Sinais Externos De Ações Espirituais

506.1Pergunta: Os alimentos que usamos em Rosh Hashaná para a mesa festiva simbolizam algum tipo de mudança interna. Por que é necessário comê-los?

Resposta: O fato é que quando queremos transmitir algumas leis, nós as colocamos na forma de costumes populares e as transformamos em algo como ditados. Dessa forma, eles são preservados e passados ​​de geração em geração.

Se você começar a dizer: “A luz de Hassadim, a luz de Hochma, etc.”, nada resultará disso. Se as pessoas não têm sentimentos adequados, não os preservarão. Portanto, tudo é transmitido dessa forma.

A fim de preservar o significado interno dos fenômenos e ações espirituais, os Cabalistas os revestiram de algum tipo de manifestação material. No Rosh Hashaná nós comemos cenouras, que simbolizam bondade. Mergulhamos a maçã no mel para termos um ano bom e doce. A romã simboliza 613 desejos que precisamos corrigir da recepção à doação, do egoísta ao altruísta.

Ou seja, todos esses são sinais particulares em nosso mundo. É assim que os costumes populares são passados ​​de geração em geração, embora os Cabalistas tenham dado um significado muito mais profundo a eles. Nós os conhecemos e os apreciamos porque as tradições são transmitidas dessa forma. Mas o que mais importa é o que esses costumes indicam. Eles indicam seu significado interno muito elevado. Isso é o que devemos fazer.

Pergunta: Isto é, um Cabalista sente o desejo de receber com a intenção para seu próprio benefício. Para transmitir de alguma forma os sinais da correção a todos os outros neste mundo, ele pega uma maçã, que simboliza o desejo de receber, mergulha-a no mel, como se adoçasse com a intenção certa, e assim a semântica é obtida?

Resposta: Esses são apenas sinais externos, nada mais. Devemos entender que ao mesmo tempo um Cabalista deseja que o fruto daquela árvore, que deliberadamente expulsou a pessoa do nível espiritual, agora com a ajuda de Amtakat Hadinim (adoçando o julgamento), isto é, adoçando com mel, corrija a inclinação ao mal de uma pessoa e que ela se eleve ao nível de sua correção.

De KabTV, “Estados Espirituais”

Comente