Para Nascer Para A Eternidade

744Zohar para Todos, Lech Lecha, Item 98: E quando uma pessoa morrer desse mundo, essa Nefesh nunca se moverá da sepultura, e por essa força de Nefesh que permanece na sepultura, os mortos se conhecem e falam entre si.

Viver em nosso mundo antes de nascer no mundo de Assia, antes do despertar e da iluminação, é chamado de estar em um túmulo. Quando eu saio desse lugar, eu deixo meu túmulo. Rechem (útero) ou Kever (sepultura) são a mesma coisa.

Ou seja, eu enterro meus desejos atuais e subo ao próximo nível. Essa é a saída da sepultura, o nascimento de uma nova pessoa.

Em princípio, em nosso mundo, parece que acreditamos que, depois que uma pessoa é enterrada, ela renasce. Por que tratamos um cadáver dessa maneira? Qual é a utilidade disso e nossa nostalgia por isso? Ir ao cemitério para acariciar uma lápide? O que há nela? Nada!

Mas isso vem precisamente da conformidade com o espiritual, porque de nosso desejo egoísta espiritualmente morto, um desejo altruísta correto nasce. Portanto, tratamos nosso egoísmo com tanto respeito porque todo o nosso crescimento espiritual é baseado nele.

Pergunta: O que são esses mortos que falam entre si?

Resposta: Os mortos são você e eu. Falamos sobre como podemos nos tornar vivos, como podemos sair desse estado. Isso é chamado de mudança de morto para vivo.

Pergunta: Ou seja, o mundo que vemos ao nosso redor está morto? As pessoas que andam pela terra estão mortas?

Resposta: Claro, porque todos olham apenas para dentro. O Livro do Zohar diz: “Olhe para essas pessoas, como suas órbitas estão voltadas para dentro”.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 18

Comente