Falsa Racionalidade Do Egoísmo

115.06A base de nosso anseio pelo Criador é chamada de “ponto no coração”. Eu sinto que esse ponto está me puxando, mas não sei para onde e não sei quem está fazendo isso. No entanto, quero saber qual é o sentido da vida, seu propósito, de onde vim e para onde vou, e por que essa vida é dada a uma pessoa.

Essas questões preocupam muitas pessoas na infância e na adolescência, mas depois desaparecem. Afinal, os hormônios começam a agir e o mundo nos confunde com seus valores ilusórios que desviam nossa atenção das perguntas certas: Para que estou vivendo?

No entanto, existem pessoas que não conseguem extinguir o ponto em seus corações que as atrai para a conexão com o Criador e, portanto, vêm para a sabedoria da Cabalá. Então, elas têm a escolha de agir de acordo com sua própria mente, de acordo com o que veem neste mundo, o que é chamado de abordagem “racional”.

É engraçado que chamemos isso de “racional”. É possível chamar a maneira como uma pessoa se comporta nesta terra de racional, deliberada? Como é possível tomar uma decisão racional se não conhecemos nosso futuro, não podemos nos conectar a ele, a fim de dar um passo em direção ao futuro que vemos, entendemos e controlamos a partir da análise do estado presente e do estado futuro? Então, poderíamos chamar nosso comportamento de racional. Mas se não temos ideia do futuro, não podemos falar de nenhuma ação racional.

Chamamos de passos racionais quando confiamos em nosso egoísmo, que não vê o que vai acontecer no próximo momento. Às vezes, até vemos que estamos nos prejudicando, mas não podemos parar. Descobrimos hoje em toda a atividade humana que estamos fazendo tudo errado, destruindo a Terra e nossas vidas, caminhando em direção a guerras e problemas, e ao mesmo tempo, não podemos parar.

Somos ainda piores do que os animais, porque eles não fazem isso. O animal irá parar imediatamente se estiver em perigo. Uma pessoa, entretanto, não pode parar. Afinal, o egoísmo é mais forte do que nós, é dado de cima e nos diz o que fazer. E nós seguimos obedientemente suas ordens, em vez das instruções de nosso instinto animalesco de autopreservação.

É por isso que estamos destruindo o planeta, destruindo o mundo, colocando em risco nosso futuro. Isso se chama que agimos com base em uma falsa “racionalidade” e de acordo com a razão. Como se houvesse alguma razão nesta louca corrida egoísta.

Agir “acima da razão” significa que aceitamos a vontade do Criador e Sua abordagem e começamos a agir de acordo com ela. Isso significa que apreciamos os atos de doação acima dos atos de recepção, ou seja, Bina governa Malchut, e não vice-versa, quando Malchut, o desejo de receber, suprime as qualidades de Bina, a inclinação de doar.

Se organizarmos um grupo que eleva e valoriza a qualidade de doação mais do que as qualidades egoístas, vão querer existir com a força de Bina, doação, que está acima da razão, acima do desejo de receber egoísta.

Na medida em que elevamos o nível de Bina acima do nível de Malchut, de modo que o desejo de doar seja mais elevado e mais respeitado por nós do que o desejo vontade de receber, construímos a exaltação do Criador. O Criador, o grau de Bina torna-se maior aos nossos olhos do que o grau de Malchut.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/10/21, Baal HaSulam, Shamati # 14 “O Que é a Exaltação do Criador?”

Comente