Os Homens Darão À Luz?

961.2Comentário: Cientistas chineses em Xangai conduziram experimentos em ratos nos quais transplantaram úteros em machos e os fertilizaram, fazendo-os dar à luz. Como resultado, nasceram dez filhotes. Eles nasceram de cesariana, é claro.

Eles viveram até a idade adulta, foram capazes de se reproduzir e não enfrentaram nenhuma doença grave. Assim, foi criado um modelo animal de gravidez masculina em mamíferos. Existe tal fenômeno no mundo, mas é muito raro: cavalos-marinhos geram descendentes e assim por diante. Mas este é um caso raro. Agora eles provaram que, a grosso modo, os machos também podem dar à luz (Global Times , “Cientistas Chineses Ajudam Ratos Machos A Dar À Luz 10 Filhotes Saudáveis ​​Pela Primeira Vez”).

Pergunta: Agora estou interessado em saber a que eles estão aludindo em geral? Para que todos esses experimentos estão sendo conduzidos?

Resposta: Não vejo sentido nisso. Em qualquer caso, não resultará em nada de bom. Isso vai acabar com um resultado ruim. Porque o corpo masculino difere do corpo feminino em todas as células. Você entende? Cada célula!

Portanto, tirar um órgão de uma mulher e transplantá-lo para um homem é contra a natureza. Portanto, nunca terá um bom resultado no final. Em algum lugar ao longo do caminho, talvez não imediatamente, não na primeira, mas na segunda ou terceira geração, algo de ruim virá disso. Em qualquer caso, a natureza não tolerará qualquer perversão feita a ela.

Você está lidando com psicologia, o corpo todo, as terminações nervosas, cabeça, tórax, tudo. E como eles são amamentados?

Os mamilos também são transplantados? Que tal leite? Todo o corpo está envolvido!

Não estamos nem falando de psicologia. Como a Torá trata um homem e uma mulher de maneira diferente.

Comentário: Dois opostos que são forçados a viver juntos.

Minha Resposta: Eles têm que viver juntos, justamente porque são muito diferentes. E só assim eles podem se conectar, se unir e dar à luz as gerações seguintes.

Pergunta: Porque eles são tão diferentes e opostos, é por isso? E se não fossem opostos, eles não se conectariam?

Resposta: Não.

Pergunta: Qual é o propósito de conectar todos esses opostos, polos opostos, criaturas completamente diferentes? Por que eles precisam ser pressionados a ficar juntos se são tão diferentes?

Resposta: Para criarem um sistema entre si que se assemelhe ao Criador.

Pergunta: E neste caso é chamada de família real?

Resposta: Sim, “Um homem e uma mulher – e o Criador entre eles”.

Comentário: Então, licença maternidade para homem. Não é promissor, não importa o quanto ele queira.

Minha Resposta: Alguém realmente concordaria em se submeter a tal experimento? Isso é terrível!

Pergunta: Tal experimento. Então, tudo isso está acontecendo por uma questão de ciência, por uma questão de marcar alguma caixa?

Resposta: Claro. Não podemos nem imaginar que reestruturação psicológica e mental isso acarreta. Tudo muda, tudo.

Porque a maneira como a mulher pensa e a maneira como o homem pensa não são de forma alguma comparáveis ​​ou compatíveis. Somente na conexão voluntária acima deles, no desejo de se unir apesar de suas diferenças, eles começam a construir algo em comum. Amor, família e assim por diante, caso contrário, o modo como a vida produziu os seres, masculinos e femininos, os levou a criar sua prole dessa maneira particular, precisamente pelo fato de se apresentarem como extremamente opostos um ao outro.

Mesmo assim, eles se unem, criam descendentes e assim por diante. E veja como essa prole depende da conexão entre esses dois tipos. E quanto mais essas espécies são desenvolvidas, maior é a distância entre elas: psicológica, fisiológica e assim por diante.

Pergunta: Então, quanto mais desenvolvido um homem e uma mulher se tornam, mais complexa é a conexão?

Resposta: Claro. Não é como os ratos. É tudo muito, muito complexo e ainda não entendemos nada sobre isso.

Comentário: Portanto, não podemos derrotar a natureza. Queremos realmente derrotá-la, mas não podemos.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/07/21

Comente