Ajude, Mas Não Segure

962.6Pergunta: Se os amigos deixam a dezena, como podemos construir uma atitude em relação a eles? Podemos orar por eles? Ou devemos apenas nos concentrar no que temos agora?

Resposta: Devemos entender que, à medida que nos desenvolvemos espiritualmente, sempre haverá pessoas que nos deixarão porque sentirão que não é mais para elas.

Por exemplo, eu comecei o ensino fundamental, mas nem todos os 30 alunos que começaram a primeira série chegaram à décima série; muitos ficaram para trás, foram embora, etc. Então a faculdade – quantos deles foram admitidos? E quantos desistiram da faculdade? E quantos foram para a pós-graduação depois da faculdade?

Ou seja, quanto mais alto vamos, mais desistências temos. E cada um de nós tem seu próprio nível específico. Portanto, não os retenha à força. É preciso criar condições para que todos possam seguir em frente, para apoio e ajuda.

Isso é possível porque o sistema é integral e pode aceitar qualquer pessoa que seja anulada em relação a ele. Eu posso ser apenas um bebê nos braços de outros amigos, como uma criança pequena em uma família, mas sou considerado um membro da família porque me anulo em relação a eles. É assim que devemos agir.

Porém, se uma pessoa sente que isso não é para ela, ela não quer, não concorda conosco, ela deve ser liberada com calma, e perceber que ao longo do caminho veremos muitos desses casos, e isso é inevitável.

E no final ela ainda tirou algo de nós. Devemos levar em consideração o nível de possibilidades de todos neste circuito.

De KabTV, “Videoconferência”

Comente