as emoções das vítimas e ‘faz os homens compreenderem o medo’, explicou Guillaume Clere, fundador da startup Reverto, que colaborou no projeto com o Ministério da Justiça francês. …

“’Estudos têm mostrado a correlação entre baixa empatia cognitiva e violência’, disse Clère à AFP. …

“O fone de ouvido ‘tem a capacidade de enganar o cérebro’, explicou Géraud de la Brosse, que dirige o projeto para a Diretoria de Administração Penitenciária da França.

“’É uma forma de abrir um diálogo com os perpetradores’, disse ele ao site de notícias La Voix du Nord”.

Pergunta: O objetivo é fazer com que os criminosos percebam e sintam que prejudicaram outras pessoas. Enfrente-os com um agressor que é como eles e age como eles. A ideia é que eles se encontrem em uma posição de fragilidade e entendam o que aconteceu. Eles vão entender isso?

Resposta: Esta é, obviamente, uma ideia interessante – colocar-se no lugar da vítima. Isso pode ser ensinado. Acho que isso vai ajudar a consertar.

Pergunta: Para que de repente eles percebam e fiquem horrorizados: “Eu era assim?!”?

Resposta: É claro que eles ficarão horrorizados. Se isso for feito corretamente, terá um impacto muito forte.

Pergunta: Você acha que este é realmente um momento parental?

Resposta: Este é o momento da educação. Depois de tudo isso você explica para a pessoa e mostra quem ela é.

Pergunta: Podemos dizer que esta é a revelação do mal?

Resposta: Claro que esta é a revelação do mal, a mais real. Eu sou a favor. A ideia é boa. Se a técnica funcionar, é muito interessante. Isso leva imediatamente ao arrependimento. Então, como consequência disso, a correção, o remorso e assim por diante.

Pergunta: Podemos dizer que uma pessoa não cometerá mais esse crime se a experiência for aprovada?

Resposta: Não. Não sei o quanto isso afetará uma pessoa moderna que vivencia irritações externas constantes que a confundem o tempo todo, depende do que são e contra quais crimes se usa.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 04/10/21

Comente